Kenneth e. Hagin - A revelação de Paulo - O Evangelho da Reconciliação

5.822 visualizações

Publicada em

Neste livro Kenneth Hagin mostra um dos principais erros daqueles dos pregadores !

Publicada em: Espiritual
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.822
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
410
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Kenneth e. Hagin - A revelação de Paulo - O Evangelho da Reconciliação

  1. 1. A Revelação de Paulo: O Evangelho da Reconciliação Por Kenneth E. Hagin ORIGINAL: “Paul's Revelation: The Gospel of Reconciliation” Kenneth Hagin Ministries P.O. Box 50126 Tulsa, Oklahoma 74150 1
  2. 2. Capítulo 1 OS TRÊS PRINCÍPIOS DE PAULO “Mas faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado não é segundo homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a Igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia no judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições dos meus pais. Mas quando aprouve a Deus, que desde o ventre da minha mãe me separou, e me chamou pela Sua graça, revelar o Seu Filho em mim para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue; nem tornei a Jerusalém, a Ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Depois passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor. Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto. Depois fui para as partes da Síria e da Cilícia, e não era conhecido de vista das igrejas da Judéia, que estavam em Cristo. Mas somente tinham ouvido dizer: Aquele que já nos perseguiu anuncia agora a fé que antes destruía. E glorificavam a Deus a respeito de mim. Depois passados quatorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo Tito. Eu subi por uma revelação, e lhe expus o Evangelho, que prego entre os gentios, e particularmente aos que estavam em estima (prestígio), para que de maneira alguma não corresse ou não tivesse corrido em vão” (Gálatas 1.11-24; 2.1-2). Nesta passagem eu quero tratar sobre a revelação de Jesus Cristo ao apóstolo Paulo. Nesta revelação podemos ver o elemento sobrenatural do cristianismo numa luz que a Igreja moderna jamais viu. A revelação de Paulo começa com Jesus tendo sido feito pecado. Ele continua através do período de 40 dias desde Sua crucificação até que Ele fosse assentado a destra da Majestade nas alturas. Ela trata sobre o que Jesus fez e o que foi feito a Ele durante os três dias e noites antes que Ele tivesse ressuscitados dos mortos; como Ele carregou o Seu sangue para o Santo dos Santos celestial, e como Ele eventualmente sentou-se a direita do Pai. A Revelação de Paulo Trata de Três Fatos Principais 1. O que Deus fez por nós em Cristo no Seu grande plano de redenção (ou substituição). 2. O que o Espírito Santo, através da Palavra pode fazer em nós no Novo Nascimento e ao sermos enchidos com o Espírito Santo. 3. O que Jesus está fazendo por nós agora a destra do Pai. Vamos tratar limitadamente com os dois primeiros fatos nesta lição. O terceiro ponto é coberto no meu livro: “O Ministério Atual de Jesus Cristo” (The Present Day Minitry of Jesus Christ). Examinando algumas frases do nosso texto, descobrimos que Paulo disse: “Mas faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo”. (Nenhum homem me ensinou. Ele não havia ouvido ninguém pregá-lo. Ele não havia sido um dos discípulos que viajaram com Jesus). Então, no versículo 17 Paulo diz: “Nem tornei a Jerusalém a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Depois passados três anos, fui a Jerusalém para ver Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor”. Alguns já pensaram que Paulo estava na Arábia três anos; todavia, a Bíblia não diz quanto tempo ele esteve na Arábia. Diz que três anos depois de Ter voltado para Damasco da Arábia, ele subiu para Jerusalém. Ninguém sabe quanto tempo ele esteve na Arábia, mas foi quando ele estava lá que ele aprendeu por revelação o que ele sabia – graças a Deus o Espírito Santo o ensinou. 2
