Esquema sobre arquivos e bibliotecas

227 visualizações

Publicada em

Apresentas os principais pontos observados no texto de MURGUIA, onde este faz uma breve e suscinta relação entre os arquivos, bibliotecas e ciência da informação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Esquema sobre arquivos e bibliotecas

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃOCENTRO DE CÊNCIAS SOCIAIS – CCSO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR ARIELLE PRISCILA SILVA SOARES NATACHA OLIVERA PINTO ESQUEMA São Luís 2012
  2. 2. ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR ARIELLE PRISCILA SILVA SOARES NATACHA OLIVERA PINTO ESQUEMA Atividade apresentada à disciplina Arquivística, do curso de Biblioteconomia, da Universidade Federal do Maranhão. São Luís 2012
  3. 3. MURGUIA, Eduardo Ismael. Discursividade da ciência da informação e suainstitucionalização na biblioteconomia e arquivologia: um estudo comparado. In: XIEncontro Nacional de pesquisa em Ciência da Informação, out. 2010, Rio deJaneiro. Anais... Rio de Janeiro: UNIRIO, 2010. Arquivos e Bibliotecas: surgimento condicionado ao aparecimento da escrita; as duas instituições exercem funções sociais, representando papéis com maior ou menor grau de prestígio de acordo com a região e a época. Profissional Bibliotecário e Profissional Arquivista: funções específicas que demandam formação própria pela educação formal. As profissões têm que achar argumentos na sua própria tradição e, ao mesmo tempo, nas tendências que o futuro próximo oferece. Antes do século XVIII a organização dos saberes cabia à Filosofia, e o controle dos saberes pertencia à ortodoxia eclesiástica a qual decidia que enunciados deveriam permanecer ou desaparecer. Método comparativo: importante forma de análise que permite descobrir regularidades, perceber deslocamentos e transformações, construir modelos e tipologias, identificando continuidades e descontinuidades, semelhanças e diferenças, e explicar as determinações mais gerais que regem os fenômenos sociais. No método comparativo, para o alcance de respostas com aparato temporal e/ou espacial, são utilizadas perguntas como: O que observar? Como observar? Como tratar os assuntos observados? A comparação como método visa identificar semelhanças e diferenças entre duas realidades: como uma influencia a outra e como as duas, a partir da relação recíproca, terminam por se transformar mutuamente. A Biblioteconomia possui uma reflexão teórica maior e mais elaborada sobre a ciência da informação. Historicamente, com a explosão da informação, se fez necessário pensar em novas formas de tratar a informação contida nos documentos, dentro de um modelo produtivo baseado na eficácia e eficiência para sua circulação e uso.
  4. 4. Na busca de novos métodos para o tratamento das informações, novas profissões foram criadas, como a dos Documentalistas, que tratavam da análise dos documentos. Biblioteconomia: atividade profissional que compreende o conjunto de operações técnicas e princípios que dão aos documentos gráficos o máximo de utilidades humanamente possíveis. Ciência da Informação: ramo da pesquisa que investiga as propriedades e o comportamento da informação, seus métodos, e suas técnicas para poder chegar à compreensão total do processamento da informação, para otimizar seu armazenamento, recuperação e disseminação. Biblioteconomia e Ciência da Informação: abordam os mesmos problemas e as abordagens são interdependentes. O Arquivo nasce como parte do estado, como um espaço e lugar onde eram preservadas as disposições que dele emanavam e os documentos que permitiam a administração de populações e territórios. A Arquivística:- Para o Conselho Internacional de Arquivos: é o estudo teórico e prático dosprincípios, procedimentos e problemas inerentes às funções dos arquivos.- Para o Congresso Internacional de Arquivos de Londres: “é uma ciência emformação.”- Para Schellenberg: é a ciência que trata dos arquivos, sua conservação,interpretação, etc.; das coleções de documentos que se conservam nos arquivoscomo fonte para seu conhecimento posterior e de serviço público. Objeto da Arquivologia: os fundos e os arquivos. Pontos em comum entre a Arquivologia e a Ciência da Informação: noção de informação, análise de sistemas, políticas de informação, administração e gestão, estudo de usuários, análise documentária, fontes de informação, conservação e técnicas de pesquisa.

×