Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Seleção Pública para Professores e
Assistentes do EMI
EDITAL 003/2015
Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

00 port epro_did

303 visualizações

Publicada em

PROVA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

00 port epro_did

  1. 1. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 1 de 6 LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 (...) nenhuma língua é um fato homogêneo. Na verdade, toda e qualquer língua é um conjunto heterogêneo de variedades: sob o nome de português, por exemplo, não existe um fato único, mas muitas variedades linguísticas agrupadas sobre ele por razões históricas, culturais e políticas. As variedades de língua não são o resultado de “preguiça”, “falta de cultura”, “ignorância”. Cada variedade é resultado das peculiaridades das experiências históricas do grupo que a fala: como ela se constitui, como é o seu trabalho, como ele está organizado, e assim por diante. A diferença de valoração das variedades se cria socialmente: algumas (...), por razões históricas e sociais, adquirem uma marca de prestígio (normalmente trata-se daquelas (...) faladas por grupos de poder dentro da sociedade; e outras não).(...) (MANDRYK, David & FARACO, C. Alberto. Língua Portuguesa: prática de redação para estudantes universitários. Petrópolis: Vozes, 1990: 236-237; 248). 1. Mandryk e Faraco defendem a tese que a) as variantes linguísticas existentes possuem valor igual, porém o poder de um grupo social imprime prestígio à linguagem por ele usada. b) as variantes linguísticas existentes possuem valor semelhante, porém o poder de um grupo social não prestigia a linguagem por ele usada. c) o poder de um grupo social desfavorece a aceitação da linguagem dos demais grupos. d) as variedades desprestigiadas são linguisticamente inferiores, por isso devem ser desconsideradas. e) se deve desconsiderar as formas da língua previstas nas gramáticas. TEXTO 2 O falante, tendo envolvimento múltiplo nas relações sociais, normalmente domina mais de uma variedade da lingua, fazendo uso de uma ou de outra conforme a situação em que ele se encontra. Nesse sentido, o falante é um camaleão linguístico: ele adapta sua fala à situação em que está. (MANDRYK, David & FARACO, C. Alberto. Língua Portuguesa: prática de redação para estudantes universitários. Petrópolis: Vozes, 1990: 236-237; 248). 2. A expressão “camaleão linguístico” a que os autores se referem define a) uma pessoa com capacidade de se comunicar em várias línguas. b) uma pessoa considerada um boa leitora e escritora na sua língua. c) uma pessoa que sabe adequar o discurso as variedades linguísticas para se comunicar bem na sua língua. d) uma pessoa poliglota que tem facilidade de comunicação. e) uma pessoa com facilidade de comunicação de acordo com as normas gramaticais TEXTO 3 Você sabe o que é ter um amor, meu senhor Ter loucura por uma mulher E depois encontrar esse amor, meu senhor Nos braços de um outro qualquer (http://letras.mus.br/gal-costa/127813/) 3. A expressão “meu senhor”, na música “Nervos de Aço”, de Lupicínio Rodrigues constitui um termo da oração representado por a) um complemento nominal que completa a significação do vocábulo amor. b) um adjunto adverbial que modifica o verbo “saber”, exprimindo uma circunstância de fim. c) um aposto que esclarece o sentido do substantivo “amor”, explicando-o. d) um vocativo que busca chamar atenção de alguém para o que se diz. e) um adjunto adnominal que modifica o sentido do substantivo “amor”. TEXTO 4 O Instituto Centro de Ensino Tecnológico - CENTEC, Organização Social de direito privado, por meio de seu Diretor Presidente, faz saber que realizará seleção pública com objetivo de formar cadastro para a contratação futura de professores, por tempo indeterminado, para atuarem nas Escolas Estaduais de Educação Profissional - EEEP, localizadas em Fortaleza e no interior do Estado do Ceará. (http://drh.centec.org.br/images/pdf/2014/edital_003/edital _003_2014_professores_emi.pdf). 4. O texto acima faz parte de uma decisão governamental para composição do cadastro de profissionais para atuarem na Educação Profissional Técnica de Nível Médio em consonância com a Resolução nº 6, de 20.09.2012. Constitui um dos gêneros do discurso denominado edital, a) que circula nas instituições públicas e privadas com a finalidade de tornar público fatos e ações que devem ser conhecidos. b) que tem relação com a ideia de tempo e consiste no registro de fatos. c) que é fundamentado em impressões pessoais do autor. d) que circula nos jornais e revistas impressos de todo mundo, publicado em vários sites com temática atrelada ao humor. e) que serve para encontrar meios para resolução de um problema. TEXTO 5 (http:// http://www2.uol.com.br/glauco/donamarta.shtml).
