Práticas com a Moodle:um estudo centrado no CCUM<br />18-05-2011<br />1<br />Joaquim Duarte<br />Escola Carlos Amarante<br...
O estudo que aqui se apresenta enquadra-se num  projecto que tem como objectivos:<br />Caracterizar o actual  "estado da a...
18-05-2011<br />Organização do estudo<br />ESTUDO A<br />Revisão da Literatura<br />Questionário <br />Caracterização das ...
Identificar as escolas/agrupamentos de escolas (inseridas no CCUM) que se afigurassem poder constituir uma unidade de estu...
Desenho do estudo: surveyde carácter exploratório e descritivo<br />Fonte de Informação: Administrador da Moodle em cada e...
Contactos com o CCUM de modo a identificar a disponibilidade para apoiarem a realização do estudo.<br />Elaboração da 1.ª ...
O universo de potenciais respondentes era constituído por 45 sujeitos (37 homens e 8 mulheres) sendo que apenas 19 respond...
Apresentação de dados - caracterização dos sujeitos<br />A maioria dos professores é do quadro de escola (cerca de 90%) co...
Trata-se de um conjunto de professores com aptência para o uso das tecnologias e também com alguma experiência associada à...
10<br />Caracterização da escola/agrupamento<br />As 19 respostas obtidas correspondem a 11 EB2,3 6 ES; 1 EB2,3/S e 1EBI.<...
Conhecimento das funcionalidades da plataforma<br />Os administradores declaram conhecer a generalidade das funcionalidade...
O processo de criação de disciplinas está essencialmente associada à solicitação por parte dos professores interessados.<b...
No que se refere à “área de projecto” do 8º ano, 82% das escolas (13 em 16) responderam terem disciplinas registadas na Mo...
A grande maioria dos utilizadores, quer registados, quer activos, são professores e alunos, sendo marginal o número de fun...
O tipo de actividades Moodle mais utilizadas são o “fórum”, os “trabalhos” e o “glossário”<br />O tipo de recursos mais di...
Na generalidade das escolas as iniciativas de dinamização do uso da plataforma Moodle centram-se na divulgação da platafor...
“No caso concreto do uso da Moodle, não ter referências de boas práticas é por vezes apontado como uma das suas fraquezas”...
Compararam-se as escolas/agrupamentos relativamente às dimensões:<br />Perfil do coordenador (incluindo o seu nível de con...
A escolha da escola que apresenta mais indícios de se constituir como uma unidade de estudo relevante destacou-se entre as...
Análise de documentação relevante<br />Entrevista ao administrador da Moodle<br />Entrevistas a professores<br />Questioná...
Citações<br />Silva, Manuel, Ana Rodrigues, Célia Tavares, Luciana Oliveira, Paula Peres, et al. (2008). B-Learning: Eleme...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Práticas com a Moodle: um estudo centrado no CCUM

718 visualizações

Publicada em

Neste trabalho procedemos à apresentação dos dados recolhidos e das conclusões decorrentes da sua análise e interpretação, referentes a um estudo de tipo survey relativo à utilização da Moodle num grupo de escolas/agrupamentos enquadrados no Centro de Competência da Universidade do Minho. O estudo focou-se na caracterização do perfil dos professores dinamizadores/administradores das plataformas Moodle das escolas e em diversos aspectos referentes aos seus utilizadores e à natureza da utilização que é feita da plataforma.
Essa discussão dos resultados fez-se em articulação e confrontação com outros estudos e dados decorrentes do processo de revisão de literatura.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
718
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Práticas com a Moodle: um estudo centrado no CCUM

