Metodos contraceptivos spe

1.987 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.987
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodos contraceptivos spe

  1. 1. 1
  2. 2. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISMÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS  Comportamentais ou de Abstinência Sexual  Amenorréia da Lactação (LAM)  Barreira  Hormonais  Dispositivo Intra-Uterino (DIU)  Cirúrgicos ou Definitivos  Anticoncepção de Emergência 2
  3. 3. 3  Depende de:  Informação correta sobre gravidez;  Informação correta sobre os métodos;  Acesso aos métodos;  Comunicação com o/a parceiro/a;  Desejo da anticoncepção. Uso Correto
  4. 4. 4  Ciclo Menstrual: - intervalo entre uma menstruação e outra. - média de 28 dias. - tem um período fértil. CICLO MENSTRUAL e PERÍODO FÉRTILCICLO MENSTRUAL e PERÍODO FÉRTIL  Período Fértil: - ovulação; - quando pode ocorrer gravidez.
  5. 5. 5 Evitar relações sexuais com penetração vaginal durante o período fértil da mulher. 1. MÉTODOS COMPORTAMENTAIS ou de ABSTINÊNCIA SEXUAL:  Mulheres para as quais a gravidez representa alto risco devem optar por métodos mais eficazes. TABELINHA MUCO CERVICAL TEMPERATURA
  6. 6. 6 Como estimar o período fértil? - anotar últimos 6 a 12 ciclos menstruais; - ciclo mais curto / ciclo mais longo: calcular a diferença entre eles (se ≥ a 10, método não indicado). - 1º dia: subtrair 18 da duração do ciclo mais curto - Último dia: subtrair 11 da duração do ciclo mais longo Abstinência sexual:Abstinência sexual: do 1º ao último dia do período fértil Abstinência sexual:Abstinência sexual: do 1º ao último dia do período fértil TABELINHATABELINHA Eficácia: 75% a 91%
  7. 7. 7 Como estimar o período fértil? - observar as características do muco diariamente; - dias secos: muco espesso e escasso - dias úmidos: muco fino, claro e abundante Abstinência sexual: Permitidas relações sexuais em dias alternados até que o muco apareça. Fazer abstinência enquanto tiver muco até 3 dias após seu desaparecimento. Abstinência sexual: Permitidas relações sexuais em dias alternados até que o muco apareça. Fazer abstinência enquanto tiver muco até 3 dias após seu desaparecimento. MUCO CERVICALMUCO CERVICAL Eficácia: 75% a 97%
  8. 8. 8 Como estimar o período fértil? - medir diariamente antes de levantar-se, por 3min. - após ovulação: temperatura aumenta de 0,2 a 0,6°C; permanece assim até início da próxima menstruação Abstinência sexual: desde o início da menstruação até o 3º dia após a elevação da temperatura. Abstinência sexual: desde o início da menstruação até o 3º dia após a elevação da temperatura. TEMPERATURA BASALTEMPERATURA BASAL Eficácia: 75% a 99%
  9. 9. 9 Suspensão da ovulação durante a amamentação. Quando iniciar? Imediatamente após o parto. Condições para alta eficácia: método temporário  Amenorréia (ausência da menstruação)  Aleitamento exclusivo (nenhum outro líquido)  Recém-nascido com menos de 6 meses Contra-indicações: mãe com infecção pelo vírus HIV ou em uso de alguns medicamentos. 2. AMENORRÉIA DA LACTAÇÃO (LAM)
  10. 10. 10  Como funcionam: Impedem contato dos espermatozóides com o óvulo, formando uma barreira (física ou química). Eficácia: - Preservativo masculino: 85% a 98% - Preservativo feminino: 79% a 95% - Diafragma: 84% a 94% - Espermicida: 71% a 82% 3.3. MÉTODOS DE BARREIRAMÉTODOS DE BARREIRA:: DUPLA PROTEÇÃO:DUPLA PROTEÇÃO: DST/HIV + GravidezDST/HIV + Gravidez
  11. 11. 11  Como funciona: - barreira física entre o pênis e a vagina. - evita contato das secreções vaginais com o pênis.  Efeitos colaterais: - rara alergia ao látex; - pessoas com alergia ao látex podem optar pelo preservativo feminino. IMPORTANTE: Selo do INMETRO; Prazo de Validade; Instruções na embalagem. PRESERVATIVO MASCULINOPRESERVATIVO MASCULINO 85% a 98% DUPLA PROTEÇÃ O
  12. 12. 12  Como funciona: - barreira física entre a vagina/ vulva e o pênis - evita contato das secreções vaginais com o pênis  Efeitos colaterais: - não há registros - material: poliuretano PRESERVATIVO FEMININOPRESERVATIVO FEMININO IMPORTANTE: - Maior autonomia feminina; - Pode ser colocada até 8 horas antes; - Não precisa ser retirada logo após ejaculação; - Nunca deve ser usada com a camisinha masculina. DUPLA PROTEÇÃO 79% a 95%
  13. 13. 13  cremes geléias  filmes tabletes  cremes geléias  filmes tabletes  Como funcionam: - substâncias químicas que matam os espermatozóides ou impedem seu movimento  Uso: - inseridos na vagina antes de cada relação (o tempo é determinado pelo fabricante). ESPERMICIDASESPERMICIDAS  Efeitos colaterais: - reação alérgica local. Para aumentar a eficácia, associar um outro método de barreira. 71% a 82%
  14. 14. 14  Como funciona: - barreira física contra entrada dos espermatozóides no colo do útero. - pode ser de látex ou silicone.  Efeitos colaterais: - alergia ao látex. O de silicone não provoca alergia. - infecções vaginais e urinárias. DIAFRAGMADIAFRAGMA 79% a 97%
  15. 15. 15  USO: - Requer medição feita por profissional; - Inserido na vagina até 3 horas antes da relação sexual; - Utilizar espermicida aumenta sua eficácia; - Retirar 6 a 8 horas após a última ejaculação; - Não deve permanecer na vagina por mais de 24hs; - Lavar cuidadosamente com água e sabão neutro; - Verificar se apresenta furos ou rasgos.