  2. 2. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 2 de 6 5. O gênero tirinha predomina nos jornais brasileiros com temática atrelada ao humor como na tirinha do cartunista Glauco. A razão do humor da personagem Dona Marta é melhor explicada na alternativa: a) A tirinha é engraçada porque a personagem Dona Marta possui uma placa no pescoço. b) A tirinha é engraçada porque, com medo da tensão pré- menstrual – TPM de Dona Marta, o chefe se pendura, na janela, para fora do prédio e grita que não está. c) A tirinha é engraçada porque Dona Marta encontra o chefe. d) A tirinha é engraçada porque o chefe não tem medo dela. e) A tirinha é engraçada porque Dona Marta está com olhos esbugalhados e cabelos para cima. TEXTO 6 Capricórnio (16/01/2015) Dedique mais atenção às suas coisas e priorize as tarefas que podem ser feitas a sós. Não se envolva em confusão, pois alguém pode trair a sua confiança. Um romance proibido pode agitar seu coração. Cor: marrom. Disponível em: http://www.joaobidu.com.br/jb/horoscopo/signos/previsao- capricornio. Acesso em: 16 jan. 2015. 6. É compatível com o texto acima a análise da função da linguagem predominante no item: a) A manifestação pessoal do emissor diante do conteúdo exposto caracterizando a função expressiva da linguagem. b) A mensagem centra-se no contexto, portanto a função predominante é a referencial. c) O texto não é objetivo, o emissor testa constantemente o contato, portanto a função é a fática. d) O referencial é o próprio código, identificando a função metalinguística. e) Há uma ordem para o receptor, predominando a função conativa da linguagem. TEXTO 7 Se encontrares louvada uma beleza, Marília, não lhes invejes a ventura, que tens quem leve à mais remota idade a tua formosura. GONZAGA, Tomas A. Os Melhores Poemas. Seleção de Alexandre Eulálio. São Paulo: Global, 1983, p.120-121. 7. No fragmento extraído da obra “Marília de Dirceu” de Tomás Antônio Gonzaga o eu lírico faz uma promessa à sua amada Marília. Ele promete a) imortalizar a beleza dela. b) casar-se com ela e lhe dar uma vida digna de sua beleza. c) jamais abandoná-la, pois sempre estará em sua companhia. d) dar-lhe tudo o que há de melhor no mundo. e) resolver todos os problemas que ela tiver. TEXTO 8 “Quem escreve deve saber que suas criações não são mais suas, mas de quem as lê.” (Claudia Letti) 8. Na organização das ideias na afirmação de Cláudia Letti, justifica-se o uso da conjunção “mas” porque a) há ligação de pensamentos similares ou equivalentes. b) há ligação de pensamentos que se excluem ou se alteram. c) há dedução de um raciocínio. d) há justificativa do argumento anterior. e) há ligação de pensamentos que se contrastam entre si. Texto 9 O mar está sempre em movimento para não sair do lugar. Se o mar saísse do lugar teriam que mudar os mapas. Se o mar ficasse parado ele escorreria para cima das cidades e apagaria os vulcões. (...) Arnaldo Antunes. As coisas. São Paulo: Iluminuras, 1992, p.15. 9. A figura de linguagem presente nos trechos sublinhados corresponde a) a uma metáfora que faz uso da expressão “sem movimento” no lugar da palavra “mar”. b) a ironia que apresenta o oposto do que se quer dizer com o objetivo de criticar o movimento do mar. c) a um oxímoro que relaciona as expressões contraditórias “sempre em movimento” e “sem sair do lugar”. d) a uma metonímia que substitui a causa pelo efeito. e) a uma prosopopeia ou personificação ao atribuir uma ação humana ao mar. Texto 10 https://www.google.com.br/search?q=charge+de+andre+abreu 10. Essa charge de André Abreu retrata o polêmico fato de elaboração e votação, no Congresso Nacional, do Novo Código Florestal Brasileiro, em 2012. Isso é ressaltado pela a) crítica aos trabalhadores que cortam as árvores, e não aos parlamentares. b) certeza que o chargista tem que o novo código florestal brasileiro vai acabar com o desmatamento. c) ridicularizarão dos trabalhadores, que, pelo desenho, obedecem aos parlamentares. d) crítica aos trabalhadores rurais comuns, que nada decidem sobre o novo código florestal.
