Apresentação 2 t09

246 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 2 t09

  1. 1. Resultados 2T09 Agosto 2009
  2. 2. Principais destaques no 2T09 ► 2º Trimestre de 2009 – Aumento de 1,7% no consumo do mercado cativo, redução de 0,4% no mercado total – Taxa de arrecadação atingiu 103,1% no 2T09 – Ebitda totalizou R$ 342 milhões – Lucro líquido totalizou R$ 155 milhões – Distribuição em Maio de R$ 308 milhões referente à 1a parcela dos dividendos complementares e de R$ 69 milhões na forma de JSCP – Em 16 de junho de 2009, a ANEEL homologou de forma definitiva a revisão tarifária periódica de 2007 ► Eventos Subseqüentes – Em 30 de junho a ANEEL autorizou um índice médio de Reajuste Tarifário de +14,88% à Eletropaulo, aplicável em sua tarifa a partir de 04 de julho de 2009, incluindo o efeito da conclusão da revisão tarifária de 2007 – Proposta de distribuição de dividendos intermediários no valor de: R$ 323 milhões referentes ao resultado do 1S09 • R$ 1,82 / ação ON • R$ 2,00 / ação PN – 3º aditivo ao Contrato de Confissão de Dívida alongará o prazo final do contrato de 2022 para 2028 e o prazo médio desta dívida de 7,2 anos para 10,5 anos – Pagamento por parte da Prefeitura de São Paulo em 10 de Agosto de 2009 da 1ª parcela do acordo 2
  3. 3. Mercado cativo cresceu 1,7% no 2T09 Evolução do Consumo - (GWh)1 2T08 2T09 +3,8% -8,9% +4,6% +5,1% +1,7% -9,4% -0,4% 10.250 10.212 8.493 8.351 3.605 3.742 2.510 2.626 1.899 1.720 1.608 1.465 628 660 Residencial Industrial Comercial P. Públicos e Mercado Cativo Consumidores Mercado Total Outros Livres Tarifa Média de Venda2 de Energia – R$ / MWh 2T08 2T09 +5,8% +3,2% -0,8% +0,2% +3,0% +12,0% 285 270 270 269 267 262 249 257 218 219 69 62 Residencial Industrial Comercial Demais Mercado Cativo TUSD 1 - Consumo próprio não é considerado 2 – Mercado cativo + Tusd 3
  4. 4. GWh 3 5 7 9 11 13 15 25-Nov GWh 10 15 20 25 30 13-Dec 25-Nov 31-Dec 18-Jan 13-Dec 5-Feb 31-Dec 23-Feb 18-Jan 13-Mar 5-Feb 31-Mar 18-Apr 23-Feb 6-May 13-Mar 24-May Participação: 4,0% Indústria Metalúrgica 31-Mar 11-Jun 29-Jun 18-Apr GWh 6-May 0 2 4 6 8 10 25-Nov 24-May 13-Dec Participação: 8,0% 11-Jun Automobilística e Autopeças 31-Dec 29-Jun 18-Jan 5-Feb 23-Feb Ano anterior 13-Mar 31-Mar 18-Apr GWh 10 14 18 22 26 30 6-May 25-Nov Plásticos e Borrachas 24-May Participação: 2,6% 13-Dec 11-Jun Ano atual 29-Jun 31-Dec GWh 18-Jan 0 2 4 6 8 10 25-Nov 5-Feb 13-Dec 23-Feb 31-Dec 13-Mar 18-Jan 31-Mar 5-Feb 23-Feb 18-Apr Indústria Química 13-Mar 6-May 31-Mar Metais 24-May 18-Apr Participação: 7,1% 11-Jun 6-May Participação: 2,3% 24-May 29-Jun 11-Jun Setor Industrial 4 29-Jun
  5. 5. Taxa de arrecadação e perdas elétricas Taxa de Arrecadação – % da Receita Bruta Perdas – % últimos 12 meses 103,1 100,9 12,0 11,5 11,6 11,7 11,8 99,1 99,5 97,8 5,5 5,0 5,1 5,2 5,3 6,5 6,5 6,5 6,5 6,5 2006 2007 2008 2T082 2T092 2006 2007 2008 2T08 2T09 Perdas Comerciais Perdas Técnicas1 ► Arrecadação (LTM): 98,1% (2T08) x 100,2% (2T09) ► Combate a Fraudes e Ligações Ilegais (2T09) ► Cortes e Religações - Média Mensal (2T08 X 2T09) – 89 mil inspeções e 10 mil fraudes detectadas – Cortes: aumento de 10 mil para 84 mil – Religações: aumento de 12 mil para 56 mil – 20 mil regularizações de ligações ilegais ► Negativações – Média Trimestral (2T09): 230 mil 1 - Perdas Técnicas atuais utilizadas retroativamente como referência 2 – Taxas de arrecadação segundo nova metodologia 5
