Profa.: Ana Cunha Araújo<br />PAISAGISMO I e II<br />
José Augusto de Lira Filho <br />ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO NO JARDIM<br />
ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO NO JARDIM <br />Para trabalhar os sentimentos e estabelecer o processo de comunicação, o paisagis...
1. LINHA<br />Na Geometria elementar o traçado com auxílio de uma régua ou à mão livre, denomina-se  linha.<br />Trata-se ...
1. LINHA<br />Na natureza, as coisas não são como definido na Geometria. <br />Na paisagem, a linha pode ser alcançada atr...
Nesse sentido, pode-se afirmar que, na natureza, as linhas não existem, são produtos de nossa racionalização. <br />Na ver...
1. LINHA<br />Linha do Horizonte<br />Horizontalidade e Verticalidade na Paisagem<br />
Alguns elementos da paisagem têm conotações que podem ser lidas como linhas. <br />A horizontalidade (linhas horizontais) ...
1. LINHA<br />Horizontal<br />Vertical<br />Horizontalidade e Verticalidade na Paisagem<br />
A leitura visual que se faz de uma paisagem vai normalmente do mais simples (ou com possibilidades de simplificação) para ...
1. LINHA<br />Linhas orgânicas<br />Linhas geometrizadas <br />Leitura Visual da Paisagem<br />
Nos projetos  de jardim em que haja predomínio de linhas retas, a presença de linhas orgânicas (curva/sinuosa, por exemplo...
1. LINHA<br />Linhas retas<br />Linhas orgânicas<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
Entre as linhas encontradas na paisagem, o peso vai desde aquelas que estão sujeitas a simplificaçõesgeometrizantes até  a...
A linha é o elemento mais simples e mais primitivo no processo de comunicação visual, estando presente em quase todos os c...
Diferentes tipos de linhas oferecem impressões diversas, que podem ser exploradas com a finalidade de conferir significado...
1. LINHA<br />
1. LINHA<br />
1. LINHA<br />
1. LINHA<br />
Dependendo da maneira como se encontram no jardim,  as linhas passam ao observador várias sensações. <br />A horizontalida...
1. LINHA<br />Linhas  horizontais<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
Já a verticalidade inspira estabilidade. Sua direção, normalmente, é ascendente. Evoca vida, espiritualidade, magnificênci...
1. LINHA<br />Linhas  verticais<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
1. LINHA<br />Linhas  sinuosas<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
Resumidamente, as sensações transmitidas pelas linhas são as seguintes: <br />Horizontal - calma, paz, descanso; <br />Ver...
Não percam na próxima aula:<br />2. FORMA<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

6. comunicando através da paisagem 2

1.665 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.665
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6. comunicando através da paisagem 2