  3. 3. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 3 de 6 e) crítica ao novo código florestal, pois ele estaria a serviço dos interesses dos grandes produtores rurais, que dominam os parlamentares. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 11. Segundo o art. 4º, § 1º do Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, a articulação entre a educação profissional técnica de nível médio e o ensino médio dar-se-á de forma: Integrada, Concomitante e Subsequente. Associe as duas colunas, relacionando as formas de oferta da Educação Profissional Técnica de Nível Médio às suas respectivas características. I. Integrada II. Concomitante III. Subsequente ( )O Ensino Médio e o Curso Técnico são cursados, simultaneamente, na mesma instituição ou em instuições distintas. ( ) Conduz o aluno à habilitação Profissional Técnica de Nível ( ) Médio na mesma instituição de ensino, contando com matrícula única para cada aluno. ( ) Oferecida somente a quem já tenha concluído o ensino médio. ( )Ocorre uma complementaridade entre o Ensino Médio e um Curso Técnico, tendo o aluno duas matrículas, uma para cada curso. A sequência CORRETA dessa associação de cima para baixo é: a) II, I, III, II. b) I, II, II, III. c) II, III, I, III. d) III, I, I, II. e) III, I, III, II. 12. Segundo o Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, que regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996: I. Os cursos de educação profissional tecnológica de graduação e pós-graduação organizar-se-ão, no que concerne aos objetivos, características e duração, de acordo com as diretrizes curriculares nacionais definidas pelo Conselho Nacional de Educação. II. Os cursos de educação profissional técnica de nível médio conduzem à certificação após sua conclusão com aproveitamento. III. Os cursos de educação profissional técnica de nível médio conduzem à diplomação após sua conclusão com aproveitamento. IV. Os cursos e programas de formação inicial e continuada de trabalhadores, incluídos a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização, dá-se apenas no nível básico de escolaridade e objetivam o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social. Estão CORRETAS apenas as alternativas: a) I, II, IV. b) I, III. c) I, II. d) I,III,IV. e) Todas estão corretas. 13. De acordo com o Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, pode-se afirmar que: a) Itinerário formativo é o conjunto de etapas que compõem a organização da educação profissional em uma determinada área, impossibilitando o aproveitamento contínuo e articulado dos estudos. b) É premissa da educação profissional a articulação de esforços das áreas da educação, do trabalho e emprego, e da ciência e tecnologia; c) As etapas de terminalidade que compõem os itinerários formativos e os respectivos perfis profissionais de conclusão não necessariamente precisam estar articuladas entre si; d) Para a obtenção do diploma de técnico de nível médio o aluno não precisará ter concluído o ensino médio; e) A oferta da educação profissional articulada ao ensino médio, na forma concomitante, somente poderá ocorrer na mesma instituição de ensino. 14. De acordo com o Título V, Capítulo II, Seção IV-A, Artigo 36-B, § único da Lei nº 9.394/96, a educação profissional técnica de nível médio deverá observar: I. Os objetivos e definições contidos nas diretrizes curriculares nacionais estabelecidas pelo Conselho Nacional de Educação; II. Os objetivos e definições contidos nas diretrizes curriculares nacionais estabelecidas pelos Conselhos Estaduais de Educação; III. As normas complementares dos respectivos sistemas de ensino; IV. As exigências de cada instituição de ensino, nos termos de seu projeto pedagógico. Sobre os itens citados, pode-se afirmar que: a) Todos estão corretos. b) Apenas II, III, IV estão corretos. c) Apenas I e IV estão corretos. d) Apenas I, III, IV estão corretos. e) Apenas II e III estão corretos. 15. São diretrizes para a organização curricular da educação profissional técnica de nível médio, estabelecidas na Resolução nº 06, de 20 de setembro de 2012, exceto: a) A estruturação dos cursos é orientada pela concepção de eixo tecnológico. b) Os eixos tecnológicos estão postos no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos. c) O currículo, consubstanciado no plano de curso, baseia-se no princípio do pluralismo de ideias e concepções pedagógicas. d) O Catálogo Nacional de Cursos Técnicos é instituído e organizado pelas Secretarias Estaduais de Educação. e) Os dados do plano de curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio devem ser inseridos no cadastro do Sistema
