Cristianismo

640 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cristianismo

  1. 1. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
  2. 2. “Eu sou o caminho a verdade e a vida”. Jesus Cristo ( João 14,6) A história do cristianismo é uma parte importante da história do mundo, tanto para os adeptos da doutrina cristã quanto para os não-cristãos. Com cerca de 2,13 bilhões de adeptos atualmente, o Cristianismo permanece como a maior religião do mundo, sendo predominante na Europa, América e Oceania. E a fé cristã influência em cada esfera da vida, da moral à política, da ciência à filosofia, da arte à literatura. A essência do cristianismo não é, como muitas pessoas imaginam, uma grande teoria, uma visão de mundo ou um sistema de Igreja. Consiste pura e simplesmente na figura de Jesus Cristo. Pois cristão é todo aquele que, em sua caminhada pessoal, faz o possível para se orientar por este Jesus Cristo. Blaise Pascal resume bem esta filosofia de vida cristã: “Jesus Cristo é o centro de tudo e a meta para a qual tudo converge”. Assim, nenhum estudo do cristianismo seria fiel sem abordar o impacto emocional, intelectual e espiritual dessa figura histórica sobre o incontável número de pessoas que o seguiram e creram nele.
  3. 3.  A religião cristã está intrinsecamente enraizada no passado, e somente pelo exame das raízes judaicas do cristianismo se pode entender plenamente a profundidade e amplitude da fé cristã. O cristianismo incorpora o teísmo da tradição judaica. Do povo de Israel o cristianismo também adere ao conceito de revelação e assistência especial de Deus. Assim, concebem o universo a partir da criação de Deus, em vista da perfeição do mundo e da vida humana. Esta é a origem do mito de criação da humanidade, pautado no desenvolvimento providencial de Deus, idéia peculiar ao cristianismo e desconhecida pelo mundo antigo, principalmente pelo mundo grego.
  4. 4.  Na concepção cristã tem-se como conceito fundamental a queda original do homem no começo de sua história, ou seja, a alienação do homem do paraíso, do convívio com Deus; e também o conceito de um Messias, um reparador, um redentor. Além disso, tanto a religião judaica quando o cristianismo são marcadas por grandes figuras proféticas, ou seja, não são religiões místicas, mas sim proféticas, no sentido histórico. Ambas lançaram sua mensagem em escritos sagrados, o judaísmo através da Torá, e o cristianismo por meio da Bíblia, principalmente pelo Novo Testamento, sendo dessa forma religiões do livro. O cristianismo também incorporou da tradição judaica um etos básico: os grandes mandamentos da humanidade, considerados como expressão máxima da vontade de Deus. Símbolos da religião judaica
  5. 5.  Entretanto, o verdadeiro criador do cristianismo, em sua novidade e originalidade, é Jesus Cristo. Com mais de 2000 anos de história, a religião cristã se iniciou no ministério de Jesus e seus doze apóstolos. Por quase dois séculos e meio, a Igreja cristã primitiva enfrentou ataques externos, perseguições, cismas e heresias. O Império Romano via a nova religião como uma ameaça, e alguns cristãos preferiam morrer como mártires a renunciar à sua crença no Messias. Enterro dos primeiros mártires cristãos em Roma
  6. 6.  A causa de Cristo conseguiu derrotar o império pagão no ano de 311, quando os cristãos receberam permissão de cultuar em público pela primeira vez. Isto só foi possível por intermédio de Constantino, o primeiro imperador cristão, que se tornou um generoso patrono e protetor da Igreja, quando a mesma se via ameaçada pela heresia ariana.  Já no início da Idade Média, a Igreja não cedeu diante das ameaças das invasões bárbaras e à ascendência do Islã. Um cisma em 1054 separou a parte ocidental e oriental da Igreja cristã ortodoxa, que mais tarde ficaram conhecidas como Igreja Católica e Igreja Ortodoxa, respectivamente. Cisma do Oriente: 1054 d. CO sonho que levou Constantino a conversão
  7. 7.  No século XVI a Igreja sofre mais um abalo estrutural, quando um frade alemão de nome Martinho Lutero afixou suas críticas às práticas deturpadas da Igreja Católica na porta de sua igreja paroquial em Wittenberg, e assim procedendo deu início a Reforma Protestante. Nos séculos seguintes, a Igreja seria afetada pelas revoluções científicas, filosóficas e políticas, sendo moldada por estas transformações que conduziram a civilização à era moderna. Já ao final do século XIX, o cristianismo se difunde por todos os continentes e a quase todos os países, tornando-se a religião mais popular e de maior número de adeptos do mundo. PREGANDO NO PÚLPITO Lutero (pintado à direita) declarava que a paz com Deus só pode ser encontrada pelos que crêem em Cristo e se apercebem de que Jesus anulou todo pecado humano ao morrer na cruz (por isso a simbólica imagem aqui). Assim, Cristo é a única fonte de salvação e liberdade.