  6. 6. DEC e FEC DEC1 FEC2 11,81 11,34 10,92 8,61 8,49 8,41 9,20 10,47 8,90 9,20 7,87 5,52 5,64 5,47 5,48 5,20 2006 2007 2008 2T08³ 2T09³ 2006 2007 2008 2T08³ 2T09³ 3o 3o 5º 3o 1o 1o DEC (horas) DEC Padrão Aneel FEC (vezes) FEC Padrão Aneel ► DEC Padrão ANEEL para 2009: 10,09 horas ► FEC Padrão ANEEL para 2009: 7,87 vezes 1 – Duração das interrupções 2 – Frequência das interrupções 3-LTM Posição no ranking ABRADEE entre as 28 distribuidoras com mais de 500 mil consumidores Fonte: ANEEL, Eletropaulo e ABRADEE 6
  7. 7. Investimentos Histórico dos Investimentos – R$ milhões Investimentos 2T09 Financiado pelo Cliente 3% 8% 3% Capex 14% 50% 542 457 64 23% 433 47 378 69 77 478 410 364 112 Serviços ao Consumidor e Manutenção 301 87 Expansão do sistema 9 11 76 103 Financiado pelo Cliente TI Recuperação de Perdas Outros 2006 2007 2008 2009e 2T08 2T09 7
  8. 8. Revisão Tarifária 2007 Definitiva em 2009 a preços de Jul/07 Sup. Energia e Valores em R$ milhões Enc. 4.574 Transmissão Parcela A: 5.420 Fator Xe: 2,00% Encargos 846 Setoriais Investimento: 1.652 Receitas 88 Irrecuperáveis Empresa de Base de Referência 786 Remuneração (PMSO) Parcela B: 2.071 Base Líquida x WACC (pre-tax) Remuneração Outras Receitas: -43 Bruta do 727 4.822 x 15,08% Capital Total: 2.028 Base Bruta x Taxa Depreciação Depreciação1 Receita Requerida: 7.491 470 10.880 x 4,32% 1 – Quota de reintegração Ebitda Regulatório 8
  9. 9. Reajuste Tarifário de 2009 Inclui o efeito Valores em R$ milhões IRT 2009 – 14,88% negativo de -0,54% da Revisão Tarifária 0,64% Definitiva de 2007 Parcela A 6.672 8,76% Parcela A Reajuste Base 54,80% Parcela B Parcela B 2.595 35,80% Itens Financeiros CVAs 494 CVAs Parcela A – 54,80% Efeitos da CVAs e Efeitos (50) 13,74% Revisão Energia Comprada Financeiros Tarifária 2007 55,78% Encargos Setoriais 30,48% Demais Itens Encargos de Transmissão Financeiros 171 9
  10. 10. Receita bruta Receita Bruta - R$ milhões 5.844 +5,7% +4,9% 5.529 2.944 2.101 2.806 1.947 1.051 981 +4,5% +3,7% 3.743 1.893 3.582 1.825 6M08 6M09 2T08 2T09 Receita Líquida Deduções à Receita Operacional ► Comparação do mercado (2T09 x 2T08) – Reajuste tarifário de +8,01% a partir de 04/jul/08 – Participação da demanda na receita faturada (cliente livre) – Efeito negativo de R$ 31,2 milhões referente ao Reajuste Tarifário 2009, compensados por outros impactos resultando em efeito positivo de R$ 6,4 milhões no lucro líquido 10
  11. 11. Despesas operacionais Custos e Despesas Operacionais1 - R$ milhões 3.026 +8,0% +8,6% 2.802 655 1.541 1.418 561 371 291 2.241 2.371 1.127 1.170 6M08 6M09 2T08 2T09 Sup. Energia e Enc. Transmissão PMS2 e Outras Despesas ► Tarifa por MWh Tietê: 2T08: R$ 132,0 2T09: R$ 149,7 Itaipu: 2T08: R$ 92,2 2T09: R$ 145,5 Leilões: 2T08: R$ 76,2 2T09: R$ 83,9 Tarifa Média Total: 2T08: R$ 94,0 2T09: R$ 115,3 1 - Não inclui depreciação 2 - Pessoal, Material e Serviços 11
  12. 12. Evolução das despesas operacionais PMS1 e Outras Despesas - R$ milhões Pessoal - R$ milhões Outras Despesas - R$ milhões +27,2% +55,2% +1,7% 371 190 291 95 95 93 70 122 93 38 86 27 29 45 76 23 28 17 190 72 75 122 36 40 2T08 2T09 2T08 2T09 2T08 2T09 Material e Serviços de Terceiros Entidade de Previdência Provisões e Contingências Outras Despesas Condenações Trabalhistas Demais2 Pessoal e Previdência Privada Pessoal PCLD3 e Baixas 1 – Pessoal, Material e Serviços de Terceiros 2 - Indenizações, Perdas, Publicidade, Tarifas Bancárias, IPTU, entre outros 3 – Provisão para créditos de liquidação duvidosa 12
  13. 13. Evolução das despesas operacionais Despesas Operacionais – R$ milhões +27,2% 12 10 22 13 (9) 32 291 371 2T08 Plano PCLD1 Provisões e Entidade de Materiais e Outras2 2T09 Cruzado e Baixas Contingências Previdência Serviços 1 - Provisão para créditos de liquidação duvidosa, exclui Plano Cruzado. 2 - Pessoal, Arrendamentos e Aluguéis, Indenizações, Perdas e Danos, Publicidade, Tarifas Bancárias, IPTU, entre outros 13
