Cartilha edfinanceiracompleta coopmil.coop.br

1.241 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
137
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartilha edfinanceiracompleta coopmil.coop.br

  1. 1. CARTILHA DEEDUCAÇÃO FINANCEIRA
  2. 2. 2COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraCARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA COOPMILÍndiceObjetivo da Cartilha de Educação Financeira1 - Orçamento familiar1.1 - Organize sua vida financeira1.2 - Analise o seu orçamento1.3 - Dicas para controlar seu orçamento2 - Quando optar por uma operação de crédito?2.1 - Para que servem as operações de crédito?2.2 - Destinação do valor3 - Crédito Coopmil3.1 - Análise de crédito3.2 - Parcelas3.3 - Juros3.4 - Descontos4.- Linhas de Crédito5 - Cartões de Crédito5.1 - Dicas para utilizar seu cartão de crédito5.2 - Cartões Coopmil6 - Como sair do vermelhoDicas para colocar as contas em diaComo limpar seu nome na praça7 - Quando começar a investir7.1 - Faça seu dinheiro render8 - Investimento Coopmil8.1- Capital Social8.2 - Remuneração do Capital Social8.3 - Aplicações CoopmilEm resumo, os pontos básicos da Educação FinanceiraGlossário
  3. 3. 3COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraIPTUContas IPVAMais do que oferecer crédito aos cooperados com as menores taxas do mercadoe oferecer serviços e benefícios que lhes proporcionam mais qualidade de vida,a Coopmil tem o objetivo de contribuir para que todos possam conquistar a tãosonhada tranquilidade financeira.Nesta Cartilha de Educação Financeira, você encontrará dicas para adotar umapostura mais consciente e responsável na utilização de crédito, equilibrando asdespesas e, ao mesmo tempo, poupando com o intuito de prover para o futuro.Consulte sempre esta Cartilha e lembre-se: a Coopmil está à disposição paraesclarecer suas dúvidas e lhe orientar.Boa leitura!OBJETIVO DA CARTILHA
  4. 4. 4COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira1.1 – ORGANIZE SUA VIDA FINANCEIRAO primeiro passo para organizar sua vida financeira e conquistar mais qualidade de vida é definir e controlartodos os gastos, considerando sempre a renda mensal. Para isso, é indispensável elaborar o orçamentodoméstico.Utilize a tabela no link abaixo, anotando todas as despesas, INCLUSIVE AS PEQUENAS, pois elas fazemmuita diferença no fim do mês.1 - ORÇAMENTO FAMILIARIMPRIMA SUA PLANILHACALCULE PELO SITE
  5. 5. 5COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira1.2 - ANALISE O SEU ORÇAMENTODepois de anotar todas as despesas e receitas na tabela disponível no site da Coopmil,compare o saldo total e analise seu orçamento:Se suas despesas são menores do que a receita:O que fazer?Se sobrar algum dinheiro depois de pagar todas as contas,calcular o transporte e a alimentação mensais, você podeutilizá-lo para comprar algo que já havia planejado à vistaou aplicá-lo no Capital Social da Coopmil, que possui omelhor rendimento do mercado: até 100% da Selic (SistemaEspecial de Liquidação e Custódia).Consulte as opções de investimentos no Capítulo 7.Se suas despesas se igualam à receita:O que fazer?Procure não ultrapassar seus gastos atuais e fiqueatento, pois você poderá ter problemas financeirosem caso de emergência.Se a receita é menor do que as despesas:O que fazer?Reduza imediatamente os gastos, estabelecendo metas deeconomia e eliminando todos os supérfluos. Informe osintegrantes da família de que será necessário economizar,evitando o desperdício de água, luz, alimentos, etc., pois alémde ser bom para o bolso, é fundamental para a preservação domeio ambiente.Se você ainda possui débitos em cartões de crédito, limitebancário e outras dívidas com juros abusivos, o ideal é efetuarum empréstimo pessoal, com taxas reduzidas, para quitaresses compromissos.Saiba mais no Capítulo 2 - “Quando optar por uma operação decrédito?”.$100%IPTUContas IPVA
