Universidade de Mogi das Cruzes (UMC)

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

1
Prof. Ms. Agnes Arruda

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

2


Do grego σημειωτικός (sēmeiōtikos) literalmente, “a ótica dos sinais”;



Ciência geral dos signos;



Estuda todos o...


Mais abrangente que a linguística, a
Semiótica tem por objeto qualquer sistema
sígnico



Artes visuais, Música, Fotog...


Surgiu, de forma independente e
simultaneamente, na Europa e nos Estados
Unidos.

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | ...
(1839-1914)

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

6


Cientista







Matemático
Físico
Astrônomo
Geólogo
Biólogo
Zoólogo...

 ... Linguista
 Filósofo
 Historiador...


Em14 de maio de 1867 publicou “Sobre uma
Nova Lista de Categorias”:
 Qualidade
 Relação
 Representação – Reação



...


O todo de uma consciência
 Impressão (sentimento) imediata, invisível, não

analisável, frágil
 Tudo que está imediat...


“Tome agora o que está em sua consciência em qualquer um dos
seus simples momentos. Há primeiro uma consciência geral d...
“Há um mundo real, reativo, um mundo sensual,
independente do pensamento e, no entanto,
pensável, que se caracteriza pela ...


Corresponde à camada de "inteligibilidade",
ou pensamento em signos, através da qual
representamos e interpretamos o mu...


A terceiridade vai além deste espectro de
estrutura verbal da oração.
 O indivíduo conecta à frase a sua experiência d...
Tríade Semiótica

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

14
21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

15
Uma coisa que representa outra coisa
Ícone, Índice, Símbolo

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica
...


É fisicamente parecido com aquilo que
representa

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

17


Indica algo. Dá indícios de outra coisa.

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

18


Relação arbitrária de substituição.

21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

19
21/02/2014

Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica

20
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

14-02-19_Semiótica-Pierciana

673 visualizações

Publicada em

Conceitos de Semiótica segundo Charles Sanders Pierce, apresentados por Lúcia Santaella.

Slides da disciplina Comunicação e Semiótica, ministrada pela prof. ms. Agnes Arruda as alunos de 1º período de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda de Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
673
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

14-02-19_Semiótica-Pierciana

  1. 1. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 1
  2. 2. Prof. Ms. Agnes Arruda 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 2
  3. 3.  Do grego σημειωτικός (sēmeiōtikos) literalmente, “a ótica dos sinais”;  Ciência geral dos signos;  Estuda todos os fenômenos como se fossem sistemas sígnicos, isto é, sistemas de significação. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 3
  4. 4.  Mais abrangente que a linguística, a Semiótica tem por objeto qualquer sistema sígnico  Artes visuais, Música, Fotografia, Cinema, Culinária, Vestuário, Gestos, Religião, Ciência etc. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 4
  5. 5.  Surgiu, de forma independente e simultaneamente, na Europa e nos Estados Unidos. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 5
  6. 6. (1839-1914) 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 6
  7. 7.  Cientista       Matemático Físico Astrônomo Geólogo Biólogo Zoólogo...  ... Linguista  Filósofo  Historiador 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 7
  8. 8.  Em14 de maio de 1867 publicou “Sobre uma Nova Lista de Categorias”:  Qualidade  Relação  Representação – Reação  Preferiu, no entanto, usar palavras novas, livres de falsas associações já existentes  Primeiridade  Secundidade  Terceiridade 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 8
  9. 9.  O todo de uma consciência  Impressão (sentimento) imediata, invisível, não analisável, frágil  Tudo que está imediatamente presente à consciência de alguém  Tudo aquilo que está na sua mente no instante presente.  Presente e imediato ▪ Inicialmente, original, espontâneo e livre ▪ Precede toda síntese e toda diferenciação 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 9
  10. 10.  “Tome agora o que está em sua consciência em qualquer um dos seus simples momentos. Há primeiro uma consciência geral da vida. Então, há a reunião de pequenas sensações epidérmicas de sua roupa. Há, então, o senso da qualidade geral do lugar em que você está. Há também a consciência de estar só, se estiver só. Então, há a luz, uma sensação muito vaga do cheiro e da temperatura do ambiente e do seu corpo, um certo gosto na boca... Então, as letras impressas neste livro as quais, em qualquer um dos instantes, serão a mera apreensão de um simples traço. Há, ainda, um conjunto de noções, o provável sentimento de estar compreendendo o que estou tentando lhe transmitir. Em adição, há centenas de coisas no fundo de sua consciência: lembranças vagas, desejos indiscerníveis, sentimentos muito gerais de estar mais ou menos bem ou de estar mais ou menos mal. Sua vida inteira está aí com você em cada lapso de instante em que você está existindo.”, (SANTAELLA, p. 44, 2007). 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 10
  11. 11. “Há um mundo real, reativo, um mundo sensual, independente do pensamento e, no entanto, pensável, que se caracteriza pela secundidade. Esta é a categoria que a aspereza e o revirar da vida tornam mais familiarmente proeminente. É a arena da existência cotidiana. Estamos continuamente esbarrando em fatos que nos são externos, tropeçando em obstáculos, coisas reais, factivas que não cedem ao mero sabor de nossas fantasias. Enfim: "a pedra no meio do caminho" de que nos fala Carlos Drummond de Andrade.” (SANTAELLA, p. 47, 2007). 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 11
  12. 12.  Corresponde à camada de "inteligibilidade", ou pensamento em signos, através da qual representamos e interpretamos o mundo.  Ex.: o azul, simples e positivo azul, é o primeiro. O céu, como lugar e tempo, aqui e agora, onde se encarna o azul é um segundo. A síntese intelectual, elaboração cognitiva – o azul no céu, ou o azul do céu -, é um terceiro. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 12
  13. 13.  A terceiridade vai além deste espectro de estrutura verbal da oração.  O indivíduo conecta à frase a sua experiência de vida, fornece à oração, um contexto pessoal.  Ex.: "o homem comeu a banana" pode ser ligado à imagem de um macaco no zoológico; à cantora Carmem Miranda; ao filme King Kong; enfim, a uma série de elementos extra-textuais. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 13
  14. 14. Tríade Semiótica 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 14
  15. 15. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 15
  16. 16. Uma coisa que representa outra coisa Ícone, Índice, Símbolo 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 16
  17. 17.  É fisicamente parecido com aquilo que representa 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 17
  18. 18.  Indica algo. Dá indícios de outra coisa. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 18
  19. 19.  Relação arbitrária de substituição. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 19
  20. 20. 21/02/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação e Semiótica 20

×