A Revolução Francesa começou em 1789 quando a
França passava por um período de crise econômica.
Enquanto o primeiro estado...
O rei então resolveu convocar os Estados Gerais.
Quando eles se reuniram no Palácio de Versalhes,
logo entraram em conflit...
A assembleia decretou novas leis e aprovou que os
homens nascem livres e iguais em direitos. Mas Luis
XVI não queria que s...
Em setembro de 1791 Luis XVI voltou jurando respeitar
a constituição, que estabelecia a monarquia
constitucional. No mês s...
Após a proclamação da república, os revolucionários
dividiram-se em: Girondinos- alta burguesia;
Jacobinos- média e pequen...
Foi mantido o regime republicano, mas acabaram as
instituições criadas anteriormente. O poder Executivo
foi dado a 5 homen...
 Napoleão Bonaparte deu início a
consolidação das conquistas da
burguesia, empreendeu campanhas
militares que provocaram ...
 A era Napoleônica envolveu dois
períodos:
 Consulado: caracterizado pela
recuperação economica da França e
também pela ...
 No consulado, o poder executivo era exercido
por três consules, e o legislativo ficava a cargo
das assémbleias
 Napoleã...
 Em 1804, Napoleão fez realizar um novo
plebiscito, no qual 60% dos votantes
confirmaram a instituição do regime político...
 A política começou a ser contestada ate
mesmo pela burguesia. Enquanto a Inglaterra
intensificou o seu comércio com as c...
 A desastrosa campanha da Rússia estimulou os
países europeus a sse rebelar contra a dominação
francesa. Formou-se uma no...
 Com a finalidade de restabelecer o antigo equilíbrio
político europeu, anterior a Revolução Francesa, e
reorganizar o ma...
 Por proposta do czar Alexandre I, a Rússia,
Áustria e a Prússia formaram a Santa Aliança.
O objetivo era defender as mon...
Julia e Ana Vitória
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Julia e Ana Vitória

