“Somos infelizes por aquilo que nos falta, mas não felizes pelas coisas 
que possuímos; dormir não representa felicidade, ...
DEFINIÇÃO 
 A Idade Moderna é um período específico da História do 
Ocidente. Destaca-se das demais por ter sido um perío...
TRANSFORMAÇÕES NA SOCIEDADE 
GERAM UMA NOVA MENTALIDADE DO 
HOMEM 
- Quebra da Igreja, que possibilita ao homem desenvolve...
POLÍTICA NA IDADE MODERNA 
Em termos políticos, devemos ressaltar 
que Absolutismo era forma de governo estabelecida, 
se...
RENASCIMENTO 
Inspirou-se no humanismo, que foi um movimento 
feito por homens inteligentes que defendiam o estudo da 
cul...
RACIONALISMO 
Mais do que mais uma doutrina gnosiológica ou teoria do 
conhecimento, o Racionalismo foi uma perspectiva cu...
CIÊNCIA (MÉTODO CIENTIFICO) 
PRINCIPAIS AVANÇOS DA 
CIÊNCIA MODERNA 
 Os homens do século XVII aplicaram o Método 
Experi...
ÉTICA 
Denomina-se de Ética Moderna as diversas tendências que 
surgiram nesse campo a partir do século XVI até o inicio d...
Juntamente com o capitalismo, se estabeleceu 
uma nova classe social, a burguesia, que lutou para se 
impor política e eco...
PRINCIPAIS FILÓSOFOS 
Hobbes, Thomas (1588-1679) 
Descartes, René (1596-1650) 
Pascal, Blaise (1623-1662) 
Spinoza, Baruch...
Montesquieu (1689-1755) 
Voltaire (1694-1778) 
Reid, Thomas (1710-1796) 
Hume, David (1711-1776) 
Rousseau, Jean-Jacques (...
Idade moderna 4 25
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Idade moderna 4 25

948 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
948
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
226
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Idade moderna 4 25

  1. 1. “Somos infelizes por aquilo que nos falta, mas não felizes pelas coisas que possuímos; dormir não representa felicidade, mas não dormir é insuportável.” -Voltaire.
  2. 2. DEFINIÇÃO  A Idade Moderna é um período específico da História do Ocidente. Destaca-se das demais por ter sido um período de transição por excelência. Tradicionalmente aceita-se o início estabelecido pelos historiadores franceses, 1453 quando ocorreu a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos, e o término com a Revolução Francesa, em 1789. Entretanto, apesar de a queda de Constantinopla ser o evento mais aceito, não é o único.  A época moderna pode ser considerada, exatamente, como uma época de "revolução social" cuja base consiste na "substituição do modo de produção feudal pelo modo de produção capitalista".
  3. 3. TRANSFORMAÇÕES NA SOCIEDADE GERAM UMA NOVA MENTALIDADE DO HOMEM - Quebra da Igreja, que possibilita ao homem desenvolver um pensamento racionalista -Passagem do feudalismo pro capitalismo - Formação dos Estados Nacionais - Movimento da Reforma - Desenvolvimento da ciência natural (novos métodos de investigação científica) - Invenção da imprensa(possibilitou a impressão de textos clássicos gregos e romanos, que ficaram acessíveis para uma maior parte da população, gerando liberdade de expressão e consciência própria. As pessoas escolhiam no que acreditar. E também ajudou para a formação do humanismo)
  4. 4. POLÍTICA NA IDADE MODERNA Em termos políticos, devemos ressaltar que Absolutismo era forma de governo estabelecida, segundo a qual as palavras do Rei valiam enquanto lei e sua vontade e desejo eram uma ordem. Sem espanto, essa forma de dominação era fundamentada pelas teorias de "predestinação divina", que apontavam o rei como eleito de Deus e textos laicos, como o de Nicolau Maquiavel, autor de “O Príncipe”, obra onde, grosso modo, demonstra formas de governo aos príncipes para que eles pudessem manterem-se soberanos no seu respectivos reinos. Por fim, vale lembrar que em aproximadamente quatro séculos, os monarcas europeus observaram seu poder ruir por meio de várias revoluções liberais, até que a Revolução Francesa inicia o processo que derrubará definitivamente o Antigo Regime.
  5. 5. RENASCIMENTO Inspirou-se no humanismo, que foi um movimento feito por homens inteligentes que defendiam o estudo da cultura dos gregos e dos romanos, e a volta aos princípios que eles acreditavam, como: a razão e a liberdade. O Renascimento trouxe uma mentalidade racionalista, ou seja, não acreditar apenas na fé (no que não se pode ver), mas também ver o mundo de um ponto científico. O pensador moderno não buscava somente conhecer a realidade, mas também controlar ela.
  6. 6. RACIONALISMO Mais do que mais uma doutrina gnosiológica ou teoria do conhecimento, o Racionalismo foi uma perspectiva cultural global. Foi uma das correntes filosófico-científicas do homem da Idade Moderna. Para o Racionalismo, o homem pode chegar pela razão, a verdades de valor absoluto. Seja a partir de fatos, os quais, ultrapassando a mera força dos sentidos, o homem pode, com a força da razão, abstrair e atingir condições transcendentais do mundo; seja a partir da pura intuição, que prescinde dos fatos. O que o Racionalismo buscava, na verdade, era conhecer a essência. Por isso, não se prendia aos fatos ou ao mundo sensível, mas afirmava que a razão humana poderia transcender e chegar ao conhecimento de realidades transcendentes.
  7. 7. CIÊNCIA (MÉTODO CIENTIFICO) PRINCIPAIS AVANÇOS DA CIÊNCIA MODERNA  Os homens do século XVII aplicaram o Método Experimental a todas as áreas de estudo, resultando no desenvolvimento de ciências como a Matemática, a Astronomia, a Física, a Química e a Medicina.
  8. 8. ÉTICA Denomina-se de Ética Moderna as diversas tendências que surgiram nesse campo a partir do século XVI até o inicio do século XIX. E, embora não seja fácil sistematizar todas as doutrinas éticas que se desenvolveram nesse período, podemos dizer que em oposição à ética teocêntrica religiosa, a ética moderna segue a tendência antropocêntrica. A alteração de ponto de vista dentro do campo ético aconteceu ao mesmo tempo em que as mudanças na economia, política e ciência se consolidavam. Tais transformações ocorreram conforme o sistema feudal foi sendo substituído pelo modelo capitalista de produção.
  9. 9. Juntamente com o capitalismo, se estabeleceu uma nova classe social, a burguesia, que lutou para se impor política e economicamente. Ao mesmo tempo, influenciado pela burguesia, surge o Estado Moderno, modelo estatal onde o poder é centralizado. A partir disso temos o rompimento entre razão e fé; ciência e religião; estado e igreja; o homem e deus.
  10. 10. PRINCIPAIS FILÓSOFOS Hobbes, Thomas (1588-1679) Descartes, René (1596-1650) Pascal, Blaise (1623-1662) Spinoza, Baruch de (1632-1677) Locke, John (1632-1704) Malebranche, Nicolas (1638-1715) Leibniz, Gottfried (1646-1716) Vico, Giambattista (1668-1744) Berkeley, George (1685-1753)
  11. 11. Montesquieu (1689-1755) Voltaire (1694-1778) Reid, Thomas (1710-1796) Hume, David (1711-1776) Rousseau, Jean-Jacques (1712-1778) Kant, Immanuel (1724-1804) Beccaria, Cesare (1738-1794) Stewart, Dugald (1753-1828) Schiller, Friedrich (1759-1805

×