  14. 14. Variação do Ebitda Ebitda – R$ milhões -13,3% 68 (43) (32) (22) (23) 394 342 2T08 Receita Sup. Energia Provisões e Entidade de Outros1 2T09 Líquida e Enc. Conting. Previdência Transmissão 1 - Pessoal, Materiais, Serviços de Terceiros, PCLD, Perdas, entre outros 14
  15. 15. Resultado 2T09 x 2T08 Resultado Financeiro - R$ milhões Lucro Líquido - R$ milhões 348 302 (0) 197 155 (10) (36) (48) 6M08 6M09 2T08 2T09 6M08 6M09 2T08 2T09 ► Selic média: ► Efeitos do reajuste/ revisão tarifárias concluídos em 2009 – 11,7% (2T08) x 10,3% (2T09) ► Impactos negativos no PMSO, principalmente Contingências Trabalhistas ► Saldo médio de aplicações financeiras: ► Proposta de R$ 323 milhões em dividendos – R$1.430 milhões (2T08) x R$ 1.082 milhões (2T09) – Data ex dividendos: 14/08/2009 – Data de pagamento: 24/09/2009 15
  16. 16. R$ 366 milhões em dividendos pagos no 2T09 Fluxo de Caixa Gerencial – R$ milhões 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 Saldo Inicial 1.334 1.478 1.454 1.373 1.536 1.258 Geração Operacional de Caixa 418 497 613 491 301 448 Investimentos (80) (60) (107) (126) (104) (113) Despesa Financeira Líquida (101) (41) (107) (37) (113) (45) Amortizações Líquidas (4) (30) (21) (40) (184) (54) Fundação CESP (57) (58) (32) (46) (58) (56) Imposto de Renda (33) (114) (68) (80) (119) (83) Dividendos (0) (218) (359) - - (366) Caixa Livre 144 (24) (81) 162 (278) (269) Saldo Final 1.478 1.454 1.373 1.536 1.258 989 ► Pagamento em Maio da 1a parcela dos dividendos referentes ao 2S08 e JSCP ► A Companhia mantém suas aplicações em CDBs e Títulos Públicos, com rentabilidade média de 102,3% do CDI no 2T09 16
  17. 17. Perfil da dívida Dívida Líquida Custo Médio e Prazo Médio (Principal) 7,1 6,9 6,8 6,4 2,1x 1,5x 5,7 1,3x 1,2x 1,2x 182,5% 3,7 3,0 3,0 2,7 123,9% 2,5 121,8% 93,2% 91,6% 2006 2007 2008 2T08 2T09 2006 2007 2008 2T08 2T09 Dívida Líquida (R$ bilhões) Dívida Líquida / EBITDA Ajustado1 14,1% 14,7% 15,4% 22,2% 9,3% CDI² Prazo Médio - Anos Taxa Efetiva 1 - 12 últimos meses do EBITDA Ajustado 2 – médio do período 17
  18. 18. Cronograma de amortização sustentável Cronograma de Amortização – Principal – R$ milhões Moeda Nacional (s/ FCESP) FCESP1 Moeda Estrangeira2 1.109 213 11 111 111 111 524 111 157 111 375 250 250 250 50 125 3 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016-2028 ► 99,7% da dívida em moeda nacional ► 0,3% da dívida em moeda estrangeira (R$ 12 milhões) : 98% protegido por hedge 1 - Fundação Cesp = Fundo de Pensão 2 - Taxa de câmbio em 30/06/2009 – US$ 1,00 = R$ 1,9516 18
  19. 19. Governança corporativa AES Eletropaulo2 X Ibovespa X IEE Volume Médio Diário2 - R$ mil 6M09 26.066 27.689 145 D 25.677 37,1% B 135 36,2% 33,7% 125 A 7.508 115 105 C 95 2006 2007 2008 2T09 dez-081 jan-09 fev-09 mar-09 abr-09 mai-09 jun-09 ELPL6 IEE IBOV ► A) 25/02/2009 – Finsocial e Acordo com PMSP ► B) 16/04/2009 - Consulta pública da Revisão Tarifária ► C) 27/04/2009 - Declaração de dividendos ► D) 16/06/2009 – Re-Revisão Tarifária 1- Índice – 30/12/2008 = 100 2 - Ações Preferenciais Classe B 19
  20. 20. Resultados 2T09 Declarações contidas neste documento, relativas à perspectiva dos negócios, às projeções de resultados operacionais e financeiros e ao potencial de crescimento das Empresas, constituem-se em meras previsões e foram baseadas nas expectativas da administração em relação ao futuro das Empresas. Essas expectativas são altamente dependentes de mudanças no mercado, do desempenho econômico do Brasil, do setor elétrico e do mercado internacional, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

×