Conteúdo: Dtcom
Programa Capacitação Tecnológica
Excel 2010 na prática - Aula 3
2
Sumário
1. Objetivos ......................................................................................................
3
1. Objetivos
Importar arquivos do tipo texto e CSV para o Excel. Entender os recursos de lista
suspensa e de validação d...
4
Outra opção para encontrar o arquivo desejado seria digitar *.csv, para o Excel
filtrar rapidamente pela extensão (utili...
5
Salve sua planilha com formato para Excel. A partir de um arquivo .csv, você
importou seus dados, e agora poderá trabalh...
6
• 2ª etapa: definir delimitadores: pode ser a tabulação, a vírgula, o ponto-e-
vírgula, espaço, etc. Depende de como est...
7
Fizemos a importação de um arquivo em formato .txt (ou .csv), que está pronto
para ser salvo como um arquivo de Excel e ...
8
3. Recursos de lista suspensa e validação de dados
Na página seguinte, temos a imagem de uma planilha de contas a pagar,...
9
Digamos que você queira digitar “Gasolina” novamente. Apenas as primeiras
letras já serão o suficiente para o Excel iden...
10
Para evitar que existam entradas de dados graficamente diferentes (ex.: “agua”
e “água”), o Excel possui um recurso int...
11
Neste boxe, é possível definir a validação de dados. Vamos indicar que
queremos uma lista. Em seguida, selecionaremos a...
12
Ao se digitar o valor errado, o Excel acusa que o valor inserido não é válido,
forçando o usuário a inscrever o código ...
13
Você também pode escrever uma mensagem para aparecer quando seu cursor
estiver em cima da célula, ou uma mensagem de er...
14
Outra forma para criar uma lista é selecionar o conjunto e clicar em “Validação
de dados”, e na aba “Configurações” inf...
15
4. Formatação condicional
Temos agora outra planilha de contas a pagar e vamos utilizar o recurso de
Formatação Condici...
16
Quando você clicar em “É Maior do que...” abrirá uma janela onde poderá
digitar o valor, como exemplo digitamos o númer...
17
Essa ferramenta auxilia a localizar rapidamente os valores em uma planilha, ou
até mesmo um tipo específico de conta.
V...
18
Ao lado do campo onde foi digitado “Supermercado” existem opções de
formatação para a palavra digitada. Em nosso exempl...
19
A formatação condicional também pode ser utilizada para deixar “zebrada” a
planilha do Excel, isto é, com linhas pintad...
20
Como fazer isso? É simples! Se o número for par, pintamos a linha. Se for
ímpar, não. Selecione a linha inteira, na aba...
21
Vamos formatar o preenchimento com a cor cinza.
Depois que definir a cor, clique no botão Ok, surgirá à janela:
22
Antes, teremos de deixar a coluna absoluta. Vamos fixar a coluna A, basta
inserir o cifrão do dólar ($) na fórmula, ant...
23
Aplica-se:
5. Ferramenta Pincel
Agora, vamos selecionar a linha pintada e clicar na ferramenta Pincel.
Essa ferramenta ...
24
6. Função SOMASE
A Função SOMASE é utilizada para fazer somas baseando-se em algum
critério. Na nossa planilha de exemp...
25
somar.
Depois de dar “Enter” aparece o saldo a vencer.
A função SOMASE é bem interessante quando você precisa fazer som...
26
Para imprimir, é muito simples. Basta clicar em “Arquivo” e “Imprimir”.
Pode acontecer de a planilha possuir muitas col...
27
O menu à esquerda apresenta as configurações a serem definidas. Você
seleciona o que e como quer imprimir.
Pode limitar...
28
Outra opção para configurar a impressão é reduzir diretamente na escala.
Perceba que em 85%, não há quebra de página, a...
29
Se desejar excluir a área selecionada para impressão, basta clicar em “Área de
Impressão” e depois clicar em “Limpar ár...
30
Outro recurso, muito interessante para manter a organização de seus relatórios
ou planilhas, é a inserção de cabeçalho ...
31
Rodapé
Depois que clicar em Ok aparecerá essa tela:
Ao visualizar a impressão, agora é possível visualizar tanto o cabe...
32
Também, pode-se imprimir a planilha com as linhas de grade e os títulos
(linhas ou colunas), ainda na guia “Layout de P...
33
Vamos exemplificar com a nossa planilha de contas a pagar. Basta deixar alguma
célula aleatória selecionada na planilha...
