Trabalho sobre bruner

77.127 visualizações

Publicada em

Pesquisa sobre Jerome Bruner

Publicada em: Educação
2 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
77.127
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61.821
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
250
Comentários
2
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho sobre bruner

  1. 1. UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS ACADÊMICAS: Geisa e Maísa Rabello ATIVIDADE ACADÊMICAS: Infância e Educação Infantil PROFESSORA: Marita Martins Redin ANO/SEMESTRE: 2012/01
  2. 2. BIOGRAFIA... Bruner nasceu em 1º de outubro de 1915, em Nova York, nos EUA. Aos 16 anos ingressou na Universidade de Duke, com vago projeto de estudar direito para administrar os negócios da família. Encantado com Willian McDougall, que discute a natureza da psicologia, optou por essa área. Graduou-se na Universidade de Duke, em 1937 e posteriormente em Harvard, Cambridge (Massachusetts), em 1941, obteve o título de doutor em Psicologia. Em 1939, Bruner publicou seu 1º artigo, estudando o efeito do extrato de timo sobre ocomportamento sexual dos ratos do sexo feminino. Em 1945, Bruner retornou a Harvard como professorde psicologia e foi fortemente envolvido na investigação relativa à psicologia cognitiva e educacional. Em1970, Bruner deixou Harvard para ensinar na Universidade de Oxford, na Inglaterra. Ele voltou para osEUA em 1980 para continuar sua pesquisa em psicologia do desenvolvimento. Em 1991, ingressou nafaculdade de Bruner na New York University, onde ensina os alunos ainda hoje. Como um professoradjunto na Faculdade de Direito da Universidade de Nova York, ele estuda como a psicologia afeta aprática jurídica. Ao longo de sua carreira, Bruner foi premiado por doutorados honorários de Yale eColumbia, bem como faculdades e universidades em locais como Sorbonne, Berlim e Roma, e é membroda Academia Americana de Artes e Ciências.
  3. 3. SEUS ESTUDOS...Bruner é influenciado pelos sistemas A produção acadêmica de Bruner tem psicológicos vigentes no século XX, duas fases: entre os quais o estruturalismo de 1º - seus primeiros trabalhos limitam- Titchner, Piaget e Lévi-Strauss, e a Vários psicólogos inspiraram a se ao laboratório; psicologia de William James, junto construção de suas teorias, entre os 2º - seus estudos incluem acom o funcionalismo de Dewey, que quais encontramos Vygotsky, Dewey, observação natural e interações estão na base de suas propostas de e Piaget. sociais envolvendo jogos com educação. Nisto, convive com a crianças pequenas. psicologia dinâmica de Gestalt e a psicanálise de Freud. Bruner pesquisou o trabalho de sala de aula e desenvolveu uma teoria da instrução, que sugere A partir de então, a produção de Bruner revela profundo interesse pela metas e meios para a ação doeducação da criança, especialmente os bebês. Evidenciando a necessidade educador, baseada no estudo da de compreensão biológica e cultural no desenvolvimento do ser humano cognição. Muito da teoria está sob questões educativas. ligado à pesquisa do desenvolvimento infantil. Embora Bruner seja um psicólogo por formação e tenha dedicado grande parte das suas obras ao estudo da psicologia, ganhou grande notoriedade no mundo da educação graças à sua participação nomovimento de reforma curricular, ocorrido, nos EUA, na década de 60.
  4. 4. ALGUMAS DE SUAS OBRAS... Bruner apresenta uma teoria da aprendizagem, fortemente influenciada pela teoria cognitiva, mas ligada intimamente aos contextos culturais onde a aprendizagem ocorre. Bruner desenvolve os tópicos discutidos na obraThe Process of Education e apresenta, de uma forma estruturada, a sua teoria da aprendizagem. Bruner oferece-nos um conjunto de ensaios curtos sobre diversos tópicos da psicologia e da e educação; acentua a importância da descoberta no processo de construção do conhecimento e a relação entre o conhecimento e a ação. TAMBÉM HÁ ENTRE OUTRAS DE SUAS OBRAS...
  5. 5. SEIS ÁREAS TEMÁTICAS MENCIONADAS POR ANGLIN NA PRODUÇÃO DE BRUNER (1973): OPINIÃO PÚBLICA: PERCEPÇÃO: PENSAMENTO: Um dos períodos mais ricos daDurante a 2ª Guerra Mundial, Bruner vê a percepção como um produção de Bruner é de 1953 Bruner realiza estudos, onde processo indissociável da cognição e a 1954, o qual, entende que o percebe a influência da da personalidade. pensamento é a principalpercepção na forma de pensar característica do ser humano. e de abordar as questões da Indica que a as estratégias de guerra, iniciando uma nova categorização dependem de etapa de pesquisa. modelos de aquisição, retenção e uso da informação, que se encontram nos mitos e nas narrativas infantis.