  3. 3. Vemos que depois de três anos de Ter voltado a Damasco, ele subiu a Jerusalém para ver Pedro e ficou com ele 15 dias. Enquanto estava lá aconteceu Ter visto Tiago, o irmão do Senhor. O segundo capítulo de Gálatas começa começa com Paulo dizendo: “Depois passados quatorze anos, subi outra vez a Jerusalém... e subi por revelação...” Portanto sabemos que, durante 17 anos, salvo 15 dias que ele esteve com Pedro, Paulo não teve contato com outros apóstolos. Ele não sabia o que eles estavam pregando ou ensinando. Quatorze anos depois de Ter estado com Pedro, Paulo diz que ele finalmente subiu a Jerusalém e que isso foi por revelação. Isso significa que o Espírito de Deus havia revelado a ele que ele devia ir. (Seria maravilhoso se fizéssemos algumas coisas por revelação! O Espírito Santo é o mesmo hoje, e se aprendêssemos a dar ouvidos a Ele. Ele revelaria muitas coisas a nós também). Em Jerusalém, Paulo compartilhou do Evangelho que ele estava pregando entre os gentios. Os líderes da Igreja em Jerusalém não sabiam o que ele estava pregando, e ele não sabia o que eles estavam pregando. Paulo não havia seguido nem conhecido Jesus na carne como o resto deles: ele O seguiu inteiramente pelo Espírito. Tudo que sabia era o que ele havia aprendido do Espírito Santo. Em todas as cartas de Paulo para a Igreja, vocês encontrarão três princípios básicos desta revelação de Jesus Cristo. Paulo dá conselho a respeito de situações locais, saúda certas pessoas, etc., mas em primeiro lugar em todas as suas cartas Paulo trata a respeito de três fatos principais que relacionamos anteriormente. É extremamente importante que compreendamos esses fatos básicos. Vamos olhar primeiro para o que Deus fez por nós em Cristo no Seu grande plano de redenção ou substituição. O que Jesus fez não foi para Si mesmo, mas por nós. Ele morreu como nosso substituto – em seu lugar e em meu lugar. Tudo o que Ele fez está anotado para o nosso crédito e pertence a nós. Deus anotou isso na nossa conta. Era imperativo que a autoridade de Satanás sobre o homem fosse quebrada, e Jesus não ressurgiu dos mortos até que Ele tivesse conquistado o adversário e quebrado o domínio de Satanás. Colossenses 1.12-14 12. Dando graças ao Pai... 13. O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do Seu amor; 14. Em quem temos a redenção pelo Seu sangue, a saber, a remissão (perdão) dos pecados. Isto está falando de Deus e do que Ele fez por nós através de Cristo. Notem que esta passagem não nos promete que Deus nos libertará se formos bonzinhos e se tentarmos agir melhor. Eu direi o que Ele fez: Em Cristo Jesus, Deus já operou a libertação para todos. Ele nos libertou da autoridade de satanás. O texto diz: “O qual nos tirou da potestade (poder) das trevas...” A Palavra grega traduzida como “potestade (poder)” no versículo 13, significa “autoridade”. Naquela palavra “trevas” está tudo o que satanás é. Satanás e o seu reino são chamados de “trevas”. Deus e o Seu reino são chamados de “luz”. A Bíblia diz que não somos filhos das trevas mas da luz. (Vejam Efésios 5.8; 1 Tes 5.5; 2 Cor 6.14). Trevas se refere ao reino de satanás, e somos informados que Jesus nos libertou da autoridade de satanás. Esta passagem em Colossenses também diz que Deus nos “transladou” para o reino do Seu querido Filho. Para “transladar” significa tirar de um lugar e colocar em outro. Somos tirados do reino de satanás e colocados no reino de Deus. Somos tirados da família de satanás e colocados na família de Deus. Isto é o Novo Nascimento! Foi isto que aconteceu quando Jesus morreu e ressurgiu dos mortos. Isso tornou-se uma realidade em nossas vidas quando nascemos de novo e fomos feitos novas criaturas em Jesus Cristo. 3