  4. 4. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 4 de 6 Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC). 16. De acordo com o Artigo 2º da Resolução nº 06, de 20 de setembro de 2012, “A Educação Profissional e Tecnológica, nos termos da Lei n° 9.394/96 (LDB), alterada pela lei n° 11.741/2008, abrange os cursos de:”. I. Formação inicial e continuada ou qualificação profissional. II. Formação inicial e descontinuada ou qualificação profissional. III. Educação Profissional Técnica de Nível Médio. IV. Educação Profissional Tecnológica, de graduação e de pós- graduação. Estão CORRETAS apenas as alternativas: a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) II, III, IV. e) I, III, IV. 17. Conforme o Artigo 6º da Resolução Nº 06, de 20 de setembro de 2012, são princípios da Educação Profissional Técnica de nível Médio, EXCETO: a) Relação e articulação entre a formação desenvolvida no Ensino Médio e a preparação para o exercício das profissões técnicas, visando a formação integral do estudante. b) Trabalho assumido como princípio educativo, tendo sua integração com a ciência, a tecnologia e a cultura como base da proposta político-pedagógica e do desenvolvimento curricular. c) Dissociabilidade entre teoria e prática no processo de ensino- aprendizagem. d) Articulação com o desenvolvimento socioeconômico-ambiental dos territórios onde os cursos ocorrem, devendo observar os arranjos socioprodutivos e suas demandas locais. e) Respeito ao princípio constitucional e legal do pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas. 18. Classifique-as como Verdadeiras (V) ou Falsas (F) as afirmativas abaixo, referentes ao Artigo 14º da Resolução Nº 06, de 20 de setembro de 2012, que trata do que os currículos dos cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio devem proporcionar aos estudantes. I. ( ) Diálogo com diversos campos do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura como referências fundamentais de sua aprovação em concursos públicos. II. ( ) Recursos para exercer sua profissão com competência, idoneidade intelectual e tecnológica, autonomia e responsabilidade, orientados por princípios éticos, estéticos e políticos, bem como compromissos com a construção de uma sociedade democrática. III. ( ) Instrumentais de cada habilitação, por meio da vivência de diferentes situações práticas de estudo e de trabalho. IV. ( ) Domínio intelectual das tecnologias pertinentes ao eixo tecnológico do curso, de modo a permitir progressivo desenvolvimento profissional e capacidade de construir novos conhecimentos e desenvolver novas competências profissionais. A sequência CORRETA dessa classificação de cima para baixo é: a) V, V. F, F b) V, F, V, F c) F, V, V, V d) F, F, V, V e) V, F, F, V 19. Quanto aos passos a serem dados no planejamento da organização curricular dos cursos técnicos de nível médio previsto no Artigo 22º da Resolução Nº 06, de 20 de setembro de 2012, NÃO se pode considerar que: a) Haja adequação e coerência do curso com o projeto político- pedagógico e com o regimento da instituição de ensino. b) Haja inadequação à vocação regional e às tecnologias e avanços dos setores produtivos pertinentes. c) Haja definição do perfil profissional de conclusão do curso, projetado na identificação do itinerário formativo, planejado pela instituição educacional. d) Haja identificação de conhecimentos, saberes e competências pessoais e profissionais definidoras do perfil profissional de conclusão proposto para cada curso. e) Haja definição de critérios e procedimentos de avaliação da aprendizagem. 20. De acordo com o cap.III da Resolução Nº 6, de 20 de setembro de 2012, que trata da duração dos cursos é correto afirmar, EXCETO: a) A carga horária mínima de cada curso de educação profissional técnica de nível médio é indicada no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos. b) De acordo com as habilitações profissionais indicadas no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, seja de 800, 1.200 ou 1.200 horas, os cursos técnicos de nível médio nas formas integrada ou concomitante (com projeto pedagógico unificado, mesmo que em instituições distintas), terão cargas horárias totais de, no mínimo, 3.000, 3.100 ou 3.200 horas. c) A carga horária destinada ao estágio profissional, quando previsto em plano de curso, deverá ser adicionada à carga horária mínima estabelecida para a respectiva habilitação profissional. d) A carga horária destinada ao estágio profissional, quando previsto em plano de curso, está incluída na carga horária mínima estabelecida para a respectiva habilitação profissional, sem necessidade de acréscimo. e) Nos cursos do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica, na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), exige-se a duração mínima de 2.400 horas. DIDÁTICA 21. O Plano de Aula é o planejamento diário das atividades pedagógicas, em conformidade com o Projeto Político Pedagógico da escola. Nesta perspectiva de planejamento educacional, são elementos constitutivos do Plano de Aula: a) Marco referencial, diagnóstico, programação e avaliação de conjunto.
