- Nomes:  Michele Ritter Villa e Ingridy Dias
- Turma:  23MP
- Data:  70/06/2015

 
    

 

  
  

       

 

m»

  
 

...
- Nomes:  Michele Ritter Villa e Ingridy Dias
- Turma:  23MP
- Data:  70/06/2015

    

. m m ¡mnrtm m M. . u. .

. .a m: ...
I t'

PGII. STJ. I.TI-GT_TÍÇIIIC Ci. :acci. c<3:

- Nomes:  Michele Ritter Villa e Ingridy Dias
- Turma:  23MP
- Data:  10...
."Y t” v
l 'TTTL'T7_ÔH<'T

L. ; l. )  Ryu #um
Â

V; 

  Foram os primeiros filósofos do

  período socrático,  iam contra ...
Outros filósofos ainda acreditavam que os
sofistas criavam no meio filosófico o
relativismo e o subjetivismo.  Dentre os
s...
"O

 
    

Dualismo Platôníco

 
    
     
   
   
   
   
   
   
   
   
   

É uma consideração à respeito do mundo e...
,V1 , -  L"
 4 w N , n Mer' Nam/ r. , n
J _JIJ uu Zn¡ Éãu n;  »JJ

O epicurismo foi uma corrente matemática surgida durant...
.eric,  'r avi «WM 'i

. v- m:  l u;  :vivi/ ui i 67'. ;

Pirronismo também é conhecido como ceticismo pirrônico,  foi
fun...
/7 i' l' c' V7" r* i. ”-
i  9475?"?  j» Pâi/ TTVÍÉTÔT
*JU i ui txt/ lulu” i : Ji/ i r/ iJl. ) . Ji/ lui <J<'. /i/ ç,r“' i/...
i q#    'r

(Jrtó/ i* : :Jill/ iu  »v1.2

Diógenes de Sinope,  também conhecido como Diógenes,  o Cínico, 
foi exilado de ...
O cinismo foi uma corrente filosófica fundada por [ó . . 7
Antístenes,  discípulo de Sócrates e como tal praticada
pelos c...
CCFÍCTlÂÇ

~ Protágoras de Abdera

_rn t¡
. x

 : w914i
É -. 
n Í ç
"i
w ' V¡
'x
'x n' ' 5  '
x.  .â u , 
cy W l
 g . . ' -gf
. y . ..X t ' 's' . .í
' . N " _ á l
o '_ - 1'; 
Kg'...
- Isócrates

Somente en¡ duas ocasiões tens de
falar:  quando souberes exatamente 0
que Vais dizer e quando não puderes
ev...
“W › v "rw - â rw i ~i
lJlJlélaljcl. /l; i,i PlakiTidl W413i; 

Heráclito

. Í ' r 'Ó'
4» ,  5,) Í, - i . 
f (iv) l.  s i'...
« Parmênides de Eléia

i - l z' ' ~ ' v -
/ t - * ,  -
r V- =  5*' i Í
s» , 
Ííifw 
W ç rar¡ l 
.  . . hvpfz  L')/ ÂW gb
A...
- Epicuro

"Nada é
suficiente para
quem o
suficiente é
pouco. "
ÊÍlÊlÊÍQl iÍCl/ JÍÊ

~ Pirro de Élis
:w914i

«e Aristóteles

_br/ wi Trfruri
; Ju . 

iÃiLLJ

iMEl TTCI

CiÍEl TTÍFIÉÊ
CU iÍClfiÊ

~ Diógenes de Sinope

 : w914i
~ Antístenes

r
- Nomes:  Michele Ritter Villa e Ingridy Dias
- Turma:  23MP
- Data:  70/06/2015

    

lrnlum| I1lII'1(IiIllvtn1lu

. .a ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pensamentos clássicos 23mp

338 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
338
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
154
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pensamentos clássicos 23mp