157 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre a revolução francesa

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Julia e Ana Vitória

  1. 1. A Revolução Francesa começou em 1789 quando a França passava por um período de crise econômica. Enquanto o primeiro estado (era constituído pelo clero, não pagavam impostos) e o segundo estado (era formado pela nobreza, proprietária de mais de 20% das terras do pais. Tinham amplos privilégios) viviam luxuosamente com vários privilégios como não pagar impostos, o terceiro estado (era formado por burgueses, trabalhadores urbanos e camponeses, viviam na miséria) passava por dificuldades e mesmo assim tinham que pagar impostos.
  2. 2. O rei então resolveu convocar os Estados Gerais. Quando eles se reuniram no Palácio de Versalhes, logo entraram em conflito. Enquanto o primeiro e o segundo estado queriam o voto por poder, o terceiro estado queria o voto por cabeça. Um tempo depois o 3° estado proclamou-se em assembleia nacional, que se tornou Assembleia Nacional Constituinte (com o objetivo de elaborar uma constituição para a França). Em 13 de julho o povo foi para as ruas da capital da França, e no dia seguinte houve a queda da Bastilha.
  3. 3. A assembleia decretou novas leis e aprovou que os homens nascem livres e iguais em direitos. Mas Luis XVI não queria que seu poder fosse diminuído, portanto não aceitou as medidas estabelecidas. O povo não agradou disso, então invadiram o palácio fazendo o rei fugir. Em 1790 ficou estabelecido o confisco dos bens da igreja e a transformação dos membros do clero em funcionários do Estado. Em 1791 ficou decidida a divisão dos poderes: Executivo (exercido pelo rei); Legislativo (exercido pela Assembleia); e o Judiciário (exercido pelos juíses eleitos).
  4. 4. Em setembro de 1791 Luis XVI voltou jurando respeitar a constituição, que estabelecia a monarquia constitucional. No mês seguinte foi eleita uma nova Assembleia Legislativa, a maioria da burguesia. A familia real foi presa, pois Luis XVI foi acusado de trair a revolução. Com a criaçao da Convenção Nacional foi proclamada a República.
  5. 5. Após a proclamação da república, os revolucionários dividiram-se em: Girondinos- alta burguesia; Jacobinos- média e pequena burguesia; Planície- alta burguesia Quando Luis XVI foi condenado, a republica francesa começou com uma série de crises. Nesse ambiente de crise interna e externa, a convenção governou de forma ditatorial. Foi instalado o período do Terror, houve violentas mortes e perseguições. Quando o Terror terminou, os girondinos voltaram ao poder, criaram uma nova constituição e instalaram o Diretório.
  6. 6. Foi mantido o regime republicano, mas acabaram as instituições criadas anteriormente. O poder Executivo foi dado a 5 homens escolhidos por uma assembleia eleita por voto de acordo com a renda cidadão. A alta burguesia que dominava o Diretório, defendia suas vontades, não ligando pras oposições internas. A França nessa época enfrentava a Primeira Coligação. Na guerra Napoleão Bonaparte, um general vitorioso, destacou-se. Napoleão foi chamado de volta á França. Quando chegou ele deu um golpe de Estado, instalando um governo chamado Consulado, isso ficou conhecido como golpe do 18 Brumário.
  7. 7.  Napoleão Bonaparte deu início a consolidação das conquistas da burguesia, empreendeu campanhas militares que provocaram a desorganização das monarquias absolutistas da Europa, favorecendo os movimentos liberais
  8. 8.  A era Napoleônica envolveu dois períodos:  Consulado: caracterizado pela recuperação economica da França e também pela estabilizaçao do poder político  Império: Napoleão Bonaparte desenvolveu em sua corrida imperialista e dominou grande parte da Europa
  9. 9.  No consulado, o poder executivo era exercido por três consules, e o legislativo ficava a cargo das assémbleias  Napoleão promoveu a reforma do diretório, elaborando o código cívil napoleônico, o que consolidou as conquistas da burguesia ocorridas durante a Revolução Francesa, tais como a laicização do Estado, a igualdade entre todos perante à lei, a proriedae privada, a liberdade econômica, a proibição das greves e da organização sinddical e o restabelecimento da escravidão nas colônias
  10. 10.  Em 1804, Napoleão fez realizar um novo plebiscito, no qual 60% dos votantes confirmaram a instituição do regime político monárquico, e ele se tornou imperador da França.  Para derrotar a Inglaterra, em 1806, Napoleão promulgou o Decreto de Berlim, fechando todos os portos europeus aos navios e às mercadorias que vinham da Inglaterra, ato conhecido como Bloqueio Continental  Os países que não aderiram ao blqueio sofreram intervenção de Bonaparte
  11. 11.  A política começou a ser contestada ate mesmo pela burguesia. Enquanto a Inglaterra intensificou o seu comércio com as colônias da América Latina, dos EUA e do Oriente, o Bloqueio Continental prejudicou a ecônomia francesa e dos países aliados,em razão da falta de produtos manufaturados e da paralisação dos portos. Em 1812, a Rússia rompeu o Bloqueio  Napoleão empreendeu a Campanha da Rússia, mobilizando um exército de quase 600 mil homens para invadir esse país.
  12. 12.  A desastrosa campanha da Rússia estimulou os países europeus a sse rebelar contra a dominação francesa. Formou-se uma nova coligação contra a França, constítuida por Áustria, Prússia, Rússia e Inglaterra.  Em 1813 Napoleão foi derrotado em Leipzig.  Napoleão realizou o Governo dos Cem Dias. Foi definitivamente derrotado pelo duque de Wellington, na Batalha de Waterloo, na Bélgica. Aprisionado, foi deportado para a ilha de Santa Helena, onde faleceu em 1821  Com a derrota definitiva, a monarquia absolutista foi restaurada na França, sob o governo de Luís XVIII
  13. 13.  Com a finalidade de restabelecer o antigo equilíbrio político europeu, anterior a Revolução Francesa, e reorganizar o mapa político da Europa que havia sido bastante alterado com as conquistas napoleônicas.  Tres princípios nortearam o Congresso: Restauração, legitimidade e solidariedade.  Talleyrand defendeu o princípio da legitimidade:  As nações européias voltariam aos limites geográficos anteriores a RF  As dinástias derrubadas voltariam ao poder. As fronteiras dos países europeus não voltaram a ser as mesma. A frança França retornou a seus limites Territoriais. A Áustria, a Rússia e a Prússia aumentaram seus estados.
  14. 14.  Por proposta do czar Alexandre I, a Rússia, Áustria e a Prússia formaram a Santa Aliança. O objetivo era defender as monarquias absolutistas, em nome dos princípios cristãos  Matternich introduziu na Santa Aliança direiro de intervenção, ela teria o direito de intervir nos países onde houvesse revoluções liberais e tentativas de emancipação política  A Inglaterra, entretanto defendeu o Princípio der não-intervenção. Essa coligação, apoiava os movimentos de independência da América Latina, com vista a conquistar novos mercados para sua indústria.

×