ALTERAÇÕES DO HUMOR - síntese de aspectos relevantes a partir da CID-10

5.850 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.850
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
243
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ALTERAÇÕES DO HUMOR - síntese de aspectos relevantes a partir da CID-10

  1. 1. Ocorrências clínicas mais frequentes dos quadros marcados pelas alterações do humor Alexandre Simões
  2. 2. Transtornos do humor (F30 a F39) são usualmente demarcados pelo humor rebaixado (com ou sem ansiedade associada) ou pela elevação do afeto (elação, excitação, mania), podendo ocorrer, dependendo da intensidade, severos comprometimentos pessoais e interpessoais
  3. 3. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) transtornos persistentes do humor (F34)
  4. 4. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) Caracterizada por alteração do pensamento (aceleração; cascata de ideias e fugas de ideias), insônia, loquacidade, euforia, intensificação da sexualidade, exacerbação de condutas (por exemplo, compras, alimentação, etc.), impulsividade, ideias de grandeza, afrouxamento das inibições sociais, irritabilidade (podendo resvalar na agressividade). ATENÇÃO: há de se perceber (e tentar distinguir) as excitações maníacas que ocorrem no campo das neuroses (F30.1) daquelas outras excitações maníacas, que envolvem a problemática das psicoses (F30.2) transtornos persistentes do humor (F34)
  5. 5. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) Um episódio hipomaníaco (elevação ligeira mas persistente do humor, da energia e da atividade) ou maníaco em um sujeito que já tenha apresentado um ou mais episódios afetivos prévios (depressivo, hipomaníaco, maníaco, ou misto) deve conduzir a um diagnóstico de transtorno afetivo bipolar (F31) transtornos persistentes do humor (F34)
  6. 6. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) transtornos persistentes do humor (F34) aqui, como no caso da MANIA, devemos buscar verificar as depressões que se localizam no campo das neuroses (são as chamadas depressões leves ou moderadas), daquelas outras que se introduzem na lógica das psicoses (as depressões graves). Não se trata apenas de uma distinção quantitativa, pois há matizes da depressão que são próprios da psicose.
  7. 7. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) transtornos persistentes do humor (F34) O paciente é acometido de uma intensa anestesia afetiva, avolição, apatia, perda de apetite, falta de interesse sexual. Fadiga, mesmo após um esforço mínimo. Existe quase sempre uma diminuição da auto-estima e da autoconfiança e frequentemente ideias de culpabilidade e ou de indignidade, mesmo nas formas leves. Pode ou não ser acompanhado de delírios (autoacusatórios, auto-depreciadores) e, mais raramente, de alucinações
  8. 8. Transtornos do humor mania depressões transtorno bipolar (F30) F(32) (F31) transtornos persistentes do humor (F 34) episódio depressivo leve (F32.0) episódio depressivo moderado (F32.1) episódio depressivo grave sem sintomas psicóticos (F32.2): Episódio depressivo onde vários dos sintomas são marcantes e angustiantes, tipicamente a perda da auto-estima e ideias de desvalia ou culpa. As ideias e os atos suicidas são comuns e observa-se em geral uma série de sintomas “somáticos” episódio depressivo grave com sintomas psicóticos (F32.3): acompanhado de alucinações, ideias delirantes, de uma lentidão psicomotora ou de estupor de uma gravidade tal que todas as atividades sociais normais tornam-se impossíveis; pode existir o risco de morrer por suicídio, de desidratação ou de desnutrição. As alucinações e os delírios podem não corresponder ao caráter dominante do distúrbio afetivo.
  9. 9. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) transtornos persistentes do humor (F34) Dois ou mais episódios que devem ser marcados por uma mudança da mania para a depressão (ou viceversa), podem ser mistos ou um episódio ser sucedido por uma remissão As possibilidades de combinação e classificação são bem amplas (vide F31.0 a F31.9) e há também a alternativa de se informar a presença ou não de sintomas psicóticos
  10. 10. Transtornos do humor (F30 a F39) mania depressão transtorno bipolar (F30) (F32) (F31) transtornos persistentes do humor (F34) transtornos do humor persistentes e habitualmente flutuantes, nos quais os episódios individuais não são suficientemente graves para justificar um diagnóstico de episódio maníaco ou de episódio depressivo leve. Como persistem por anos e, por vezes, durante a maior parte da vida adulta do paciente, levam contudo a um sofrimento e à incapacidade consideráveis
  11. 11. Transtornos do humor (F30 a F39) transtornos persistentes do humor (F34) Ciclotimia (F34.0): instabilidade persistente do humor que comporta numerosos períodos de depressão ou de leve elação nenhum deles suficientemente grave ou prolongado para responder aos critérios de um transtorno afetivo bipolar ou de um transtorno depressivo recorrente . O transtorno se encontra freqüentemente em familiares de pacientes que apresentam um transtorno afetivo bipolar. Algumas pessoas ciclotímicas poderão apresentar futuramente um transtorno afetivo bipolar Distimia (F34.1): rebaixamento crônico do humor, persistindo ao menos por vários anos, mas cuja gravidade não é suficiente ou na qual os episódios individuais são muito curtos para responder aos critérios de transtorno depressivo recorrente grave, moderado ou leve .
  12. 12. Prosseguiremos na próxima aula! Prof. Alexandre Simões Contatos: alexandresimoes@terra.com.br http://www.alexandresimoes.com.br

×