  6. 6. 6COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira1.3 - DICAS PARA CONTROLAR O SEU ORÇAMENTO: Anote todas as receitas e despesas diariamente. Ao emitir cheques pré-datados, controle muito bem seu saldo bancário para que eles não voltem. Pague as contas em dia, evitando as multas e os juros. Evite fazer compras quando estiver estressado, cansado ou com fome. Sempre que possível, opte pelo pagamento à vista e negocie um desconto. Antes de fazer novas dívidas, quite as que já possui. Poupe sempre que possível, pois as emergências acontecem. Gaste apenas o que ganha. Porém, nunca comprometa 100% da sua renda. Pesquise preços e faça as contas antes de comprar bens, principalmente os de alto valor, que podemdesequilibrar seu orçamento a médio e longo prazo. Faça listas com todos os itens que precisa antes de comprá-los, seja no supermercado ou no shopping.Planeje, reflita e decida, afinal, é muito difícil ganhar dinheiro para gastar com produtos desnecessários. Se não puder comprar à vista, opte pelo crédito, porém, pesquise as melhores taxas e condições. Se possível, reserve 5% da sua renda para investir em VOCÊ, seja em educação, carreira, lazer, viagens,etc.2 - QUANDO OPTAR POR UMA OPERAÇÃODE CRÉDITO?2.1 - PARA QUE SERVEM AS OPERAÇÕES DE CRÉDITO?Adquirir crédito é uma solução para quitar débitos e resolver as emergências financeiras, mas tambémpode ser muito útil, se contratado de forma consciente, para antecipar os sonhos, por exemplo: comprareletrodomésticos, financiar um carro, reformar a casa, etc.Ao decidir por uma operação de crédito, é indispensável analisar se o valor das parcelas é adequado aoseu orçamento mensal, além de ter a certeza de que essa opção lhe proporcionará mais tranquilidade. Acontratação do empréstimo deve contribuir para a solução dos problemas e não provocar novas preocupaçõese mais endividamento.2.2 - DESTINAÇÃOÉ importante também definir a destinação do valor emprestado ou o produto que deseja adquirir. Comoexemplo, a Coopmil possui Linhas de Crédito diferenciadas para cada situação, com taxas e formas depagamento especiais.
  7. 7. 7COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira$3-CRÉDITO COOPMILNa cooperativa, a análise de crédito é efetuada na hora, sem burocracia,mediante apresentação de documentos de acordo com a opção decrédito. Consulte os documentos necessários no tópico 3.5 “Linhas deCrédito”.Importante: para garantir a estabilidade financeira do cooperado,a Coopmil não compromete sua renda, portanto, as parcelas dosempréstimos e financiamentos não podem ultrapassar 1/3 (um terço)do seu salário líquido.3.1 - ANÁLISE DE CRÉDITO3.2 – PARCELAS DECRESCENTESAs parcelas das Linhas de Crédito da Coopmil são DECRESCENTES,porque os juros são computados sobre o saldo devedor. Em resumo,mesmo que os bancos ou financeiras anunciem taxas mais baixas,sempre compare as prestações e o saldo final, pois o valor a pagar nasLinhas de Crédito Coopmil é consideravelmente menor.PARCELASDECRESCENTES3.3 – JUROSAs taxas de juros são cobradas em todas as operações de crédito,representando o preço do dinheiro cobrado por quem o possui.Porém,porserumacooperativadecrédito,instituiçãosemfinslucrativose fundamentada na ajuda financeira mútua, nossa atuação é diferentedos bancos, que são entidades privadas que visam ao lucro. Assim, naCoopmil, as taxas são mais baixas e a receita gerada é revertida em proldos próprios cooperados, por meio de serviços e benefícios, além dadistribuição de sobras.3.4 - DESCONTOSOdescontoérealizadonacontacorrenteemque o cooperado recebe seus vencimentosou, em caso de impedimento, via boletobancário enviado para o endereçocadastrado, no 5º dia útil do mês.Para evitar transtornos, mantenha seuendereço de correspondência e domicíliobancário (conta corrente) sempreatualizados.
