Marc ferrez

713 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
713
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
92
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marc ferrez

  1. 1. Marc Ferrez
  2. 2. • Nasceu no Rio de Janeiro em 7 de Dezembro de 1843 e morreu em 12 deJaneiro de 1923.• Filho de Alexandrine Caroline Chevalier e de Zéphyrin Ferrez.• Era o mais jovem da família que contava com mais quatro irmãs e um irmão;• Ficou órfão aos sete anos de idade.• Depois da morte dos pais, foi mandado para a França, onde estudou até aadolescência e depois retornou ao Brasil.• Quando retornou passou a trabalhar na casa Leuzinger, uma papelaria etipografia que tinha uma secção de fotografia, onde aprendeu as técnicasfotográficas com o alemão Franz Keller.• Aos 21 anos abriu a firma Marc Ferrez & Cia., um estúdio fotográfico que ocolocou entre os principais profissionais da corte.
  3. 3. • Em 1875, a trajetória de Ferrez mudou radicalmente quando ele recebeuconvite para integrar, como fotógrafo, a expedição chefiada pelo geólogocanadense Charles Frederick Hartt (1840-1878) e financiada pela ComissãoGeológica do Império. Hartt faria história como autor da primeira obrarigorosamente científica sobre a geografia do Brasil – “Geology and PhysicalGeography of Brazil” (1870). A Expedição Hartt percorreu várias regiões dopaís e acendeu em Ferrez o gosto pela aventura de desvendar e registar osconfins.
  4. 4. • Depois da experiência com a Expedição Hartt, Ferrez passa a investiresforços nos estudos sobre geologia e geografia e, no ano de 1880, decideencomendar na Europa a confecção de uma máquina fotográfica por eleidealizada, para a execução de imagens panorâmicas em grandes dimensões.
  5. 5. • Marc Ferrez obteve em sua época as mais importantes condecorações pelaexcelência de seu trabalho fotográfico, tanto no Brasil como em outrospaíses, em diversas instituições internacionais, entre elas os primeirosgrandes prémios em exposições nos EUA (Philadelfia, 1876) e na França(Paris, 1878), além de ter suas fotografias exibidas com destaque naExposição Universal de 1900, em Paris. Várias de suas séries e álbunstambém foram incorporadas desde o final do século 19 aos acervos daSociété Géographique, sediada na França.
  6. 6. • Marc Ferrez foi o único profissional de fotografia que recebeu o título de"Photographo da Marinha Imperial", em 1880.• Recebeu o título de Cavaleiro da Ordem da Rosa.• Introduziu no mercado as primeiras chapas secas dos irmãos Lumière.• Inovou ao utilizar o flash de magnésio para fotografar as minas da região deMorro Velho, Minas Gerais.• Em 1881, ele produziu as maiores chapas coloidais panorâmicas do mundo(40 × 120 cm), retratando paisagens brasileiras.
  7. 7. • Apesar de adotar mais a temática da paisagem, foi também um importanteretratista, incluindo aí, fotos dos membros da família imperial brasileira, poisem 1886, realizou uma série de retratos da Princesa Isabel no Palácio dasLaranjeiras.
  8. 8. • Como se não bastasse, o nome de Marc Ferrez ainda está ligado aonascimento do cinema no Brasil: foi ele quem patrocinou a produção dosprimeiros filmes nacionais e instalou em 1907, no Rio de Janeiro, o CinePathé, primeira sala de exibição permanente de espetáculoscinematográficos. Ainda nesse ano, a Casa Marc Ferrez & Filhos tomaria parasi a distribuição da grande maioria dos filmes exibidos nas diversas salas decinema que surgiram no Rio de Janeiro.
  9. 9. • Equipamento fotográfico utilizado: Lente e obturador : Diferentes tipos de lentes podiam ser encaixadas nesseespaço. Para fazer a foto, a lente era destampada por alguns segundos, atéquase um minuto. Tripé Visor : Na parte de trás da camera, ficava o orifício de visualização, umquadrado com vidro fosco do tamanho do negativo. Era ali que o fotógrafoobservava e enquadrava a imagem. Porta- filme: Estojo de madeira para o negativo de vidro. A placa de vidroera untada com colódio e colocada no estojo. A revelação era feita numatenda escura montada ao lado da camera.
  10. 10. ConclusãoCom este trabalho, eu concluo que o mundo da fotografia hoje comparadocom o mundo da fotografia do seculo XIX tem – se tornado uma grandeevolução, mas toda e qualquer fotografia tem um significado.Gostei muito de fazer este trabalho, porque acho importante fazer trabalhossobre grandes referências da fotografia e Marc Ferrez é uma grandereferência.
  11. 11. Bibliografiahttp://www.carlosadib.com.br/CINEBR_SALAS-RJ.htmlhttp://semioticas1.blogspot.pt/2012/06/reliquias-de-marc-ferrez.htmlhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Marc_Ferrezhttp://www.girafamania.com.br/montagem/fotografo-marc-ferrez.htmhttp://virzionair.com/biblioteca/work/marc-ferrez/http://www.ppow.com.br/portal/2011/07/15/retratos-do-imperio-e-do-exilio/

×