  5. 5. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 5 de 6 b) Práxis interativa, método, significação, visão de processo avaliativo. c) Dimensão atitudinal, criatividade, diálogo problematizado e avaliação do processo. d) Objetivos (para quê), conteúdos (o que), metodologia (como) e avaliação. e) Missão, marco situacional, objetivos, conteúdos, metodologia. 22. Tardif e Lessard (2005) afirmam que a questão da preparação das aulas constitui uma tarefa importante e regular dos professores. Com relação aos elementos que devem ser considerados para o planejamento do ensino, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa. ( ) A organização do conteúdo, o tempo e o espaço disponíveis e o material pedagógico são fundamentais para que a aula transcorra de modo proveitoso. ( ) A natureza da matéria a ser ensinada e seu grau de dificuldade são levados em conta, além da lógica necessária para relacioná-la com outras matérias. ( ) O conhecimento do professor sobre os alunos, suas diferenças, habilidades e interesses não devem ser considerados para a adoção de medidas especiais. As afirmativas são respectivamente: a) F, V e F. b) V, F e F. c) V, V e F. d) F, V e V. e) F, F e V. 23. Planejar é uma atividade cotidiana que abrange desde os afazeres mais simples, como ir ao mercado e fazer compras, até aqueles mais complexos e elaborados, como o planejamento de grandes empresas e instituições. Planejamento pode ser entendido como um processo, mas também como uma ferramenta de trabalho. Assinale a afirmativa que apresenta a definição de planejamento. a) É um procedimento importante para a estrutura escolar, ainda que não apresente uma finalidade específica. b) É um processo que se restringe, no campo educacional, aos planos de aula do professor e ao calendário de atividades. c) É um processo estático que envolve tomadas de decisões imediatas. d) É um processo que se realiza em etapas que não podem ser modificadas nem substituídas. e) É um processo contínuo que envolve elaboração, execução e avaliação. 24. Considerando alguns princípios psicopedagógicos da aprendizagem significativa, pode-se afirmar que: I. As capacidades cognitivas, assim como os fatores vinculados às capacidades de equilíbrio pessoal e relação interpessoal não exercem influência na disposição para a aprendizagem. II. Uma das condições fundamentais para uma aprendizagem significativa, diz respeito à necessidade de que o aluno possa atribuir sentido ao conteúdo trabalhado pelo professor. III. O papel ativo e protagonista do aluno não é fator importante para que aconteça a aprendizagem. IV. O “conflito cognitivo”, assim denominado por Piaget, representa o meio pelo qual o aluno questiona suas ideias, como passo prévio à construção de significados. V. Uma intervenção pedagógica que cria “zonas de desenvolvimento proximal”(distância adequada entre o que se sabe e o que se deseja aprender), como denominou Vygotsky, representa uma ajuda importante no processo de construção do aluno. Assinale: a) Se todas as afirmativas estiverem corretas. b) Se apenas as afirmativas I,II,III estiverem corretas. c) Se as afirmativas III e IV estiverem corretas. d) Se apenas a afirmativa V estiver correta. e) Se as afirmativas II, IV e V estiverem corretas. 25. Dentre as afirmativas a seguir, assinale a única que NÃO está correta: a) Os conteúdos factuais ou fatos são definidos como conteúdos de aprendizagens singulares, de caráter descritivo e concreto. b) Os conceitos e os princípios são conteúdos de aprendizagem de caráter abstrato, os quais exigem a compreensão. c) Um conteúdo procedimental é um conjunto de ações ordenadas e finalizadas, ou seja, dirigidas à obtenção de um objetivo. d) São exemplos de conteúdos relacionados à aprendizagem de fatos: ler, classificar, traduzir, recortar, pular, injetar, etc. e) Os conteúdos atitudinais englobam valores, atitudes e normas. 26. Pensando num conjunto de relações interativas necessárias para facilitar a aprendizagem, deduz-se uma série de funções dos professores. Dentre as funções a seguir citadas, apenas uma NÃO está correta. Assinale-a: a) Planejar a atuação docente de maneira suficientemente flexível para permitir a adaptação às necessidades dos alunos em todo o processo de ensino-aprendizagem. b) Auxiliar os alunos a encontrar sentido no que estiverem fazendo para que saibam o que devem fazer, sintam o que podem fazer e seja interessante sua realização. c) Estabelecer um ambiente de relações guiadas pelo respeito mútuo e pelo sentimento de confiança, que promovam a autoestima e o autoconceito do aluno. d) Estimular progressivamente a autonomia dos alunos no estabelecimento de objetivos, no planejamento das ações que os conduzirão ao alcance desses objetivos, possibilitando que aprendam a aprender. e) Ignorar os conhecimentos prévios dos alunos, não considerando suas contribuições, tanto no início das atividades quanto durante sua realização. 27. Na perspectiva de que o aluno perceba seus limites e possibilidades de avanço na aprendizagem, alguns objetivos devem ser observados no processo de avaliação: I. Diagnosticar dificuldades de aprendizagem, tendo em vista a recuperação do aluno e o replanejamento das atividades escolares, durante o processo. II. Possibilitar ao aluno uma autoavaliação sobre o desenvolvimento de suas competências, de modo a interessá- lo em seu próprio progresso e aperfeiçoamento.
