Apresentação 3T03

216 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 3T03

  1. 1. Conference Call Resultados do 3º tri 2003 19 de Novembro, 2003 1
  2. 2. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance Financeira e Operacional IV. Endividamento e Proposta de Readequação V. Conclusão 2
  3. 3. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance Financeira e Operacional IV. Endividamento e Proposta de Readequação V. Conclusão 3
  4. 4. Destaques do Trimestre Durante o trimestre de 2003, incertezas relevantes foram sanadas, permitindo vislumbrar um cenário de maior estabilidade para a Eletropaulo: Índice de Reposicionamento Tarifário Nova administração Assinatura do memorando de entendimento entre AES e BNDES Processo de readequação da dívida 4
  5. 5. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance financeira e operacional IV. Perfil da Dívida V. Conclusão 5
  6. 6. Mercado Faturado da Eletropaulo em GWh 3.400 3.200 3.000 2.800 2.600 2.400 2.200 2.000 to o o o o ro o l o o o ço ri nh lh br ai ir br ir br os Ab ub ar ne re M Ju m em em Ju Ag M ut ve Ja te ez ov O Fe Se D N 1999 2000 2001 2002 2003 6
  7. 7. Perfil do Mercado Consumidor - Eletropaulo Consumo 3o Tri 02 - GWh Consumo 3o Tri 03 - GWh 10,4% 10,8% 33,4% 34,1% Residencial 26,4% 27,0% Industrial Comercial Outros 29,9% 28,1% Receita 3o Tri 02 Receita 3o Tri 03 8,1% 8,2% 40,7% 41,0% Residencial 28,6% 29,1% Industrial Comercial Outros 22,7% 21,7% 7
  8. 8. Comparação do Consumo em GWh 2,27% 23.961 24.506 5,91% -6,92% 6,88% 7.579 8.027 7.598 7.072 6.378 6.817 7,70% 2.405 2.590 Residencial Industrial Comercial Outros* Total 9 meses 2002 9 meses 2003 8
  9. 9. Previsão de consumo para o último Trimestre de 2003 Pequeno crescimento vegetativo Classe residencial Manutenção da média de consumo Crescimento sazonal (Festas), elevação da Classe comercial temperatura com a estação do verão (ar- condicionado), automação do comércio Saída de Consumidores livres Classe industrial Estabilidade (+) pequeno crescimento devido a iluminação de Natal Classe outros (-) Redução no consumo da Sabesp devido ao Racionamento (pode ser revertido se houver grande quantidade de chuvas) 9
  10. 10. Consumidores Livres A Res. Aneel nº 549, de 21-Out-03, alterou os montantes de energia e demanda de potência dos Contratos Iniciais da Eletropaulo para 2003, em razão da opção dos consumidores livres por contratarem seu fornecimento com outro fornecedor. Energia - GWh 2.100 2.050 33 39 2.000 31 37 37 1.950 39 1.900 2.050 2.041 1.850 2.004 2.017 2.002 1.973 1.993 1.982 1.956 1.945 1.960 1.921 1.800 1.750 1.700 Jul-03 Ago-03 Set-03 Out-03 Nov-03 Dez-03 Original Res. 459 Devolução Economia Implícita R$ 15,2 milhões - Energia R$ 2,3 milhões - Demanda 10
  11. 11. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance financeira e operacional IV. Perfil da Dívida V. Conclusão 11
  12. 12. Impactos da Revisão Tarifária no resultado Em 4 de Julho de 2003, foi implementado o Índice de Reposicionamento Tarifário, impactando a Receita Operacional do Trimestre. Revisão % = Receita Requerida = R$ 6,735MM = 10,95% + 0,40%* = 11,35% Receita Verificada R$ 6,070MM Principais pendências na RT: Pendência Descrição Base de Remuneração Aneel considerou um percentual de 90% dos ativos fixos, ajustados pela inflação – sujeito à Audiência Pública ainda sem previsão de data. FCESP Os custos atuariais com a FCESP não estão sendo considerados pela Aneel. Ano teste Inconsistência nos períodos de tempo considerados no cálculo tarifário, leva à uma tarifa mais baixa. PDD Nível Aneel - 0,5% da Rec. Bruta excluindo ICMS. Muito abaixo do nível histórico da Eletropaulo de 1,87% da Rec. Bruta. Fator X Será aplicado a partir de Julho/2004. Originalmente deveria compartilhar ganhos de eficiência com os consumidores, porém seu conceito foi ampliado. Falta a definição da metodologia de cálculo de todos os componentes do índice. * bolha 12
