Amostra cientifica:
Tema: Livro: Contos indígenas
Autor: Daniel Munduruku
Informática: Prof. Matheus
Extinção indígena
•
•

•

Extinção indígena
Antes eles eram garbosos, hígidos e imponentes guerreiros espalhados
pelas naç...
Extinção indígena
Na Amazônia, último reduto de uma luta fratricida e desigual, os seus povos
igualmente desaparecem mistu...
Gráfico
Sobre o gráfico
O gráfico fala sobre o crescimento da extinção indígena e nos mostra como aumentou .
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amostra cientifica -_trabalho_-_informatica (1)

71 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
71
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amostra cientifica -_trabalho_-_informatica (1)

  1. 1. Amostra cientifica: Tema: Livro: Contos indígenas Autor: Daniel Munduruku Informática: Prof. Matheus
  2. 2. Extinção indígena • • • Extinção indígena Antes eles eram garbosos, hígidos e imponentes guerreiros espalhados pelas nações e etnias que vagavam livres pelas terras pré-cabralianas. Hoje são párias, alienados social e culturalmente, como que condenados à pobreza absoluta nos currais de reservas improdutivas, ou na insalubridade dos esgotos das cidades. Essa é uma verdade inquestionável a que vivencia a sociedade brasileira do presente: a lenta extinção dos povos indígenas. Indiferença, desprezo e desrespeito são acusações mínimas que se pode atribuir às autoridades brasileiras, aos órgãos responsáveis e à sociedade nacional como um todo, por esse crime perverso, absurdo e injustificável sob todos os aspectos. Fonte: http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,182,3278423,16916
  3. 3. Extinção indígena Na Amazônia, último reduto de uma luta fratricida e desigual, os seus povos igualmente desaparecem misturados à fumaça das queimadas das suas sagradas matas. Os que ainda resistem, nem de longe lembram índios na sua pureza autóctone. Perderam-se pelos caminhos tortuosos da corrupção e de tantas outras mazelas perpetradas pelo homem branco. Desprotegidos, são vítimas fáceis. Por não renderem votos, não gerarem discussões polêmicas ou escândalos bem ao gosto da sociedade que os despreza, não demorará e não se terá mais no Brasil gigante do Século 21, nem guaranis, nem caiguangues, nem ticunas, nem xavantes, nem aruanás, mas arremedos de homens sem origens e sem causas, sem presente ou futuro, sem orgulho e sem pátria. Por serem índios, serão ninguém na terra que era deles.
  4. 4. Gráfico
  5. 5. Sobre o gráfico O gráfico fala sobre o crescimento da extinção indígena e nos mostra como aumentou .

×