AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com22/05/20131° Semestre de 2013
O empreendedor é alguém quebusca resultados financeiros(ou, ficar rico)?
O que você fez hojepara tornar o mundomelhor?
Nossa Proposta
O que é?• Crianças, jovens e adultosreunidos buscando(principalmente) evoluçãocultural.• Nesse processo existe aatuação de...
Nossa Missão• Promover a evoluçãocultural de crianças, jovense adultos através dautilização dos recursostecnológicos e ped...
Como Funciona?
Como funciona?• Turmas distribuídas por:– Faixa etária;– Nível de escolaridade.• Atividades orientadas aosobjetivos dos al...
Conteúdo genérico• Informática básica– Introdução ao Hardware– Sistemas Operacionais– Ferramentas Office• Projeto de Softw...
Ciclo EDM?EscolheDesenvolveMultiplica
Durante o caminho...• Literatura;• História;• Matemática;• Empreendedorismo;• Projetos;– Jornal;– Abertura de empresa;– Cu...
Um pouco de história
Como tudo começou?Um sonho...
Fase 1• Anos 2001/2002• Foco em inclusão digital• Projeto “recusado” em duasescolas• Muita vontade, mas poucaexperiência
Fase 2• Praticamente todo ano de2004• Primeira Célula na “E. E.Leonor Mendes de Barros”• Sábados e domingos (adeusfinais d...
Fase 2
Fase 3• Início de 2005• Thiago e Alexandreingressam no projeto• Duas turmas aos sábados(domingo livre!)• Questões política...
Fase 4• 1º Semestre de 2006• Parceria com a E. E. Repúblicade Honduras• Carlos e Vagner ingressam noprojeto• Turmas para c...
Fase 5• 2º Semestre de 2006• E. E. Tarsila do Amaral– Entrada da Bia e da Vanussa• E. E. Wilmar Soares da Silva– 70 alunos...
Fase 6• 1º Semestre de 2007• Reestruturação no programaEscola da Família– Célula da E. E. Wilmar Soares daSilva foi encerr...
Desafios
Desafios• “AFERIR” o método• Encontrar mais voluntários• Gerenciar comprometimento eenvolvimento (alunos evoluntários)• Di...
Desafios• Infra-estrutura• Conciliar o tempo• Ampliar o projeto (outrasescolas, outros bairros, outrascidades)• Realizar p...
Programa “Células de Estudo”Programa“Células deEstudo”Promover a evoluçãocultural de crianças,jovens e adultos.Curso deInf...
Quem faz parte?
Quem faz parte?• Co-Líderes / Instrutores–Alexandre–Carlos–Thiago–Vagner
Quem faz parte?• Instrutoras–Bia–Vanussa–Marcela–Regiane
Quem faz parte?• Apoio Pedagógico–Rose• Desenvolvimento desistemas–Bruno
Quem faz parte?• Desenvolvimento do site–Thiago Serra• Identidade Visual–Patrícia• Curso de Inglês–Juliana
Fatores críticos para o sucesso
Fatores críticos para o sucesso• Infra-estrutura–Espaço para realizar asatividades• Pessoas–Voluntários
Ser voluntário
Definição 1• “Voluntário é o jovem ou adulto que,devido a seu interesse pessoal e aoseu propósito cívico, dedica parte dos...
Definição 2• “Voluntário é o ator social e agente detransformação, que presta serviços nãoremunerados em benefício da comu...
Passo 1 – Motivação• Trabalhos de faculdade• Iniciativas da empresa– Dia do Voluntariado ouResponsabilidade Social• Ter al...
Passo 1 – Motivação• Incômodo com determinadasituação• Quero e preciso fazer algo…• Dois caminhos:– Empreededorismo social...
Passo 2 – O que vou fazer?• Antes de entrar no barcopergunte:– Eu me identifico com a missão?– Eu me apaixonei pela causa?
Passo 3 – Como vou fazer?• Estou no barco... E agora?• Comprometimento é diferente deenvolvimento
Valores• Igualdade entre os homens;• Respeito à dignidade humana;• Justiça social: direito de uma vida digna;• Solidarieda...
Atitudes• Perceber e apreciar a cultura, os valores dosoutros;• Estabelecer comunicação, diálogo;• Ser persistente, respon...
Voluntariado não é...• Um trabalho de faculdade• Uma ação que ocorre somenteuma vez no ano• Algo que não quero fazer• Some...
