Biossegurança

828 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
828
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biossegurança

  1. 1. CETEP BIOSSEGURANÇA Esp. Anne Oliveira Enf.anne@yahoo.com
  2. 2. BIOSSEGURANÇA
  3. 3. DEFINIÇÃO DE BIOSSEGURANÇA • “É o conjunto de ações voltadas para a prevenção minimização ou eliminação de riscos que podem comprometer a saúde do homem e ou qualidade das atividades realizadas, dos animais e meio ambiente inerentes às atividades realizadas”. (Comissão de Biossegurança– FIOCRUZ).
  4. 4. OBJETIVO BIOSSEGURANÇA • Garantir boas condições de trabalho, sem riscos e numa perspectiva de prevenção, no caso dos profissionais que trabalham cotidianamente com medicamentos, isso se torna essencial para evitar contaminações e afastar riscos de infecções.
  5. 5. PRECAUÇÃO PADRÃO EPI´S ( Equipamento de proteção Individual) Vacinação Lavagem das mãos Máscara Óculos de Proteção. Avental Gorro
  6. 6. • • • • MANIPULAÇÃO DE MATERIAIS CORTANTES E DE PUNÇÃO Ao manusear, limpar, transportar ou descartar agulhas, outros instrumentos de corte, tenha cuidado para não se acidentar. Esse materiais são chamamos de instrumentos pérfuro-cortantes. Eles devem ser descartados em caixas apropriadas. Nunca recape agulhas após o uso. Não remova com as mãos agulhas usadas das seringas descartáveis e não as quebre ou entorte.
  7. 7. AMBIENTE E EQUIPAMENTOS • Toda a unidade de saúde deve ter rotina de limpeza e desinfecção de superfícies do ambiente e de equipamentos. • Colabore na supervisão para conferir se essas medidas estão sendo seguidas.
  8. 8. COLETA SELETIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SAÚDE • O gerenciamento de resíduos deve ser implantado como rotina em ambientes farmacêuticos. • A Coleta seletiva compreende a separação, já no momento do descarte, dos diferentes tipos de resíduos.
  9. 9. RESÍDUOS COMUNS D • São resíduos nos estados sólidos ou semi-sólidos, semelhantes aos resíduos domiciliares que resultam de atividades diversas de alimentação, fisiológicas, de limpeza, não oferecendo nenhum risco à sua manipulação ou à Saúde. • Restos de lanches, papel etc. • Acondicionados em sacos pretos.
  10. 10. RESÍDUOS INFECTANTES GRUPO A • São resíduos que resultam das atividades de assistência que oferece risco à Saúde. • Dentro desse grupo se incluem os pérfuro-cortantes, que devem ter o descarte em recipiente apropriado, antes de serem agregados ao restante dos resíduos infectantes. • Gaze, esparadrapo, luvas usadas, máscaras usadas, gorros usados. • Lixeira com pedal e saco branco.
  11. 11. RESÍDUOS FARMACÊUTICOS E QUÍMICOS- GRUPO B • São resíduos tóxicos compostos por medicamentos vencidos, resíduos corrosivos, inflamáveis, explosivos. • Quando vencidos ou contaminados, esses resíduos deverão ser encaminhados ao fabricante ou empresa tecnicamente competente para tratamento, consta na Resolução CONAMA n° 283/2001.
  12. 12. GRUPO C

×