  1. 1. Práticas com a Moodle:um estudo centrado no CCUM<br />18-05-2011<br />1<br />Joaquim Duarte<br />Escola Carlos Amarante<br />juaquinduar@gmail.com<br />Maria João Gomes<br />Universidade do Minho mjgomes@ie.uminho.pt<br />
  2. 2. O estudo que aqui se apresenta enquadra-se num projecto que tem como objectivos:<br />Caracterizar o actual  "estado da arte", referente à utilização da MOODLE no contexto das escolas do ensino básico e secundário, tendo como universo de referência as escolas apoiadas pelo CCUM<br />Identificar “boas práticas” de utilização da MOODLE nas escolas portuguesas dentro do universo de referência o CCUM.<br />18-05-2011<br />2<br />Enquadramento do estudo<br />
  3. 3. 18-05-2011<br />Organização do estudo<br />ESTUDO A<br />Revisão da Literatura<br />Questionário <br />Caracterização das Escolas/Agrupamentos no contexto do CCUM<br /><br />Boas<br />Práticas<br />ESTUDO B<br />Estudo de Caso<br />3<br />
  4. 4. Identificar as escolas/agrupamentos de escolas (inseridas no CCUM) que se afigurassem poder constituir uma unidade de estudo de caso de “boas práticas” na utilização da plataforma Moodle.<br />18-05-2011<br />4<br />Survey centrado na:<br />Caracterização dos professores-administradores da plataforma Moodle<br />Caracterização dos usos da plataforma Moodle nas escolas associadas ao CCUM<br />Objectivos do estudo<br />
  5. 5. Desenho do estudo: surveyde carácter exploratório e descritivo<br />Fonte de Informação: Administrador da Moodle em cada escola/agrupamento do CCUM<br />Público-alvo: 45 coordenadores de instâncias da plataforma Moodle<br />Técnica de Recolha de Dados: Inquérito por questionário.<br />Instrumento: questionário online<br />Período de recolha de dados: de Março a Maio de 2008<br />Número de respondentes: 19<br />18-05-2011<br />5<br />Desenho do estudo<br />
  6. 6. Contactos com o CCUM de modo a identificar a disponibilidade para apoiarem a realização do estudo.<br />Elaboração da 1.ª versão do questionário de recolha de dados para ser validada.<br />Validação do questionário.<br />Envio da versão final do questionário para teste antes da sua aplicação.<br />Estabelecimento de contacto com os administradores da Moodle ao nível das escolas e envio do questionário para recolha de dados.<br />18-05-2011<br />6<br />Fases de recolha de dados<br />
  7. 7. O universo de potenciais respondentes era constituído por 45 sujeitos (37 homens e 8 mulheres) sendo que apenas 19 responderam ao questionário.<br />Das 19 respostas recebidas, 3 são do género feminino (37,5%) e 16 do género masculino (42%)<br />18-05-2011<br />7<br />Apresentação de dados - caracterização dos sujeitos<br />Clara predominância da faixa etária dos 35 aos 46 o que aponta para professores já com alguma experiência de ensino.<br />
  8. 8. Apresentação de dados - caracterização dos sujeitos<br />A maioria dos professores é do quadro de escola (cerca de 90%) com uma média de 15 anos de serviço.<br />Encontramos professores de 10 grupos disciplinares diferentes, embora o grupo de Informática (grupo 550) seja aquele que se encontra claramente mais representado (7 professores).<br />Os dados sugerem estarmos perante um grupo de profissionais que investe na sua formação, como evidencia o facto de 42% dos respondentes (8 em 19) possuírem pós-graduações.<br />18-05-2011<br />8<br />
  9. 9. Trata-se de um conjunto de professores com aptência para o uso das tecnologias e também com alguma experiência associada à dinamização de actividades com as TIC nas escolas.<br />Os professores obtiveram formação na Moodle em acções de formação contínua e também através de auto-formação.<br />37% destes professores exercem outros cargos e funções ao nível da escola, para além da docência e da administração da Moodle.<br />18-05-2011<br />9<br />Apresentação de dados - caracterização dos sujeitos<br />
  10. 10. 10<br />Caracterização da escola/agrupamento<br />As 19 respostas obtidas correspondem a 11 EB2,3 6 ES; 1 EB2,3/S e 1EBI.<br />Representam um total de 115 escolas das quais 95% de ensino básico.<br />18-05-2011<br />
  11. 11. Conhecimento das funcionalidades da plataforma<br />Os administradores declaram conhecer a generalidade das funcionalidades de gestão da Moodle embora explorem 53% dessas funcionalidades.<br />As funcionalidades que os administradores mais utilizam são: gestão de utilizadores, gestão de disciplinas, configuração de disciplinas e configuração da página principal.<br />Ao nível da configuração das disciplinas, as funcionalidades mais disponibilizadas para os professores são: actividade recente, calendário, disciplina, mensagens, eventos e pessoas.<br />18-05-2011<br />11<br />