  13. 13. Resultados – 3o tri 2003 (R$ MM) 2o tri 03 3o tri 03 Aumento devido ao Índice de Reposicionamento Tarifário de 11,35%, que começou a vigorar a RECEITA LÍQUIDA 1.495,2 1.682,2 12,5% partir de 4 de julho de 2003 Aumento em função de: Reajuste das tarifas de energia DESPESA OPERACIONAL (1.377,1) (1.521,7) 10,5% comprada e de transmissão Aumento de despesa de pessoal por conta da readequação da contabilização da CVM 371 EBITDA 184,1 227,2 23,4% Impacto Positivo: Aumento da receita operacional Líquida Redução das contas CCC e (142,5) Outras Despesas Operacionais RECEITA (DESPESA) 153,8 -192,6% FINANCEIRA* Impacto negativo: Variação Cambial e na conta Tradução das Demonst. RESULTADO ANTES Financeiras de Controladas, 272,2 14,3 -94,7% devido a depreciação da moeda DA TRIBUTAÇÃO local frente ao dólar – 2% no 3º tri, comparada a uma expressiva apreciação no 2 º tri, de 14,3% Aumento das Despesas LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO 110,1 6,9 -93,7% Operacionais Desvalorização do Real (*) Valores do Resultado Consolidado 13
  14. 14. Ajuste do EBITDA 9 meses acumulados 2002 9 meses acumulados 2003 EBITDA R$ 564,5 MM R$ 961,1 MM EBITDA (com efeito da CVM 371) Ajustes CONTÁBEIS devido a Homologação dos valores do racionamento pela Aneel: Provisionamento do Passivo Atuarial com a Fundação Cesp – - R$ 109,7 MM (+) R$ 127,8 MM na receita bruta (-) R$ 30,0 MM na desp de energia R$ 323,5 MM CVM 371 elétrica comprada Ajuste CONTÁBIL referente aos números prévios divulgados pelo MAE (+) R$ 11,9 MM EBITDA EBITDA (SEM EFEITO DOS AJUSTE (SEM EFEITO DA R$ 851,4 MM R$ 851,4 MM CONTÁBEIS REFERENTE AO R$ 888,0 MM R$ 888,0 MM PROVISÃO DA CVM 371) RACIONAMENTO E VALORES PRÉVIOS DO MAE) Aumento de 4,3% 14
  15. 15. Investimentos Realizados ao Longo dos 9 primeiros meses 2003 Eletropaulo investiu de 1998 à 2002 – R$1.438 mm. R$ 50 MM R$ 49 MM 17% 18% Durante os 9 primeiros meses de R$ 38 MM 2003 foram investidos R$ 137mm, 15% 15% representando um aumento de 20% 8,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. 14% Investimentos de 2003 estão 67% sendo realizados para: 66% 68% Manutenção da rede Conexão de Novos Clientes Melhoria no atendimento dos consumidores 1º Tri03 2º Tri03 3º Tri03 Total de Investimentos projetado para o ano – R$ 206 mm. Distribuição Subtransmissão Administrativo 15
  16. 16. Evolução dos indicadores de Performance Tendência Pré-Privatização DEC (horas) Tendência Pós-Privatização 18,66 18,76 18,06 18,21 16,37 16,32 17,42 15,94 Padrão Aneel 14,04 11,44 11,09 2003 DEC: 8,99 9,70 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 3ºTri03(*) 12,57 horas FEC (vezes) Tendência Pré-Privatização Tendência Pós-Privatização 10,70 10,88 10,70 10,74 10,76 10,21 10,19 Padrão Aneel 9,55 9,52 9,20 8,68 8,06 7,51 2003 FEC: 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 3ºTri03(*) 8,95 vezes TMA (minutos) Tendência Pré-Privatização Tendência Pós-Privatização 215 161 187 158 159 Padrão Aneel 145 139 148 134 100 114 99 2003 TMA: 87 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 3ºTri03 130 min (*) média móvel dos últimos 12 meses. 16
  17. 17. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance financeira e operacional IV. Perfil da Dívida V. Conclusão 17
  18. 18. Endividamento no 3o trimestre de 2003 A Eletropaulo continua com seu plano de redução de exposição à variação cambial via conversão de dívidas em dólares para reais Import Finance - 20% convertido em R$ no trimestre Utilização de operações de hedge para proteger as dívidas remanescentes em moeda estrangeira, porém ainda com acesso limitado Total de hedge em Setembro 2003 - US$ 108,5 milhões Hedge corresponde a 15,1% do endividamento consolidado em dólares Divida Consolidada – 30/09/2002 Dívida Consolidada - 30/09/2003 (R$ 6,2 bi, dos quais R$ 3,9 bi (R$ 5,3bi, dos quais R$ 2,1 bi denominados em US$) * denominados em US$)* 39% 62% R$ R$ 38% US$ US$ 61% Exposição Exposição 16,4% c/ hedge 15,1% c/ hedge cambial de 52% cambial de 33% (*) Os valores foram convertidos pela Ptax do final de cada mês: Set/ 2002 – 3,8949 Set/ 2003 – 2.9234 18
  19. 19. Endividamento – Curto Prazo x Longo Prazo Efetivo – Setembro -2003 Contábil – Setembro -2003 27% 49% R$ 1.220 mil foram reclassificados para o curto Prazo 51% 73% Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo O total contabilizado no Curto-Prazo não reflete o cronograma real de vencimentos, pois inclui a reclassificação de algumas dívidas que incorreram em descumprimento de obrigações contratuais como “covenants” financeiros, “cross-defaults” e “ defaults de pagamento” 19
