Economia 3

15 visualizações

Publicada em

Utilização de Economia para o trabalho diário.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Economia 3

  1. 1. 1 ECONOMIA 3 4 - Elasticidade: - Refere-se à sensibilidade da demanda de um produto à variação do seu preço. Perg: - Se o preço for reduzido em 1%, em quanto por cento aumentará a quantidade demandada? - A resposta é dada pela elasticidade-preço da demanda dessebem. - Para a empresa, a elasticidade possibilita que se estime a reação dos consumidores a uma alteração de preços. - Se o preço diminuir, a receita de vendas vaiaumentar ou diminuir? - A elasticidade-preço da demanda do bem, respondea essa pergunta. 4.1 - Elasticidade-preço da demanda: - É a variação percentual da quantidade demandada do bem em relação a uma variação percentual do preço dessebem. Ex: P₀ = preço inicial = 20,00 P₁= preço final = 16,00 Q₀= quantidade demandada ao preço inicial = 30 Q₁ = quantidade demandada ao preço final = 39 Variação percentual do preço: P₁ - P₀/P₀ = -4/20= -0,2 - 20% Variação percentual da quantidade demandada: Q₁ - Q₀/Q₀ = 9/30= 0,3 = 30% Valor da elasticidade-preço da demanda:
  2. 2. 2 EpD = variação percentual em Q /variação percentual em P = +30% /-20%= -1,5 ou |EpD| = 1,5 Obs: O valor da elasticidade é normalmente colocado em módulo. Logo, será sempre positivo. - A EpD diz que dada uma redução de 20% no preço do bem, a quantidade demandada aumenta 1 vez e meia (1,5) ou seja: 30%. 4.1.2 - Classificação da demanda, de acordo com a elasticidade-preço: - Demanda elástica: a variação percentual na quantidade demandada é superior à variação percentual do preço: EpD > 1 Ex. no caso acima, redução de 20% no preço, faz a demanda crescer em 30%. A EpD = 1,5 - Demanda inelástica: a variação percentual na quantidade demandada é inferior à variação percentual do preço. EpD < 1 Ex. uma redução de 10% nos preços provoca umaumento de 5% na quantidade demandada. EpD= 5% /-10% = -0,5 ou EpD = 0,5 - Demanda de elasticidade-preçounitária: a variação percentual na quantidade demandada é igual à variação percentual do preço. EpD = 1 4.1.3- Fatoresque afetama elasticidade-preçoda demanda: Existência de bens substitutos: Quanto mais substitutos houver, mais elástica será sua demanda (procura). Ex. um dado tipo de refrigerante. Essencialidade do bem: Quanto mais essencial for o bem, mais inelástica será sua demanda (procura). Ex. sal e açúcar.
  3. 3. 3 c)Importância relativa do bem no orçamento do consumidor: - Quanto maior o peso do bem no orçamento, maior a elasticidade-preço da demanda (procura). Ex. fósforo e a carne O fósforo temdemanda inelástica e a carne, demanda elástica. 4.1.4 - Formas e cálculo: 4.1.4.1 - Elasticidade no ponto ⟹ calculada num ponto específico da demanda, e dado preço e quantidade: P 20,00 =Po 16,00 = P1 0 Q0 Q1 Q = 30 = 39 EpD = - Variável percentual na quantidade: Q1 - Q0/Q0= 39 - 30 /30 = 9/30 = 0,3 = 30% - Variável percentual no preço: P1 - P0 /P0 = 16 - 20/20 = -4/20 = - 0,2 = - 20% EpD=30% /-20% = 0,3 /-0,2 = - 1,5 ou |EpD|=1,5 - Dada uma queda de 20% no preço, a quantidade demandada aumenta em1,5 vez, ou seja, aumenta em 30%. variação percentual na quantidade variação percentual no preço
  4. 4. 4 4.1.4.2 - Elasticidade no ponto médio (ou no arco) EpD = Q1 -Q0 /Q1+Q2/2 P1-P0 /P1+P0/2 = 39-30 /39+30/2 16-20 /16+20/2 = 9 /34,5 -4 /18 = 0,26 /-0,22 = -1,18 - A demanda é elástica |EpD >1|entre os preços de 20,00 e 16,00, pois a quantidade demandada varia 1,18 vez a variação de preços do produto, em sentido oposto. 4.1.5- Observaçõesadicionaissobre elasticidade-preçoda demanda q q q 4.1.5.1 - Relação entre receita total do vendedor e o grau de elasticidade - A receita total do vendedor (RT), que correspondeao próprio dispêndio ou gasto total do consumidor, édado por: RT = p + q , onde RT = receita total P = preço unitário q = quantidade vendida - Dada uma variação no preço do produto, o que acontecerá coma receita total do vendedor? A resposta depende da elasticidade-preço da demanda. P Demanda totalmente inelástica D Demanda totalmente elástica D P
  5. 5. 5 a) demanda elástica ⟹ a redução no preço do bem tenderá a aumentar a receita total, pois o aumento percentual na quantidade vendida será maior que a redução percentual do preço; b) demanda inelástica ⟹ a redução no preço diminuirá a receita total, pois o aumento percentual na quantidade vendida será menor que a redução percentualdo preço; c) demanda de elasticidade unitária ⟹ aumento ou redução do preço não afetam a receita total, já que o percentual de variação do preço corresponde a igual percentualde variação da quantidade. Pode-seconcluir: - Com a demandainelástica é vantajoso aumentar o preço (ou diminuir a produção). Ex. produtosagrícolas e petróleo (são bens essenciais) 4.2 - Elasticidade-renda da demanda: - É a variação percentual da quantidade demandada, dada uma variação percentual de renda do consumidor, coeterisparibus: ER = variação percentual em q/variação percentual em R = Δq /q ΔR /R - Se ER > 1 ⟹ bem superior (ou bem de luxo) ⟹ dada uma variação proporcionalde renda, o consumo varia em proporção maior; - Se ER > 0 ⟹ bem normal ⟹ o consumo aumenta com o aumento da renda; - Se ER < 0 ⟹bem inferior ⟹ a demanda cai quando a reanda aumenta; - Se ER = 0 ⟹ bem de consumo saciado. Ex. sal OBS: A ER de produtos manufaturados é superior à elasticidade-renda dos produtos básicos. - produtos manufaturados ⟹ eletrônicos, automóveis; - produtos básicos ⟹ alimentos.
  6. 6. 6 4.3 - Elasticidade-preço cruzada da demanda: - É a variação percentual da quantidade demandada do bem x, dada uma variação no preço do bem y, coeterisparibus: Epxy= variação percentual em qx /variação percentual em Py = Δqx /qx ΔPy ⁄Py - Se x e y foram bens substitutos, Ep xy será positiva: aumento no preço do guaraná provoca aumento no consumo da Coca-cola. - Se x e yforam bens complementares, Ep xy será negativa: aumento no preço do café diminui a demanda por açúcar. 4.4 - Elasticidade-preço da oferta: - Mede a variação percentual da quantidade ofertada, dada uma variação percentual no preço do bem, coeterisparibus: Epxy= variação percentual em qs /variaçãopercentual emP = Δqs /qs ΔP /P - Se Eps > 1 ⟹bem de oferta elástica; - Se Eps < 1 ⟹ bem de oferta inelástica; - Se Eps = 1 ⟹ elasticidade-preço da oferta unitária. Ex. produtos agrícolas ⟹oferta inelástica.

×