  4. 4. Temos a nossa redenção! Não estamos esperando por ela. Graças a Deus temo-la agora. Somos libertados agora da autoridade das trevas. Todo crente verdadeiro foi libertado da autoridade de satanás e foi transladado para dentro da família de Deus! Um crente não é mais libertado do que outro. Uma pessoa não tem mais liberdade do que outra. Alguns crentes simplesmente sabem o que lhes pertence e sabem como aproveitar melhor o fato do que outros. Mas, graças a Deus, esta liberdade pertence a todos, e se apenas déssemos ouvidos a Palavra de Deus, nós poderíamos gozar melhor da realidade daquilo que é nosso. Romanos 6.14 14. Porque o pecado não terá domínio sobre nós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. Outra tradução diz: “Porque o pecado não senhoreará sobre nós...” Se qualquer coisa tiver domínio sobre vós, ela estará senhoreando sobre vós”. O pecado e satanás são termos sinônimos. Satanás e o pecado não terão domínio sobre vós. Porque não? Porque, graças a Deus, nós temos um novo Senhor: o Senhor Jesus Cristo. Ele é o nosso Senhor – não satanás. Satanás não senhoreará sobre nós. Satanás não tem mais domínio sobre o crente do que Faraó teve sobre os filhos de Israel depois que eles cruzaram o Mar Vermelho. Quando as hostes de Faraó decidiram perseguir os Filhos de Israel através do Mar Vermelho para recapturá-los, as águas voltaram sobre eles, e foram todos afogados. Israel ficou para sempre livre do Faraó! Ele não possuía mais autoridade sobre eles! Desde que satanás não tem autoridade ou domínio sobre você, ele não pode colocar a enfermidade ou a doença sobre você sem o seu consentimento. A enfermidade e a doença são de satanás e do seu reino; elas não vem do céu. No céu não existe enfermidades ou doenças. Não é a vontade de Deus para os cristãos ficarem doentes. O próprio Senhor Jesus Cristo nos ensinou a orar na assim chamada oração do Pai nosso: “Seja feita a Tua vontade assim na terra como no céu”. E sabemos que não existe enfermidade ou doença no céu. Conforme já vimos, satanás não pode de jeito algum colocar sobre vocês enfermidades ou doenças se o seu consentimento. Se ele conseguiu fazer isso, o seu consentimento pode ter nascido da ignorância, mas era assim mesmo um consentimento. Você talvez ignorasse como evitar que Satanás lhe afligisse ou tirasse vantagem daquilo que lhe pertence. De qualquer forma o seu consentimento foi dado, caso contrário Satanás não podia lhe ter afligido. Tiago 4.7 7. Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Não é necessário você ter problemas com o diabo. Satanás foi vencido tanto quanto se refere a você, porque Jesus derrotou-o! Ele fez isso por você. A vitória de Jesus é a sua vitória! A Bíblia manda resistir ao diabo e ele fugirá de vós. Não diz que talvez ele fará isso. Diz que fará exatamente isso. Ele fugirá de você (se ele não fugir é porque você não o resistiu). O problema com algumas pessoas é que elas tem sido companheiras do diabo. Dr. A.B. Simpson, fundador da “Christian Missionary Alliance” disse: “Há muitos ótimos santos cristãos que estão em realidade carregando por todo lado um demônio com eles em seu corpo na forma de enfermidade e doença e acariciando-o quando eles deviam estar expulsando-o!” Smith Wigglesworth relatou como ele estava em pé numa esquina na Inglaterra esperando um ônibus. Uma mulher saiu de um prédio de apartamentos perto do local para pegar o mesmo ônibus. Um cachorrinho seguiu-a. Ela disse ao cachorrinho: “Meu queridinho, você não pode ir. Você terá que voltar”. O cachorrinho esfregou-se contra os calcanhares da mulher e sacudiu o rabo. Ela disse novamente: “Agora, queridinho, você não pode ir. Você terá que voltar”. Ele apenas esfregou-se contra ela ainda mais, sacudindo o rabo. 4