  20. 20. Considerações Iniciais à Proposta de Readequação da Dívida Eventos exógenos representaram grandes desafios para a Eletropaulo Volatilidade do ambiente macroeconômico Incertezas regulatórias, notadamente em função do racionamento e revisão tarifária Fechamento dos mercados financeiros para o setor elétrico brasileiro A capacidade de a Eletropaulo equacionar sua situação financeira também foi afetada em função do impasse referente às dívidas dos acionistas controladores da Empresa junto ao BNDES Os esforços da reestruturação das dívidas iniciado em 2002 aliviaram os problemas de liquidez no curto-prazo, melhoraram os indicadores financeiros, mas não conseguiram prover uma solução definitiva 20
  21. 21. Objetivos e Estratégias da Proposta de Readequação da Dívida Em 30 de Setembro de 2003 foi apresentada aos bancos credores uma proposta de readequação do perfil de endividamento da Eletropaulo, que visa: Recuperar sua posição de “investment grade” Readequar sua geração de caixa ao cronograma de amortizações das dívidas Mitigar risco cambial, continuando a estratégia de conversão da dívida para Reais e possibilitando o retorno do acesso ao mercado de hedge A proposta permite a desalavancagem significativa nos próximos 3- 5 anos Não estão previstos novos financiamentos durante os próximos 36 meses Melhora significativa nos indicadores de crédito reduzindo a percepção de risco Os pagamentos de juros serão mantidos durante as negociações, porém suspendendo os pagamentos de principal 21
  22. 22. Credores Envolvidos na Proposta de Readequação da Dívida • A proposta de readequação da dívida da Eletropaulo para credores privados sem garantia inclui operações com bancos credores individuais, sindicatos de bancos e operações de capital de giro. O montante a ser renegociado é de aproximadamente R$ 2.3 bilhões • Adicionalmente, em 6 de Novembro de 2003, a Eletropaulo apresentou uma oferta de permuta destinada a detentores de Commercial Papers no valor de US$ 49 MM. A empresa pretende apresentar oferta de permuta adicional no valor de US$ 13 MM. • As dívidas garantidas da Eletropaulo ou com condições de prazo e taxas favoráveis para a empresa não estarão incluídas neste processo e serão amortizadas conforme seus contratos originais. São elas, principalmente*: • Empréstimo do racionamento com o BNDES – R$ 783 MM • Debêntures – R$ 203 MM • Dívidas com a Fundação Cesp – R$ 1.3 bilhões * Valores referentes a Set/2003 22
  23. 23. A Proposta para Bancos A proposta para bancos credores busca unificar as dívidas a serem reestruturadas sob uma única documentação Tratamento isonômico para bancos credores, com uniformização de taxas, prazos e covenants A Dívida será reestruturada em quatro tranches O dimensionamento das tranches foi baseado nas projeções de liquidez da empresa As tranches permitem que os credores tenham flexibilidade em relação à exposição desejada No máximo 30% de cada tranche será denominada em US$ Cronograma: 30 de Setembro, 2003: Proposta feita a bancos credores 21 de Outubro, 2003: Indicações de adesão (“non-binding”) 1 de Dezembro, 2003: Data final de adesão 15 de Dezembro, 2003: Previsão da assinatura do contrato 23
  24. 24. Commercial Paper – Oferta de Permuta Como parte do Processo de Readequação das dívidas, as Ofertas de Permuta visam compatibilizar os vencimentos da empresa à sua capacidade de geração de caixa A Oferta de Permuta foi oferecida aos Detentores dos Commercial Papers: Da Série “A” – vencimento em 9 de dezembro de 2003 – US$ 47,7 mm Que não aderiram à oferta anterior – vencimento em 9 de dezembro de 2002 – US$ 1,3 mm Termos da Proposta de Permuta: Valor envolvido: 100% do valor devido Down payment: 10% do principal Prazo: 1 ano Juros: 12,5% a.a. pagos semestralmente Os investidores terão até o dia 20 de novembro de 2003 para analisarem e se manifestarem em relação à proposta emitida pela Companhia A empresa também pretende apresentar oferta de permuta destinada aos detentores de CPs com vencimento em Fevereiro de 2004, no valor de US$ 13MM 24
  25. 25. I. Destaques do Trimestre II. Mercado III. Performance econômico - operacional IV. Perfil da Dívida V. Conclusão 25
  26. 26. Conclusão O momento atual da Eletropaulo é de maior estabilidade, permitindo vislumbrar um cenário promissor para o futuro da empresa Questões críticas vem sendo favoravelmente equacionadas, para as quais espera-se um desfecho satisfatório ainda em 2003 Implementação do memorando de entendimento entre AES e o BNDES Readequação da dívida A Eletropaulo em 2004 será uma empresa com uma sólida estrutura acionária e um nível de endividamento sustentável e compatível com sua geração de caixa 26
  27. 27. Conference Call Resultados do 3º tri 2003 19 de Novembro, 2003 27

×