Reabilitação

1.009 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.009
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reabilitação

  1. 1. REABILITAÇÃO COGNITIVA E A PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS PERPETUADO NOS CONTEXTOS FAMILIARES Carla Bicca Psiquiatra Especialista em DQ FIPAD/UNIFESP Terapeuta Cognitiva / Beck Institute Mestre em Ciências Médicas / UFRGS Coordenadora do departamento de DQ / APRS Tesoureira ABEAD carlabicca10@gmail.com
  2. 2. Conflitos de interesse! Não tenho qualquer relação com a indústria farmacêutica ou qualquer outro comércio
  3. 3. Reabilitar • recuperação ao nível máximo possível de adaptação física, psicológica e social • objetivo de reduzir o impacto de uma incapacidade ou deficiência • proporcionar uma maior integração social do indivíduo
  4. 4. 5 regras de ouro • 1a. FALE SOBRE O PROBLEMA • aborde o tema com a família / rede • promova discussões • divida emoções e crie novas possibilidades • fingir que não existe, não resolve e pode piorarGindri et all, 2012
  5. 5. 5 regras de ouro • 2a. DESFAÇA MITOS / LIMITAÇÕES • compartilhe os fatos e as reais consequências • converse com profissionais • doença crônica significa uma série de limites • necessário avaliar limites reais Gindri et all, 2012
  6. 6. 5 regras de ouro• 3a. SEJA ENGAJADO • procure suporte • (instituições, organizações e grupos de apoio e pesquisa) • envolver-se de forma física ou virtual • (tirar dúvidas, conhecer pessoas e lutar por direitos) • pesquise atividades e participe delas Gindri et all, 2012
  7. 7. 5 regras de ouro • 4a. NÃO DESANIME • cuidar visão ou uma atitude pessimista • cada caso é um caso • como ver uma situação pode ser crucial para o sucesso ou o fracasso Gindri et all, 2012
  8. 8. 5 regras de ouro • 5a. FAÇA PARTE DA SOLUÇÃO • sensibilize as pessoas • advogue pela causa que você está inserido • você vai ajudar a si e a outros Gindri et all, 2012
  9. 9. Reabilitação • Diagnósticos: • quadros neurológicos • quadros neuropsiquiátricos • TDAH • depressão • compulsões www.nnce.org/Arquivos/Artigos/2012/gindri_etal_2012.pdf
  10. 10. Reabilitação• Processo de reabilitação cognitiva • equipe multiprofissional • avaliação da medicação • testagem neuropsicológica • psicoeducação (quadro clínico e prognóstico) • estabelecimento de metas realistas
  11. 11. Reabilitação• desenvolver e aprimorar a capacidade de cognição e raciocínio do paciente • estimular motivação para resolução de problemas • oferecer recursos de exposição gradual • promover desafios
  12. 12. Reabilitação • ? Plasticidade neuronal ? • capacidade dos neurônios de estabelecer novas conexões sinápticas • uma área cerebral é capaz de adaptar funções de área lesionada
  13. 13. Reabilitação• Modificabilidade Cognitiva • cognição não é estática • processos mentais, afetivos e intelectuais são modificáveis • estímulos ambientais e motivação do paciente www.nnce.org/Arquivos/Artigos/2012/gindri_etal_2012.pdf
  14. 14. Famílias • conhecer as características • psicoeducar • avaliar limitações • avaliar disponibilidades • PREVENÇÃO ao uso drogas
  15. 15. Família Tradicional
  16. 16. Família Tradicional Perfil conservador Matrimonializada Patriarcal Patrimonializada Indissolúvel Hierarquizada Heterossexual
  17. 17. Família Pós-Moderna
  18. 18. Organização flexível Separação é possível Amplo espaço individual Relações sociais independentes Juan Linhares Família Pós-Moderna
  19. 19. Conceito de família Não mais se identifica pela celebração do matrimônio Relações familiares definidas pelo afeto Família Pós-Moderna
  20. 20. Infância mais curta Adolescência mais precoce e prolongada Maior expectativa de vida Família Pós-Moderna
  21. 21. Filhos Pai e mãe Casal Validação Reabilitação
  22. 22. Cegueira familiar Fator motivacional Ambivalência Funcionamento familiar Família e DQ
  23. 23. Experimentação Álcool Tabaco Benzodiazepínicos Voláteis
  24. 24. cerveja e vinho bebidas destiladas e tabaco cannabis cocaína Sequência de uso de drogas no Brasil Ecstasy/crack opiáceos LSD Medicações para emagrecer, acalmar, dormir,etc.
  25. 25. Problemas com uso de drogas CREMESP/AMB
  26. 26. Famílias Multiproblemáticas • A dependência química é uma entre várias demandas da família!!!!
  27. 27. Famílias invalidantes • Passam à pessoa a idéia de que ela está errada ou enganada em ambas (descrição e análise) de suas próprias experiências
  28. 28. Famílias Invalidantes •As experiências são atribuídas a características socialmente inaceitáveis ou traços de personalidade
  29. 29. Famílias invalidantes •Ambiente invalidante é aquele no qual a comunicação de experiências privadas é percebida como equivocada, inapropriada e exagerada
  30. 30. Membros invalidantes são? vigorosos na promulgação de seus pontos de vista comunicam ativamente a frustração com indivíduos inábeis para aderir a um ponto de vista similar
  31. 31. Narrativas familiares Muitas vezes voltada ao ataque pessoal e não ao enfrentamento dos problemas
  32. 32. Recaídas Família terra arrasada!!!! Não adianta!!! Fizemos de tudo, se ele (a) não quer, nada que fizermos vai funcionar! Somos impotentes para resolver esse problema
  33. 33. Metas Proceder encaminhamentos necessários Trabalhar em equipe Clarificar os impedimentos Eleger oportunidades de mudança Construir um contrato terapêutico viável
  34. 34. Obrigada! carlabicca10@gmail.com

×