  8. 8. 8COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraAdiantamentopara alunosAdiantamento de Salário para Alunos:Crédito exclusivo para os recém-ingressos na PMESP(alunosoldado e oficial) que ainda não receberam os vencimentos,com taxas diferenciadas.Documentos necessários: Documento de Identidade.Taxa atual Parcelas2% a.m. Até 6xBimestralLinha de Crédito com pagamento das parcelas a cada doismeses, ideal para colocar o orçamento doméstico em dia.Taxa atual Parcelas*2,19% a.m. Até 3x2,39% a.m. 4 a 24x*Devido à bimestralidade, o período de pagamento é de 48 meses.Documentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e extrato bancárioCarência SeisEmpréstimo sob medida para organizar as finanças, comcarência de seis meses para começar a pagar as parcelas.Taxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 60xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e extrato bancário.Confira os empréstimos e financiamentos* oferecidos pela Coopmil, elaborados para atender às suasnecessidades e contribuir com a realização dos seus sonhos, por meio das menores taxas do mercado e dasmelhores condições de pagamento:4 - LINHAS DE CRÉDITO
  9. 9. 9COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraCompra CooperadaCrédito exclusivo para o financiamento de produtosdisponibilizadospelasempresasparceiras:eletrodomésticos,eletroeletrônicos, armas e equipamentos de segurança, entreoutros itensTaxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 6x2,39% a.m. 7 a 60xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documento deIdentidade, holerite do mês vigente e extrato bancário.Também é possível financiar pela CompraCooperada produtos de empresas que aindanão são parceiras da Coopmil, medianteapresentação de orçamento da loja de suapreferência, em papel timbrado, com CNPJ e contacorrente da empresa.*Mediante aprovação da Gerência Operacional.Colônia de FériasFinanciamento de diárias e consumação nas dependênciasda Colônia para os momentos de lazer de toda a família.Taxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 6xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e extrato bancárioTV
  10. 10. 10COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraCrédito Social Juros 1%Linha de Crédito exclusiva para as situações de emergênciafinanceira de caráter social, com carência de três meses paracomeçar a pagar e taxa limitada a 1% ao mês.Taxa atual Parcelas1% Até 18xCondições:Podem pleitear esse crédito somente cooperadoscom aviso de retomada da casa própria; existência decontas de utilidade pública em atraso (água, luz e gás), comsujeição de corte de fornecimento ou execução judicial doImposto Predial Urbano (IPTU); entre outras situações.Documentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente, extrato bancário (nasemana do 5º dia útil) e documentos comprobatórios paraavaliação socioeconômica do Departamento Serviço Sociale Diretoria.EducaçãoCarteira exclusiva para você financiar matrículas, materiaise uniformes escolares, com carência de até 120 dias paracomeçar a pagar, dependendo da data de contratação.Taxa atual Parcelas2,19% a.m.Até 8x (Carência de 120 dias para pagamento)Até 12x (Sem carência para pagamento)Documentos necessários: Carteira Funcional/Documento deIdentidade, holerite do mês vigente, extrato de conta corrente,orçamentos das lojas em papel timbrado com CNPJ ou boleto dematrícula em nome do cooperado/dependente legal.$ $% %%1
  11. 11. 11COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraCrédito Social “Spread” ZeroLinha de Crédito especial para cooperados em situação deemergência financeira de cunho social, com taxa igual àcorreção do Capital Social da cooperativa.Taxa atual ParcelasTaxa equivalente à correção do CapitalSocial da CoopmilAté 18xEm termos financeiros, “Spread” significa a diferençaentre o rendimento das aplicações e os juros cobrados nosempréstimos. Logo, com o “Spread” Zero, a taxa destaCarteira de Crédito é equivalente à correção do CapitalSocial da Coopmil.Condições:Podempleitearessecréditosomentecooperadoscom redução salarial momentâneo pela perda do Auxíliode Localidade de Exercício (ALE); que necessitem deexames médicos não cobertos pelo sistema de saúde ou demedicamentos com custo elevado; perda de bens materiaisem caso de calamidade pública; entre outras situações.Documentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e documentoscomprobatórios para avaliação socioeconômica doDepartamento Serviço Social e Diretoria.ImóveisFinanciamento especial para reformar, construir oucomplementar recursos para adquirir a casa própria.Taxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 60xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documento deIdentidade, holerite do mês vigente e extrato bancário.