Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental

2.123 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.123
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental

  1. 1. SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE – FURG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL LATO SENSU POLO UNIVERSITÁRIO SANTO ANTÔNIO DA PATRULHA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO MOBILIZADORA DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA PROPOSTA PARA A SEPARAÇÃO E REDUÇÃO DA PRODUÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Viviane Teresinha Furtado Orientadora: Profa. Msc Josélia Maria Lorence Fraga
  2. 2. <ul><li>Objetivo geral: </li></ul><ul><li>O presente projeto visa amenizar o impacto e a poluição do lixo na comunidade do bairro Rio Branco, partindo de um trabalho efetivo na escola Dr. Nelson Paim Terra, envolvendo direção, funcionários, professores e alunos, motivando-os à prática consciente da separação e destinação correta dos resíduos e, especialmente promovendo a reflexão sobre a produção de resíduos associada aos modos de vida da sociedade contemporânea, tão freqüentemente instigada pelo consumo. </li></ul><ul><li>Objetivos específicos: </li></ul><ul><li>Motivar o corpo docente da escola Dr. Nelson Paim Terra e demais funcionários para participar efetivamente do projeto; </li></ul><ul><li>Proporcionar a compreensão, por parte dos alunos, dos impactos que o lixo causa ao meio ambiente e os agravos à nossa qualidade de vida; </li></ul><ul><li>Levar os alunos a reconhecer o desperdício e compreender como evitá-lo; </li></ul><ul><li>Construir orientações sobre a separação dos resíduos, possibilitando-os uma prática correta; </li></ul><ul><li>Demonstrar as possibilidades do reaproveitamento e da reciclagem; </li></ul><ul><li>Incentivar os alunos a cuidar da limpeza e conservação do ambiente em que vivem. </li></ul>
  3. 3. Problema motivador: O descarte inadequado de resíduos no bairro Rio Branco pelos próprios moradores e suas conseqüências tem evidenciado a necessidade de reflexão e a urgência do compromisso e responsabilidade que escola Dr. Nelson Paim Terra, enquanto espaço formal em Educação possui, na construção de ações em Educação Ambiental capazes de transformar esta a realidade local. FIGURA 1 – Reportagem publicada em jornal local evidenciando a problemática ambiental dos resíduos sólidos e o descomprometimento pessoal com a questão, compreendida como função tão somente do poder público. Fonte : Diário de Canoas, 26/10/10
  4. 4. Atividades realizadas: <ul><li>Exibição do documentário “Lixo Extraordinário” para as turmas da modalidade EJA. </li></ul>O documentário “Lixo extraordinário”, onde mostra um dos maiores aterros sanitário do mundo e a vida dos catadores de materiais recicláveis do lugar e o poder transformador da arte. Após assistir o documentário os alunos elaboraram relatórios e confeccionaram cartazes que foram expostos no “Dia da Cidadania”.
  5. 6. Abaixo segue alguns trechos dos relatórios dos alunos: “ Lá as pessoas moram no lixão em situações precárias, sem água, sem luz e sem saneamento básico” – Sandra Oliveira da Silva, 45 anos “ ... quando eles começaram a fazer as fotos, começaram a transformar o lixo em arte, nossa foi muito legal.” “ O documentário é uma lição de vida para todos nós. Principalmente pra mim que to sempre reclamando da vida”. – Vanessa C., 16 anos “ ... deu para ver que os artistas e as artes podem vir de todo lugar até mesmo do lixão” – Wellington de Aragão, 16 anos “ ... e faz as pessoas ter mais consciência quanto o que fazer com o lixo.” – Leonardo da Silva Castilho, 26 anos “ Isso nos leva a refletir sobre nossas vidas o quanto não nos damos conta que o tempo passa rápido e não aproveitamos as oportunidades de nos preparar para um futuro melhor...” – Ricardo Cardoso, 30 anos “ ... usando o lixo como uma grande riqueza.” – Elaine Antunes, 33 anos
  6. 7. <ul><li>Exibição do filme “Wall-e” para algumas turmas das séries iniciais do ensino fundamental, sob a coordenação da professora ... </li></ul>O filme “Wall-e” conta uma história em que tudo gira em torno do fato da Terra estar cheia de lixo e totalmente poluída com gases tóxicos da atmosfera. Sendo assim a humanidade foi morar no espaço, em uma enorme nave com a intenção de que após alguns anos eles voltariam para novamente viver no planeta, após milhares de robôs limparem a Terra incansavelmente. Porém apenas um permaneceu vivo, o Wall-E. O mesmo se conservou por trocar suas peças, guardar objetos que encontrava no meio do lixo, e utilizar o que encontrava para seu beneficio, além de trabalhar todos os dias com o objetivo de limpar o planeta, a procura de algum ser vivo. Até que certo dia uma nave surpreende Wall-E trazendo um robô moderno e atualizado, a Eva. É amor a primeira vista e, assim as aventuras se iniciam.
