Visita virtual museu das vocações e cultura do vale do jequitinhonha

1.885 visualizações

Publicada em

Museu das Vocações e Cultura do Vale do Jequitinhonha um presente de Frei Chico e Lira Marques

Publicada em: Diversão e humor, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Visita virtual museu das vocações e cultura do vale do jequitinhonha

  1. 1. SEJA BEM-VINDO AO NOSSO...<br />
  2. 2.
  3. 3. Um resgate do Grupo AGR – Araçuaí Geradora de Riqueza <br />Inaugurado por Frei Chico e Lira Marques<br />em 26/08/2010<br />
  4. 4. Nosso Museu fica na:<br />Rua Floriano Peixoto, 329 – Bairro Esplanada – CEP: 39.600-000<br />Araçuaí – Vale do Jequitinhonha – MG <br />
  5. 5. Museu das Vocações e Cultura <br />do Vale do Jequitinhonha<br />Esse museu foi iniciado por Frei Chico e Lira Marques a mais de 30 anos e depois de passar por vários locais foi encontrado em total abandono em um quarto de depósito do Centro Diocesano de Araçuaí.<br />Resgatado pelo Grupo AGR assume o propósito de levar as pessoas, em especial os jovens, a refletirem sobre suas vocações enquanto viajam pelo tempo de ontem e de hoje e reconhecem as riquezas de pessoas e papéis que fizeram e fazem a história e a cultura do Vale do Jequitinhonha.<br />Para descrever as riquezas dessas pessoas e desses papéis nos guiamos pelo conceito do Iceberg das Competências criado por Roberto Adami Tranjan no livro Rico de Verdade.<br />
  6. 6. Avance para o Zoom<br />
  7. 7. ICEBERG DAS COMPETÊNCIAS – A SUA RIQUEZA POTENCIAL<br />Você possui um conjunto de conhecimentos, habilidades e comportamentos que são visíveis e fáceis de identificar. Eles são frutos de seus estudos e experiências de vida. São refletidos através de suas ações e traduzem aquilo que VOCÊ SABE.<br />Conhecimentos, habilidades<br />e comportamentos<br />Ação<br />Com um mergulho, você encontra a resposta do porque de suas escolhas e as verdadeiras razões de suas ações. <br />As atitudes revelam as intenções que direcionam o uso dos seus conhecimentos e habilidades. <br />Essas intenções traduzem aquilo que VOCÊ PENSA E DESEJA.<br />Atitudes<br />Intenção<br />Mergulhando mais a fundo você encontrará a sua riqueza superior. <br />Trata-se da sua vocação, o conjunto de inteligências, talentos e dons que você recebeu de presente do Criador para escrever uma linda história nesse mundo. Somente quando você colocar a sua vocação a serviço da humanidade é que você encontrará a paz de espírito e o deleite da auto-realização. A sua vocação traduz aquilo que VOCÊ É.<br />Inteligências<br />Talentos<br />Dons<br />Vocação<br />Fonte: Conceito de Roberto Adami Tranjan, apresentado no livro Rico de Verdade<br />
  8. 8.
  9. 9. Vamos, entrem....<br />
  10. 10. Essa peça é “O Canoeiro”, última peça esculpida por Zefa uma das principais artesãs do Vale do Jequitinhonha. Escolhemos ela como peça símbolo do nosso museu. O canoeiro é aquele que está em voga, é o que conduz o barco se posicionando atrás de quem serve com seu navegar.<br />
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13.
  14. 14. Avance para o Zoom<br />
  15. 15.
  16. 16.
  17. 17.
  18. 18. Imagem em madeira de Santo Amaro ou, também chamado de São Mauro.<br />
  19. 19. Genuflexório e prensas de fabricar hóstias.<br />
  20. 20. Altar da primeira Igreja Matriz de Araçuaí que foi destruída na enchente de 1929<br />
  21. 21. Mitra de Dom José de As, segundo Bispo da Diocese de Araçuaí<br />
  22. 22.
  23. 23. Cristo Entalhado em tora de madeira<br />
  24. 24. Antigo sino e pia de água benta da Igreja Santa Tereza<br />Oratórios do acervo de Frei Chico e imagem em madeira muito antiga de Santa Luzia <br />
  25. 25. Canto dedicado as tecelãs, costureiras, bordadeiras<br />
  26. 26. Bilbos com mais de 100 anos<br />
  27. 27.
  28. 28. Luminárias de diferentes épocas<br />
  29. 29. Bateia para garimpar, ferramentas e produtos de carpinteiros e oleiros da região do Vale do Jequitinhonha.<br />
  30. 30.
  31. 31.
  32. 32.
  33. 33. Alforje, capa e chicote utilizado por Frei Chico na sua chegada ao Vale do Jequitinhonha em meados da década de 60.<br />
  34. 34. Um museu dentro do museu: Esse almanaque de 1950 reúne fotos, histórias e curiosidades sobre o Brasil dessa época que são capazes de prender sua atenção por horas.<br />Um dos primeiros, se não o primeiro, jornal impresso na região com placas de impressão esculpidas em madeira.<br />
  35. 35.
  36. 36.
  37. 37.
  38. 38.
  39. 39. Frei Chico conta: <br />“A Zefa me mostrou a peça perguntando o que eu via nela. Respondi: vejo um monte de gente comendo e um magrinho sofrendo. As coisas estão mal divididas.<br />Ela disse: Não! Nesta peça todos são pobres e iguais. Comem com as mãos, estão descalços. Mas é sempre assim: O pobre, quando ganha tudo de uma vez, passa mal !”<br />
  40. 40. Lampião<br />O Velho<br />
  41. 41. O Saci<br />
  42. 42. Profeta<br />Cristo Amarrado<br />Índio<br />São Francisco feito com pau de lenha<br />A Mão de Deus <br />Santo Antonio<br />Cristo Rei da Luz<br />Garimpeiro<br />
  43. 43.
  44. 44. “Aprendi a mexer no barro com minha mãe. Ela fazia os presépios para aquelas pessoas que encomendavam, mas ela não cobrava não. Ela gostava de dar o presépio para as pessoas. Era costume.”<br />É interessante observar a evolução dos trabalhos de Lira, <br />hoje é muito raro fazer figuras com expressões de sofrimento.<br />Presépio de barro feito por D. Odília, mãe de Maria Lira<br />
  45. 45.
  46. 46. Canto da anti-riqueza: Cartas de venda de escravos, dinheiros que não produziram o bem e viraram peças de museu.<br />
  47. 47.
  48. 48.
  49. 49.
  50. 50. Pá de mexer rapadura<br />Cilindro de Massa<br />
  51. 51. Canequeira do Acervo de Frei Chico: Trata-se de um instrumento de higiene que era utilizado para colher a água das talhas e colocar na caneca de quem iria beber. Isso evitava que as pessoas colocassem suas canecas diretamente em contato com água.<br />
  52. 52. Aquecedor de ferro a carvão<br />Ferros de engomar a carvão<br />
  53. 53. Obrigado por ter vindo!<br />Apreciamos muito<br /> a sua visita.<br />Agora, clique no link abaixo e envie um e-mail para<br />ivo.agr@gmail.com<br />com o título Livro de Visita. Informe seu nome, trabalho e data da visita e deixe sua mensagem para o nosso museu. Ela será registrada em nosso quadro de visitantes.<br />Volte sempre e traga os amigos!<br />
  54. 54. Realização: GRUPOARAÇUAÍ GERADORA DE RIQUEZA<br />

×