  1. 1. Profa.: Ana Cunha Araújo<br />PAISAGISMO I e II<br />
  2. 2. José Augusto de Lira Filho <br />ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO NO JARDIM<br />
  3. 3. ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO NO JARDIM <br />Para trabalhar os sentimentos e estabelecer o processo de comunicação, o paisagista deve utilizar alguns elementos básicos de comunicação visual:<br /> a linha, <br /> a forma, <br /> a textura, <br /> a cor,<br /> o movimento e <br /> o som. <br />
  4. 4. 1. LINHA<br />Na Geometria elementar o traçado com auxílio de uma régua ou à mão livre, denomina-se linha.<br />Trata-se de um traço contínuo com uma só dimensão (o comprimento) e, dependendo da maneira como foi desenhada, podem ser classificadas como: retas, curvas, ou mistas (combinação de retas e curvas). <br />
  5. 5. 1. LINHA<br />Na natureza, as coisas não são como definido na Geometria. <br />Na paisagem, a linha pode ser alcançada através de uma fileira de árvore, no contorno de serras, na superfície de um lago, etc. <br />Neste caso, a linha é o desenho dos contornos dos objetos que estão no jardim(árvores, bancos, pérgulas, rochas, etc.), suas linhas internas ou grandes planos. <br />
  6. 6. Nesse sentido, pode-se afirmar que, na natureza, as linhas não existem, são produtos de nossa racionalização. <br />Na verdade, aquilo que observamos nas paisagens e que chamamos de linha é, na realidade, limite de uma forma. <br />A linha do horizonte, por exemplo, não passa de uma configuração da Terra. <br />1. LINHA<br />
  7. 7. 1. LINHA<br />Linha do Horizonte<br />Horizontalidade e Verticalidade na Paisagem<br />
  8. 8. Alguns elementos da paisagem têm conotações que podem ser lidas como linhas. <br />A horizontalidade (linhas horizontais) pode ser percebida no mar, em plantações agrícolas, e em gramados. <br />Já a verticalidade (linhas verticais) encontra-se no tronco das palmeiras, em edifícios e torres, além de outros elementos da paisagem. <br />1. LINHA<br />
  9. 9. 1. LINHA<br />Horizontal<br />Vertical<br />Horizontalidade e Verticalidade na Paisagem<br />
  10. 10. A leitura visual que se faz de uma paisagem vai normalmente do mais simples (ou com possibilidades de simplificação) para o mais complexo.<br />As linhas geometrizadas (desenhadas no projeto de jardim) tornam-se mais pesadas que as orgânicas (encontradas na paisagem). <br />1. LINHA<br />
  11. 11. 1. LINHA<br />Linhas orgânicas<br />Linhas geometrizadas <br />Leitura Visual da Paisagem<br />
  12. 12. Nos projetos de jardim em que haja predomínio de linhas retas, a presença de linhas orgânicas (curva/sinuosa, por exemplo) ganhará peso, pelo fato de ser muito contrastante com o desenho geral do jardim. <br />Dentre as linhas desenhadas, o peso visual vai das horizontais, passando pelas verticais, chegando às diagonais e curvas. <br />1. LINHA<br />
  13. 13. 1. LINHA<br />Linhas retas<br />Linhas orgânicas<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
  14. 14. Entre as linhas encontradas na paisagem, o peso vai desde aquelas que estão sujeitas a simplificaçõesgeometrizantes até as mais complexas. <br />A verticalidade em um meio onde predomina a horizontalidade confere dominância ao elemento vertical e vice-versa. <br />Uma solução tradicional no equilíbrio entre as linhas é dar pesos iguais ao horizontal e vertical. <br />1. LINHA<br />
  15. 15. A linha é o elemento mais simples e mais primitivo no processo de comunicação visual, estando presente em quase todos os componentes da paisagem. <br />Nota-se sua presença na forma de linha vertical nas palmeiras, sinuosa numa cadeia de montanhas, ou horizontal na superfície de um lago. <br />As linhas transmitem ao observador da paisagem diferentes sensações. <br />1. LINHA<br />
  16. 16. Diferentes tipos de linhas oferecem impressões diversas, que podem ser exploradas com a finalidade de conferir significado ao jardim. <br />Certas sensações que temos em locais que frequentamos (inclusive os jardins) podem estar relacionadas de forma imperceptível com a ideia de linhas. <br />1. LINHA<br />
  17. 17. 1. LINHA<br />
  18. 18. 1. LINHA<br />
  19. 19. 1. LINHA<br />
  20. 20. 1. LINHA<br />
  21. 21. Dependendo da maneira como se encontram no jardim, as linhas passam ao observador várias sensações. <br />A horizontalidade transmite sensações de segurança, evoca o chão onde pisamos. São linhas passivas, calmas. Sua direção normal é da esquerda para a direita. Também pode evocar descanso, sono, dependendo de quem a percebe. <br />1. LINHA<br />
  22. 22. 1. LINHA<br />Linhas horizontais<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
  23. 23. Já a verticalidade inspira estabilidade. Sua direção, normalmente, é ascendente. Evoca vida, espiritualidade, magnificência. <br />Todas as outras linhas carregam maior dinamismo visual e são menos estáveis.<br />1. LINHA<br />
  24. 24. 1. LINHA<br />Linhas verticais<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
  25. 25. 1. LINHA<br />Linhas sinuosas<br />Leitura Visual da Paisagem<br />
  26. 26. Resumidamente, as sensações transmitidas pelas linhas são as seguintes: <br />Horizontal - calma, paz, descanso; <br />Vertical - ascensão, grandiosidade, permanência, estabilidade, força; <br />Curvas- graça, movimento e dinamismo. <br />No paisagismo, o estudo das linhas serve para se fazer a divisão dos espaços, de acordo com as funções de cada ambiente que se deseja introduzir no jardim. <br />1. LINHA<br />
  27. 27. Não percam na próxima aula:<br />2. FORMA<br />

×