34
À esquerda, no ícone “Selecionar Dados”, é possível
editar, acrescentar, excluir dados presentes no gráfico.
Várias con...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Excel 2010 na_pratica_3

570 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
570
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Excel 2010 na_pratica_3

  1. 1. Conteúdo: Dtcom Programa Capacitação Tecnológica Excel 2010 na prática - Aula 3
  2. 2. 2 Sumário 1. Objetivos ........................................................................................................ 3 2. Importando arquivos de texto para o Excel 2010........................................... 3 3. Recursos de lista suspensa e validação de dados......................................... 8 4. Formatação condicional............................................................................... 15 5. Ferramenta Pincel........................................................................................ 23 6. Função SOMASE......................................................................................... 24 7. Configurando planilhas para impressão....................................................... 25 8. Gerando gráficos no Excel........................................................................... 32
  3. 3. 3 1. Objetivos Importar arquivos do tipo texto e CSV para o Excel. Entender os recursos de lista suspensa e de validação de dados, Configurar planilhas para impressão, gerar gráficos e trabalhar com diferentes configurações. Utilizar os recursos de ferramenta pincel, formatação condicional e a função SOMASE. 2. Importando arquivos de texto para o Excel 2010 O Excel é um software muito utilizado para se fazer filtragem e análise de dados, gerar relatórios, etc. E não são somente planilhas que podem ser abertas, criadas e/ou editadas no Excel. Arquivos de texto, com extensão .txt ou .csv também podem ser transformados em planilhas. Os arquivos nesses formatos, geralmente, são arquivos cujos dados estão separados por vírgula ou ponto-e-vírgula, já prontos para exportação para o Excel. Você pode importá-los para o software para trabalhar com esses conjuntos de dados e gerar gráficos, relatórios, tabelas dinâmicas, imprimir, etc. Vamos ver como é um arquivo com extensão .csv: Perceba que é um documento normal, com separações por ponto-e-vírgula, o que vai caracterizar a divisão por colunas no momento de importar para o Excel. Agora, para importar um documento com a extensão .csv, clique em “Arquivo”, “Abrir” e escolha a pasta em que o documento se encontra. O Excel não irá mostrar o arquivo, por isso, você precisará procurar por sua extensão.
  4. 4. 4 Outra opção para encontrar o arquivo desejado seria digitar *.csv, para o Excel filtrar rapidamente pela extensão (utilize o asterisco para limitar sua pesquisa). Pronto, agora você tem a planilha. Basta aplicar todos os recursos que você deseja, por exemplo, funções, arrumar largura de linhas e colunas, etc.
  5. 5. 5 Salve sua planilha com formato para Excel. A partir de um arquivo .csv, você importou seus dados, e agora poderá trabalhá-los no Excel, aplicando as funções que quiser. Outro arquivo de texto bastante comum de ser importado para o Excel são os de extensão .txt. Perceba que o arquivo .txt é igualzinho ao .csv, pois ambos têm o mesmo conteúdo. O processo para transformá-lo em um arquivo de Excel é rigorosamente igual ao anterior. Mas agora o software abrirá outra janela com opções, chamada “Assistente de importação de texto”. Esse é um recurso de três etapas. • 1ª etapa: o arquivo é delimitado ou tem largura fixa: alguns programas exportam seus arquivos de texto com espaços, então há uma largura fixa para cada campo (por exemplo, 10 caracteres para “valor”, 20 caracteres para “descrição”, etc.). No nosso caso, como está delimitado por ponto-e-vírgula, está mais fácil, basta clicar em “Delimitado – caracteres como vírgulas e tabulações separam cada campo”. Em seguida, clique em “Avançar”.
  6. 6. 6 • 2ª etapa: definir delimitadores: pode ser a tabulação, a vírgula, o ponto-e- vírgula, espaço, etc. Depende de como está seu arquivo de texto. No nosso caso, é o sinal ponto-e-vírgula (;). • 3ª etapa: definir com que tipos de dados está trabalhando: dados de texto, dados gerais, datas, etc. Ainda, há uma opção de ignorar colunas, caso você queira selecionar quais devem ser ou não ser importadas.
  7. 7. 7 Fizemos a importação de um arquivo em formato .txt (ou .csv), que está pronto para ser salvo como um arquivo de Excel e receber todas as funções que a ele se aplicam. O caminho contrário também é possível, isto é, partindo-se de uma planilha de Excel, pode-se salvá-la como extensão .txt ou .csv, basta selecionar o tipo de extensão que você quer na guia “Salvar como”.