%=$Juros do Correção doCapital“SPREAD”CIMENTOMaterial de Construção:orçamentos das lojas com CNPJ, Escritura do Imóvel em nomedo cooperado e IPTU do ano vigente.Complementação de recursos e pagamentos de taxas – Orçamentodo cartório referente a transação imobiliária (certidões e lavraturade escritura).Documentos adicionais:Juros do“SPREAD”=
  12. 12. 12COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraNatalidadeCrédito especial para financiamento de produtos para o bebê,despesas hospitalares, médicas, etc.Taxa atual Parcelas1,8% a.m. Até 12xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documento deIdentidade, holerite do mês vigente, extrato bancário, exame pré-natal (a partir do 7º mês de gestação) ou certidão de nascimento até30 dias após o evento.Bônus: Se todas as parcelas forem quitadas em dia, a última terá 50% dedesconto.MatrimônioCarteira para parcelamento de despesas referentes à cerimônia decasamento, com vantagens imperdíveis.Taxa atual Parcelas1,8% a.m. Até 36xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documento deIdentidade, holerite do mês vigente, extrato bancário, edital deproclamas, certidão de casamento ou união estável, até 30 dias apósa expedição.
  13. 13. 13COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraPessoalEmpréstimo em que o cooperado pode utilizar o valorliberado para fins diversos: quitar débitos com instituiçõesfinanceiras, pagar contas, adquirir itens ou o que desejar.Taxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 6x2,39% a.m. 7 a 60xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e extrato bancário.SaúdeLinha de Crédito especial para tratamentos médicos,internações e cirurgias, com taxas reduzidas.Taxa atual Parcelas1,80% a.m. Até 36xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente, extrato bancário de30 dias, orçamentos, laudos ou atestados médicos.$
  14. 14. 14COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraTributoCrédito destinado para financiamento dos impostos IPTU,IPVA e Seguro Obrigatório de Automóvel, com carência deaté 120 dias para começar a pagar, dependendo da data decontratação.Taxa atual Parcelas2,19% a.m.Até 8x (Carência de 120 dias parapagamento)Até12x(Semcarênciaparapagamento)Documentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente, extrato bancáriode 30 dias e boletos em nome do cooperado/dependentelegal.TurismoFinanciamento para aquisição de passagens aéreas,terrestres, pacotes turísticos, entre outros serviçosdisponibilizados pelas agências de turismo parceiras, alémde hospedagens em pousadas, hotéis, etc.Taxa atual Parcelas2,19% a.m. Até 6x2,39% a.m. Até 60xDocumentos necessários: Carteira Funcional/Documentode Identidade, holerite do mês vigente e extrato bancário.*As linhas de crédito são sujeitas à analise. Consulte condições operacionais.Integralização de CapitalPara contratar as Linhas de Crédito: Pessoal, Carência Seis e Bimestral, é necessário ter ¼ (um quarto) do valor doempréstimo integralizado no Capital Social da cooperativa,que é patrimônio do grupo.O Capital rende juros acimado valor pago pelo mercado e ficará disponível para resgate proporcionalmente ao pagamento das parcelas. Saibacomo funciona o Capital Social no Capítulo “Investimentos”.IPVASeguroAUTOMÓVElSIPTU
