“ Escrita na Ponta de Um Lápis” Atividades de novembro
<ul><li>O pica-pau </li></ul><ul><li>pica, pica pica-pau </li></ul><ul><li>pica o pau e o pão </li></ul><ul><li>o pão, pap...
<ul><li>Aluno: Francisco Martins M. Pestana </li></ul>Outono No Outono vejo as folhas das árvores a  caírem e são de muita...
Ilustrado por Sara Bastos
<ul><li>Autores – Daniel, Filipe, João, Laura e Nuno  3º Ano – Out4 </li></ul><ul><li>Ilustração – Diogo Vaz </li></ul>OS ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Outeiro novº

177 visualizações

Publicada em

OUT1 - OUT2 - OUT3 - OUT4

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
177
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Outeiro novº

  1. 1. “ Escrita na Ponta de Um Lápis” Atividades de novembro
  2. 2. <ul><li>O pica-pau </li></ul><ul><li>pica, pica pica-pau </li></ul><ul><li>pica o pau e o pão </li></ul><ul><li>o pão, papa-o o piu-piu. </li></ul><ul><li>EB1 de Outeiro/ OUT 1 </li></ul>BRINCA COM O p-P Ilustradora: Ana Júlia Siqueira
  3. 3. <ul><li>Aluno: Francisco Martins M. Pestana </li></ul>Outono No Outono vejo as folhas das árvores a caírem e são de muitas cores. Cheiro as castanhas assadas e cheiro outros cheiros característicos do Outono. Saboreio as castanhas assadas e as frutas maduras. Oiço o vento a soprar na copa das árvores e nas janelas. Sinto frio e às vezes calor. Aluno: Francisco Martins M. Pestana 2º ano - OUT 2
  4. 4. Ilustrado por Sara Bastos
  5. 5. <ul><li>Autores – Daniel, Filipe, João, Laura e Nuno 3º Ano – Out4 </li></ul><ul><li>Ilustração – Diogo Vaz </li></ul>OS NÚMEROS DO MENINO GULOSO Dá-me castanha Mas não só uma. Desde outubro Não como nenhuma. Dá-me castanhas Mas não só quatro. Quando há dinheiro Vou ao teatro. Dá-me castanhas Mas não só duas. Umas são minhas E outras são tuas. Dá-me castanhas Mas não só cinco. Enquanto espero Também as trinco. Dá-me castanhas Mas não só três. Pego nas cascas E jogo xadrez. Dá-me castanhas Mas não só seis. Com elas faço Uns belos pastéis.

×