  8. 8. 8 3. Recursos de lista suspensa e validação de dados Na página seguinte, temos a imagem de uma planilha de contas a pagar, com categorias como data, data de pagamento, descrição, tipo da conta e tipo do lançamento. O Excel possui muitos recursos que agilizam na digitação de sua planilha. Um deles é a Lista suspensa. Tomando como exemplo nossa planilha de contas a pagar, observe os itens digitados.
  9. 9. 9 Digamos que você queira digitar “Gasolina” novamente. Apenas as primeiras letras já serão o suficiente para o Excel identificar a palavra e completá-la automaticamente. Isto é, para não precisar redigitar nenhum dado já inserido, você pode utilizar o recurso da Lista Suspensa, clicando com o botão direito do mouse. Quando você clicar na opção “Escolher na Lista Suspensa” aparecerá uma lista com as palavras da sua planilha, basta procurar a palvra que você deseja usar.
  10. 10. 10 Para evitar que existam entradas de dados graficamente diferentes (ex.: “agua” e “água”), o Excel possui um recurso interessante de validar (restringir) os dados que determinada célula pode receber, impedindo que valores inadequados entrem na célula. Vá até a guia “Dados”, clique em “Validação de dados”.
  11. 11. 11 Neste boxe, é possível definir a validação de dados. Vamos indicar que queremos uma lista. Em seguida, selecionaremos a fonte. Observe, na imagem da planilha abaixo, a coluna selecionada – ela corresponde à nossa fonte. Agora, a primeira célula para a coluna “conta” está listada com os itens que escolhemos.
  12. 12. 12 Ao se digitar o valor errado, o Excel acusa que o valor inserido não é válido, forçando o usuário a inscrever o código correto. Clique em “Sim”, pois a intenção é justamente a de estender a validação de dados para as outras células. Portanto, a partir desta aplicação, não há como inserir um valor errado na célula. Porém, a ferramenta foi aplicada somente na primeira célula. Para aplicar às demais, vamos selecionar todo o conjunto desejado e clicar novamente em “Validação de dados”.
  13. 13. 13 Você também pode escrever uma mensagem para aparecer quando seu cursor estiver em cima da célula, ou uma mensagem de erro para aparecer caso os valores não estejam adequados. Para colocar uma mensagem: Para colocar um alerta de erro: Clicando em OK o alerta de erro será aplicado a planilha. Caso digite alguma palavra, símbolo errado surgira uma janela acusando o erro. Veja na imagem abaixo. Caso apareça a janela apontando o erro, clique no botão “Repetir” e escolha a informação correta.
  14. 14. 14 Outra forma para criar uma lista é selecionar o conjunto e clicar em “Validação de dados”, e na aba “Configurações” informar a opção “Lista”. Após digitar os valores, rapidamente você cria sua lista.
  15. 15. 15 4. Formatação condicional Temos agora outra planilha de contas a pagar e vamos utilizar o recurso de Formatação Condicional. Isto é, baseado em alguma condição, pode-se aplicar algum estilo sobre o conjunto de dados. Por exemplo, vamos realçar os valores maiores que 60. Na aba “Página Inicial” localize a guia “Formatação condicional”, escolha “Realçar regras das células” e, em seguida, “É maior do que...”. Perceba as inúmeras opções de formatação que o Excel permite ao usuário.
  16. 16. 16 Quando você clicar em “É Maior do que...” abrirá uma janela onde poderá digitar o valor, como exemplo digitamos o número 60, automaticamente os valores maiores que 60 parecem destacados com uma cor rosa.
  17. 17. 17 Essa ferramenta auxilia a localizar rapidamente os valores em uma planilha, ou até mesmo um tipo específico de conta. Vamos, agora, aplicar uma cor nas contas do tipo Supermercado. Então, vamos selecionar a coluna “Conta” e clicar na opção “Formatação condicional”. Agora, em vez de escolher a opção “É maior do que...”, clicar na opção “É igual a...”, pois estamos procurando as inscrições “Supermercado”, logo, precisamos encontrar essa palavra. Novamente clicamos em “Formatação condicional”, mas agora escolhemos a opção “É igual a...”, digite por exemplo, supermercado. Clique em Ok e verifique os valores em destaque.