  6. 6. Seleção Pública para Professores e Assistentes do EMI EDITAL 003/2015 Língua Portuguesa / Educação Profissional / Didática - Pág. 6 de 6 III. Diagnosticar dificuldades de aprendizagem do aluno, sem interferir no processo, pois não há possibilidade de replanejar as atividades propostas. IV. Servir ao professor como elemento de reflexão contínua sobre a sua prática educativa. V. Medir o rendimento do aluno, gerando notas para sua aprovação ou reprovação, apenas. Assinale: a) Se todas as alternativas estiverem incorretas. b) Se as alternativas I, II e IV estiverem corretas. c) Se apenas as alternativas I e II estiverem corretas. d) Se todas as alternativas estiverem corretas. e) Se as alternativas IV e V estiverem incorretas. 28. No que concerne às tendências pedagógicas na prática escolar, assinale V para as alternativas VERDADEIRAS e F para as FALSAS. ( ) Na tendência progressista libertária, que privilegia a vivência grupal sob a forma de autogestão, a aprendizagem ocorre de maneira informal, por meio do grupo. ( ) Paulo Freire é representante da tendência progressista histórico crítica, cujo método parte de uma relação direta da experiência do educando confrontada com o saber sistematizado. ( ) Na tendência liberal tecnicista, os conteúdos são informações ordenadas em uma sequência lógica e psicológica. ( ) Na tendência progressista libertadora, os conteúdos são temas geradores e a relação entre aluno e professor é de igualdade. As alternativas são respectivamente: a) V,V,V,V b) V,F,V,F c) V,F,V,V d) F,V,V,V e) F,V,V,F 29. Luckesi (2011) afirma que o exercício pedagógico escolar está estruturado em uma pedagogia do exame mais do que em uma pedagogia de ensino/aprendizagem. Assinale a alternativa que apresenta uma prática voltada para a pedagogia do ensino/aprendizagem. a) Os alunos estão com a atenção centrada na promoção e, por isso, procuram saber as normas e os modos pelos quais as notas são obtidas. b) Os professores utilizam as provas como instrumentos de ameaça, alegando ser um elemento motivador da aprendizagem. c) Os pais, em geral, ficam na expectativa das notas de seus filhos, isto é, o importante é que tenham nota para serem aprovados. d) A avaliação é vista como um diagnóstico da qualidade dos resultados implicando, caso não tenha sido satisfatório, a retomada do curso da ação. e) O ensino centra-se no treinamento para resolver questões, tendo em vista a preparação para a prova. 30. “O planejamento curricular é colocado à prova na hora de ensinar. Num mesmo dia, os professores têm que levar em conta períodos maiores ou menores de receptividade, de atenção dos alunos, bem como de assimilação da matéria.”(TARDIF e LESSARD, 2008, p.217). Acerca da adequação do planejamento às ações práticas de cada dia, analise as afirmativas a seguir. I. Os professores não precisam considerar seu conhecimento sobre os alunos, suas diferenças, suas habilidades e seus interesses. II. Uma vez elaborado, o planejamento nunca deve ser alterado para não atrapalhar o bom andamento do programa. III. É importante que o professor saiba adequar a matéria para que os alunos a compreendam. Assinale: a) Se somente a afirmativa III estiver correta. b) Se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. c) Se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. d) Se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. e) Se todas as afirmativas estiverem corretas.

×