Manaus refrigerantes trabalho

1.823 visualizações

Publicada em

processo de fabricaçao refrigerante

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.823
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manaus refrigerantes trabalho

  1. 1. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO AMAZONAS TECNOLOGIA EM PROCESSOS QUÍMICOS GERÊNCIA DE ENSINO SUPERIOR PROCESSO FABRIL DA MANAUS REFRIGERANTES Marcos Fernando Vieira de Aguiar Manaus/Am – 2007
  2. 2. 2CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO AMAZONAS TECNOLOGIA EM PROCESSOS QUÍMICOS GERÊNCIA DE ENSINO SUPERIOR PROCESSO FABRIL DA MANAUS REFRIGERANTES Trabalho apresentado como requisito da Disciplina Biotecnologia, a ser desenvolvido sob a orientação do Prof. Denny William de Oliveira Mesquita.
  3. 3. 3Manaus/Am – 2007
  4. 4. 4 SUMÁRIO1. INTRODUÇÃO ................................................................. 042. OBJETIVO ...................................................................... . 043. DESENVOLVIMENTO ........................................................ 05 3.1 Xarope ......................................................................... 05 3.2 Tratamento de Água........................................................ 06 3.3 Pasteurização ................................................................ 06 3.4 Embalagem .................................................................... 07 3.5 Enchimento ................................................................... 07 3.6 Controle de Qualidade ................................................... 084. CONCLUSÃO ................................................................... 085. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .................................... 09
  5. 5. 51. INTRODUÇÃO A Manaus Refrigerante é uma empresa do Grupo Simões, que tem aconcessão da marca Coca-Cola na região. A empresa também é fabricante doguaraná Tuchaua e água mineral Belágua. A primeira fábrica de refrigerantedo grupo foi inaugurada em 1970 no Pólo Industrial de Manaus, onde tambémpossui uma unidade de CO2. O Grupo Simões ainda está presente nosEstados do Pará e Rondônia. A planta industrial da Manaus Refrigerante no PIM é moderna e foiconstruída com a mais avançada tecnologia, visando atender a exigente ecrescente demanda do mercado, além de oferecer boas condições detrabalho aos seus colaboradores. No início de 2002 o grupo investiu R$ 4milhões em sua linha de latas. O sistema tem capacidade de envasar 37,8 millatas por hora ou 787,5 mil caixas com 24 latas por mês. A linha de latas foicomprada da empresa alemã KHS, considerada no mercado internacionalcomo uma das maiores e mais respeitadas do ramo de equipamentos paraindústrias de bebidas.2. OBJETIVOS Descrever de maneira genérica como funciona o processo de fabricaçãoda Linha Fabril da Manaus Refrigerantes.
  6. 6. 63. DESENVOLVIMENTO3.1 Xarope Uma das principais etapas na fabricação dos refrigerantes é a produçãodo xarope, pois trata-se de uma etapa que requer cuidados especiais devidoao fato de envolver diretamente a qualidade final do produto, masprincipalmente exige um alto grau de sigilo para que os concorrentes nãosaibam como é produzido determinado tipo de refrigerante e por conseguintenão tentar fazer imitações que possam vir a prejudicar ou denegrir a imagemda empresa, bem como causar prejuízos na parte financeira. Outros cuidadosimportantes são com processos de higienização do local, os quais sãonecessários controles rígidos das condições climáticas e bacteriológicas dolocal de manipulação deste tipo de produto intermediário, pois quaisquer tipode contaminação irá refletir no produto final, ou seja, deverá haver condiçõesque propicie um alto grau de higiene, procedendo-se em seguida a mistura detodos os ingredientes, dando origem a um xarope muito concentrado. Depois de controlado o xarope concentrado segue para as linhas deenchimento onde após diluição com água e adição de dióxido de carbono dáorigem ao produto acabado que passará para as enchedoras onde vai serengarrafado e capsulado, seguindo-se a rotulagem e embalamentosecundário.
  7. 7. 7 No caso do extrato de guaraná, ele é feito de sementes da planta, típica daAmazônia. Onde são torradas, moídas, analisadas e armazenadas, antes de seremconsideradas prontas para que seja dado início ao processo de extração. Extrato de Guaraná - O processo de extração tem início com a pesagemautomática das sementes já torradas e moídas. Em seguida são colocadas emtanques extratores junto com o líquido solvente extrator, e após um determinadotempo de contato é obtido o extrato inicial. Esse extrato passa, em seguida, por trêsetapas: decantação, filtração e concentração a vácuo. Depois, é analisado pelolaboratório físico-químico, para que se verifique se está dentro das especificaçõespré-determinadas. Somente após esse processo o extrato é finalmente