Tecnófobo

58 visualizações

Publicada em

Fatores contra o uso de computadores na educação infantil

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
58
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnófobo

  1. 1. Tecnófobo Fatores contra o uso de computadores na educação infantil Denise Martins Ângelo Passos
  2. 2.  É uma grande falácia que crianças e jovens tem que aprender a usar computadores agora pois caso contrário eles ficarão para trás em sua futura busca por empregos. Uma das razões de computadores parecerem excelentes ferramentas de aprendizado é a atração que eles exercem em crianças e adolescentes.
  3. 3.  Uma pergunta interessante é a seguinte: o que acontece com um estudante que se acostuma a aprender com computadores? Será que ele vai tolerar uma classe normal sem todos aqueles efeitos cosméticos e de joguinho eletrônico?  É absolutamente antinatural para uma criança sentar numa cadeira por longos períodos de tempo, se a criança não tem possibilidade de imaginar ou fantasiar interiormente (o que aconteceria se ela ouvisse um conto de fadas, por exemplo). Como no caso da TV, um software educacional cheio de imagens não deixa espaço para a imaginação interior.
  4. 4.  A aceleração de um desenvolvimento mental e psicológico, fazendo a criança comportar-se interior e exteriormente como adulto, é em nossa opinião a pior influência exercida por computadores.  Qualquer aceleração indevida produz algum prejuízo; em particular, pensamos que atividades intelectuais precoces tendem a roubar das crianças sua infância, necessária para um desenvolvimento equilibrado, o qual deveria abarcar aspectos físicos, psicológicos, artísticos, sociais e intelectuais.
  5. 5.  Se os computadores podem tornar crianças mais conscientes de seu próprio processo de pensar, isso significa que essas crianças são forçadas a se comportarem conscientemente como adultos. Crianças não deveriam ter o mesmo grau de consciência que adultos.
  6. 6.  Este padrão baseia-se em uma concepção de que os métodos tradicionais de ensino impõem formas estritas de comportamento e aprendizado, sendo isso prejudicial à criança ou jovem.  É necessário reconhecer as necessidades da criança ou jovem, não impondo o que não é próprio ou interessante para ela.  Consideramos como absolutamente necessário para um futuro social saudável que os estudantes de qualquer idade aprendam que há limites para o que eles podem fazer, e como devem comportar- se; muita liberdade muito cedo tende provavelmente a produzir adultos inseguros e desrespeitosos.
  7. 7.  Um dos argumentos em favor do uso de computadores em educação é a sua aplicação na Internet, tornando possível aos estudantes a troca de correspondência rápida com pessoas, mas isso requer uma boa dose de maturidade por parte do aluno.
  8. 8.  Maneiras e velocidades individuais de aprendizado são ótimas para adultos. Mas é uma aberração dizer que crianças e jovens sabem o que é melhor para eles, e podem decidir o que e como deveriam estudar. Novamente, essa liberdade é desejável para adultos, mas quando induzida em crianças, torna-os inseguros e leva a decisões erradas.  Para colocar-se o computador numa perspectiva adequada na educação ou na vida individual ou social é necessário compreender muito bem o que ele é.  Para se considerar o uso de computadores na educação é absolutamente necessário ter-se um modelo do desenvolvimento das crianças e dos jovens.
  9. 9.  Somente na época do ensino médio a criança está preparada para exercer pensamentos puramente abstratos, formais, lógico- simbólicos. Antes disso, esses pensamentos prejudicam o seu desenvolvimento sadio e equilibrado.  Preservando-se a sua infância e juventude deliciosa, simples, ingênua e semiconsciente podemos educar futuros adultos equilibrados, criativos, socialmente integrados e com atuação positiva.  Em particular, tememos que os computadores usados cedo demais contribuirão para criar adultos insensíveis e amorais, comportando- se e reagindo como máquinas, incapazes de sentir interesse e compaixão por outras pessoas e sem responsabilidade de agir socialmente.
  10. 10. Referencias:  http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/argsport.html  http://www.mat.uc.pt/~jaimecs/nonius/nonius5_1.html

×