  18. 18. 18 Ao lado do campo onde foi digitado “Supermercado” existem opções de formatação para a palavra digitada. Em nosso exemplo escolhemos a opção “Texto vermelho”. Mas você pode escolher qual opção desejar. Veja como ficar com a opção “Texto vermelho”. Para removê-la a formatação, selecione a coluna formatada, vá em “Formatação condicional”, “Gerenciador de Regras de Formatação Condicional” e aperte excluir.
  19. 19. 19 A formatação condicional também pode ser utilizada para deixar “zebrada” a planilha do Excel, isto é, com linhas pintadas. Esta é uma opção do próprio Excel, em sua aba de estilos, mas os realces podem ser aplicados manualmente baseados em uma fórmula. Vamos aplicar a cor cinza nas linhas do Excel, intercalando-as com linhas em cor branca. Após clicar em “Gerenciar Regras”, clique em “Excluir Regra” e pressione o botão Ok.
  20. 20. 20 Como fazer isso? É simples! Se o número for par, pintamos a linha. Se for ímpar, não. Selecione a linha inteira, na aba “Página inicial” clique em “Formatação condicional” e selecione “Nova regra”. Clicando em “Nova regra” abrirá essa janela: Aí escolha a opção “Usar uma fórmula para determinar quais células devem ser formatadas”. A função mod retorna o resto da divisão. O divisor vai ser 2, porque indica par (1 seria o ímpar). Depois de colocar a fórmula, =mod(a6;2)=0, clique em formatar.
  21. 21. 21 Vamos formatar o preenchimento com a cor cinza. Depois que definir a cor, clique no botão Ok, surgirá à janela:
  22. 22. 22 Antes, teremos de deixar a coluna absoluta. Vamos fixar a coluna A, basta inserir o cifrão do dólar ($) na fórmula, antes da informação da coluna. Clicando em Ok deve aparecer a primeira linha par desta forma:
  23. 23. 23 Aplica-se: 5. Ferramenta Pincel Agora, vamos selecionar a linha pintada e clicar na ferramenta Pincel. Essa ferramenta copia todo o estilo da célula, tudo o que ela tem: cor, estilo da fonte, tamanho, borda, etc. É só dar um duplo clique no ícone “pincel” para fixá-lo e selecionar as demais linhas, que automaticamente ficam pintadas. Pode-se adotar diferentes critérios para pintar as linhas. Se desejarmos realçar as linhas pelo valor, basta definir um critério (maior que, menor que, igual a, etc.) e aplicar na fórmula da ferramenta “Formatação condicional”.
  24. 24. 24 6. Função SOMASE A Função SOMASE é utilizada para fazer somas baseando-se em algum critério. Na nossa planilha de exemplo, vamos recorrer ao item “Saldo a pagar”. Procuramos as linhas em que a data de pagamento seja igual a 13/4 (treze de abril). O intervalo dos critérios é a coluna com as datas de pagamento. Já o critério em si é a própria data de pagamento, localizada em F1. O intervalo da soma corresponde à coluna dos valores, pois se pretende calcular o valor do saldo a pagar com base na data de pagamento estipulada na planilha. Precisaremos colocar o operador (igualdade) entre aspas, para concatená-lo com a data de pagamento. Já com o resultado do cálculo para o saldo a pagar, vamos calcular o saldo a vencer. A fórmula é a mesma. É só digitar =SOMASE, definir o intervalo de critérios, inserir o operador entre aspas e concatená-lo com a data de entrada. Por último, basta inserir os valores que, filtrados, deseja-se
  25. 25. 25 somar. Depois de dar “Enter” aparece o saldo a vencer. A função SOMASE é bem interessante quando você precisa fazer soma baseado em critério. 7. Configurando planilhas para impressão Na guia “Layout de Página”, pode-se definir várias configurações para impressão da sua planilha.
  26. 26. 26 Para imprimir, é muito simples. Basta clicar em “Arquivo” e “Imprimir”. Pode acontecer de a planilha possuir muitas colunas e não caberem todas na mesma página. Isso é bastante comum de acontecer no Excel. Página 1 Página 2 Vamos ajustar a planilha para que ela caiba em única folha.
