PLURALIDADE NAS CASAS E NAS
RUAS
DIREITOS, DESEJOS E
TRANSFORMAÇÕES
IX Congresso Brasileiro de Direito de
Família Araxá/20...
Deixai aqui toda a fantasia de que, em algum
momento da vida e da história, o mundo foi um
paraíso perfeito e a vida acont...
Fim das Grandes Utopias
“O futuro não é mais o que costumava ser”
(Paul Valèry)
“Cada ideologia tem a inquisição que merece”.
(Millor Fernandes)
“As famílias felizes parecem-se todas; as
famílias infelizes são infelizes cada uma a
sua maneira” (Tóstoi)
“Tenho um pouco de medo: medo ainda
de me entregar pois o próximo instante é

o desconhecido” (Clarice Lispector)
Felicidade obrigatória:
Imposição da sociedade de consumo.
Paradoxo dos avanços da vida privada.
FELICIDADE = Realidade - Expectativas
• “O cotidiano pode simplesmente não ser tão
bem-sucedido quanto poderia e deveria s...
“Quando fores crescido, hás de querer ser feliz. Por

enquanto não pensas nisso e é por isso mesmo que o
és.

Quando

pens...
Ética do possível
Felicidade pedestre e cotidiana.
Reconhecimento da precariedade da nossa
condição humana.

Experiênci...
“Tenho em mim todos os sonhos do
mundo” (Fernando Pessoa)
Pluralidade
A Ética do Cuidado, do Afeto e do
Respeito.
A Constituição em carne viva.
A vida privada invade as ruas
Fim do Preconceito é pressuposto do
Estado democrático
O que querem os meninos?
Pluralidade de Desejos
Muitos desejos, muitos direitos.
Dever de cuidado
Felicidade Possível
Afeto, solidariedade, respeito
Para Refletir
 A ética do privado retomando as ruas.
 Esperança na construção de uma sociedade mais
humana.
 Rede de de...
Compromisso da Justiça com a Felicidade
e a Pluralidade
 A Justiça, o afeto e a felicidade, assim como a
educação e a cul...
Obrigada!

amacielpacha@uol.com.br
Pluralidade nas casas e nas ruas   dr. andréa pachá
Pluralidade nas casas e nas ruas   dr. andréa pachá
Pluralidade nas casas e nas ruas   dr. andréa pachá
Pluralidade nas casas e nas ruas   dr. andréa pachá
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pluralidade nas casas e nas ruas dr. andréa pachá

297 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pluralidade nas casas e nas ruas dr. andréa pachá

  1. 1. PLURALIDADE NAS CASAS E NAS RUAS DIREITOS, DESEJOS E TRANSFORMAÇÕES IX Congresso Brasileiro de Direito de Família Araxá/2013 Andréa M. Pachá
  2. 2. Deixai aqui toda a fantasia de que, em algum momento da vida e da história, o mundo foi um paraíso perfeito e a vida aconteceu em paz.
  3. 3. Fim das Grandes Utopias “O futuro não é mais o que costumava ser” (Paul Valèry)
  4. 4. “Cada ideologia tem a inquisição que merece”. (Millor Fernandes)
  5. 5. “As famílias felizes parecem-se todas; as famílias infelizes são infelizes cada uma a sua maneira” (Tóstoi)
  6. 6. “Tenho um pouco de medo: medo ainda de me entregar pois o próximo instante é o desconhecido” (Clarice Lispector)
  7. 7. Felicidade obrigatória: Imposição da sociedade de consumo. Paradoxo dos avanços da vida privada.
  8. 8. FELICIDADE = Realidade - Expectativas • “O cotidiano pode simplesmente não ser tão bem-sucedido quanto poderia e deveria ser (...) Quando se tem dentro de casa a sensação de que “a vida verdadeira está lá fora”, a sagração da vida privada só pode mesmo afugentar (Luc Ferry)
  9. 9. “Quando fores crescido, hás de querer ser feliz. Por enquanto não pensas nisso e é por isso mesmo que o és. Quando pensares, quando quiseres ser feliz, deixará de sê-lo. Para nunca mais! Talvez para nunca mais!… Ouviste? para nunca mais. Quanto mais forte o teu desejo de felicidade, mais infeliz serás. A felicidade não é coisa que se conquiste. Hão de dizer-te que sim. Não acredites. A felicidade é ou não é.” (José Saramago)
  10. 10. Ética do possível Felicidade pedestre e cotidiana. Reconhecimento da precariedade da nossa condição humana. Experiência da dor e do luto. O outro como sujeito do afeto e não como objeto do prazer e da felicidade.
  11. 11. “Tenho em mim todos os sonhos do mundo” (Fernando Pessoa)
  12. 12. Pluralidade A Ética do Cuidado, do Afeto e do Respeito. A Constituição em carne viva.
  13. 13. A vida privada invade as ruas
  14. 14. Fim do Preconceito é pressuposto do Estado democrático
  15. 15. O que querem os meninos? Pluralidade de Desejos
  16. 16. Muitos desejos, muitos direitos.
  17. 17. Dever de cuidado
  18. 18. Felicidade Possível Afeto, solidariedade, respeito
  19. 19. Para Refletir  A ética do privado retomando as ruas.  Esperança na construção de uma sociedade mais humana.  Rede de delicadeza em busca da felicidade.  Direito à tristeza e ao desamparo
  20. 20. Compromisso da Justiça com a Felicidade e a Pluralidade  A Justiça, o afeto e a felicidade, assim como a educação e a cultura, são saberes da mesma raiz da racionalidade e da humanidade.  Os direitos individuais e sociais serão aqueles que tivermos a capacidade de pactuar.  “O que ganhamos com tipos mais exigentes de cooperação é a compreensão de nós mesmos”. (Richard Sennett)
  21. 21. Obrigada! amacielpacha@uol.com.br

×