  8. 8.  No entanto, apesar destes 2000 anos de história, de legado dos ensinamentos de Jesus Cristo, apesar dos cristãos poderem gozar de grande satisfação pelo muito que foi realizado, também persistem razões para se lamentar. Os cristãos passaram de seita perseguida para seita perseguidora, massacraram e torturaram os que não compartilhavam sua crença. Muitas perseguições e guerras foram travadas em nome de Cristo, como as Cruzadas por exemplo.  Em razão disso, a partir desta lamentável distorção dos ideais de Cristo, o líder religioso Mahatma Gandhi (1869-1948) declarou: “Amo vosso Cristo, mas não vossos cristãos”.  Mesmo que a história do cristianismo tenha sido repetidas vezes manchada pelo egoísmo, intolerância e pela cobiça, cuidar dos pobres, dos doentes e dos carentes sempre foi umaGiordano Bruno foi um teólogo, filósofo, escritor e frade marca registrada do verdadeiro cristão, seja eledominicano italiano, condenado à morte na fogueira, pela Inquisição romana (Congregação da Sacra, Romana e protestante, católico, ou ortodoxo. Universal Inquisição do Santo Ofício), por heresia.
  9. 9.  O cristianismo adota em sua forma de culto a oração, a leitura de passagens bíblicas, o canto de hinos, a cerimônia da eucaristia (católicos e ortodoxos) e a pregação de um sermão proferido pelo ministro ou sacerdote. O dia consagrado ao culto pela maioria das igrejas cristãs é o Domingo, mas há minorias que resguardam o Sábado.
  10. 10.  Os sete sacramentos, estimados como graças divinas: 1. Batismo 2. Eucaristia 3. Matrimônio 4. Confirmação ou crisma 5. Penitência 6. Extrema unção ou unção 7. Ordem dos enfermos
  11. 11.  O símbolo de maior destaque do  Outro símbolo cristão, que remete aos cristianismo é sem dúvida a cruz, primórdios da religião é o Ichthys ou corresponde a um símbolo de veneração, peixe estilizado. adotado pelos cristãos durante o período posterior à crucificação de Jesus Cristo.
  12. 12.  JESUS CRISTO - È aquele que em nome de Deus veio ao mundo para salvar o homem do pecado. SALVAÇÃO - Medo, tristeza, solidão, exploração, sofrimento e opressão podem ser superados, e a felicidade, paz, harmonia podem ser encontrados pelo homem. FÉ - Não é considerar algumas afirmações como verdadeiras, é quando o homem configura sua vida em nome e na vida de Jesus, confiando no amor e misericórdia de Deus. RESSURREIÇÃO - Não esta para o sentido literal de devolver a vida para a pessoa morta. Significa o início de uma nova vida, na morada de Deus, junto dele e fora do alcance dos martírios terrenos. VIDA ETERNA - Não representa o viver para sempre, é simplesmente o saber de que a vida com Deus não termina com a morte, inicia-se e continua com ela.
  13. 13.  A palavra Bíblia é de origem grega, diminutivo de biblos que significa "folha de papiro preparada para a escrita". Portanto, a Bíblia é formada por uma pequena biblioteca, que contém 66 livros, sendo que é dividida em VT (Velho Testamento com 39 livros) e NT (Novo Testamento com 27 livros). Esses livros foram escritos em um período de aproximadamente 1600 anos por mais de 40 autores diferentes, dos mais distintos e remotos lugares, e todos eles foram inspirados por Deus e por isso aprecia-se a Bíblia como a Escritura Sagrada. A bíblia desde a antiguidade tem grande influência na sociedade ocidental, bem como importância mundial, sendo considerada um patrimônio religioso inestimável, um livro sagrado que deve ser do conhecimento de todos.
  14. 14.  Por esta razão, surgiram inúmeras traduções para os que não podiam compreender suas línguas originais: hebraico, aramaico e grego. De acordo com as Sociedades Bíblicas Unidas, a Bíblia já foi traduzida, para pelo menos 2.400 línguas e dialetos, sendo o livro mais traduzido do mundo. Outro elemento cristão que exerce grande influência é a utilização do Calendário Cristão também conhecido como Calendário Gregoriano, que é o mais utilizado na maior parte do mundo, e em todos os países ocidentais. Todavia, existem países que não o aplicam como a China, Israel, Irã, Índia, Paquistão, entre outros. Nesse sentido, vale ressaltar que a maioria dos feriados é de origem religiosa, como o natal, a páscoa, finados e o de Nossa Senhora Aparecida. Dentre as datas comemorativas mais populares temos o Natal onde se festeja o nascimento de Cristo.
  15. 15.  A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus,  Além dos feriados religiosos, o dia de e segundo a bíblia ocorreu três dias após pentecostes corresponde a uma das a sua crucificação, sendo o domingo o dia principais festas cristãs, data do antigo destinado à comemoração, realizada calendário bíblico, celebrado 50 dias após através da Eucaristia. Porém o domingo a Páscoa, simbolizando a vinda do de páscoa é diferenciado dos outros, Espírito Santo sob os apóstolos. Deste neste é celebrado o aniversário da modo, fica evidente a grande influência ressurreição, a festa da vida. exercida pelo cristianismo no cotidiano de nosso país, de maioria cristã.
