cccccccc

480 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
480
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

cccccccc

  1. 1. O advérbio Classes
  2. 2. O advérbio Palavra invariável em género e número. Alguns advérbios variam, no entanto, em grau. A classe dos advérbios inclui elementos com características bastante heterogéneas do ponto de vista morfológico, sintático e semântico. Na maior parte dos casos, os advérbios desempenham a função sintática de modificadores de frase (1), de modificadores do grupo verbal (2), ou a função sintática de complemento oblíquo (3) ou predicativo do sujeito (4). Alguns advérbios podem, ainda, modificar grupos preposicionais (5), grupos adjetivais (6) ou grupos nominais (7). (Do DT em linha, com alterações)
  3. 3. O advérbio (1) Modificadores de frase: Felizmente, o Porto ganhou. (2) Modificadores do grupo verbal: Eles correm velozmente. (3) Complemento oblíquo: A minha filha mora longe. (4) Predicativo do sujeito: O professor está aqui. (5) modificam Grupos preposicionais: Eles deram os livros apenas aos amigos. (6) modificam Grupos adverbiais: Ele ia demasiado depressa. (7) modificam Grupos adjetivais: O Pedro é bastante distraído. (8) modificam Grupos nominais: Só o João estuda assim.
  4. 4. Classes do advérbio São classes do advérbio as seguintes: 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Advérbio de frase Advérbio de predicado Advérbio conectivo Advérbio de afirmação Advérbio de negação Advérbio de quantidade e grau Advérbio de inclusão e exclusão Advérbio interrogativo Advérbio relativo
  5. 5. Classes do advérbio 1. Advérbio de frase Modifica a frase e pode ter diferentes valores semânticos (valor modal (1), valor de orientação para o falante (2) e valor de orientação para o domínio (3) não sendo afetado pela negação frásica ou por estruturas interrogativas. (1)Provavelmente, o comboio não vai chegar a horas – (valor modal) (2)Felizmente, o comboio chegou a horas – (valor de orientação para o falante). (3)Estatisticamente, esse resultado não é possível. – valor de orientação para o domínio)
  6. 6. Classes do advérbio 1. Advérbio de frase 1.1 O advérbio de frase não é afetado pela negação: (1)Provavelmente, o comboio não chegou às 8 horas. Não se está a negar a probabilidade de o comboio chegar às oito horas. *Não provavelmente, o comboio não vai chegar às oito horas. (2)Felizmente, o comboio chegou às 8 horas. Não se nega “Felizmente”. *Não felizmente, o comboio chegou às 8 horas.
  7. 7. Classes do advérbio 1. Advérbio de frase 1.2 O advérbio de frase não é afetado por estruturas interrogativas do tipo: Foi provavelmente que o comboio não chegou às 8 horas? Não. Um comboio chega devagar, depressa, lentamente, mas nunca provavelmente Foi felizmente que o comboio chegou às 8 horas? Não. Um comboio chega devagar, depressa, lentamente, mas nunca felizmente.
  8. 8. Classes do advérbio 1. Advérbio de frase O advérbio de frase pressupõe a emissão de uma apreciação, de um juízo por parte do falante, o qual afeta toda a frase e não apenas um dos seus constituintes. A função sintática típica de um advérbio de frase é a de modificador de frase (1) (1) Infelizmente, o Porto perdeu.
  9. 9. Classes do advérbio 2. Advérbio de predicado Advérbio com diferentes valores semânticos (lugar, tempo ou modo), que ocorre internamente ao grupo verbal (1), quer com função de complemento oblíquo, quer como modificador do grupo verbal (e, mais raramente, como predicativo do sujeito), podendo ser afectado pela negação ou por estruturas interrogativas. (1) Eles trabalham bem /afincadamente / depressa / devagar… Cf. com Efetivamente, a canção é muito melodiosa.
  10. 10. Classes do advérbio 2. Advérbio de predicado 2.1 Funções sintáticas: Complemento oblíquo – coloquei os livros ali. Complemento oblíquo – Ela mora perto. Modificador do grupo verbal – Ela trabalha arduamente. (modo) Modificador do grupo verbal – Ela trabalha ali. (locativo) Modificador do grupo verbal – Ela trabalha hoje. (tempo) Predicativo do sujeito – Ela está aqui. Predicativo do sujeito – A Maria e o Pedro estão acolá.
  11. 11. Classes do advérbio 3. Advérbio conectivo Tem a função de estabelecer ligações entre frases (1) ou constituintes da frase (2), como por exemplo relações de consequência (3), de contraste (4) ou ordenação (5). Os advérbios conectivos distinguem-se de conjunções com valor idêntico por poderem, por exemplo, ocorrer entre o sujeito e o predicado (6). (1) [F1] O João almoçou na cantina. Seguidamente [F2]foi para casa. (2) [C1] Alguns alunos, nomeadamente [C2]o Carlos e a Maria, copiaram no teste. (3) [F1] Alguns alunos não estudaram. Consequentemente [F2] reprovaram. (4) [F1] Alguns alunos não estudaram. Contudo, [F2] nem todos reprovaram. (5) [F1] Primeiro, abres o livro, seguidamente [F2] vais para a página 30, finalmente, [F3] inicias a leitura.