  7. 8. <ul><li>Após assistirem o filme os alunos confeccionaram bonecos com materiais de sucata. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Exposição fotográfica realizada com os alunos da EJA teve como proposta utilizar o celular como um observatório para exercer a cidadania, retratando em tempo real o olhar da comunidade sobre as condições de saneamento do seu próprio bairro, identificando lugares com potenciais de risco à saúde pública, bem como possibilitar o encaminhamento de solicitações para providências junto aos órgãos públicos competentes. </li></ul><ul><li>As fotos tiradas retrataram a poluição causada pelo descarte incorreto dos resíduos sólidos no bairro Rio Branco, numa tentativa de possibilitar aos alunos da EJA prestarem atenção no lugar onde moram, reconhecerem e registrarem essas situações. Essas fotos promoveram muita reflexão. </li></ul><ul><li>A seguir algumas das imagens feitas pelos alunos: </li></ul>
  9. 12. <ul><li>Para apresentar alguns dados e informações necessárias ao entendimento e compreensão da problemática dos resíduos sólidos e demonstrar algumas possibilidades foi convidada a professora Loreni, que atua na Escola Ambiental de Sapucaia do Sul, para palestrar às turmas das séries finais do ensino fundamental. Sua palestra tratou sobre consumo exagerado e o impacto dos resíduos sólidos no meio ambiente, a importância da coleta seletiva, reaproveitamento e reciclagem. Trouxe, para mostrar aos alunos, sabão feito de óleo usado e falou das conseqüências do descarte desse resíduo de forma inadequada, e trouxe também uma camiseta feita com certa quantidade de fibra de pet. As palestras ocorreram no dia 02/09/11 </li></ul>
  10. 14. <ul><li>Nos dias 13/09/11 e 15/09/11 foi possibilitado a turma 5º e alunos representantes das turmas das turmas das séries finais do ensino fundamental, saídas ao aterro sanitário e ao galpão de triagem do município. </li></ul>
  11. 18. <ul><li>No dia 16/09/11 ocorreu à atividade “Mercado consciente” para a turma ? do currículo, realizado por professoras da Escola Ambiental do município de Sapucaia do Sul. Nesta atividade os alunos tinham que escolher a melhor sacola e selecionar produtos em que as embalagens causariam menos geração de resíduos e que poderiam ser facilmente reaproveitadas ou recicladas. </li></ul>
  12. 19. Foi realizada com a turma da EJA Totalidade 2 A1, no dia 26/09/2011, uma oficina para demonstrar as possibilidades de reaproveitamento de alguns materiais descartados diariamente no lixo
  13. 20. No dia 30/09/2011, realizei com a turma Totalidade 2 A2 da EJA uma oficina de papel reciclado, demonstrei as etapas do processo de reciclagem.
  14. 21. Passseio da EJA no barco Martim Pescador
  15. 22. Em atividade de avaliação, realizada no início de outubro, com meus alunos da EJA, inseri algumas questões relacionadas com o gerenciamento de resíduos sólidos, uma delas solicitava que apontassem alternativas para amenizarmos o impacto dos resíduos sólidos no meio ambiente. Abaixo segue algumas respostas: Separar o lixo orgânico do seco, não jogar lixo nas calçadas nem em terrenos vazios, etc; Maurício Morales – 15 anos Parar de levar tantas sacolas plásticas dos mercados ...; Caroline Ferraz – 17 anos Separarmos o lixo seco e orgânico em nossas casas; Leonardo Castilhos – 26 anos Não jogar lixos nos rios, separarmos lixo seco e orgânico, mantendo a cidade limpa; Sandra de Oliveira da Silva- 45 anos
  16. 23. Produzir menos lixo, não jogar lixo no chão e separar o lixo; Isaías Silva – 17 anos Separação do lixo, coleta seletiva, conscientização da população para não deixar lixo exposto; JocelaineZocher – 30 anos Separar o lixo, reciclar, reutilizar, consumir menos ou fazer um consumo consciente; Paola de Oliveira – 17 anos Comprar produtos com menos embalagens, usar sacolas de pano, colocar o lixo em sacos grandes; Daiana Costa de Moraes – 24 anos Nós consumimos o que não necessitamos e deixamos nos levar pelas propagandas; Michel Douglas – 16 anos Destino apropriado para o lixo evitando seu acúmulo em terrenos virando lixões; Jhonata Oliveira Teixeira – 16 anos
  17. 24. Essas respostas nos mostra as noções construídas a cerca de questões estudadas e discutidas em nossas aulas. A percepção a cerca da necessidade da separação dos resíduos e a reflexão a cerca do consumismo, que é nosso grande vilão, é a base para a conscientização. Pelo menos a semente está plantada. Creio que estamos conseguindo fazer os alunos, ao menos refletirem um pouco mais sobre a produção de resíduos sólidos e possibilitando repensar seus hábitos de forma a serem menos impactantes ao meio ambiente principalmente no meio em que vivem, o bairro Rio Branco.

×