  5. 5. Então o ônibus chegou e essa mulher bateu o pé e gritou: “SAI!” Aquele cachorrinho pôs o rabo entre as pernas e saiu correndo. Wigglesworth disse que ele gritou bem alto: “É isso que você precisa fazer com o diabo!” Graças a Deus pela sua ousadia. É exatamente isso que você precisa fazer! O diabo aceitará toda essa “doçura” que você quiser dar-lhe. Ele lhe será um bom companheiro e se enroscará em você enquanto você permitir. Mas, se você fizer pé firme e disser: “Sai em Nome de Jesus Cristo!” Ele fugirá assim como aquele cachorrinho fez. Satanás não está apenas vencido, mas Deus nos fez uma nova criatura sobre a qual satanás não tem domínio algum. Lembrem-se, cada um de nós é um membro individual do Corpo de Cristo. Nós somos o seu Corpo. Cada um de nós tem tido o mesmo novo nascimento. Cada um de nós, individualmente, é uma nova criação. E todos juntos fazemos parte da nova criação – o Corpo de Cristo. Ele é a Cabeça; nós somos o Corpo. O Corpo de Cristo está nesta terra. Satanás é o deus deste mundo (2 Cor 4.4), mas ele não possui autoridade sobre o Corpo de Cristo. Jesus disse que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja (Mat 16.18). Mas lembrem-se, a Igreja não é um edifício. A Igreja não é uma organização. A Igreja é você e eu. As portas do inferno não prevalecerão contra você e eu! Satanás não tem domínio sobre a Igreja. Se Satanás tivesse qualquer domínio, mesmo sobre uma unha do dedinho do pé, ele teria domínio sobre parte do Corpo de Cristo. Eu quero lhes dizer que Satanás não possui autoridade, nenhum domínio, sobre qualquer parte, mesmo que seja o menor membro do Corpo de Cristo. Até o menor membro do Corpo de Cristo possui domínio sobre Satanás! Efésios 1.15-23 15. Pelo que, ouvindo eu também a fé que entre vós há no Senhor Jesus, e a vosso amor para com todos os santos; 16. Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações. 17. Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; 18. Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos. 19. E qual a sobre excelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder. 20. Que manifestou em Cristo, ressuscitando-O dos mortos e pondo-O a Sua direita nos céus. 21. Acima de todo principado, e poder, e potestade, e domínio e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; 22. E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da Igreja, 23. Que é o Seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos. Notem que Paulo queria que os olhos do seu entendimento fossem iluminados. Uma das coisas, entre outras, que ele queria que os efésios percebessem, era que Deus colocou todas as coisas debaixo dos pés de Cristo. Deus tem dado Cristo para ser Cabeça sobre todas as coisas para a Igreja, que é o Seu Corpo. Nós somos membros desse Corpo. Quando a Palavra diz que todas as coisas estão debaixo dos pés de Cristo, isso não se refere aos pés literais do Senhor Jesus quando Ele estava aqui na terra. Cristo é a Cabeça? O Seu Corpo é a Igreja. Os “pés” estão no Corpo. Todas as coisas foram colocadas debaixo dos Seus pés – debaixo da Igreja. Alguns dizem: “Eu creio que eu sou apenas o dedinho do pé”. Bem, isso é parte dos pés, e tudo ainda está debaixo de você! Capítulo 2 O VERDADEIRO EVANGELHO 5
  6. 6. Notem que depois que Jesus levantou dos mortos, Ele disse: “É me dado todo o poder (autoridade) no céu e na terra” (Mat 28.18). Jesus imediatamente tomou a autoridade que Lhe fora dada na terra e delegou-a ao Seu Corpo. (Em realidade, a única maneira que Ele poderia ter autoridade na terra – Ele não está aqui – é através do Seu Corpo). Ele nos disse: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho (boas-novas) a toda criatura”. O que são essas boas novas que Ele queria que nós fôssemos anunciar? Em realidade, nós nunca pregamos ainda o Evangelho. Pregamos um evangelho, mas não o Evangelho. Quando você descobrir o que o Evangelho realmente é, isso poderá vir como um choque para você. Ele chocou-me a mim quando eu descobri-o pela primeira vez! Isso aconteceu há muitos anos enquanto eu estava pregando numa reunião na Califórnia. Um dia eu estava a sós na Igreja, orando e estudando. Eu estava sentado na plataforma lendo. Eu tinha a minha Bíblia aberta em 2 Coríntios 5, e a medida que eu lia os versículos 17 e 18 saltaram daquela página. O que eu li me chocou tanto que eu dei um pulo da minha cadeira – devo ter pulado quase um metro! A minha Bíblia voou para um lado e o outro livro que estava no meu colo voou na direção oposta. Eu disse para mim mesmo. Não, não, não, eu não lí isso direito! Não, isso não disse o que eu pensei que disse! Eu peguei a minha Bíblia e lí a passagem novamente. Eu pensei, não, eu não posso aceitar isto – mas está lá! Eis o que eu li: 2 Coríntios 5.17-18 17. Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 18. E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e NOS DEU O MINISTÉRIO DA RECONCILIAÇÃO. Deus não apenas derrotou Satanás através de Jesus, mas também nos fez novas criações que possuem autoridade sobre Satanás. Ele (Satanás) não tem autoridade sobre nós. Somos novas criaturas. As coisas velhas já passaram. Eis que tudo se fez novo. E todas estas coisas são de Deus, que nos reconciliou Consigo mesmo por Jesus Cristo. E Ele nos tem dado o ministério da Reconciliação. Mas o que é o ministério da Reconciliação? 2 Coríntios 5.19 19. Isto é, Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. Vamos ler o versículo 19 novamente na Bíblia Amplificada: “Foi Deus (pessoalmente presente) em Cristo, reconciliando o restante do mundo Consigo mesmo, não imputando ou segurando contra (os homens) os seus pecados (mas cancelando-os); confiando a nós a mensagem da reconciliação – da restauração à Sua boa vontade”. Ele confiou esta mensagem da reconciliação e de restauração à Sua boa vontade a nós. Ele não quer que digamos aos pecadores que se eles forem bonzinhos e chorarem metade da noite, ou se eles fizerem uma penitência metade do ano, Deus poderá eventualmente ter misericórdia para com eles, fazendo algo por eles. Não! Ele quer que nós contemos aos pecadores que o Deus Todo-Poderoso já cancelou as suas dívidas. Ele não está segurando nenhuma coisa contra eles! Alguém disse: “Bem, se Ele não está, então todos irão para o céu?” Não, eles ainda são filhos do diabo! Eles precisam tornar-se filhos de Deus afim de entrarem no céu. Deus já cancelou as suas dívidas, Ele não vai cancelá-las. 6
  7. 7. Vocês estão percebendo que nós nunca contamos ao povo essa boa nova? Em vez disso, os crentes tem saído e espancado os pobres velhos pecadores na cabeça e depois imaginam por que eles deixam de ir a igreja. Um porco velho teria bom senso bastante para deixar de vir se alguém espancasse-o na cabeça cada vez que ele viesse se alimentar! Você não encontra em nenhuma parte da Bíblia onde Deus tivesse nos mandado sair e dar uma paulada no pecador, todavia, há pessoas que pensam que devíamos fazer isso. Não, o pecador já está debaixo de convicção. E que Deus tenha misericórdia de alguns pregadores e pastores que tem pregado aos santos como se eles fossem pecadores. Eles pensam que devem mantê-los debaixo de convicção e mantê- los orando no altar. É bom que o povo ore, mas você não precisa espancá-lo na cabeça para obrigá- lo a orar. A maior parte do tempo esse povo não sabe se está ou não salvo. Eles vão para a igreja e voltam para casa condenados. Eles querem ouvir a verdade – Eu estou convencido de que se a plena verdade fosse pregada, as pessoas correriam e se atropelariam para chegar na igreja. Vamos continuar lendo o versículo 20 da Bíblia Amplificada: “De sorte que somos embaixadores de Cristo, Deus fazendo o Seu apelo através de nós. Nós (como representantes pessoais de Cristo) rogamo-vos por Sua causa que tomeis posse do favor divino (agora oferecido) a vos reconcilieis com Deus”. Apenas venham e tomem posse dele. Não venham e clamem e chorem a noite inteira. Não pensem que vocês poderão convencer a Deus pelas suas muitas palavras. Ele estava pessoalmente presente em Cristo já fazendo algo por vocês. Venham e “tomem posse do favor divino (oferecido a vocês) e sejam reconciliados com Deus”. Esse é o Evangelho! Essas são as boas novas! Paulo disse em Romanos 1.16: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego”. As palavras hebraica e grega para salvação implica idéias de libertação, segurança, preservação, cura e firmeza. Você não percebe que quando a sua dívida de pecado é cancelada, você pode ser curado? A enfermidade vem como um resultado do pecado – não necessariamente o seu pecado, mas o pecado de Adão no início. Todos nós herdamos isso. Mas podemos ver agora o que aconteceu. Paulo disse: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder...” O que é poder? O Evangelho é o poder! “É o poder de Deus para salvação”. O Evangelho é o poder para libertação, segurança, preservação, cura e sanidade. (Isto se refere a cura espiritual e física). Agora podemos entender algo na seguinte passagem do livro de Atos: A Bíblia diz que Barnabé e Paulo foram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia e regiões vizinhas: Atos 14.7-10 7. E ali pregavam o Evangelho. 8. E estava assentado em Listra certo varão aleijado, coxo desde o ventre da sua mãe, o qual nunca tinha andado. 9. Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé para ser curado, 10. Disse em voz alta: Levanta-te direito sobre teus pés. E ele saltou e andou. O que fez isso – algum poder que Paulo possuía porque ele era um apóstolo? Não, Paulo não curou aquele homem. Está escrito que o homem tinha fé para ser curado. Onde ele obteve tal fé? O versículo sete nos responde: “E ali pregavam o Evangelho”. Aquele homem ouviu Paulo transmitir-lhe o Evangelho – as Boas Novas. O que Paulo estava dizendo? Ele estava contando-lhe que Deus estava pessoalmente presente em Jesus Cristo, restaurando o mundo (que incluía esse homem aleijado) as boas graças para Consigo, não contando ou segurando contra ele os seus pecados, mas cancelando-os para fora. E que agora, tendo 7
  8. 8. cancelado-os, Satanás não possuía mais autoridade para dominá-lo com enfermidade ou doença, mas ele podia ser libertado da pena e do resultado dos seus maus atos. O homem aleijado ouviu Paulo e creu na sua mensagem. Paulo olhou para ele e percebeu que ele havia recebido a mensagem e já possuía fé por ter ouvido a Palavra. Então ele disse: “Levanta-te direito sobre os teus pés”. E o homem pulou e andou. Isso era assim tão simples. Agora vamos voltar para Marcos 16, onde Jesus nos disse: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho...” Estabelecemos o que o Evangelho é. Jesus continuou falando: “...pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (vs. 15 e 16). Os pecadores são convidados a tomar posse deste favor tão livremente oferecido. Naturalmente, se um homem rejeitá-lo, isso não lhe fará bem algum. Ele continuará sendo um filho do diabo, e terá que ir para o inferno quando ele morrer. Mas, se ele aceitar esse convite, ele será nascido de novo e se tornará um filho de Deus! Capítulo 3 PARAÍSO RECUPERADO “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; imporão as mãos sobre os enfermos, e os curarão” (Marcos 16.17-18). Jesus disse: “E estes sinais seguirão aos que crerem...” Seguirão aos apóstolos? Não. Seguirão a Igreja Primitiva? Não. Seguirão certas pessoas, tais como evangelistas, profetas, pastores ou mestres? Não. Ele disse que os sinais seguirão “aos que crerem”. Estes sinais seguirão aos que crerem, aqueles que aceitam este Evangelho. Jesus mencionou cinco sinais: Todos estes cinco sinais (que agora foram restaurados ao crente) foram originalmente perdidos como resultado da maldição sobre o homem e a terra. Primeiro: Deus fez a terra e a sua plenitude, e Ele deu domínio para Adão sobre todas as obras das Suas mãos. Deus fez Adão o deus deste mundo. Adão, todavia, cometeu alta traição e se vendeu a Satanás. Então Satanás e espíritos malignos começaram a dominar a terra. Mas agora quando você ouve e crê no Evangelho, algo acontece. Crentes exercitam autoridade sobre o diabo em Nome de Jesus. 