TerapiaTerapia
OcupacionalOcupacional
““COMPARTILHANDO SABERES,COMPARTILHANDO SABERES,
TRANSPONDO BARREIRAS E CONSTITUINDO...
• O Terapeuta Ocupacional é o facilitador no processo de reestruturação do
indivíduo com relação às Atividades da Vida Diá...
• O Terapeuta Ocupacional é um profissional
de grande importância na prática do
atendimento domiciliar, pois em sua
formaç...
• Atividades de educação em saúde,
individual e coletiva, estimulando o auto
cuidado e AVD`s na criança, adolescente,
adul...
• Criação de espaço para a prevenção e promoção da saúde direcionada ao incentivo as
práticas de caminhada, orienta para a...
• Sob a observância da Política Nacional da Pessoa com Deficiência
(Decreto nº 3.298, de 20/12/1999), que define deficiênc...
• Desenvolver ações de estimulação essencial
em crianças identificadas com problemas
neuropsicomotores
• Implementar ações...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação reuniao nasf psf

1.802 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.802
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação reuniao nasf psf

  1. 1. TerapiaTerapia OcupacionalOcupacional ““COMPARTILHANDO SABERES,COMPARTILHANDO SABERES, TRANSPONDO BARREIRAS E CONSTITUINDOTRANSPONDO BARREIRAS E CONSTITUINDO TERRITÓRIOSTERRITÓRIOS.”
  2. 2. • O Terapeuta Ocupacional é o facilitador no processo de reestruturação do indivíduo com relação às Atividades da Vida Diária (AVD), Atividades de Vida Prática (AVP), Atividades de Vida do Lazer (AVL), Atividades de Vida do Trabalho (AVT), no que diz respeito às suas capacidades de auto cuidado (funcionais, emocionais e laborativas), sem riscos, objetivando a independência e autonomia laborativa, social, funcional e emocional do indivíduo, otimizando o gerenciamento de sua própria vida e sua relação com o meio, visando o acesso aos recursos da comunidade, promovendo e prevenindo e mantendo a saúde, com melhor qualidade de vida. • O Terapeuta ocupacional tem como objetivo orientar, treinar e supervisionar, analisando e adaptando o espaço físico, mobiliário, utensílios e instrumental necessário para serem utilizados. Analisa também as características motoras, sensoperceptivas, emocionais, cognitivas, funcionais, culturais, sociais e econômicas do indivíduo. Terapia OcupacionalTerapia Ocupacional
  3. 3. • O Terapeuta Ocupacional é um profissional de grande importância na prática do atendimento domiciliar, pois em sua formação possui a capacitação para intervir tanto no processo de saúde-doença, quanto na família e no ambiente, visando sempre a independência, a autonomia e a melhoria da qualidade de vida do paciente. ATENDIMENTOATENDIMENTO DOMICILIARDOMICILIAR
  4. 4. • Atividades de educação em saúde, individual e coletiva, estimulando o auto cuidado e AVD`s na criança, adolescente, adulto e idoso, minimizando os riscos à saúde Ações Práticas Integrativas eAções Práticas Integrativas e ComplementaresComplementares
  5. 5. • Criação de espaço para a prevenção e promoção da saúde direcionada ao incentivo as práticas de caminhada, orienta para a realização de exercícios, práticas lúdicas, esportivas e terapêuticas • Orientações para prevenção de lesão e cuidados imediatos a grupos esportivos • Orientações ergonômicas posturais e cinesioterapêuticas para indivíduos que exerçam suas atividades em postos de trabalho com risco ergonômico e em condições desfavoráveis à saúde • Aplicação de exercícios terapêuticos visando o controle da glicemia e pressão arterial, orientando quanto aos cuidados indispensáveis ao pé em risco e segmentos corporais amputados de uma pessoa com diabetes • Aplicação de exercícios terapêuticos e orientações para a prevenção e promoção de saúde na hanseníase, tuberculose, DST/AIDS, doenças respiratórias agudas e crônicas, doenças endêmicas tropicais e regionais • Orientações em saúde para uma vida saudável, no contexto dos riscos à saúde da pele e do sistema vascular e linfático (queimaduras, linfedemas e edemas) • Ações de educação em saúde para a prevenção de lesões e cuidados a grupos populacionais específicos (crianças, gestantes, idosos, pessoas com deficiências) Atividades Físicas e PráticasAtividades Físicas e Práticas CorporaisCorporais
  6. 6. • Sob a observância da Política Nacional da Pessoa com Deficiência (Decreto nº 3.298, de 20/12/1999), que define deficiência como "parte ou expressão de uma condição de saúde" que não indica necessariamente a presença de uma doença ou que o indivíduo deva ser considerado doente. A partir desse pressuposto, o trabalho dos NASF junto a esse público deve ser focado no processo de reabilitação e inclusão social, por meio de vários dispositivos. • Atividades de educação em saúde para a prevenção e minimização de traumas e violência doméstica, ocupacionais e de lazer • Orientações para pessoas com deficiência, seus familiares e cuidadores • Treinamentos de atividades práticas da vida diária (AVD), Atividades Instrumentais da Vida Diária (AIVD) e Tecnologia Assistiva • Visitação para a identificação e orientação quanto à necessidade de adaptações domiciliares Ações de ReabilitaçãoAções de Reabilitação
  7. 7. • Desenvolver ações de estimulação essencial em crianças identificadas com problemas neuropsicomotores • Implementar ações intersetoriais de atenção integral a crianças com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor e distúrbio do comportamento • Realizar visitas ás populações identificadas e que necessitem de adaptações domiciliares Ações de SaúdeAções de Saúde da Criançada Criança

×