Adequação da etb para vazão e cianetos2

176 visualizações

Publicada em

tratamennto de efluentes

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
176
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adequação da etb para vazão e cianetos2

  1. 1. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTNECESSIDADE DE ADEQUAÇÃONECESSIDADE DE ADEQUAÇÃODA ETB PARA VAZÃO E CARGADA ETB PARA VAZÃO E CARGAATUAL DE CIANETOSATUAL DE CIANETOS
  2. 2. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPT1 - IntroduçãoA ETB da CSN foi instalada em 1976, para tratamento dos efluentes daCarboquímica (Phosam, Dessulfuração, SG I e SG II, Alcatrão II, Benzol II).Em 1986, a Legislação Ambiental se tornou mais rígida, incluindo restrição paraamônia (amônia < 5 ppm) e alterando os padrões para cianeto (passou de 5,0ppm para 0,2 ppm) e fenol (passou de 5,0 ppm para 0,2 ppm).A ampliação foi executada em 1999, porém não foram incluídas as Baterias II eIII que estavam desativadas, assim como Usina de alcatrão e Benzol II queseriam desativados. Atualmente tem-se 20m³/h a mais de efluente e maior cargade cianeto que o esperado, mostrando necessidade de uma adequação da ETB.
  3. 3. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPT2 – A ETB dimensionada/comprada em 1999Em 1999, quando ocorreu a compra da ampliação da ETB, esta foi dimensionada para tratar90 m³/h de efluentes, considerando que a Usina de Benzol II e Alcatrão II seriamdesativadas (redução de 18 a 22 m³/h de efluentes), porém esta desativação não ocorreu e aETB comprada ficou sub-dimensionada.Atualmente a vazão de efluentes chega a 105 m³/h em situações de pico de vazão e emépocas de chuva pode atingir 110 m³/h.Outro ponto que tem gerado dificuldades é o enquadramento do cianeto, em função da altacarga de cianetos, com os valores mostrados a seguir:• valor de projeto: 11 ppm;• valor normal: 10 a 15 ppm;• valor aceitável na ETB atual: até 18 ppm• valores ocorridos em 2004: 20 a 40 ppmOs valores maiores de cianeto tem relação direta com o tipo de carvões usados, sendo queem 2004 foram usados carvões não tradicionalmente aplicados na CSN, devido dificuldadesrelativas ao mercado de carvões.
  4. 4. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPT3 – Problema da ETB atualA ETB atual apresenta alguns problemas que têm origem na “não desativação doBenzol II e Alcatrão II, assim como nos valores de cianetos maiores”. Esteproblemas geram o não atendimento aos requisitos de Auditoria da ISO 14001 eenquadramento dos poluentes nos requisitos do CONAMA e FEEMA. Osprincipais problemas são:- Problemas de capacidade de destilação do licor amoniacal (Carboquímica);- Maior vazão de efluentes e cargas orgânicas/tóxicasdo que as consideradas no projeto;- Temperatura alta no tratamento biológico;- Quebra constante do clarifloculador do tratamento físico-químico;- Dificuldades no enquadramento de amônia e cianetos.
  5. 5. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTImpactos que estes problemas geram na ETB:- Não enquadramento contínuo da amônia;- Não enquadramento contínuo do cianeto;- Riscos constantes de perda das bactérias no biológico;- Risco de transbordo de efluentes sem tratamento para o rio;- Riscos constantes de parada da ETB por quebra de equipamentos;- Dificuldades em reusar o efluente.Como conseqüência do acima descrito, a CSN estará sujeita a multas, perdada ISO 14001, L.O. e outras penalidades previstas na lei de crimesambientais, assim como terá dificuldades na obtenção de empréstimos.
  6. 6. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPT5 ppmInstabilidade da ETB na remoção de amônia(auditoria da ISO 14001 de março/2004)
  7. 7. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTDados da ETB na remoção da amônia de março/2004 a maio/2005amônia0510152025303540455055606570758085909510010511011512012513013512/04/200426/04/200410/05/200424/05/200407/06/200421/06/200405/07/200419/07/200402/08/200416/08/200430/08/200413/09/200427/09/200411/10/200425/10/200408/11/200422/11/200406/12/200420/12/200403/01/200517/01/200531/01/200514/02/200528/02/200514/03/200528/03/200511/04/200525/04/200509/05/200523/05/20055,0 mg/l
  8. 8. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTCianeto de entrada0,005,0010,0015,0020,0025,0030,0035,0040,0045,0001/01/0415/01/0429/01/0412/02/0426/02/0411/03/0425/03/0408/04/0422/04/0406/05/0420/05/0403/06/0417/06/0401/07/0415/07/0429/07/0412/08/04datamg/lCianeto de Saída da ETB00,20,40,60,811,21,41,61,8201/01/0415/01/0429/01/0412/02/0426/02/0411/03/0425/03/0408/04/0422/04/0406/05/0420/05/0403/06/0417/06/0401/07/0415/07/0429/07/0412/08/04datamg/lInstabilidade da ETB na remoção de cianetodevido a uso de carvões não tradicionais