  1. 1. - Nomes: Michele Ritter Villa e Ingridy Dias - Turma: 23MP - Data: 70/06/2015 m» navnwíl! x1nluz-«VILhVMlUnuh-u u_ n mui» u. uün» numn Íílúswlus ainda nrn-nlilnmm qm» os' wlislds uíznzlll¡ m» Iuciu lilusulicuo usmuJu-nuurus »nlixlnxnuxlx- svulx-x u- Pmlúutul' x hmm-us. Him». Isutralrx Prúnliun. m' . h. . xnurunu- c Tmxímuto. wndu um' destes. Pmlrikxwnux. l mins u Isúrmu-s [nrzun m n ix num¡ um. qm' mim rnluunumlnvxuucriilnl¡1I¡| '.I| IIII¡'II|1|¡' tnmhotnlínncuul . itlmlc ¡|1- n. 1 ma xolhvqllñln' ' Ipnnaulu quc . c lu ¡mlm . anna. [ui . Aulycrlurutm Iilurwlizq 1mm [mim . lx ¡u-wmx »Im [Iulís (xixlzldvx) um' : Inlvx c . u wnwnlr uma w inn-h lual Irrluul: : Ínrnmdn : ulvnnx por nnlnrx. ¡nñvllnuuul-m m. .wur_v. ›., .m. [o1[l]_[] [IJHJIIJIÚ []['] . w m. ¡mum . h y. ›.. ... «.. a. «um rnx uhvImnA-¡hvvnvthn x. _›_. .rm_n. .¡, Yrhnnnwwxhnnvwnruuwm n-mnmuum¡ . . ¡nv! Iuynhw . _.. ... . w u , . . m_ 1.. .. HMJAA . .
  2. 2. - Nomes: Michele Ritter Villa e Ingridy Dias - Turma: 23MP - Data: 70/06/2015 . m m ¡mnrtm m M. . u. . . .a m: .m (mlms ÍÍÍÓSHÍIIS : :uma zmrdilzluun um' m vnlixkh rrknnii¡ u» nn m lilusúlirw o u u¡ snmcosuliji: ixnnxíirlilrtus wlixlzis. ¡Imlcrsrilcs . - Pmizbzurux. Muy' ~_ HíniaLs, lsm' u-s. Imidiuv. ( nuns. nuiuillt- Tnhiilutu. wmlulluu destas. mnuign x. Humax u Isúumcs hmm n» maix 'nnpm mm. qm' sim unnmm nulrm l| l|(*|1L| ll| qlll' : nnIn-uluxxr u sum¡ u'I| ícI› r . n uuwcicliicln : lr | 'I| I'P›Í| .I'ma unnwql nniainuuutullu qm* w i'm ¡wlns m! Im. in¡ . ullwrlnra da lilmuliu 1mm ludus . n ¡mmms dus ¡mlix 11i¡| :IúL^)ulIL-: I|Ilr~ cr: : wlucnli- uma wii: : ínlrlrrluznl Írrh. 11:1 fvmlm . .Ipruas pur uniu-cx. u. . ¡uamlmui WiIiÍYu. '1NNÚI¡1 = .-. .miami m. »ivlm 53h. ., : nD›zi| iLi4¡¡)i1»dI›Ilr . m. mu. ..” rir mmnu ›. ... .¡m. ._. -.. .i. .¡_, ? sua [WWw405 nrpwuwwwg . .. vmmluivvavihn um”. .u. 1¡ ÍllniihiuxHlAin . m. m. .. : uma . upumb mw! .. krwi muhkuuir-u . a. run . .p . .m ihHoÇMiÊLl ivuhkunvl- w »www . ..u. .i_. .._. uwmv . Aiiihiwímliiii M. ; . .., .. a_ . . wi. .. . um.
  3. 3. I t' PGII. STJ. I.TI-GT_TÍÇIIIC Ci. :acci. c<3: - Nomes: Michele Ritter Villa e Ingridy Dias - Turma: 23MP - Data: 10/06/2015 Outros filósofos ainda z
  4. 4. ."Y t” v l 'TTTL'T7_ÔH<'T L. ; l. ) Ryu #um  V; Foram os primeiros filósofos do período socrático, iam contra a filosofia i pré-socrátiea dizendo que estes ensinavam coisas contraditórias e repletas de erros. Dessa forma, substituíram a natureza que antes era o principal objeto de reflexão pela arte de convencimento (persuasão). Eles ajudavam a população a expressar sua opinião, e a acreditarem em si mesmos, por muitas vezes desprezarem asi discussões feitas por filósofos, foram chamados de céticos. que os r f
  5. 5. Outros filósofos ainda acreditavam que os sofistas criavam no meio filosófico o relativismo e o subjetivismo. Dentre os sofistas, pode-se destacar: Protágoras, Górgias, Hípias, Isócrates, Pródico, Crítias, Antifonte e Trasímaco, sendo que destes, Protágoras, Górgias e Isócrates foram os mais importantes, que assim como os outros queriam que aumentasse o senso crítico e a capacidade de expressão. Uma consequência importante que se fez pelos sofistas foi a abertura da filosofia para todas as pessoas das polis (cidades) que antes era somente uma seita intelectual fechada formada apenas por nobres.