  12. 12. O processo de criação de disciplinas está essencialmente associada à solicitação por parte dos professores interessados.<br />Em 50% das respostas a esta questão, a criação de disciplinas faz-se por iniciativa do administrador da plataforma.<br />Dos espaços Moodle criados nem todos são efectivamente usados com regularidade.<br />Há escolas em que a Moodle parece ser bastante utilizada para criação de espaços de apoio a órgãos de natureza pedagógica.<br />Criação de Espaços Moodle<br />18-05-2011<br />12<br />
  13. 13. No que se refere à “área de projecto” do 8º ano, 82% das escolas (13 em 16) responderam terem disciplinas registadas na Moodle.<br />Para a disciplina de TIC 9º ano 88% das escolas (14 em 16) referem terem disciplinas registadas na Moodle.<br />Natureza dos Espaços Moodle<br />18-05-2011<br />13<br />
  14. 14. A grande maioria dos utilizadores, quer registados, quer activos, são professores e alunos, sendo marginal o número de funcionários e encarregados de educação que acedem à plataforma<br />67% de escolas têm uma percentagem de alunos inscritos inferior a 50% do total de alunos.<br />40% de escolas tem uma percentagem de professores inscritos inferior a 50%, sendo que este valor é muito variável entre as escolas/agrupamentos com valores entre 12,7% e 88,2% dos professores.<br />Utilizadores dos Espaços Moodle<br />18-05-2011<br />14<br />
  15. 15. O tipo de actividades Moodle mais utilizadas são o “fórum”, os “trabalhos” e o “glossário”<br />O tipo de recursos mais disponibilizados pelos professores são os “links” para sites exteriores à plataforma, “exercícios” e “apresentações” em PowerPoint.<br />Aparecem também referências à disponibilização de “fichas de trabalho”, “textos” para ler e “glossários”.<br />Em alguns casos a Moodle é utilizada no apoio a diversos projectos das escolas (Etwinning, Clubes, CEF, entre outros).<br />18-05-2011<br />15<br />Utilização dos Espaços Moodle<br />
  16. 16. Na generalidade das escolas as iniciativas de dinamização do uso da plataforma Moodle centram-se na divulgação da plataforma e na formação de professores.<br />Um número menor de respondentes faz também referência à divulgação da plataforma e formação para o seu uso direccionada para os alunos.<br />Dinamização do uso da Moodle nas escolas<br />18-05-2011<br />16<br />
  17. 17. “No caso concreto do uso da Moodle, não ter referências de boas práticas é por vezes apontado como uma das suas fraquezas” (Silva, Rodrigues et al. 2008, p. 69). <br />O próprio Ministério da Educação tem como um dos seus objectivos identificar e divulgar exemplos de boas práticas (ME 2007, p. 2) na procura e desenvolvimento de “estratégias pedagógicas diferenciadas” (DL240 2001p. 5771).<br />18-05-2011<br />17<br />Identificar “boas práticas”<br />
  18. 18. Compararam-se as escolas/agrupamentos relativamente às dimensões:<br />Perfil do coordenador (incluindo o seu nível de conhecimento da Moodle e o tipo de funcionalidades que disponibiliza aos professores)<br />Práticas com a Moodle (incluindo o tipo de disciplinas criadas, o número e tipo de utilizadores activos e o tipo e volume de actividades e conteúdos disponibilizados na plataforma)<br />Dinamização da Moodle (considerando o tipo de actividades organizadas).<br />18-05-2011<br />18<br />Critérios de selecção da “unidade de estudo”<br />
  19. 19. A escolha da escola que apresenta mais indícios de se constituir como uma unidade de estudo relevante destacou-se entre as outras porque:<br />o seu administrador conhece e disponibiliza a maior parte das funcionalidades e recursos de gestão pedagógica Moodle;<br />apresenta os maiores valores de registo e actividades na utilização dessas funcionalidades,<br />utiliza a plataforma no desenvolvimento de projectos, nomeadamente projectos internacionais (exemplo: projectos etwinning),<br />envolve, entre outros, utilizadores da área de projecto do 8.º ano e TIC 9.º ano;<br />faz uma boa dinamização da Moodle incluindo a realização de actividades de divulgação e formação.<br />18-05-2011<br />19<br />A unidade de estudo<br />
  20. 20. Análise de documentação relevante<br />Entrevista ao administrador da Moodle<br />Entrevistas a professores<br />Questionários a alunos<br />Análise de diferentes espaços da Moodle<br />18-05-2011<br />20<br />Os próximos passos… já em curso<br />
  21. 21. Citações<br />Silva, Manuel, Ana Rodrigues, Célia Tavares, Luciana Oliveira, Paula Peres, et al. (2008). B-Learning: Elemento Institucional e Operacional de Desenvolvimento Educativo de Uma Instituição de Ensino Superior. Caldas Moodle '08 | Comunidades de Aprendizagem Moodle | II Encontro Nacional, Caldas da Rainha.<br />ME (2007b). Plano Tecnológico, Ministério da Educação.<br />DL240. (2001). "DR I Série - A de 30 de Agosto; ANEXO: Perfil geral de desempenho profissional do educador de infância e dos professores dos ensinos básico e secundário."<br />Obrigado pela atenção!<br />18-05-2011<br />21<br />

×