Definição 3• Voluntário é…– Um sonhador– O cidadão que assumiu seu papel deagente de transformação dasociedade– Um apaixon...
Definição 3O que você fez hoje para tornar o mundomelhor?O que você quer deixar para o mundo?
Muito obrigado!Alessandro Almeidaalessandro_almeida@hotmail.com | www.alessandroalmeida.com
O empreendedor é alguém quebusca resultados financeiros(ou, ficar rico)?
NÃO!
O empreendedor é um insatisfeito quetransforma seu inconformismo emdescobertas e propostas positivas para simesmo e para o...
É alguém que prefere seguir caminhos nãopercorridos, que define a partir doindefinido, acredita que seus atos podemgerar c...
 O empreendedor pode sim desejar resultadosfinanceiros... Talvez não como objetivo final, mas como umcaminho para algo m...
 Mas o empreendedor também pode estarbuscando outro tipo de realização... Promover o desenvolvimento da sua comunidade(t...
Erros e acertos com o empreendimento Células de Estudo
 Centralização A preocupação com a integridade da marcaCélulas de Estudo fez com que eu centralizassediversas atividades...
 Desejo de resolver tudo de uma vez (ou,abraçando o mundo)Fonte:http://nantboechat.blogspot.com.br/2008/10/evangelizar-se...
 Desejo de resolver tudo de uma vez (ou,abraçando o mundo) Talvez o correto teria sido aguardar os resultadosda primeira...
 Definir uma missão e uma marca Definir uma missão e uma marca – além de sabercomunicá-los – foi um diferencial para con...
 Construção de uma rede consistente O processo de seleção de voluntários garantiu quesomente aqueles realmente engajados...
 Organização Mesmo na fase embrionária, o empreendimentofoi organizado com documentos, apresentações eplanilhas de contr...
 Paixão e Atitude Principal lição! Provavelmente o empreendimento não surgiriasem a junção da PAIXÃO (acreditar na caus...
1. Assumir riscos racionalmente2. Identificar oportunidades sistematicamente3. Valorizar e buscar o conhecimento4. Habilid...
6. Desenvolver a liderança7. Dinamismo, nunca acomodação8. Autonomia9. Otimismo10. “Tino” empresarial
alessandro.almeida@uol.com.brwww.alessandroalmeida.com/unifieo.htmwww.slideshare.net/alessandroalmeida
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)

227 visualizações

Publicada em

Slides da aula apresentada no dia 16 de abril de 2013.

Disciplina: Gestão de Projetos e Empreendedorismo.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão de Projetos e Empreendedorismo (22/05/2013)

  1. 1. AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com22/05/20131° Semestre de 2013
  2. 2. O empreendedor é alguém quebusca resultados financeiros(ou, ficar rico)?
  3. 3. O que você fez hojepara tornar o mundomelhor?
  4. 4. Nossa Proposta
  5. 5. O que é?• Crianças, jovens e adultosreunidos buscando(principalmente) evoluçãocultural.• Nesse processo existe aatuação de facilitadores(instrutores).
  6. 6. Nossa Missão• Promover a evoluçãocultural de crianças, jovense adultos através dautilização dos recursostecnológicos e pedagógicosdisponíveis.
  7. 7. Como Funciona?
  8. 8. Como funciona?• Turmas distribuídas por:– Faixa etária;– Nível de escolaridade.• Atividades orientadas aosobjetivos dos alunos.• É necessário que o alunoseja alfabetizado.
  9. 9. Conteúdo genérico• Informática básica– Introdução ao Hardware– Sistemas Operacionais– Ferramentas Office• Projeto de Software– Lógica de Programação• Pesquisas Avançadas– Ciclo EDM
  10. 10. Ciclo EDM?EscolheDesenvolveMultiplica
  11. 11. Durante o caminho...• Literatura;• História;• Matemática;• Empreendedorismo;• Projetos;– Jornal;– Abertura de empresa;– Currículo.• Etc.• Planejamento 2007 : Adequação aosPCNs (temas transversais)
  12. 12. Um pouco de história
  13. 13. Como tudo começou?Um sonho...
  14. 14. Fase 1• Anos 2001/2002• Foco em inclusão digital• Projeto “recusado” em duasescolas• Muita vontade, mas poucaexperiência
  15. 15. Fase 2• Praticamente todo ano de2004• Primeira Célula na “E. E.Leonor Mendes de Barros”• Sábados e domingos (adeusfinais de semana!)• Tentando me virar sozinho• INSISTÊNCIA!