  6. 6. "O Dualismo Platôníco É uma consideração à respeito do mundo em que vivemos. . São duas realidades, são dois n/ 'veis de se enxergar o mundo, a vida, os pensamentos. O primeiro é, o sens/ 'vel, aquele que percebemos através dos sentidos, tato, visão, audição e etc. já o segundo, está no plano do inteligevel, da racionalidade, no plano da idéia. Este segundo é mais importante, porém não é possivel descartar o primeiro, pois é através dele que damos os primeiros passos rumo a idéia de bem que e' o nível mais alto do plano inteligivel. Esse dualismo e' resultado de duas proposições filosóficas. Uma de Heráclito, que dizia que tudo flui, tudo está em constante movimento, a outra de Parmênides que dizia que o ser é imóvel, os movimentos são apenas ilusões. Platão sintetiza m (_L_¡-“. ¡s¡¡¡. . luimnnro. i0| mu¡ “m, pmsnns kllll' irao )L*llk'lllíih na1'5~"1l¡“° i'l'lli(*llll t' illiwwlll” “mm alto dos mem seIifIÚUN 0 v nlvin munidos nan mc ó . wa _'15 l ¡'_' i n 111m1¡ ' w . . - _. . maio¡ ¡L. ¡.i_¡1.. lllll1l. L . , . ... ... |hn'i' : l , ui-m (lo mais. essas proposições de perspectivas diferentes.
  7. 7. ,V1 , - L" 4 w N , n Mer' Nam/ r. , n J _JIJ uu Zn¡ Éãu n; »JJ O epicurismo foi uma corrente matemática surgida durante o período da Antiguidade conhecido como Helenismo que se inicia no final do século IV a. C, que se caracteriza pela busca dos prazeres, sem medo, e sem nenhum sofrimento corporal. Para Epicuro, para ser feliz era necessário controlar os nossos medos e desejos de maneira que o estado de prazer seja estável e equilibrado consequentemente a um estado de tranquilidade e de ausência de pertubação.
  8. 8. .eric, 'r avi «WM 'i . v- m: l u; :vivi/ ui i 67'. ; Pirronismo também é conhecido como ceticismo pirrônico, foi fundado por Pirro de Élis, se caracterizava por pessoas que não acreditavam em nadaComo exemplo pensemos na seguinte situação: se eu digo que uma maçã é vermelha e apresento como razão para essa declaração o testemunho dos meus sentidos, o pirrônico perguntaria como eu sei que meus sentidos não me enganaram todas as vezes em que olhei uma maçã. Além do mais, o que é uma maçã? Uma fruta. O que é uma fruta? Um tipo de alimento. O que é um alimento? O que é o vermelho? Uma cor existe ou não? Se não existe, como algo pode ser vermelho? Se existe, como pode uma maçã ser vermelha, se ela é maçã? E assim por diante. Para eles nós não sabemos que a maçã é vermelha e sim acreditamos que ela é.
  9. 9. /7 i' l' c' V7" r* i. ”- i 9475?"? j» Pâi/ TTVÍÉTÔT *JU i ui txt/ lulu” i : Ji/ i r/ iJl. ) . Ji/ lui <J<'. /i/ ç,r“' i/ l/l. ; O estudo das categorias propostas por Aristóteles possui fundamental influência na elaboração doeonhecimento científico. As categorias são gêneros supremos que classificam todas as coisas e asdiferenciam umas das outras, com base no estudo das definições de gênero, espécie, diferença, próprioe acidente. A aplicação destes conceitos é a base do estudo da lógica aristotélica e fundamento para elaboração de definições, empreendimento tão essencial ao conhecimento ~ científico.
