Revolução francesa ana vitoria

278 visualizações

Publicada em

Aula da revolucao francesa

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução francesa ana vitoria

  1. 1. Revolução Francesa Alunas: Ana Vitoria Marques 8 ano B
  2. 2. Inicio • Começou em 1789, com a crise econômica francesa, o povo passava fome e pagava altos impostos, enquanto o rei vivia no luxo. • Nesta época a frança era dividida em 3 estados: • Primeiro estado: constituído pelo clero – não pagavam impostos. • Segundo estado: constituído pela nobreza – não pagava impostos, e possuía altos privilégios. • Terceiro estado: constituído pelos burgueses, trabalhadores urbanos e camponeses – pagavam impostos, viviam na miséria, situação que era agravada pelas enchentes e mas colheitas • Depois de elaborar novo planos econômicos o Rei não conseguiu resolver os problemas do pais, então resolveu convocar os estados gerais ( Assembleia formada por representantes dos 3 estados ) • A Assembleia dos Estados Gerais se reuniu no palácio de Versalhes. • Logo entraram em conflito pois, o primeiro e segundo estados defendiam o voto por estado, e o terceiro estado queria voto por cabeça, assim com o conflito o terceiro estado se retirou proclamando a ANC (assembleia dos estados gerais).
  3. 3. Assembleia Nacional Constituinte • Nessa fase novos leis foram criadas, e aprovou-se a declaração dos direitos do homem e do cidadão • Em 1791 ficou decidido a divisão de poderes: • Executivo, exercido pelo rei; • Legislativo, exercido pela Assembleia; • Judiciário, exercido pelos juízes eleitos. • Os membros republicanos acusaram o Rei de estar traindo a revolução, o rei foi guilhotinado, e a Assembleia elegeu a Convenção Nacional que era eleita pelo voto universal masculino. • No dia 22 de setembro foi proclamada a Republica.
  4. 4. A convenção nacional • A convenção nacional dividiu-se em: • Girondinos: representantes da alta burguesia; • Jacobinos: representantes da media e baixa burguesia; • Planície: representantes da alta e media burguesia. • A republica francesa começou com uma serie de crises, então em 1794 instalou o período conhecido como terror. • Em 27 de julho de 1794 terminou o Terror, os Girondinos retornaram ao poder e elaboraram uma nova constituição chamada Diretório.
  5. 5. O Diretório • O poder executivo foi dado a 5 diretores eleitos pelo voto censitário, Napoleão Bonaparte (um jovem general) foi chamado d volta a França. • No dia 18 de brumario de 1799 deu um golpe de estado que marcou o fim da revolução francesa
  6. 6. O Império Napoleônico • Ao governar a França Napoleão beneficiou a burguesia. • A chamada era Napoleônica se dividido em dois períodos: Consulado e Império.
  7. 7. O Consulado • No consulado poder executivo era exercido por três cônsules ( Napoleão era o primeiro), e o legislativo ficava a cargo das assembléias. • Napoleão elaborou o código civil que consolidou as conquistas da burguesia, tais como: Laicização do Estado, igualdade entre todos perante a lei, a propriedade privada, a liberdade econômica, a proibição das greves... • Também foi reorganizado o ensino francês. • Em 1802 com o apoio da burguesia Napoleão se tornou cônsul vitalício.
  8. 8. O Império • Em 1804 Napoleão realizou um novo plebiscito e se tornou imperador da França. • No plano interno foi incentivada a agricultura e a indústria. • No plano externo Napoleão disputou com a Inglaterra. • Em 1805 enfrentou a terceira coligação contra a França, formada pela Inglaterra, Áustria e Rússia. • Em 1806 Napoleão promulgou o Decreto de Berlim com o objetivo de acabar com a Inglaterra, fechando todos os portos europeus aos navios e mercadorias vindos da Inglaterra ( ato conhecido como bloqueio continental). • Os países que não aderiram ao bloqueio sofreram intervenção. • Portugal não aderiu ao bloqueio então Napoleão resolveu invadir Portugal. • Napoleão dominando quase toda a Europa se tornou senhor absoluto da política européia.
  9. 9. O Fim do Império • A política napoleônica começou a ser contestada até mesmo pela burguesia. • Enquanto a Inglaterra intensificava seu comercio com as Américas, a economia francesa e dos países aliados começou a falir em razão a falta de produtos mano faturados e paralisação dos portos. • Em 1812 a Rússia rompeu o bloqueio. • Como reação Napoleão empreendeu a campanha da Rússia, mobilizou um enorme exercito apara invadir esse pais porem quando chegou a Moscou nada encontrou, pois o rei havia retirado toda a população da capital e ateado fogo na cidade. • Napoleão decidiu retornar a Franca mais na viagem lutou contra seu maior inimigo: o inverno. • Depois disso formou-se uma nova coligação contra a franca, formada por: Áustria, Prússia, Rússia e Inglaterra. • Em 1813 Napoleão foi derrotado e mandado para a ilha de Elba. • Em 1815 conseguiu fugir para Paris e retomou o poder e seu império. • Napoleão realizou O Governo dos Cem Dias e foi derrotado definitivamente pelo duque na Batalha de Waterloo.
  10. 10. O Congresso de Viena e A Santa aliança • Logo depois da primeira derrota de Napoleão, em 1814, organizou-se um movimento conservador na Europa. • Com a finalidade de restabelecer o antigo governo monarcas e ministros reuniram-se no Congresso de Viena. Os principais participantes foram: Rússia, Prússia, Inglaterra, França e Austrália. • Depois esses países formaram a Santa Aliança qual o objetivo era defender as monarquias absolutistas em nome dos princípios cristãos.

×