  15. 15. 15COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira5.1 – DICAS PARA UTILIZAR O SEU CARTÃO DE CRÉDITO:• Evite pagar APENAS o valor mínimo do seu cartão -Apesar de o consumidor não ficar inadimplente,a diferença entre o valor total da fatura e o pagamento mínimo é financiada e, sobre esse montante, incidemjuros enquanto o total não for pago.• Pior que pagar APENAS o mínimo é pagar atrasado - Se as taxas de juros quando você entra no créditorotativo já são absurdas, quando você paga atrasado, além de incorrer nas mesmas taxas, você acabapagando multa de atraso.Usar o cartão como reserva de dinheiro• Algumas pessoas usam o cartão como uma fonte mágica de dinheiro. Veem o produto novo na vitrine elogo compram. Vão ao cinema e pagam com cartão. E, no fim do mês, não percebem que gastaram maisque podiam pagar.• Ter cartões demais - Quanto mais cartões, mais dívidas,  gastos desnecessários e, consequentemente,menos controle sobre as finanças.• Cuidado com as compras parceladas no cartão - Muitas lojas embutem juros nas parcelas sem avisar aoconsumidor.• 5.2 - CARTÕES COOPMILPara proporcionar mais comodidade e autonomia para compras, a Coopmil disponibiliza aos cooperados oscartões de crédito e benefícios.*Sicoobcard MastercardAceito em mais de 32 milhões de estabelecimentos em todo mundo, com dois limites* de crédito: um paracompras à vista e outro para compras parceladas e a menor taxa de juros do mercado para o crédito rotativo.Good Card PlusAmpla rede credenciada, data única para melhor compra (dia 25) e até 40 dias para pagamento sem juros.*Limites sujeitos à análise de crédito.5 - CARTÕES DE CRÉDITOO cartão de crédito é um instrumento financeiro que proporciona comodidade, além de ser uma ótima forma decentralizar as compras do mês em uma data de pagamento e ganhar um prazo compatível com seus vencimentos,facilitando o fluxo de caixa.Mas, se você tem dificuldades para controlar os gastos, é muito importante ter cuidado para não utilizar ocartão de crédito indiscriminadamente, pois pode desequilibrar seu orçamento.Verifique se o lojista está assumindo os juros da operação e confirme a isenção de valoresadicionais no ticket compra.
  16. 16. 16COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraDICAS PARA COLOCAR AS CONTAS EM DIASe estiver endividado a ponto de não conseguir pagar suas contas do mês, não se desespere! É POSSÍVELSAIR DO VERMELHO, MANTENDO A CALMA E MUDANDO ALGUMAS ATITUDES:• Analise todos os débitos que possui e a gravidade de cada um, por exemplo: juros, corte do fornecimentode serviços (água, luz, telefone, etc.), entre outros problemas.• Assim que estiver preparado, procure os credores e renegocie as dívidas.• Defina as despesas prioritárias e não ultrapasse essa quantia mensalmente.• Se perceber que terá dificuldades para pagar a dívida, procure imediatamente o credor, pois isso podeevitar o aumento do débito.• Negocie o pagamento das parcelas, de acordo com suas possibilidades.• Se for pagar a dívida à vista, tente negociar um desconto.• Mesmo estando no vermelho, trace objetivos e, assim que quitar as dívidas, comece a economizar. Invistaem você!• Verifique a possibilidade de adquirir um crédito pessoal, com taxas menores, para quitar os débitos.Assim, você coloca sua vida financeira em ordem e evita pagar juros abusivos.• Controle o consumismo: saia de casa com o dinheiro contado e sem talão de cheques. Defina o que éimportante, pois é imprescindível cortar o supérfluo.• Procure a Coopmil, que oferece Linhas de Crédito para diversas situações, inclusive de cunho socialpara as emergências financeiras, além de assistência social e psicológica, entre outros benefícios, para lheauxiliar nos momentos de dificuldade.COMO LIMPAR O NOME NA PRAÇAA inclusão do nome em cadastros negativos do banco de dados do SCPC (Serviço de Proteção ao Crédito),mais conhecido como SPC, ou da Serasa (Centralização de Serviços de Bancos), dificulta efetuar crediários,solicitar cartões de crédito, financiar automóveis e até a emissão de cheques. Se você está nessa situação, émelhor regularizá-la imediatamente.SPCSeus dados são enviados ao SPC quando você deixa de pagar suas dívidas após 30 dias do vencimento.Procedimento em caso de nome negativado:• Entre em contato com a empresa, verifique as pendências e quite-as. Isso pode ser feito na empresa ou naprópria associação comercial onde está o banco de dados.• A própria empresa vai retirar seu nome da lista em até cinco dias, mas é possível ir à associação comercialpara verificar o andamento do processo.6 - COMO SAIR DO VERMELHO?