  12. 12. Classes do advérbio 3.1 Advérbio conectivo e conjunção adversativa Os advérbios conectivos distinguem-se de conjunções com valor idêntico por poderem, por exemplo, ocorrer entre o sujeito e o predicado. Ex: Chove torrencialmente, mas o João vai para a escola. Ex: Chove torrencialmente. Porém, o João vai para a escola. Ex: Chove torrencialmente. O João, porém, vai para a escola. Ex: Chove torrencialmente. o João, contudo, vai para a escola. Ex: *Chove torrencialmente. O João, mas, vai para a escola.
  13. 13. Classes do advérbio 3.2 Advérbio conectivo: negação / interrogação À semelhança do advérbio de frase, o advérbio conectivo não é afetado por estruturas de negação e de interrogação. Ex1: *Chove torrencialmente, o João vai não contudo para a escola (O João não pode ir contudo para escola. Pode ir devagar, depressa… mas contudo não. Não se nega contudo. Ex2: É contudo que o João vai para a escola? Não. O João não vai contudo, mas vai [devagar], [depressa] para a escola.
  14. 14. Classes do advérbio 4. Advérbio de negação Advérbio cujo significado contribui para reverter o valor de verdade de uma frase afirmativa ou para negar um constituinte. Este advérbio pode ser um modificador do grupo verbal ou de um constituinte do grupo verbal. A tradição gramatical considera "não" o único advérbio de negação. Em construções de negação frásica (1), a distribuição do advérbio é bastante restrita. Neste caso, "não" ocorre sempre em posição de adjacência à esquerda do verbo). Quando o advérbio nega um constituinte da frase, modifica apenas esse constituinte e ocorre à sua esquerda (3)-(5). (do DT) Ex1: O Pedro não deu o livro à Maria /*Não o Pedro deu o livro à Maria / *O Pedro deu não livro à Maria. / *O Pedro deu o livro não à Maria./ *O Pedro deu o livro à Maria não.
  15. 15. Classes do advérbio 4. Advérbio de negação Ex2: O Pedro deu à Maria não um livro, mas um ramo de flores. (CD) Ex2: O Pedro deu um livro ontem não à Maria, mas à Joana. (CI) Ex2: O Pedro deu um livro à Maria não ontem, mas hoje.
  16. 16. Classes do advérbio 4. Advérbio de negação As palavras “nunca” e “jamais” não são advérbios de negação, visto que necessitam de coocorrer com “não” para atribuir valor negativo à frase. Só em posição inicial tem valor de negação, mas também de tempo. Ex: Não estive lá nunca. / Não irei lá jamais. Ex: Nunca estive lá. / Jamais irei lá.
  17. 17. Classes do advérbio 5. Advérbio de afirmação Advérbio utilizado em respostas a interrogativas totais (1) ou como modificador de um constituinte (2) cujo significado contribui para asserir ou reforçar o valor afirmativo de um enunciado. (Do DT) Vais à escola? Sim O Pedro não deu livros à Maria, mas sim flores.
  18. 18. Classes do advérbio 6. Advérbio de quantidade e grau Advérbio que contribui com informação sobre grau ou quantidade, que pode ocorrer internamente ao predicado (1) ou como modificador de grupos adjectivais (2) ou adverbiais (3). Alguns destes advérbios são utilizados para a formação do grau dos adjectivos e advérbios (4). (do DT) (1) O João come demais. / (2) Eles ficaram muito cansados. / (3) Eles andam excessivamente depressa. / (4) Ela é a mais baixa.
  19. 19. Classes do advérbio 7. Advérbio de inclusão e exclusão Advérbio que permite realçar o constituinte que modifica, contribuindo com informação sobre, por exemplo, o seu carácter exaustivo (1) ou a sua participação ou não num determinado conjunto (2). Estes advérbios podem ocorrer internamente ao predicado (3) ou como modificadores de grupos adjectivais (4), adverbiais (5), nominais (vi) ou preposicionais (vii). (1) Só Pedro faltou aos treinos./ (2) Ela perdeu apenas um brinco. / (3) A Maria trabalha mesmo. (4) Ele é apenas chato… / (5) Só ontem li o livro. / (6) Corrigi até o teste do Pedro. / (7) Gosto mesmo de iogurte.
  20. 20. Classes do advérbio 8. Advérbio interrogativo Advérbio que identifica o constituinte interrogado numa construção interrogativa e que é substituível por um grupo adverbial ou preposicional. Onde moras? Moro em Paris; Quando chegaste? Cheguei ontem. / Cheguei de madrugada.
  21. 21. Classes do advérbio 9. Advérbio relativo Advérbio que identifica o constituinte relativizado numa oração relativa e que é substituível por um grupo adverbial ou preposicional. Ex: A rua onde moro não tem saída. Moro numa rua…/ moro lá/acolá

×