  16. 16.  Cristo veio para restaurar a igualdade que vinha se perdendo entre os homens, que já não mais se consideravam iguais, já não eram mais irmãos perante Deus. A pobreza que assola a grande massa da população em face da inércia estatal está presente em todo o mundo, que além de todo sofrimento causado àqueles que padecem deste mal, traz consigo o aumento da violência, sendo esta consequência preponderante, a qual o cristianismo vem combatendo. As consequências disso tudo é a insegurança crescente, a construção de barreiras e muros, o ódio, a busca de vingança, tanta angústia e a perda da paz.
  17. 17.  Além disso, a doutrina cristã vai de encontro a fatos inerentes ao preconceito racial, contra mulheres e índios, bem como a todos os aspectos contrários ao princípio igualdade entre os homens, pois para Deus não existe nenhuma espécie de distinção. A base da construção do cristianismo perante a sociedade norteia-se pela formação da igualdade, fraternidade e partilha. Jesus Cristo nos trouxe a alegre mensagem de uma nova liberdade: não deixar-se subjugar pela ânsia do dinheiro e do prestígio, pelo desejo do poder, de se sentir superior ao outro, pelo instinto do sexo ou pela busca do prazer e do gozo, mas tornar-se livre para Deus e para o próximo. Nesse caminho o homem não deve se transformar em um eremita; pois como se sabe Jesus também tomou parte em banquetes. Porém o homem da mesma forma não deve satisfazer de modo egoísta seus próprios interesses e necessidades. Se em um primeiro plano, a construção da paz cabe a cada pessoa individualmente, em outro, ela também depende de um esforço solidário. A solidariedade reside no fato de sermos todos parte da mesma e única família humana; todos, necessariamente, têm dignidade e direitos iguais e estão unidos uns aos outros por laços profundos e indissolúveis.
  18. 18.  A criação da Campanha da Fraternidade pelos cristãos, mais especificadamente pela Igreja Católica Apostólica Romana, tem por objetivo manter entre os seus fieis, bem como entre não-adeptos, os laços da solidariedade, buscando também perante toda a sociedade a conscientização em relação aos problemas existentes em nosso meio. A solidariedade é a atitude sábia, eticamente correta e humanamente digna que, realmente, condiz com a natureza e a condição humana. A cultura solidária gera o reconhecimento da dignidade e do direito de cada pessoa; pauta-se pela fraternidade, compaixão e pela generosidade. O oposto disso é a atitude individualista e a auto-afirmação pela força, cujos resultados são as injustiças, a violência e a perda da paz. É regressar à lei da selva e negar as conquistas da civilização.
  19. 19.  A Campanha da Fraternidade tem três objetivos permanentes que são: despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo os cristãos na busca do bem comum; educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor, exigência central do Evangelho; e renovar a consciência da responsabilidade, de todos, na Evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa (Justiça e Inclusão social) e solidária.  Assim o ser a qual conhecemos por Jesus não dever ser relacionado como imaginário ou sonhado, mas como real, e que veio até nós para nos libertar e mostrar o caminho da salvação, levando em conta a não- violência, a misericórdia e a paz.Serviço litúrgico em Kongor, Sul o Sudão
  20. 20.  O Filme narra uma história baseada no livro de Henry Van Dyke. Trata-se de um homem que procura nos livros sagrados o sentido da vida e acaba descobrindo as profecias sobre Jesus Cristo. Ele leva consigo três pedras preciosas para oferecer ao messias, e acaba convencendo três reis magos a embarcarem em uma jornada pelo deserto indo de encontro a Jesus, que está prestes a nascer. Mas, em seu caminho ele acaba se perdendo, e passa os próximos 33 anos procurando pelo mestre ao mesmo tempo em que usa os presentes para ajudar os necessitados, até que no final de sua vida, já à beira da morte, ele recebe a visita de Jesus e compreende o verdadeiro sentido da vida.
  21. 21.  A partir da leitura da herança dos cristãos primitivos: “Eu acredito no Filho de Deus... pois só ele é o final da salvação e base da vida imortal; pois é um refúgio para a vítima da tempestade, um consolo para os aflitos, um abrigo para o desamparado”. (Tecla, Cristã Primitiva) Podemos inferir que a vida e legado de Jesus representaram um sentido na vida de inúmeros fiéis. E ainda hoje, mesmo após 2000 anos, Jesus Cristo continua norteando a vida de milhões de cristãos, no caminho da fé, da caridade, da fraternidade, da comunhão. Diante do exposto e de nossas pesquisas, constatamos não haver palavras para descrever o impacto e o significado do cristianismo na vida de seus seguidores. Cada um tem para si uma visão e um propósito em Cristo, mas todos aqueles que seguem com fidelidade os desígnios de vida do Messias, traçam seus caminhos pela solidariedade e paz para com seus semelhantes.

×