  16. 16. 16 • Pílulas combinadas; • Minipílula; • Injeções mensais; • Injeções trimestrais; • Anel vaginal; • Adesivo; • Implante; • DIU medicado com hormônio. 4. MÉTODOS HORMONAIS:
  17. 17. 17  Tipos: - diferentes hormônios - diferentes dosagens - diferentes modos de utilização 4.4. MÉTODOS HORMONAIS::  Eficácia: • Pílulas Combinadas: 92% a 99,7% • Minipílulas: 92% a 99,7% • Injeções mensais: 97% a 99,9% •Injeções trimestrais: 97% a 99,7% • Implantes: 99,5% • Adesivos: 92% a 99,7% • Anel Vaginal: 92% a 99,7%
  18. 18. 18 Hormônios: 2 tipos de hormônios: estrogênio e progestogênio. Como funcionam: inibem a ovulação. Dosagem: Baixa: menos que 50 mcg de estrogênio (35, 30, 20 e 15mcg). Vantagens: • diminução do sangramento menstrual; • melhora das cólicas menstruais; • proteção contra câncer de ovário e endométrio PÍLULAS COMBINADAS 92% a 99,7%
  19. 19. 19  Efeitos colaterais: não ocorrem com todas usuárias - dor de cabeça - enjôos - vômitos - irritabilidade - ganho de peso - depressão - cansaço - queda de cabelo  Uso: • iniciar a cartela do 1º ao 5º dia do ciclo (conforme preparação comercial); • intervalo entre as cartelas (conforme preparação comercial); A maioria indica 7 dias. • Não deve ser usada por mulheres que estejam amamentando.
  20. 20. 20  Hormônio: feita de um derivado da Progesterona.  Utilizadas principalmente: - no PÓS-PARTO: não alteram a qualidade nem a quantidade do leite materno. - por mulheres com contra-indicações ao estrogênio das pílulas combinadas. MINIPÍLULAMINIPÍLULA 92% a 99,7%
  21. 21. 21  Uso: Pós-parto: em aleitamento – a partir de 6 semanas sem aleitamento – iniciar imediatamente Outras mulheres: no 1º dia do ciclo. - Tomar 1 pílula ao dia, no mesmo horário. - Não é necessário intervalo entre as cartelas. Efeitos colaterais: - alterações da menstruação - enjôos - ganho de peso - dor de cabeça - sensibilidade das mamas - acne
  22. 22. 22  2 Hormônios: estrogênio e progesterona  Efeitos colaterais: - alterações na menstruação; - ganho de peso - dor de cabeça - sensibilidade das mamas INJEÇÕES MENSAIS 97% a 99,9% Vantagens: - Não provoca efeitos no estômago; - Facilidade para uso; - Alta eficácia. Uso: -1ª injeção: do 1º ao 7 ºdia de menstruação. - injeções subsequentes: 1 a cada 30 dias, com flexibilidade de até 7 dias antes ou após a data prevista.
  23. 23. 23  1 Hormônio: progesterona  Efeitos colaterais: - sangramento irregular - dor de cabeça - ausência da menstruação - ganho de peso INJEÇÕES TRIMESTRAIS:  Uso: - 1ª injeção: até 7º dia do ciclo menstrual; - injeções subsequentes: 1 injeção a cada 3 meses, com flexibilidade de até 15 dias antes ou após a data prevista. 97% a 99,7% Vantagens: - Não provoca efeitos no estômago; - Facilidade para uso; - Alta eficácia.
