 Aurélio Agostinho, mais
conhecido como Santo
Agostinho.
 Nasceu em 13 de
novembro de 1345.
 Filho de mãe cristã e pai
...
 No começo não era muito
ligado a bíblia,mas ao
completar 20 anos, acabou
tendo seu primeiro filho,
Adeodato.
 Após o na...
 Crer para compreender,
compreender para crer.
 Para ele, a fé é precedida
por um trabalho da razão.
 Os atos de fé, em...
 Teoria do conhecimento
 A transcendência soberana
da alma sobre o corpo.
 Recoloca a percepção
sensível como fonte de
...
 Doutrina da iluminação
divina
 Dissocia-se do pensamento
platônico, ao afirmar que os
caracteres sensitivos da
alma não...
 A trindade
 Rompe o até então
estereotipo de inercia e vazio
estrutural que era concebido
à santíssima trindade,
caract...
 O bem e o mal
 O Bem é positivo, e o
mal não é nada mais
do que um desvio
ocasionado pelo mau
uso da liberdade.
 A rel...
 O homem e a essência
do pecado
 Classifica o ser humano
como individuo infeliz e
miserável condenado a
morte por suas
t...
 A criação
 Concebe a proposição
teórica de que o mundo
e todos os seres foram
criados de uma só vez,
na forma de sement...
 Importância nos dias atuais
 A Felicidade na
contemporaneidade caminha
na diversidade de meios na
busca e posse de bens...
Milena,ana,priscila e felipe     santo agostinho 23m
Milena,ana,priscila e felipe     santo agostinho 23m
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Milena,ana,priscila e felipe santo agostinho 23m

505 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Milena,ana,priscila e felipe santo agostinho 23m

  1. 1.  Aurélio Agostinho, mais conhecido como Santo Agostinho.  Nasceu em 13 de novembro de 1345.  Filho de mãe cristã e pai pagão  Morreu em 23 de agosto em 1430, na “cidade dos homens” para se tornar então a “cidade de Deus”.
  2. 2.  No começo não era muito ligado a bíblia,mas ao completar 20 anos, acabou tendo seu primeiro filho, Adeodato.  Após o nascimento do seu filho desapega-se do mundo e torna sua vida totalmente voltada para a vida espiritual.  Entretanto foi convocado pela igreja Hipona para se tornar um bispo
  3. 3.  Crer para compreender, compreender para crer.  Para ele, a fé é precedida por um trabalho da razão.  Os atos de fé, embora não comprováveis cientificamente, é notável o proveito de se crer neles, tarefa designada a razão.  Conseguiu unir a verdade comprovada e a crença abstrata. Ou seja, mediou a interação entre cristianismo e o paganismo.
  4. 4.  Teoria do conhecimento  A transcendência soberana da alma sobre o corpo.  Recoloca a percepção sensível como fonte de verdade.  Para ele a sensação nunca é enganosa. O erro consiste em pauta-la como expressionismo da veracidade exterior do individuo.
  5. 5.  Doutrina da iluminação divina  Dissocia-se do pensamento platônico, ao afirmar que os caracteres sensitivos da alma não são resquícios de uma outra vida, mas sim fruto da iluminação divina.  A retórica agostiniana estabelece que todo o conhecimento verídico perpassa essa irradiação divina. O homem então pode contemplar os arquétipos duradouros da realidade: as ideias.
  6. 6.  A trindade  Rompe o até então estereotipo de inercia e vazio estrutural que era concebido à santíssima trindade, caracterizando-a como repleta de vivacidade, atividade e plenitude consubstancial.  O pai representa a essência divina;  O filho é a verbalização da verdade inerente a essa essência;  O espírito Santo é o amor criador de todos os seres vivos.  A singularidade Divina
  7. 7.  O bem e o mal  O Bem é positivo, e o mal não é nada mais do que um desvio ocasionado pelo mau uso da liberdade.  A religiosidade é a única forma de beatitude, pois consiste em isolar-se da materialidade em prol de um espiritualismo.
  8. 8.  O homem e a essência do pecado  Classifica o ser humano como individuo infeliz e miserável condenado a morte por suas transgressões.  O pecado para Agostinho é o propulsor das iniquidades da alma, pois a leva para um estado de sensibilidade ignóbil.  A decadência do ser humano e de sua total responsabilidade , por fazer de mau uso de sua capacidade de arbitrariedade.
  9. 9.  A criação  Concebe a proposição teórica de que o mundo e todos os seres foram criados de uma só vez, na forma de sementes que foram continuamente evoluindo.  O pecado aprisiona a alma a matéria, a moralidade religiosa é a chave para a sua libertação.
  10. 10.  Importância nos dias atuais  A Felicidade na contemporaneidade caminha na diversidade de meios na busca e posse de bens temporais e passageiros, caracterizando o Homem pelo consumismo, materialismo, imediatismo, hedonismo, etc.  Santo Agostinho em seu conceito se contrapõe às compreensões atuais: Felicidade é a busca e posse de um Bem eterno como Plenitude espiritual, ou seja, posse da Sabedoria, Verdade, Deus.

×