  17. 17. 17COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraSERASASeus dados são enviados ao Órgão, em caso de débitos em bancos e outras instituições financeiras:• Cheques recusados duas vezes por insuficiência de fundos;• Protestos de débitos em cartórios;• Empréstimos em atraso;• Ações judiciais (execução de título judicial e extrajudicial, busca e apreensão de bens, falência econcordata);• Dívidas com órgãos federais (deixou de pagar impostos, taxas e contribuições).Procedimento em caso de nome negativado:Se o problema for cheque sem fundos:• Procure o banco que apresentou a ocorrência e anote o número, valor e data do cheque.• Se você não localizar o favorecido, peça ao banco uma cópia microfilmada do cheque para identificar apessoa.• Caso o favorecido tenha destruído o cheque, peça que ele emita uma declaração, com assinaturareconhecida em cartório, informando que o cheque foi pago e nada mais tem a reclamar.• De posse do cheque ou da declaração, prepare uma carta, conforme orientação do gerente do banco. Junteo cheque original, recolha as taxas pela devolução e protocole uma cópia dos documentos entregues aobanco para regularização no Banco Central.• Acompanhe e obtenha o protocolo da comunicação de regularização do seu banco para o Banco doBrasil, encarregado pelo Banco Central de processar a atualização da lista. Aregularização só ocorre apóso Banco do Brasil enviar o comunicado da Serasa.Pendência bancária ou financeira:• Procure a instituição ou empresa credora e peça alternativas para negociação da dívida, com desconto àvista ou de forma parcelada. Caso a proposta da instituição não atenda às suas necessidades, faça umacontraproposta dentro do seu orçamento, desde que você possa honrar sem atrasos.• Após a renegociação, a instituição ou empresa credora enviará comando específico para a Serasa executara baixa da anotação.
  18. 18. 18COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraAnotação de título protestado:• Dirija-se ao cartório que registrou o protesto e solicite uma certidão, para obter os dados de quem oprotestou.• Comunique-se com quem fez o protesto, regularize o débito e peça uma carta indicando que a dívida foiregularizada.• Reconheça a firma da pessoa/empresa, retorne ao cartório e solicite o cancelamento do protesto.• Entregue a certidão na Serasa para dar baixa nos arquivos.Anotação de ação judicial• Certifique-se de que o processo já foi julgado e se encontra arquivado ou extinto, por meio de cópia dodespacho do juiz ou de certidão emitida pela Vara Cível onde o processo foi distribuído.• De posse da comprovação da existência de embargo à execução, penhora ou extinção do processo,entregue-a na Serasa.• Ação ou execução federal• Apresente a certidão negativa de débito da Justiça Federal, ou entregue um documento que comprove opagamento da dívida, acordo ou discussão judicial.IMPORTANTE:• Ao procurar as principais centrais de proteção ao crédito como SPC e Serasa ou os Serviços de orientaçãoao Consumidor, esteja sempre com seu documento de identidade e CPF.• Nas Centrais de Proteção, informe-se sobre o que consta de pendências e a melhor maneira de regularizara situação com credores ou cartórios de protesto.• Se houver erro em seus dados cadastrais, o Código de Defesa do Consumidor impõe um prazo de cincodias úteis para a baixa e repasse a todos os sistemas de proteção ao crédito.• Ao negociar ou quitar uma dívida, exija um documento que comprove o acordo. Isto basta para a retiradado nome de listas negativas, independente da dívida ter sido totalmente paga. A própria empresa seencarrega de limpar o nome.