  27. 27. 27 O menu à esquerda apresenta as configurações a serem definidas. Você seleciona o que e como quer imprimir. Pode limitar uma seleção para impressão, ou escolher quais páginas imprimir, bem como a orientação e o tamanho do papel, além de personalizar as margens. Na opção “Dimensionamento Personalizado”, é possível rapidamente ajustar a planilha em uma página. O próprio Excel se encarrega de fazer isso através de suas opções. Outra maneira de configurar sua planilha para impressão é diretamente da guia “Layout de Página”. A faixa tracejada que corta verticalmente a planilha abaixo representa uma quebra de página, indicando onde começa a página 2 na impressão. Na aba “Formatar”, pode-se definir a larguras das colunas.
  28. 28. 28 Outra opção para configurar a impressão é reduzir diretamente na escala. Perceba que em 85%, não há quebra de página, ao passo que com a escala em 100%, duas colunas ficam na página 2. Ao clicar nos ícones localizados no canto inferior direito da sua área de impressão, você pode trabalhar diretamente com as margens esquerda, direita, inferior e superior. A guia “Área de Impressão” permite definir uma parte da planilha para impressão. Basta selecionar a área desejada e clicar na opção “Definir área de impressão”. Automaticamente o Excel traça uma linha na área selecionada.
  29. 29. 29 Se desejar excluir a área selecionada para impressão, basta clicar em “Área de Impressão” e depois clicar em “Limpar área de impressão”. No Excel você pode inserir quebras de páginas, como inserir? Em sua planilha clique onde você quer inserir a quebra de página, em seguida na aba “Layout da Página” clique em “Quebras” e escolha “Inserir Quebra de Página”. Visualize a impressão e verifique como ficou. Por meio da guia “Imprimir Títulos”, você pode fixar os títulos de suas tabelas nas páginas de sua planilha. Em “Linhas a repetir na parte superior”, selecione as linhas (ou colunas) que deseja fixar e clique Ok.
  30. 30. 30 Outro recurso, muito interessante para manter a organização de seus relatórios ou planilhas, é a inserção de cabeçalho e rodapé. Em “Configurar Página”, é possível inserir cabeçalho e rodapé para a impressão de uma planilha. Clicando no item “Personalizar cabeçalho” pode-se inserir texto na seção à esquerda, à direita e ao centro. Essa opção conta com uma série de ícones a serem inseridos, como nome do arquivo, data e hora, numeração de página, entre outros. Cabeçalho
  31. 31. 31 Rodapé Depois que clicar em Ok aparecerá essa tela: Ao visualizar a impressão, agora é possível visualizar tanto o cabeçalho (com o nome da empresa e do arquivo) quanto o rodapé (paginação e data/hora da impressão).
  32. 32. 32 Também, pode-se imprimir a planilha com as linhas de grade e os títulos (linhas ou colunas), ainda na guia “Layout de Página”, à direita. 8. Gerando gráficos no Excel Para criar um gráfico a partir de uma planilha de dados, é muito simples. Na guia “Inserir”, o Excel disponibiliza várias opções para formação de gráficos: colunas, linhas, pizza, barras, etc.
  33. 33. 33 Vamos exemplificar com a nossa planilha de contas a pagar. Basta deixar alguma célula aleatória selecionada na planilha e clicar em “Colunas” que o Excel já dispõe algumas opções de gráfico em coluna. Após selecionar um formato de gráfico, o Excel automaticamente abre a guia “Design” do menu “Ferramentas de Gráfico”, em que se pode definir o estilo do gráfico, dentre outras opções. Claro que o Excel também permite a formação de gráficos com elementos selecionados. Basta selecionar as colunas/linhas desejadas segurando a tecla Ctrl. No exemplo abaixo, selecionamos “Mês” e “Total de despesas” e inserimos um gráfico em formato pizza 3D.
  34. 34. 34 À esquerda, no ícone “Selecionar Dados”, é possível editar, acrescentar, excluir dados presentes no gráfico. Várias configurações podem ser modificadas após a geração do gráfico. É possível alterar o tipo do gráfico, salvá-lo como modelo, além de optar pela inserção ou não de legenda e título, bem como o posicionamento destes no gráfico. Em “Layout”, é possível posicionar legenda, título, bem como as informações do gráfico (rótulo de dado Percebeu como o Excel é uma ferramenta rica e interessante? Certamente pode ser adaptado às suas necessidades e é de grande ajuda em diversas funções de seu cotidiano. Finalizamos aqui a terceira e última aula da série “Excel 2010 na prática”. Esperamos que os conhecimentos demonstrados tenham sido de grande valia. Até a próxima!

×