armazenadoem tanques e está pronto para utilização.3.2 Tratamento da água A adequação da água para fabricação dos refrigerantes é fundamental, alémde ser uma preocupação constante da fábrica. A água é submetida a um tratamentoque lhe garante padrões internacionais de potabilidade e todas as característicasdesejadas: límpida, clara, inodora, livre de microorganismos, ideal para utilização nafabricação de refrigerante e para consumo humano.3.3 Pasteurização Os refrigerantes, alguns a base de guaraná outros a base de sucos artificiais,caramelo e outros ingredientes vegetais ou químicos, são submetidos a um processode pasteurização, o qual consiste na elevação da temperatura do produto acabadoseguido de um rápido resfriamento. Assim, antes ou após o enchimento, e com a
  8. 8. 8finalidade de evitar o desenvolvimento de microorganismos indesejáveis, o produto ésujeito a este tratamento térmico para a destruição dos microorganismoseventualmente presentes, com isso é possível fazer um armazenamento com tempoprolongado do produto sem comprometer a saúde do consumidor.3.4 Embalagens As linhas de produção variam conforme o tipo de vasilhame utilizado. Assim,no caso das garrafas retornáveis, ao receber os vasilhames, a fábrica faz umacuidadosa inspeção para que sejam retirados aqueles que estejam fora dasespecificações de uso, ou seja, garrafas trincadas, bicadas, lascadas, lixadas,quebradas, sujas ou com material de difícil remoção, como tintas ou cimento.Somente após essa seleção as garrafas são colocadas na esteira de entrada para aslavadoras, onde passam por um tanque de pré-rinser com água. Elas são tambémimersas em tanques com soda cáustica quente para retirada de impurezas eesterilização. Em seguida, passam pelo enxágüe final em um tanque com esguichosde água limpa. Uma nova inspeção e seleção é feita quando as garrafas saem dalavadora em direção à enchedora, mas no caso das embalagens descartáveis, nãohá necessidade das lavadoras.3.5 Enchimento A etapa final da elaboração do refrigerante consiste no envio do xaropecomposto, por tubulações de aço inox, até a linha de engarrafamento, onde émisturado com água tratada declorada e adicionado o gás carbônico em proporçõesadequadas a cada produto. Esse processo é feito por meio de equipamentos
  9. 9. 9especiais, garantindo uma mistura ideal de gás carbônico, xarope e água. Depois deconcluído, o refrigerante é enviado para a enchedora, onde as garrafas entramvazias e são enchidas automaticamente pela abertura de válvulas especiais queliberam o líquido. Após o enchimento, a garrafa é imediatamente arrolhada ecodificada com data de validade, hora e linha de envasamento (datador). Nessaetapa, são inspecionados a lacração e o nível de enchimento das garrafas. Seguem,então, por esteiras rolantes até serem encaixotadas, acondicionadas em pallets ecolocadas nos caminhões dos distribuidores.3.6 Controlo de Qualidade É feito o acompanhamento desde a recepção de matérias primas e materiaisde embalagem até ao embalamento final e expedição, onde está sujeito a umcontrole de qualidade muito exigente, que permite garantir produtos de qualidadeaos seus consumidores. No processo de enchimento, o laboratório coleta e analisa as provas paragarantir que o refrigerante está de acordo com as especificações da companhia.Com isso, é possível manter um produto com qualidade e sabor agradável e emcondições de satisfazer às exigências do consumidor.
  10. 10. 104. CONCLUSÃO Este trabalho descreve um tipo de um produto de consumo em massa noBrasil, e especialmente na região amazônica, quando o assunto é guaraná, sendoque a exigência por um processo produtivo confiável e rápido só é possível com aefetivação de grandes investimentos em tecnologia, capacitação de mão-de-obra econtroles rígidos da produção. A produção de refrigerantes passa por muitas fases. O cuidado com aqualidade é essencial e, por isso, qualquer produto fora do especificado é jogadofora. Tudo começa já com a água e o gás carbônico que serão utilizados -ingredientes básicos. Eles passam por diversos tratamentos para garantir suaspurezas. Com o mesmo objetivo, toda a produção passa por diversas inspeções atéo momento dos refrigerantes saírem da fábrica para a distribuição.
  11. 11. 11 Em todo o processo produtivo é fundamental o acompanhamento em cadaetapa de fabricação, seja na preparação da água, seja na produção do xarope, sejanos processo de esterilização das embalagens, ou mesmo nas condições derecebimento e armazenagem das matérias primas, o controle do processo defabricação irá garantir um produto de qualidade e saudável ao consumo humano.4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAShttp://www.suframa.gov.br/publicacoes/site_pim/diversos.htmPesquisado em 15/10/07http://www.ambev.com.br/pro_62.htmPesquisado em 16/10/07http://www.setor1.com.br/bebidas/refrigerantes/pro_cesso.htmPesquisado em 20/10/07

×