O Evangelho no Lar    Segundo o espiritismo      Livro de instrução
O Evangelho no Lar, Versie 2.1                Produção e publicação:          ©Concelho Espírita Holandês, 2007           ...
PrefácioEste documento contém instruções para se estudar oEvangelho no lar, esse documento foi elaborado pelo CEIe adaptad...
O Evangelho no LarIntroduçãoEste documento contém instruções para estudar no laro Evangelho segundo o espiritismo. Este es...
Não te afastes da linha direcional do Evangelho entre osteus familiares. Continua orando fiel, com aqueles queamas, nas di...
Variadas são as formas por que os Espíritos se instalamem nossas casas, sem contarmos aqueles a quemchamamos com nossas at...
os modificar; assim, eles podem responder: — "Em nomede Deus, eu fico!"Então, nós, conhecedores da      realidade espiritu...
Assim que acendemos a luz, as trevas se desfazem, oambiente se ilumina e a casa se torna tranqüila. Toda afamília respira ...
Como fazer Evangelho no Lar1. PreparaçãoPrimeiro marcamos dia e hora apropriados para nós enossos familiares, conscientes ...
ajudando os presentes a compreenderem a lição, a fimde que a assimilem com mais facilidade.Deve-se marcar onde a leitura f...
6. Prece de EncerramentoAo final, proferir a prece também simples e espontânea,agradecendo ao Senhor da Vida e ao Plano Es...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O evangelho no lar

943 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
943
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O evangelho no lar

  1. 1. O Evangelho no Lar Segundo o espiritismo Livro de instrução
  2. 2. O Evangelho no Lar, Versie 2.1 Produção e publicação: ©Concelho Espírita Holandês, 2007 website: www.nrsp.nl, email: info@nrsp.nl startpagina: allankardec.startpagina.nlConta bancária: 4368599, Câmara do Comércio: 37115334
  3. 3. PrefácioEste documento contém instruções para se estudar oEvangelho no lar, esse documento foi elaborado pelo CEIe adaptado para ser usado pelo Concelho EspíritaHolandês (CEH).O CEH é uma organização federativa, o que siginificaque ela é “para e pelos” seus membros, pretendendojuntar e fortalecer as potencialidades de seus membros,a partir de seus próprios membros.Ela tem a função de uma ponte que favorece o encontrode pessoas com os mesmos interesses, busca, leva ecompartilha conhecimentos sobre o espiritismo, sobre aorganização espírita e sobre atividades espíritas. Atravézdisso o CEH pode ter uma voz ativa nas atividades deseus membros e facilitar as atividades que seusmembros organizam. O CEH fortalece a ligação entreseus membros assim como o movimento espíritaholandez, de forma que se cria uma ponte em tresníveis: conhecimento (troca de informação), social(trabalho em conjunto) e espiritual (inspiração).A presidente.CEH 1 O Evangelho no Lar
  4. 4. O Evangelho no LarIntroduçãoEste documento contém instruções para estudar no laro Evangelho segundo o espiritismo. Este estudo pode serfeito por todos os membros da família. Estudar oevangalho é uma atividade muito agradável que forneceum grande aprendizado para todos os membros dafamília tanto crianças como adultos.Jesus Contigo"Dedica uma das sete noites da semana ao Culto doEvangelho no lar, a fim de que Jesus possa pernoitar emtua casa.Prepara o coração, abre o Evangelho, distende aMensagem da Fé, enlaça a família e ora... Jesus virá emVisita!Quando o lar se converte em Santuário, o crime serecolhe ao museu. Quando os corações se unem nosliames da Fé, o Equilíbrio oferta Bênçãos de Consolo,Saúde e Paz.Jesus no Lar... e vida para a família!Não aguardes que o mundo te leve à certeza doinevitável. Distende, de tua Casa Cristã, a luz doEvangelho, para o mundo atormentado!Quando uma família ora em casa, reunida, toda a ruarecebe o benefício da Comunhão com o Alto. Se alguém,num edifício de apartamentos, alça aos Céus a Prece daComunhão Fraterna em família, todo o edifício sebeneficia.O Evangelho no Lar 2 CEH