  9. 9. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTDados da ETB na remoção do cianeto de março/2004 a maio/2005cianeto01234567891012/04/200426/04/200410/05/200424/05/200407/06/200421/06/200405/07/200419/07/200402/08/200416/08/200430/08/200413/09/200427/09/200411/10/200425/10/200408/11/200422/11/200406/12/200420/12/200403/01/200517/01/200531/01/200514/02/200528/02/200514/03/200528/03/200511/04/200525/04/200509/05/200523/05/20050,20 mg/l
  10. 10. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPT4 – Necessidades de ampliação da ETB atual.A ETB atual tem necessidade de ampliação principalmente em:- Trocador de calor no biológico (stand by), possibilitando a manutençãodo existente e mantendo a temperatura abaixo de 33°C;- Tratamento Físico Químico antes do biológico, para atenuação de altascargas de cianeto (até 50 mg/l ), incluindo ajuste do pH para 7,0,dosagem de HCl, Sulfato Ferroso, Soda e Polímero;- Tanques anóxicos com decantador interno e misturadores para obiológico (atendendo futuramente a bateria III, devido a nãomodularidade de 110 m3/h para 140 m3/h );- Adaptações nos reatores anóxicos atuais para aeróbios com difusores,extensão do Jetec e novo Compressor centrífugo de ar;- Adensador e centrífugas para os lodos novos gerados no sistema Físico Químico,assim como ampliação da casa das centrífugas atual;- Floculador mecânico para câmara D do tratamento de cianeto após o biológico;- Filtração de efluente com mais um filtro multi mídia para atender a maior vazão;- Repotênciação do Sistema de Ozone para maior eficiência na destruição de cianeto;
  11. 11. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTA BT10 C DEqualizaçãoe Emergência Trocadoresde CalorT09DecantadorCompressoresDosagem de SodaReatores AnaeróbiosFiltrosdeAreiaOzonizadordo efluenteReatores aeróbiosNovos equipamentos/modificaçõesEquipamentos existentesTratamentosde Cianetos,Tratamentodo LodoPré TratamentoColuna econdensadorLay out para os ajustes para absorção da vazão do Benzol II
  12. 12. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTCusto da Adequação da ETB(R$) - Ajustes para absorção da vazão do Benzol II (set 2004)Até 110 m³/hEquipamentos e materiais 9.600.000,00Construção Civil 1.000.000,00Montagem eletromecânica 1.200.000,00Subtotal 11.800.000,00Impostos e Transporte 1.620.000,00Contingências + despesas Administrativas 1.073.600TOTAL 14.493.600,00
  13. 13. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTA BT10 C DEqualizaçãoe EmergênciaTrocadorde CalorT09DecantadorCompressoresDosagem de SodaFiltrosdeAreiaOzonizadordo efluenteReatores aeróbiosNovos equipamentos/modificaçõesEquipamentos existentesTratamentosde CianetosTratamentodo LodoTratamentosFísico QuímicoPré TratamentoColuna econdensadorLay Out da adequação para tratar valores de cianetos até 50 ppm
  14. 14. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTCusto da Adequação da ETB(R$) - Adequação para tratar valores de cianetos até 50 ppm (set 2004)Até 110 m³/hEquipamentos e materiais 3.800.000,00Construção Civil 750.000,00Montagem eletromecânica 830.000,00Subtotal 5.380.000,00Impostos e Transporte 740.000,00Contingências + despesas administrativas 489.600TOTAL 6.609.600,00
  15. 15. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTA BT10 C DEqualizaçãoe Emergência Trocadoresde CalorT09DecantadorCompressoresDosagem de SodaReatores AnaeróbicosFiltrosdeAreiaOzonizadordo efluenteReatores aeróbiosNovos equipamentos/modificaçõesEquipamentos existentesTratamentosde CianetosTratamentodo LodoTratamentosFísico QuímicoLay Out da adequação completa na ETBPré TratamentoColuna econdensador
  16. 16. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTCusto da Adequação da ETB(R$) - Ajuste completo (set 2004)Até 110 m³/hEquipamentos e materiais 12.400.000,00Construção Civil 1.450.000,00Montagem eletromecânica 1.730.000,00Subtotal 17.180.000,00Impostos e Transporte 2.360.000,00Contingências e despesas administrativas 1.563.200TOTAL 21.103.200,00Custo da Adequação da ETB(R$) - Ajuste completo (maio 2005) corrigido pelo IGPMR$ 21.990.425,00
  17. 17. S/METALURGIA/MATTEA/ETB/AMPLIAÇÃO ETB.PPTJ J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A SConcepção Básica X XEspecificação de Comprasx xContratação x x x xObra Civil/Montagem x x x x x x x x x x xTeste de Performance x xResponsável - GGCEAÇÕES2004 2005 2007 2008 2009CRONOGRAMA2006ADEQUAÇÃO DA ETB ATUAL – cronograma FEEMAxx

×