A sociologia e o senso comum.émile durkheim.

9.866 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.866
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sociologia e o senso comum.émile durkheim.

  1. 1. Sociologia – 1º anoProf. José Amaral
  2. 2.  Presenciou a Comuna de Paris (1871). A intelectualidade do período acreditava que vivia-se um período de desordem social, moral e política; Influenciado pelo Positivismo de Augusto Comte (1798-1857), acreditava no progresso das sociedades; Criador do primeiro curso universitário de Sociologia (1895);
  3. 3.  Da Divisão do Trabalho Social (1893); As Regras do Método Sociológico (1895); O Suicídio (1897); As Formas Elementares da Vida Religiosa (1912).
  4. 4.  Em sociedades tradicionais, com baixa divisão do trabalho, os indivíduos compartilhavam as mesmas experiências e crenças – solidariedade mecânica; Com o avanço da industrialização e da urbanização, a divisão crescente do trabalho abalou essa forma de solidariedade; No mundo moderno, as pessoas estão vinculadas pela interdependência econômica, isto é, porque cada pessoa precisa dos bens e serviços que outras podem suprir – solidariedade orgânica.
  5. 5.  As relações de interdependência econômica substituíram as crenças comuns ao criarem consenso social. Eis por que temos a impressão de vivermos uma crise moral. Na sociedade moderna, os indivíduos não são obrigados a compartilhar os mesmos pensamentos.
  6. 6.  Consiste na sensação de falta de objetivos, provocada pela vida social moderna; Os controles e padrões morais tradicionais (principalmente religiosos) foram derrubados e isso produz a sensação de que as vidas cotidianas carecem de significado.
  7. 7.  Holismo consiste numa concepção metodológica que utiliza coletividades como variáveis explicativas; Para Durkheim, a sociedade apresenta primazia sobre os indivíduos; A sociedade não equivale ao mero somatório de suas partes; A sociedade é composta de uma consciência coletiva, cuja existência é sui generis e que se impõe aos indivíduos;
  8. 8.  Para o senso comum, o suicídio é tido como uma atitude completamente pessoal; Durkheim mostrou que está submetido a influências coletivas:  Egoísta: quando as instituições dão muita margem de liberdade ao indivíduo (protestantes cometem mais suicídios do que os católicos, p. ex.);  Altruísta: quando o indivíduo considera a coletividade mais importante do que sua própria vida (os camicases, os homens-bomba etc., que sacrificam a própria vida em prol de uma causa);  Anômico: quando há uma crise social (em crises econômicas, revoluções políticas etc., a taxa de suicídios aumenta).
  9. 9.  Em As Regras do Método Sociológico, Durkheim especificou as etapas que o sociólogo deveria seguir na elaboração do conhecimento científico; Em outras palavras, Durkheim forneceu orientações para identificarmos os fenômenos sociais;
  10. 10.  Para observarmos os objetos de estudo da sociologia, devemos verificar maneiras de agir, sentir e pensar que apresentam as seguintes características:  Generalidade: que são praticadas por um grande número de indivíduos;  Exterioridade: cuja existência ultrapasse a vontade do indivíduo, isto é, mesmo que ele não queira agir, sentir ou pensar de uma determinada maneira, a ação, sentimento ou pensamento continuará existindo;  Coercitividade (obrigatoriedade): se não for praticada pelo indivíduo, este sofrerá sanções ou penalidades (vergonha, marginalização, punição legal...)
  11. 11.  Durkheim denominou como FATOS SOCIAIS os objetos de estudo da sociologia:  Maneiras de agir, sentir e pensar que são externas, gerais e coercitivas aos indivíduos. Segundo Durkheim, devemos  Exemplos: “tratar os fatos sociais como coisas”, isto é, sem levar em  Leis; consideração as nossas  Educação; opiniões pessoais.  Linguagem;  Instituições de maneira geral.
  12. 12.  GIDDENS, A. Sociologia. 4ª Ed. São Paulo: Artmed, 2005.

×