  24. 24. 24  Hormônio: - pequena cápsula de silicone contendo derivado da progesterona.  Efeitos colaterais: - sangramento irregular - ganho de peso - ausência da menstruação - dor de cabeça - aumento do fluxo menstrual (raro) - irritabilidade 99,95% IMPLANTE  Uso: - Profissional treinado para inserção e remoção. - Inserção: de preferência, entre o 1º e o 7º dia do ciclo menstrual, no antebraço. - Validade: 3 anos.
  25. 25. 25 • É equivalente à pílula combinada. 92% a 99,7% • Uso: Na primeira vez, o tratamento deve começar entre o 1º e o 5º dia do ciclo menstrual. Cada adesivo deve ficar colocado por 7 dias. Após esse período, deverá ser trocado por um novo, começando sempre no mesmo dia da semana. - Depois de completar 7 dias com o terceiro adesivo, a mulher deverá retirá-lo e ficar sem adesivo por 7 dias e iniciar um novo ciclo. ADESIVO
  26. 26. 26 Aplicação: • Pode ser colocado em diversos locais do corpo: • Deve-se evitar a colocação do adesivo na mesma parte do corpo seguidamente. • Nunca deve ser colocado nas mamas. • Pode haver irritação da pele no local de aplicação. Nesse caso, retirar o adesivo e aplicar um novo em outra parte do corpo. Permanecendo, procurar um médico. ADESIVO
  27. 27. 27 • É equivalente à pílula combinada. • Uso: • O anel é colocado na vagina uma vez por mês pela própria usuária. • Deve ser usado durante 3 semanas e, então, retirado, com pausa de uma semana. • Utilizando pela primeira vez, a colocação é do 1º ao 5º dia do ciclo. Anel VaginalAnel Vaginal Eficácia: 92 a 99,7%
  28. 28. 28  Como funcionam: - imobilizam ou matam espermatozóides; - alteram a movimentação nas trompas; - inibem implantação do óvulo fecundado (ambiente uterino hostil).  Tipos - de plástico com: - cobre - hormônio: libera continuamente pequenas quantidades de progesterona (levonorgestrel) DISPOSITIVO INTRA-UTERINODISPOSITIVO INTRA-UTERINO (DIU):(DIU):DISPOSITIVO INTRA-UTERINODISPOSITIVO INTRA-UTERINO (DIU):(DIU): TCu 380A Multiload 375 Mirena
  29. 29. 29 DIU - COBRE DIU - HORMÔNIO  Efeitos colaterais: - aumento do fluxo menstrual; - cólicas menstruais; -sangramento irregular. • Eficácia: 99,2% a 99,4% • Funciona por até 10 anos.  Podem ser utilizados para tratamento de cólicas menstruais, de certas doenças ginecológicas e como coadjuvante na terapia de reposição hormonal.  Eficácia: 99,9%  Funciona por até 5 anos.  Efeitos colaterais: - sangramento vaginal - amenorréia
  30. 30. 30  Uso: - Só pode ser colocado por profissional treinado, após avaliação cuidadosa da mulher. - Não pode ser colocado se houver infecção genital. - Inserção: - qualquer época do ciclo menstrual; - sem gravidez atual; - no período menstrual é mais fácil e a probabilidade de gravidez é menor. DIU – COBRE e HORMÔNIO
  31. 31. 31 • Contra-indicação:  A maioria das mulheres saudáveis pode usar métodos hormonais sem riscos para a saúde.  Somente o profissional de saúde pode avaliar se há alguma contra-indicação.
  32. 32. 32 Procedimento cirúrgico para a anticoncepção definitiva da mulher, através da obstrução das trompas, o que impedirá o encontro do óvulo com os espermatozóides. MÉTODO CIRÚRGICO VOLUNTÁRIO FEMININOMÉTODO CIRÚRGICO VOLUNTÁRIO FEMININO LAQUEADURA ou LIGADURA DELAQUEADURA ou LIGADURA DE TROMPASTROMPAS Eficácia: 99,5% Lei 9.263/96 – Critérios para realização do método.
  33. 33. 33 Procedimento cirúrgico para a anticoncepção definitiva do homem, através da obstrução dos canais deferentes, impedindo que os espermatozóides produzidos nos testículos se juntem ao sêmen. Lei 9.263/96- Critérios para realização do método. Para comprovar a eficácia, deve ser realizado um espermograma após 3 meses de cirurgia ou após 20 ejaculações. Eficácia: 99,9% MÉTODO CIRÚRGICO VOLUNTÁRIOMÉTODO CIRÚRGICO VOLUNTÁRIO MASCULINOMASCULINO -- VASECTOMIAVASECTOMIA
  34. 34. OBRIGADA!!! • VISITE OS BLOGS: • Spedeparacuru.blogspot.com • Acsdeparacuru.blogspot.com 34

×