  6. 6. REPRESENTAÇÃO E O SABER-FAZER:Seu objetivo consiste em implementar estudos EDUCAÇÃO:interdisciplinares sobre processos mentais superiores; Nesta nova fase em Oxford, Bruner debruça-seaprofunda e questiona os conceitos piagetianos de sobre a linguagem dos bebês, as narrativas infantis e utiliza concepções da psicologia, linguística eequilíbrio e sucessão de estágios. A partir disto, antropologia para postular práticas educativas.Bruner volta sua atenção para as primeiras ações Bruner, permanece a estudar o currículo porém,intencionais do bebê, aos quais denomina saber-fazer. agora propõem uma teoria de aprendizagem sobreNo saber-fazer verifica ações como posse dos objetos, descoberta. Deixa claro que não se trata de transmitir conhecimentos, mas de como tornar acomplementariedade no uso de duas mãos, educação possível, de como estimular aconstatação visual dos fatos e preensão. Observa que o aprendizagem pela descoberta.saber-fazer depende da intenção do sujeito, temnatural serial, de sub-rotinas, em pequenas séries quese integram e que se adaptam. Descobre o potencial dainteligência do bebê que, não sendo ingênuo, processaa informação sobre o mundo para compreendê-lo.
  7. 7. No saber-fazer surgem três fatores que favorecem a concentração... • Bruner investiga como a criança 1º - O jogo aprende a linguagem na interação interativo com o outro. com adultos. • O jogo interativo, no formato estipulativo, transforma-se posteriormente em faz-de-conta. 2º - O manejo • A mãe interpreta as intenções da de materiais criança e, ao responder, oferece o estruturados. modelo adotado pela cultura. • A aprendizagem com regras e estratégias mais complexas para 3º - O jogo solucionar problemas, toma o impacto da qualidade do jogo simbólico mais com regras. rico quando a criança constrói personagens e situações com a participação dos adultos.
  8. 8. BRINCADEIRAS E NARRATIVAS INFANTIS... Para Bruner, na educação infantil, a narrativa está presente na conversação, no contar e recontar histórias, na expressãogestual e plástica, na brincadeira e nas ações que resultam da integração das várias linguagens. Ora, se a narrativa dá sentidoao mundo, torna-se essencial sua inclusão no cotidiano infantil. Esse tipo de saber-fazer da criança, na brincadeira, mostra que a espécie humana utiliza o jogo interativo para desenvolvera linguagem e suas regras. EX. Brincadeira de Esconde-esconde Na sequência ocorrem 4 passos: 1º atenção; 2º pergunta; 3º nome; 4º feedback Crianças de 8 meses a 1 ano e 6 meses já evidenciam fala interativa com os quatro elementos. Com 1 ano e 2 meses, acriança começa a verbalizar nomes. Percebe-se que a linguagem quando usada como representação, indicador de iniciativa eprotagonismo da criança, possibilita a tomada de consciência, a comunicação e as relações sociais. Bruner utiliza com propriedade o termo andaime como metáfora para o desenvolvimento da narrativa da criança,chamando a atenção para a ação do adulto. A criança mostra interesse, toma iniciativa e aponta para a imagem. A mãe, aoverbalizar o nome do objeto apontado, cria o andaime. A mãe dispõem de um saber que a criança ainda não temcompletamente. Para auxiliar nesse processo, a mãe usa diferentes formas de “diálogos por andaimes”. “Se toda a brincadeira tem regras, brincando a criança aprende a utilizá-las. Em situações de brincadeiras livres as aprendizagens são de natureza mais simples; porém, quando acompanhadas pelo adulto ou por outras crianças, criam-se aprendizagens mais complexas pela intervenção da ZDP”. (pg.265)
  9. 9. “Brincar de ver livros com suporte do adulto é um exemplo de andaime”. O jogo configura-se nos turnos de tocar a pintura, olhar para a mãe eEx: MÃE: Olha! (atenção) vocalizar sons, sempre acompanhados pela ação sustentada pela, mãe, queCRIANÇA: (toca a pintura) chama a atenção, aponta o nome da figura e repete a ação.MÃE: O que é aquilo? (pergunta) O folclore, as parlendas e trava-línguas repetidas, recriadas de modoCRIANÇA: (vocaliza e sorri) prazeroso, indicam o domínio da estrutura básica da brincadeira, oferece aMÃE: Sim, são coelhos (feedback e condição necessária para que, na expressão lúdica, o pensamento narrativo nome) desenvolva-se. Assim como, os contos infantis estimulam a mente narrativaCRIANÇA: (vocaliza, sorri e olha para a compreensão de mundo. para a mãe)MÃE: (sorri) Sim, são coelhos As narrativas infantis que alteram a canonicidade das histórias, tornam as (feedback e nome) crianças protagonistas, construtores de mundos reais e possíveis,CRIANÇA: (vocaliza, sorri) interessantes e dignos de serem contados.MÃE: Sim (sorri, feedback)
  10. 10. REFERÊNCIAS:• MARQUES, Ramiro. A Pedagogia de Jerome Bruner. Disponívelem:http://www.eses.pt/usr/ramiro/docs/etica_pedagogia/A%20Pedagogia%20de%20JeromeBruner.pdf. Acesso em 11/04/12• KISHIMOTO. Tizuko Morchida; PINAZZA, Mônica Appezzato. (orgs).Pedagogia(s) da infância – Dialogando com o passado construindo o futuro. PortoAlegre: Artmed, 2007

×