  5. 5. Não te afastes da linha direcional do Evangelho entre osteus familiares. Continua orando fiel, com aqueles queamas, nas diretrizes do Mestre e, quando possível,debate os problemas que te afligem à luz Clara daMensagem da Boa Nova. Examina as dificuldades que teperturbam, ante a Inspiração Consoladora do Cristo.Demora-te no lar para que o Divino Hóspede tambémpossa aí se demorar. E, quando as luzes se apagarem, àhora do repouso, ora mais uma vez, comungando comEle, a fim de que em casa, mais uma vez, possas terJesus Contigo!" (Pelo espírito de Joanna de Angelis)O Plano Espiritual em nossa casaKardec nos mostra, atravez do ensino dos própriosEspíritos, a influência que eles exercem em nossa vida.É um alerta para que tomemos o rumo do bem para assugestões que nos cheguem, evitando o mal eprocurando conservar o equilíbrio e a paz interior embenefício de nós mesmos.No que diz respeito à casa em que moramos, muitasvezes, antes de pensarmos em instalar nela o nosso lar,Espíritos podem estar fixados a ela. Às vezes, já seencontravam no local, antes mesmo de a casa serconstruída.Esses irmãos, longe ainda da verdade e da luz, não vêemnada além da Terra e, sem idéia de vida eterna, vivemnos lares com as famílias, participando de toda a vidanormal e diária da casa.Outras vezes são Espíritos inconformados, assustadosdiante da desencarnação, embaraçados, que se apegamà família, fazendo morada no lar que ainda consideramcomo seu.CEH 3 O Evangelho no Lar
  6. 6. Variadas são as formas por que os Espíritos se instalamem nossas casas, sem contarmos aqueles a quemchamamos com nossas atitudes e pensamentos. Assim,as portas de nosso lar poderão estar abertas a essasvisitas inesperadas, quando não convivemos,naturalmente, com elas, desde a própria mudança paraa casa.Espíritos inferiores a nós, ou mesmo os da nossacondição, por não terem ainda a capacidade de penetraros nossos pensamentos prestam atenção às nossaspalavras e atitudes, a fim de nos avaliar. Ao iniciarmos oEvangelho em casa, devemos ter em mente queestaremos iluminando também estes irmãos que, portantos motivos, acompanham-nos. A prece inicial lheschama a atenção, pois muitos deles há tempos nãoouviam falar o nome de Jesus; em seguida, a leitura osdeixa curiosos, pois sabemos que a maioria desencarnasem querer ao menos ler os escritos sagrados, sem saberfazer uma prece.Não há escuridão que permaneça, quando acendemos aluz. Pensando nisso, comecemos a ler o Evangelho,calmos, tranqüilos, com a responsabilidade de fazer luz,onde existam trevas.Jamais se deve pedir a esses Espíritos para se retiraremdo recinto, mas os convidaremos a aprender conosco acultivar os valores espirituais.Antigamente, exorcizavam-se espíritos com a certeza deque eles obedeciam às ordens do exorcista, paradesistirem da obsessão, e se falava com firmeza: "Emnome de Deus, retirem-se".Com o advento do Espiritismo, fomos esclarecidos deque esses irmãos não fazem o que queremos e, sim, oque querem, se não encontram autoridade moral paraO Evangelho no Lar 4 CEH
  7. 7. os modificar; assim, eles podem responder: — "Em nomede Deus, eu fico!"Então, nós, conhecedores da realidade espiritual,humildemente, vamos dizer a esses Espíritos em nossasreuniões evangélicas:— Em nome de Deus, meus irmãos, fiquem! Vamos,juntos, evangelizar-nos e melhorar nosso estado mentale espiritual. Busquemos Jesus e vamos, pelos seusEnsinamentos, adquirir a luz necessária paracaminharmos com nossos próprios pés, confiantes efelizes.Com certeza, aqueles que não se afinarem com estaidéia sairão pela primeira porta que encontrarem,sabendo que aquele lar, a partir de então, estaráguardado sob as asas do Evangelho e do Amor, comJesus.Esta é a primeira limpeza espiritual que já se processaem nosso lar, assim que iniciamos o Evangelho. Aquelesque ficarem serão nossos companheiros de iluminação ese tornarão amigos, porque o que lhes faltava era umcoração que os ajudasse e os esclarecesse comhumildade e amor.Certamente não estaremos sem amparo. Ostrabalhadores espirituais do Evangelho no Lar darãotoda a sustentação necessária a nossa famíliaencarnada e aos desencarnados que nos acompanham,fazendo a caridade de levá-los, na primeiraoportunidade, para lugares de aprendizado erefazimento, em esferas espirituais adequadas.Em nosso lar, só entrarão, a partir desse instante,Espíritos que forem trazidos pelos mentores da casa,com o fim de aprenderem o Evangelho e modificaremsuas tendências para melhor.CEH 5 O Evangelho no Lar