  16. 16. Fase 2
  17. 17. Fase 3• Início de 2005• Thiago e Alexandreingressam no projeto• Duas turmas aos sábados(domingo livre!)• Questões políticas encerramo projeto no Leonor• Novos aprendizados
  18. 18. Fase 4• 1º Semestre de 2006• Parceria com a E. E. Repúblicade Honduras• Carlos e Vagner ingressam noprojeto• Turmas para crianças, jovens eadultos• + de 40 alunos• Patrícia cria logo do projeto.• REINVENÇÃO!
  19. 19. Fase 5• 2º Semestre de 2006• E. E. Tarsila do Amaral– Entrada da Bia e da Vanussa• E. E. Wilmar Soares da Silva– 70 alunos• Nova Célula em São Pedro do Turvo– Planejada para o início de 2007– Marcela e Regiane ingressam no projeto• Início do desenvolvimento do Sistema deGestão de Células– Entrada do Bruno• Logo reformulado• Inauguração do BLOG• Apoio pedagógico– Entrada da Rose
  20. 20. Fase 6• 1º Semestre de 2007• Reestruturação no programaEscola da Família– Célula da E. E. Wilmar Soares daSilva foi encerrada• Início do desenvolvimento dosite das Células de Estudo– Entrada do Thiago Serra• Nova área de atuação: Curso deInglês– Entrada da Juliana
  21. 21. Desafios
  22. 22. Desafios• “AFERIR” o método• Encontrar mais voluntários• Gerenciar comprometimento eenvolvimento (alunos evoluntários)• Didática adequada• Materiais (apostilas, livros,etc)
  23. 23. Desafios• Infra-estrutura• Conciliar o tempo• Ampliar o projeto (outrasescolas, outros bairros, outrascidades)• Realizar parcerias comempresas• MONTAR CÉLULAS DE OUTRASÁREAS!!!
  24. 24. Programa “Células de Estudo”Programa“Células deEstudo”Promover a evoluçãocultural de crianças,jovens e adultos.Curso deInformáticaCurso de Inglês ...
  25. 25. Quem faz parte?
  26. 26. Quem faz parte?• Co-Líderes / Instrutores–Alexandre–Carlos–Thiago–Vagner
  27. 27. Quem faz parte?• Instrutoras–Bia–Vanussa–Marcela–Regiane
  28. 28. Quem faz parte?• Apoio Pedagógico–Rose• Desenvolvimento desistemas–Bruno
  29. 29. Quem faz parte?• Desenvolvimento do site–Thiago Serra• Identidade Visual–Patrícia• Curso de Inglês–Juliana
  30. 30. Fatores críticos para o sucesso
  31. 31. Fatores críticos para o sucesso• Infra-estrutura–Espaço para realizar asatividades• Pessoas–Voluntários
  32. 32. Ser voluntário
  33. 33. Definição 1• “Voluntário é o jovem ou adulto que,devido a seu interesse pessoal e aoseu propósito cívico, dedica parte doseu tempo, sem remuneraçãoalguma, a diversas formas deatividades, organizadas ou não debem-estar social ou outros campos.”– Nações Unidas
  34. 34. Definição 2• “Voluntário é o ator social e agente detransformação, que presta serviços nãoremunerados em benefício da comunidade.Doando seu tempo e conhecimentos, realizaum trabalho gerado pela energia de seuimpulso solidário, e atende não só asnecessidades do próximo, como também aosimperativos de uma causa. O voluntárioatende também suas próprias motivaçõespessoais, sejam elas de caráter religioso,cultural, filosófico, político ou emocional.”– Fundação Abrinq
  35. 35. Passo 1 – Motivação• Trabalhos de faculdade• Iniciativas da empresa– Dia do Voluntariado ouResponsabilidade Social• Ter alguém no pé– Namorado (a)– Esposo (a)– Igreja
  36. 36. Passo 1 – Motivação• Incômodo com determinadasituação• Quero e preciso fazer algo…• Dois caminhos:– Empreededorismo social;– Atuação em projeto existente.
  37. 37. Passo 2 – O que vou fazer?• Antes de entrar no barcopergunte:– Eu me identifico com a missão?– Eu me apaixonei pela causa?
  38. 38. Passo 3 – Como vou fazer?• Estou no barco... E agora?• Comprometimento é diferente deenvolvimento
  39. 39. Valores• Igualdade entre os homens;• Respeito à dignidade humana;• Justiça social: direito de uma vida digna;• Solidariedade humana e ajuda recíproca;• Democracia como forma de convivênciasocial, direito;• Fé em si mesmo e nas própriaspotencialidades;• Responsabilidade pessoal: compromisso.