  19. 19. 19COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira7.1 - FAÇA SEU DINHEIRO RENDER:• Evite consumir salgadinhos, doces, refrigerantes, etc., fora de casa, pois essa atitude além de sereconômica, é bem mais saudável.• Junte todas as moedas que receber de troco durante todo o mês e as reserve para uma futura aplicação.• Se você é fumante, abandone imediatamente o vício. O cigarro causa inúmeros males à sua saúde eacredite, também ao seu bolso. Por exemplo, se você fumar um maço de cigarros por dia, que custa cercade R$ 6,00, no fim do mês terá gasto R$ 180,00 e no final do ano R$ 2.160,00. Pense nisso e apague de umavez esse hábito da sua vida.• Reduza as despesas mensais: contrate um pacote econômico de TV a Cabo, telefone fixo e internet; escolhaa operadora de celular que ofereça mais vantagens; diminua o consumo de água e energia elétrica; eviteo desperdício de alimentos; etc.• Aproveite as ofertas culturais gratuitas em sua cidade. Troque a ida com a família à pizzaria e ao shoppingpor passeios em parques e museus, que são bem mais acessíveis financeiramente e uma ótima opção delazer.• Deixe o carro em casa e economize: combustível, estacionamento e manutenção do automóvel. Vocênotará uma razoável diferença positiva em seu extrato bancário, além disso, o meio ambiente agradecerá.• Calcule todas as receitas e despesas, utilizando a tabela disponível no site da Coopmil. Quite todos oscompromissos mensais e separe o valor que sobrar. Some essa quantia ao dinheiro economizado durantetodo o mês (de acordo com as dicas acima) para guardar, a curto ou a longo prazo, conforme preferir.Confira as opções de investimentos oferecidas pela Coopmil no próximo Capítulo.Todomundosabequeéprecisoeconomizarparaconquistarosideaisdeconsumoeatãosonhadatranquilidadefinanceira. Porém, devido às despesas mensais e os imprevistos, guardar dinheiro pode parecer difícil, masacredite, mesmo com valores baixos e o orçamento ‘apertado’, é possível SIM investir no futuro.Ao fazer parte do quadro associativo da cooperativa, automaticamente você passa a poupar, integralizandouma quantia no Capital Social da Coopmil, que possui rendimentos acima do mercado, entre outrosbenefícios.7 - QUANDO COMEÇAR A INVESTIR
  20. 20. 20COOPMIL - Cartilha de Educação Financeira8.2 – REMUNERAÇÃO DO CAPITAL SOCIALO Capital Social da Coopmil é corrigido mensalmente com base na Selic (taxa básica de juros):• Capital disponível: o Capital integralizado não vinculado como garantia de empréstimo, e que nãosofrer resgate durante o período, será remunerado em até 100% da Selic.• Capital vinculado: O Capital integralizado que estiver como garantia de empréstimo, e que não sofrerresgate durante o período será remunerado em até 50% da Selic.• Apenas o capital integralizado que sofrer resgate não será remunerado durante o período.8.3 – APLICAÇÕES COOPMILCom as contas em dia e o orçamento doméstico organizado, é imprescindível economizar, tanto para osmomentos de emergência quanto para a realização dos sonhos.Além do Capital Social, a Coopmil disponibiliza aos cooperados as aplicações RDC e Megacofre, com altarentabilidade, segurança e liquidez.8.1 - CAPITAL SOCIALQuando o cooperado se associa à Coopmil, ele contribui mensalmente com quotas-partespara formar o capital de giro da cooperativa. Parte desse valor depositado (referente a 4%do salário padrão) fica vinculada para atender às necessidades do quadro associativo,porém, em caso de distrato por saída de sócio, o Capital Social pode ser integralmenteresgatado, desde que o cooperado salde seus débitos com a cooperativa. Em situaçõesde falecimento, o valor depositado responde pelos eventuais compromissos financeirosassumidos com a Coopmil e o restante é destinado aos herdeiros, mediante apresentaçãode Alvará Judicial ou Formal de Partilha.Aplique recursos com segurança e garanta o futuro da sua família com os investimentos Coopmil,rentabilidade acima do mercado para você poupar e realizar suas conquistas.8 – INVESTIMENTOS COOPMILRDC (RECIBO DE DEPÓSITO COOPERATIVO)Investimento com excelente remuneração para o cooperado aplicar suas economias eprogramar o futuro, com liquidez e segurança.Como funciona:• Aplicação a partir de R$ 100,00 mensais ou depósitos esporádicos;• Correção pré-fixada para aplicações até 361, ou pós-fixada para títulos de 361 a 721dias, com base no CDI* do mês anterior, sempre com índices acima dos praticados pelomercado;• Reaplicação automática, caso o cooperado não solicite o resgate;• Isenção de taxa administrativa. *CDI – Indicador financeiro corrigido pela taxa diária de juros,que serve de parâmetro para as aplicações dos bancos.Consulte condições operacionais.