1. “Em Meu Nome Expulsarão Demônios” Isso simplesmente afirma que cada crente possui autoridade sobre o diabo. “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós”. Você poderá botá-lo para correr. Se o diabo invadir o seu lar, expulse-o. Você possui autoridade sobre espíritos malignos. O diabo é quem impede que o dinheiro chegue até você. O dinheiro que você precisa está aqui na terra: Deus não é um falsificador. Ele não vai falsificar notas de R$ 5.000 ou R$ 10.000 e fazê-las chover do céu. Isso seria algo errado. Não é Deus que está retendo o dinheiro de você; é o diabo. O Senhor me disse a vários anos quando eu me queixava de falta de dinheiro: “Bem, Eu nada posso fazer a respeito disso. Isso é com você. Você ordene que o dinheiro venha em Nome de Jesus. Use de autoridade. Diga: “Em nome de Jesus, Satanás, tire as suas mãos do meu dinheiro!” “Você pode até falar aos anjos”, Ele me disse, “e eles irão trabalhar por você, porque eles são espíritos ministradores enviados para ministrar aqueles que são herdeiros da salvação”. Hebreus 1.14 14. Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? 8
  9. 9. Deus está fazendo o melhor possível afim de nos fazer perceber a verdade e levantar na luz daquilo que é nosso e avançarmos em poder. Muitos estão esperando para Deus fazer algo. Ele não vai fazer mais nada. Ele já fez tudo que pretendia fazer a respeito da situação. “(ELES) expulsarão demônios” disse Jesus. 2. “Falarão Novas Línguas...” Que diz a Bíblia a respeito de falar em línguas? 1 Coríntios 14.2 2. Porque o que fala língua estranha não fala aos homens, senão a Deus, porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. A tradução Weymouth desse versículo diz: “Ele fala segredos divinos”. 1 Coríntios 14.14 14. Porque se eu orar em língua estranha, O MEU ESPÍRITO ORA BEM, mas o meu entendimento fica sem fruto. Vamos voltar para o começo. Antes que Adão pecasse, ele andou e falou com Deus. Mas quando Deus desceu no Jardim do Éden, Adão e Eva não O viram da mesma maneira que eles viram um ao outro, porque Deus é Espírito. Deus não se aproximou de Adão como um homem faria e sairia para dar um passeio com Ele. Adão não viu Deus com os seus olhos físicos. Ele não falou com Deus através da sua mente natural. Nem tão pouco ele tocou em Deus com a sua mão física. Mas certamente ele andou e falou com Deus. Adão, o verdadeiro homem, o homem interior, o espírito, andou e falou com Deus. Você percebe, foi quando o homem pecou que o seu corpo começou a dominá-lo. Antes disso, o seu espírito – o verdadeiro homem, o homem interior – o dominava. Adão e Eva não estavam vestidos; e eles nem percebiam isso. Eles não conheciam o mal ou o pecado. E Deus descia na virada do dia, e Ele e Adão andavam juntos e falavam de segredos. Mas o homem perdeu aquela comunhão por causa da maldição resultante do pecado. No Evangelho, todavia, o homem é reconciliado (restaurado) com Deus; e um dos sinais que Jesus disse que seguiria o crente é que ele falaria em novas línguas. Muitas orações oradas através da cabeça dos homens, não chegam mais altas do que o teto. Mas você pode Ter a certeza de uma coisa: Se qualquer homem falar em línguas estranha, ele não fala aos homens, mas a Deus. Deus providenciou um meio de comunicação sobrenatural, divina para Consigo através do qual podemos novamente andar com Deus. “Em espírito ele fala mistérios”. Não, nós não vamos “subir” para andar com Ele. Andamos com Ele agora. Falamos com Ele agora. Paulo disse: “Se eu falo em língua estranha, o MEU ESPÍRITO ORA”. Jesus disse: “DEUS É (UM) ESPÍRITO, e importa que os que o adorem o ADOREM EM ESPÍRITO e em verdade” (João 4.24). Quando eu estou falando em línguas, o meu espírito está em contato direto com o Pai dos espíritos – Deus. 9