  40. 40. Atitudes• Perceber e apreciar a cultura, os valores dosoutros;• Estabelecer comunicação, diálogo;• Ser persistente, responsável e disciplinado;• Ter entusiasmo, iniciativa, otimismo;• Enfrentar o pessimismo e as crises de valores;• Cooperar, trabalhar em equipe;• Receber e dar ao mesmo tempo;• Aprender e ensinar ao mesmo tempo;• Adquir a formação e o treinamentonecessários;• Estar disposto ao crescimento pessoal.
  41. 41. Voluntariado não é...• Um trabalho de faculdade• Uma ação que ocorre somenteuma vez no ano• Algo que não quero fazer• Somente para preencher o tempovago
  42. 42. Definição 3• Voluntário é…– Um sonhador– O cidadão que assumiu seu papel deagente de transformação dasociedade– Um apaixonado– Alguém que tem resposta para asseguintes perguntas:
  43. 43. Definição 3O que você fez hoje para tornar o mundomelhor?O que você quer deixar para o mundo?
  44. 44. Muito obrigado!Alessandro Almeidaalessandro_almeida@hotmail.com | www.alessandroalmeida.com
  45. 45. O empreendedor é alguém quebusca resultados financeiros(ou, ficar rico)?
  46. 46. NÃO!
  47. 47. O empreendedor é um insatisfeito quetransforma seu inconformismo emdescobertas e propostas positivas para simesmo e para os outros.
  48. 48. É alguém que prefere seguir caminhos nãopercorridos, que define a partir doindefinido, acredita que seus atos podemgerar consequências.
  49. 49.  O empreendedor pode sim desejar resultadosfinanceiros... Talvez não como objetivo final, mas como umcaminho para algo maiorO que você faria com R$10.000.000?
  50. 50.  Mas o empreendedor também pode estarbuscando outro tipo de realização... Promover o desenvolvimento da sua comunidade(trabalhos assistenciais, cooperativas, atividadesculturais, etc.)Ser um agente de mudança do seumundo
  51. 51. Erros e acertos com o empreendimento Células de Estudo
  52. 52.  Centralização A preocupação com a integridade da marcaCélulas de Estudo fez com que eu centralizassediversas atividades de gestão, limitando aexpansão do empreendimento
  53. 53.  Desejo de resolver tudo de uma vez (ou,abraçando o mundo)Fonte:http://nantboechat.blogspot.com.br/2008/10/evangelizar-servindo-comunidade.html
  54. 54.  Desejo de resolver tudo de uma vez (ou,abraçando o mundo) Talvez o correto teria sido aguardar os resultadosda primeira Célula, validar o modelo (através deindicadores) e só depois buscar ampliar a atuaçãoe focar em outras iniciativas Foco na progressão lenta, mas consistente
  55. 55.  Definir uma missão e uma marca Definir uma missão e uma marca – além de sabercomunicá-los – foi um diferencial para conseguirespaço nas escolas e manifestar o interesse dosvoluntários
  56. 56.  Construção de uma rede consistente O processo de seleção de voluntários garantiu quesomente aqueles realmente engajados naproposta do Células de Estudo participassem doempreendimento Comunicação constante (através de relatórios econversas informais) com os responsáveis peloEscola da Família e Diretores das escolasfortaleceram a relação
  57. 57.  Organização Mesmo na fase embrionária, o empreendimentofoi organizado com documentos, apresentações eplanilhas de controle (foco no necessário para agestão) Aplicação de conceitos do mundo corporativo Aprendizado compartilhado com outrosempreendimentos sociais
  58. 58.  Paixão e Atitude Principal lição! Provavelmente o empreendimento não surgiriasem a junção da PAIXÃO (acreditar na causa) coma ATITUDE (sair da zona de conforto)
  59. 59. 1. Assumir riscos racionalmente2. Identificar oportunidades sistematicamente3. Valorizar e buscar o conhecimento4. Habilidade com a organização5. Tomada de decisões como um processo
  60. 60. 6. Desenvolver a liderança7. Dinamismo, nunca acomodação8. Autonomia9. Otimismo10. “Tino” empresarial
  61. 61. alessandro.almeida@uol.com.brwww.alessandroalmeida.com/unifieo.htmwww.slideshare.net/alessandroalmeida

×