Projeto ong

16.215 visualizações

Publicada em

Projeto ONG Informática

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
296
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto ong

  1. 1. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 Instituto Estadual Riachuelo Curso Técnico em Informática Projeto – OIDCC ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes 1
  2. 2. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 Capão da Canoa, 13 de Novembro de 2009 Introdução O projeto ONG - Inclusão Digital para Crianças Carentes envolve alunos, professores e a administração da Escola Riachuelo num esforço conjunto para a realização deste. Somos uma Organização não Governamental que objetiva fundamentalmente desenvolver o estudo e instigar crianças carentes a investir no seu estudo. Este que pretende não só abrir portas para a família Riachuelo e sim para a comunidade em geral, dando a oportunidade de aprendizado a várias crianças. Vendo surgir nesta entidade e de sua comunidade, a necessidade de uma maior participação da população em todos os setores, mas principalmente na área social. 1 - Contexto A inclusão digital abrange todos os processos de comunicação e processamento de conhecimentos relativos à vida do cidadão. Todos os brasileiros devem ter direito de acesso aos equipamentos, linguagens e redes das Tecnologias de Comunicação e Informação (TICs). Para implementação da política de inclusão digital, tem sido promovido o envolvimento de Organizações Não Governamentais, da iniciativa privada e de outras esferas de governo, sendo o papel do Governo Federal, sobretudo, o de articulador, indutor e financiador destas iniciativas. 2
  3. 3. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 No Brasil, verifica-se um grande número de iniciativas de tele centros que contam com a participação de organizações não-governamentais, prefeituras municipais, governos estaduais e também de órgãos do Governo Federal. Essa atuação conjunta é componente que se insere no esforço nacional em direção à inclusão social, à garantia de direitos de cidadania e ao desenvolvimento da sociedade brasileira em suas múltiplas dimensões. O Projeto CI, concebido em 2003 e em execução desde 2005, como uma das ações no âmbito do Programa Inclusão Digital do Plano Plurianual de Aplicações. É coordenado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – SLTI/MP. A SLTI é responsável pela Secretaria Executiva do Comitê Executivo de Governo Eletrônico, no âmbito do qual se encontra o Comitê Técnico de Inclusão Digital, que tem por objetivo articular e coordenar a política de inclusão digital do Governo Federal. Um dos eixos da política de inclusão digital é o investimento em conexão, equipamentos, recursos humanos e capacitação para apoiar a implantação de tele centros comunitários. O Observatório Nacional de Inclusão Digital (ONID), iniciativa coordenada pela SLTI em parceria com a sociedade civil, mapeou mais de 5.000 tele centros em funcionamento no país, de um universo estimado de 10 mil unidades em funcionamento em 2009. Os tele centros são espaços públicos multifuncionais, nos quais a população tem acesso a equipamentos e recursos de comunicação, à Internet e correio eletrônico, e pode participar de projetos de desenvolvimento cultural, social, político, econômico e comunitário, bem como de cursos e acesso aos serviços bancários e públicos. Os 3
  4. 4. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 tele centros podem abrigar a infra-estrutura básica necessária à articulação das políticas governamentais de segurança pública preventiva, saúde, educação, assistência social e cultura. Sua implantação mobiliza de forma ampla e rápida a troca de saber e conhecimento entre as comunidades e a sociedade em geral. A partir de 2009, o Projeto CI se integra ao Programa Nacional de Apoio à Inclusão Digital nas Comunidades e Tele centros do Brasil, num esforço coordenado pelos Ministérios das Comunicações (MC), da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), acompanhado pela Presidência da República, para dar escala e qualificar os tele centros do país. Iniciativas de inclusão digital sob responsabilidade das três esferas governamentais e da sociedade civil organizada poderão pleitear apoio à implantação de novos tele centros e ao aperfeiçoamento e qualificação de unidades em funcionamento. Além de colaborar com iniciativas de tele centros comunitários o Projeto CI apóia a informatização das escolas públicas e bibliotecas de uso público, tanto no sentido de contribuir para o aperfeiçoamento de suas atividades educativas e culturais, como também visando ampliar o número de espaços coletivos gratuitos de acesso às tecnologias. 2 – Voluntariado: Será admitido como VOLUNTARIADO todo cidadão ou entidade que pode exercer uma atividade remunerada ou não, esta sendo exercida a sem custo algum para a ONG. Os mesmo poderão exercer suas 4