  21. 21. 21COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraEM RESUMO, OS PONTOS BÁSICOS DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA• Como ganhar dinheiro – aprender a ganhar dinheiro é fundamental, pois ter nível superior não égarantia de futuro tranquilo. Hoje, a expectativa de vida do ser humano é muito maior. A nova geraçãopode viver 100 ou 120 anos. Viverão mais tempo do que as gerações anteriores e, para isso, precisarãoguardar mais dinheiro, para poder viver durante muito mais tempo e não depender de filhos ou dogoverno. Todos precisam estar preparados financeiramente para se reorganizar e enfrentar situaçõesinéditas.• Como poupar – todos sabem que precisam ter uma reserva, mas muitos não sabem que poupar éprazeroso e leva a uma vida equilibrada.• Como gastar – saber como gastar o dinheiro não é uma tarefa fácil. Ser capaz de escolher o que é melhoragora, levando em conta o que é importante, exige bom senso e experiência.• Como doar tempo, talento e dinheiro – reforçar na educação da nova geração que as ideias deresponsabilidade social e ética devem estar sempre presentes na forma de ganhar e gastar dinheiro.MEGACOFREAplicação exclusiva para os filhos e netos dos cooperados, a partir de R$ 10,00, com a melhorrentabilidade do mercado, acima da Caderneta de Poupança.Como funciona:• O cooperado pode abrir um Megacofre por filho, enteado, neto ou tutelado comprovado quetenha até 21 anos ou 24 anos, caso esteja cursando ensino superior;• Prazo: aplicação de 721 dias, porém, a partir do 31º dia é possível resgatar a aplicação comrendimento proporcional;• Importante: o valor depositado no Megacofre não pode ser utilizado como garantia deempréstimo.
  22. 22. 22COOPMIL - Cartilha de Educação FinanceiraGlossárioAmortização – Diminuição gradual de uma dívida.Análise de crédito – Procedimento das instituições financeiras para avaliar se o cliente tem condições dearcar com um empréstimo ou financiamento.Capital Social - Valor dos recursos financeiros colocados na empresa/instituição, pelos seus sócios,acionistas ou cooperados.Capital de giro - É o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem(girar).CDI (Certificado de Depósito Interbancário) - Taxa de referência no mercado de juros, originada damédia negociada entre instituições financeiras.Crédito – Liberação de dinheiro com base numa relação de confiança entre duas ou mais partes, feita a umadeterminada taxa previamente acordada.Financiamento – Ato de custear despesas. No mercado financeiro, é sinônimo de operações de crédito ouempréstimo.IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) - Imposto que incide sobre as remunerações de todas asatividades bancárias e financeiras, com exceção dos juros propriamente ditos.Integralização - É o ato pelo qual cada cooperado contribui mensalmente para a formação do Capital degiro da Coopmil. A integralização também pode ser utilizada como garantia de Crédito Pessoal, Bimestral eCarência Seis.Orçamento – Discriminação de receitas e despesas, para fins de controle.Saldo – Soma das receitas e despesas. Também é a sobra após você somar as receitas e deduzir as despesas.Spread – Diferença entre o custo de um ativo e seu preço de venda. É o ganho obtido pela instituiçãofinanceira nas suas transações.Taxa pré-fixada – Taxa acertada no início da operação, dando ao aplicador o exato valor de quanto receberáno vencimento da aplicação.Taxa pós-fixada – A taxa só é conhecida no vencimento da aplicação.Taxa de Juros – É o custo do dinheiro no mercado. Quando a taxa de juros está alta, significa que faltadinheiro no mercado. Quando está baixa, é porque está sobrando.Aproveite essa Cartilha para organizar sua vidafinanceira e investir no bem-estar da sua família.E, sempre que precisar, conte com a Coopmil!

×