  10. 10. Alguns tem dito: “Eu não vejo a necessidade disso”. Se eles compreendessem o Evangelho e a reconciliação do espírito do homem com Deus, eles compreenderiam. 3. “Pegarão nas Serpentes” Isto não quer dizer que os crentes deverão pegar em serpentes apenas para provar algo! Isso se refere a uma picada acidental, assim como Paulo na ilha de Malta, quando aquela víbora saiu do fogo e grudou na sua mão (Atos 28). Paulo apenas sacudiu ela no fogo porque pelo Evangelho, nós somos redimidos. A serpente está na condição em que se encontra hoje por causa da maldição colocada sobre ela. Quando Satanás for eliminado da terra, não haverá mais nada que possa nos ferir ou destruir. Mas nós possuímos poder e autoridade agora sobre Satanás. Satanás é chamado também de uma serpente. Isto significa literalmente que se uma cobra lhe picar, você pode sacudí-la fora, mas também significa que você possui autoridade espiritual sobre aquela velha cobra, aquela velha serpente, Satanás. 4. “E Se Beberem Alguma Coisa Mortífera Não Lhes Fará Dano Algum” Tudo que Deus fez no começo era bom. Não havia coisa alguma para ferir ou destruir o homem. Tudo isso foi mudado quando o diabo tornou-se o deus deste mundo. Todavia, isso não deveria nos afetar, porque, mesmo estando no mundo, não somos do mundo. Possuímos autoridade! 5. “Porão As Mãos Sobre Os Enfermos E Os Curarão” Isto significa exatamente o que diz. Cada crente possui autoridade para impor as mãos sobre os enfermos e esperar que eles se recuperem! Jesus disse, “...e os CURARÃO”. Jesus disse que todos estes cinco sinais seguirão os crentes. E todos estes sinais, agora restaurados aos crentes, originaram-se em resposta a maldição. Gálatas 3.13 13. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. Cristo nos resgatou da maldição! Não estamos mais debaixo da maldição. Foi isso que Ele fez por nós. É isso que nos pertence. É nosso agora. Não temos que chorar, orar e jejuar por três semanas e prometer que faremos melhor se Ele apenas nos der essa redenção. Tudo isso vai junto com o Evangelho! Isso é tanto nosso quanto os nossos pés e mãos. Tudo que devemos fazer é começar a usar o que é nosso. A hora é agora. Hebreus 1.1-14 1. Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho. 2. A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3. O qual sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se a destra da Majestade nas alturas; 4. Feito também mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. 5. Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu És meu filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho? 10
  11. 11. 6. E quando outra vez introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. 7. E, quanto aos anjos diz: E que de seus anjos faz ventos, e de seus ministros labaredas de fogo. 8. Mas do filho diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; cetro de equidade é o cetro do teu reino. 9. Amaste a justiça e aborreceste a iniquidade: por isso Deus, o teu Deus te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. 10. E Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, e os céus são obras de tuas mãos; 11. Eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, 12. E como um manto os enrolarás, e como um vestido se mudarão, mas tu és o mesmo, e os teus anos não acabarão, 13. E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te a minha destra até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? 14. Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? Jesus está assentado a destra de Deus. Estamos esperando a Sua volta. Mas eu quero lhe fazer uma pergunta: Por quanto tempo ainda Cristo vai continuar assentado lá no céu? A resposta é encontrada no versículo 13: “...até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés”. A única maneira pela qual Deus vai vencer o inimigo é através do Corpo de Cristo, a Igreja. O último inimigo a ser vencido por Jesus Cristo é a própria morte (1 cor 15.26). 11

×