  8. 8. Assim que acendemos a luz, as trevas se desfazem, oambiente se ilumina e a casa se torna tranqüila. Toda afamília respira aliviada, o sono é reparador, pois no arficam substâncias curadoras, e as energias físicas eespirituais são mais bem aproveitadas e distribuídas,sem as perdas, que, muitas vezes, refletem-se na nossasaúde e nos abatem.O fortalecimento é geral e, com o passar do tempo, maisfirmes vão se tornando os laços do amor, o respeito e aalegria que ficarão para sempre conosco e, mesmo queadvenham novas dificuldades, à luz do Evangelho, tudofica mais fácil.É um verdadeiro amadurecimento espiritual; umcrescimento para nós mesmos e, revigoradas as forçaspelo Evangelho, teremos segurança e firmeza, paraenfrentar nossas lutas e ajudar os nossos a enfrentareme vencerem suas dificuldades.A família que implanta a reunião de estudo doEvangelho no Lar há um mês, já tem uma luzpequenina, envolta em cúpula brilhante. Se o faz há dezanos, tem uma luz enorme, pois que cada vezaumentam mais os clarões espirituais. A leitura dosensinamentos do Mestre, a força das vibrações feitascom Amor e a ajuda do Alto, impregnando, em cadareunião, substâncias curadoras e fortificantes, tornam acasa um verdadeiro celeiro de luz! (Texto adaptado de um trecho do livro “Evangelho no Lar à luz do Espiritismo”, de Maria T. Compri).O Evangelho no Lar 6 CEH
  9. 9. Como fazer Evangelho no Lar1. PreparaçãoPrimeiro marcamos dia e hora apropriados para nós enossos familiares, conscientes de que este é o momentode intimidade da família com Jesus. Se o telefone oucampainha tocarem, atenderemos com delicadeza ediremos que estamos ocupados com nossos estudos eque após tornaremos a ligar, ou convidaremos os quechegaram a entrar e participar.2. Prece InicialInicia-se a reunião com uma prece simples eespontânea. Deve-se fazer silêncio interior e mentalizara figura de Jesus, equilibrando, assim, a mente parasintonizar-se com o Plano Maior.3. Leitura do EvangelhoFaz-se a leitura de "O Evangelho Segundo o Espiritismo”começando da introdução. Lê-se um pequeno trecho emcada reunião, calmamente, para que todos possamentender e comentar.4. Comentários Sobre o Texto LidoOs comentários deverão ser breves, feitos por todos, ecada um expõe o que entendeu da leitura, comsimplicidade, sem fugir do assunto.Comentar somente o texto lido, buscando a essência dosensinos com vontade e fé, guardando-os para futuraaplicação. Certamente, os Mentores Espirituais estarãoCEH 7 O Evangelho no Lar
  10. 10. ajudando os presentes a compreenderem a lição, a fimde que a assimilem com mais facilidade.Deve-se marcar onde a leitura foi interrompida paracontinuar desse ponto, na próxima semana.5. VibraçõesEis o ponto culminante da reunião, em que oparticipante se converte em doador.Vibrar é doar, e todos nós temos algo de bom a dar emfavor do próximo: um bom pensamento, uma palavra decarinho, um sentimento bom que enviamos, tudo isso édoação e, portanto, caridade. Destacar um participante da reunião para dirigir as vibrações, com tonalidade de voz moderada, os outros acompanharão com o pensamento, procurando doar amor, paz, saúde, equilíbrio. A importância da vibração está no impulso mental que é dado, na vontade firme e sincera de ajudar, na dedicação e amor aos semelhantes e no poder da fé ardente e confiante na ajuda do Alto. Neste momento, todos devem acomodar-se bem nas cadeiras (ou no lugar onde estiverem sentados), silenciar, respirando profundamente, deixar a mente livre de pensamentos do dia-a-dia e mentalizar a Figura de Jesus, buscando a harmonia e a paz possível pela manutenção da serenidade, e, nesse pensamento harmonioso, desprendemos ondas de paz, amor e esperança, começando as vibrações. Enquanto o(a) companheiro(a) profere as vibrações em voz alta, nós, em pensamento, sempre ligados a Jesus, vamos envolvendo, em nossas irradiações, as pessoas que estão sendo mencionadas.O Evangelho no Lar 8 CEH
  11. 11. 6. Prece de EncerramentoAo final, proferir a prece também simples e espontânea,agradecendo ao Senhor da Vida e ao Plano Espiritualque deram sustentação ao Evangelho num clima de paze harmonia.CEH 9 O Evangelho no Lar

×