  10. 10. i q# 'r (Jrtó/ i* : :Jill/ iu »v1.2 Diógenes de Sinope, também conhecido como Diógenes, o Cínico, foi exilado de sua cidade natal e se mudou para Atenas, onde teria se tornado um discípulo de Antístenes, antigo pupilo de Sócrates. Tornou-se um mendigo que habitava as ruas de Atenas, fazendo da pobreza extrema uma virtude; diz-se que teria vivido num grande barril, no lugar de uma casa, e perambulava pelas ruas carregando uma lamparina, durante o dia, alegando estar procurando por um homem honesto. Eventualmente se estabeleceu em Corinto, onde continuou a buscar o ideal cínico da autossuficiência: uma vida que fosse natural e não dependesse das luxúrias da civilização. Por acreditar que a virtude era melhor revelada na ação e não na teoria, sua vida consistiu duma campanha incansável para desbancar as instituições e valores sociais do que ele via como uma sociedade corrupta.
  11. 11. O cinismo foi uma corrente filosófica fundada por [ó . . 7 Antístenes, discípulo de Sócrates e como tal praticada pelos cínicos. Para os cínicos, o propósito da vida era viver na virtude, de acordo com a natureza. O cinismo se espalhou durante a ascensão do Império Romano no século I quase se tornando um movimento de massa, e assim, os cínicos eram encontrados pedindo e pregando ao longo das cidades do império. A doutrina finalmente desapareceu no final do século V, embora alguns afirmam que o cristianismo primitivo adotou muitas de e! suas ideias ascetieas e retóricas. [à A
  12. 12. CCFÍCTlÂÇ ~ Protágoras de Abdera _rn t¡ . x : w914i
  13. 13. É -. n Í ç "i w ' V¡ 'x 'x n' ' 5 ' x. .â u , cy W l g . . ' -gf . y . ..X t ' 's' . .í ' . N " _ á l o '_ - 1'; Kg'. /r V. " u¡ ~ p : rir-Lei
  14. 14. - Isócrates Somente en¡ duas ocasiões tens de falar: quando souberes exatamente 0 que Vais dizer e quando não puderes evitar. Fora estes dois casos, é melhor 0 silêncio do que a prática. Isócrates
  15. 15. “W › v "rw - â rw i ~i lJlJlélaljcl. /l; i,i PlakiTidl W413i; Heráclito . Í ' r 'Ó' 4» , 5,) Í, - i . f (iv) l. s i' i Â. ) *At l a ~ , . i ! v: '_ . 1.' 5 v: iñj/ Éçraí-Ããí/ jli' (i Pia-Ju_ à”, '~-. -çy ye . KEÊQNCSL : w914i
  16. 16. « Parmênides de Eléia i - l z' ' ~ ' v - / t - * , - r V- = 5*' i Í s» , Ííifw W ç rar¡ l . . . hvpfz L')/ ÂW gb Ai . I ç : ~. ' -xr _¡, _ç . , x * o UK . a-rxx; / - à c _ V; A; “'“-¡ Q', . .1 , /ir/ 'ir p J - _rj/ «Ír , I , A. 111 i _ _ x x-dw ~ J f. V' *x : w914i
  17. 17. - Epicuro "Nada é suficiente para quem o suficiente é pouco. "
  18. 18. ÊÍlÊlÊÍQl iÍCl/ JÍÊ ~ Pirro de Élis
  19. 19. :w914i «e Aristóteles _br/ wi Trfruri ; Ju . iÃiLLJ iMEl TTCI CiÍEl TTÍFIÉÊ
  20. 20. CU iÍClfiÊ ~ Diógenes de Sinope : w914i
  21. 21. ~ Antístenes r
  22. 22. - Nomes: Michele Ritter Villa e Ingridy Dias - Turma: 23MP - Data: 70/06/2015 lrnlum| I1lII'1(IiIllvtn1lu . .a m: .m (iulms miiwnis : miau l| t'| '| |Íl. 'Itl| n um' o. W)ÍÍ|2| i-i-¡usmu u» im m ÍÍMNHÍUV o u u¡ »mncosiilijc xluuo. llrlllrt1h MIIÍHIM. ¡imlwxciliss . - Vlhlibllllth. mira' s_ Hlniib, Isor ii-s. Imidiuv. ( nuns. l| llfulllt' Tnhiiluto. wmlulluu destas. miami» s. Minhas u Isúnnlles nimm n» mais 'mpm mm. qur sim como os nulrln qutnun¡ qm' : nnnrliluxxr u sum¡ u-ním L . l llíukivitllllit : lr n-plvmã . lina conwql nniainuuutullu que w i'm ¡wlns m¡ um ln¡ . i abertura da lilmuliu 1mm [mins . l ¡iumms dus ¡mlix 11i¡| :IúL^)ulIe: nIli^~ em olllcnli- uma wii: : Ílllrlrfllllll lrrli. 11:1 fonlm . .I])l'| |.1s]›(l| ' nobres. i. .. ¡hamlmui Wlli(Yu. WNiHÚli = .-. rrrmlirvui m. »mm 53h. ., znmxinuthjiixdlnlr . m. um. .., rir mmnu ›. ... .im. ._. -.. .i. .¡_, ? nas [WWw405 nepwuwwwg . .. vmrnlznlrwinlnx mim¡ . u. 1¡ ÍWINHMHKHIAN: .m. m. .. mui_ . ... ... »i» mw! .. krwi muhkitkiir-u . a. run . .p . .m llv-«uiÊil iughkunuf- vu »amam Aliiivwiiullwllduhkn . ,amami -i. ..¡ ! um a_ . . wi. .. . um.

×