  5. 5. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 atividades em seus respectivos locais, tendo em vista a marcação de horário para ser realizada a atividade. 3 – Análise da Viabilidade do Projeto: Estimular parcerias a fim de conquistar a mídia. A atuação dos veículos de comunicação é de relevante serviço, divulgando a ONG e sua finalidade, bem como conscientizando a população que o trabalho voluntário pode mudar a sociedade. É de suma importância a parceria da imprensa falada e escrita para divulgação do Projeto como estimulo do engajamento de voluntários. 4 – Descrição do Projeto: É de suma importância que a população ou parte dela se volte para as massas carentes, às entidades e em diversos setores que necessitam de apoio para gerar serviços de caráter público sem fins lucrativos. A concentração do trabalho estará centrada na assistência às crianças, na educação, atividades culturais e orientação aos que estão envolvidos com o problema. Temos conhecimento dos problemas existentes em nossa cidade e o pouco que se faça será importante. Iniciar um trabalho de mudança, dando o primeiro passo com muita responsabilidade e imensa dose de amor e compaixão, fará a grande diferença. 5
  6. 6. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 5 – Justificativa: Justifica-se pela necessidade inclusão na crescente era digital, sendo que todos têm o direito as fontes de informação e seus meios de comunicação. Dando a oportunidade de instrução, conhecimento e estudo de uma maneira mais interativa para com as crianças carentes. 6 – Objetivo: O Projeto OIDCC – ONG Inclusão Digital para Crianças Carentes foi criado com o objetivo geral de retirar e apoiar crianças carentes das ruas, no turno inverso ao escolar, onde corre um grande risco de caírem no mundo das drogas e da marginalidade, as incluindo na sociedade através da informatização. O Projeto também tem por meta trazer os alunos do curso técnico de informáticas para estagiarem dentro desta área na ONG. Instigar a comunidade para iniciativas de promoção da inclusão digital por meio da doação de equipamentos de informática recondicionados em e outras ações consideradas de impacto estratégico. Em relação aos objetivos específicos, o Projeto visa:  Promover o Acolhimento a Crianças Carentes.  Promover a Cultura.  Promover a Inclusão Social e Digital.  Promoção Gratuita de Saúde . 1 1 – Será enviado o projeto para criação de um “convênio” com o Hospital Santa Luzia e demais consultórios clínicos que estiverem com a intenção de voluntariado para atendimento médico pediátrico, cirúrgico e ortopédico. 6
  7. 7. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009  Promoção do Voluntariado.  Promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e outros valores universais.  Promoção de direitos estabelecidos, construção de novos direitos e assessoria jurídica gratuita de caráter suplementar;  Promoção de estudos e pesquisas. 8 – Metodologia: Divisão do projeto em grupos específicos visando as necessidades de aprendizado das crianças carentes. Dar-se atenção ao primeiro contato com o computador: conhecimento de suas partes, qual a sua função de cada parte, cuidados necessários no uso. Gradativamente, serão utilizados Editores de Textos indo dos mais simples aos mais complexos. Os programas utilizados com os educandos serão educativos e que possibilitem reforço na aprendizagem formal e formação de valores desenvolvendo a capacidade criativa. A programação será adequada às suas necessidades apresentadas. Os conteúdos a serem ministrados apresentarão dificuldades crescentes de acordo com o desenvolvimento de cada participante. 9 -Indicadores de Resultados 7
  8. 8. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 Conhecimento do computador e suas funções; Domínio do conteúdo trabalhado; Aprendizagens significativas para a vida. Aprendizagem de vários aplicativos como Word, Excel, Power Point, Paint. 10 -Avaliação A cada dois meses se avaliará o rendimento de cada participante do Projeto, através de seu interesse, participação e rendimento. O responsável pela coleta de dados será o Monitor juntamente com o Coordenador do Projeto. A análise das informações será feita pelo Coordenador em conjunto os gestores da escola. 11 – Cronograma de atividades ATIVIDADES/PERÍOD NO Ma Ab M Ju J Ag S Ou No De H O v r r ai n ul o et t v z S Planejamento X X x Diagnóstico x x Definição da X X x X demanda Execução do X X X X X X X X X X conteúdo programático Avaliação x X 8
  9. 9. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 Total de horas 10 10 5 12 –Recursos Físicos: 1 Laboratório de Informática com no mínimo 15 computadores 1 impressora 1 Datashow Aplicativos de Computadores (Internet, Word, Power Point e Windows...); CDs; Pen drive. 13 –Recursos Humanos 1 Professor coordenador 5 alunos autores Alunos carentes Escola que acolherá o projeto. 9
  10. 10. Projeto ONG – Inclusão Digital para Crianças Carentes – Novembro/2009 14- REFERÊNCIAS Elaborado com base no projeto IDDRIA: inclusão Digital para os Docentes do Riachuelo. Ministério da Educação, Secretaria de Educação à Distância. Introdução à educação digital: caderno de estudo e prática / Beth Bastos ...[et al.] – Brasília:; 2008, 268p. Tutoriais e apostilas disponíveis na WEB http://Rafaelnink.com./blog 10

×