Adoecimento no Trabalho Slides

38.573 visualizações

Publicada em

Adoecimento no Trabalho Slides

  1. 1. ADOECIMENTO NO TRABALHO COMPONENTES DO GRUPO: Adriana Medeiros Angélica Nunes Ivanilda Camelo Luiz Alberto Rodrigo Luis
  2. 2. MEDICINA DO TRABALHO <ul><li>A Medicina do Trabalho representa um dos prismas da Saúde do Trabalhado. </li></ul><ul><li>Com finalidade de promover e proteger a saúde das pessoas envolvidas no exercício do trabalho. </li></ul><ul><li>Cabe ao médico do trabalho programar os planos de proteção à saúde do trabalhador, tanto no campo da Medicina do Trabalho como no campo da medicina em geral. </li></ul><ul><li>ADRIANA </li></ul>
  3. 3. OBJETIVO DA MEDICINA DO TRABALHO <ul><li>Prevenção dos maus efeitos do trabalho sobre a saúde dos trabalhadores; </li></ul><ul><li>O trabalho deve ser adaptado as condições do trabalhador e nunca o contrário; </li></ul><ul><li>O foco central da Medicina do Trabalho é a patologia do trabalho, os entraves para a produção e, portanto não é a saúde do trabalhador. </li></ul>
  4. 4. FUNÇÃO DO MÉDICO DO TRABALHO <ul><li>É necessário que o médico do trabalho tenha conhecimento profundo dos efeitos do trabalho sobre a saúde. Isso implica, necessariamente, estudo o mais completo possível da relação trabalho-doença; </li></ul><ul><li>A Organização Internacional de Saúde ressalta a grande importância dos registros médicos e que os serviços ocupacionais devem ser registrados em prontuários pessoais e confidenciais, todos os dados referentes à saúde de cada trabalhador da empresa. </li></ul><ul><li>Outra importante função do médico do trabalho é a educação sanitária; </li></ul>
  5. 5. SAÚDE DO TRABALHADOR <ul><li>Lei Orgânica da Saúde: (Art. 6º parágrafo 3°): “[...] entende-se por saúde do trabalhador [...] um conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa a recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho. </li></ul><ul><li>ANGÉLICA </li></ul>
  6. 6. ADOECIMENTO E SUAS CAUSAS <ul><li>Vários fatores contribuem para esse adoecimento coletivo, tais como péssimas condições de trabalho, falta de segurança e autonomia e exposição freqüente a situações de extremo desgaste físico e mental, provocados pela necessidade de cumprir metas. Esse cenário tem levado o indivíduo a viver uma luta frenética e desigual. </li></ul><ul><li>A partir dos anos 90, ficou evidente que não se podia falar de qualidade e produtividade de produtos e serviços, sem reconhecer a necessidade de fornecer qualidade de vida no trabalho. </li></ul><ul><li>A humanização do trabalho é um fator importante na promoção da saúde quanto na prevenção de doenças. </li></ul>
  7. 7. DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO <ul><li>A definição da Organização Mundial de Saúde, que observa a saúde do ser humano como : “o completo bem estar biológico, psicológico e social e não apenas a ausência de doença”; </li></ul><ul><li>Vieira (1996) coloca que a doença profissional é caracterizada como sendo aquela produzida ou desencadeada pelo exercício de trabalho peculiar a determinada atividade e, a doença do trabalho, é caracterizada como aquela adquirida, ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado. </li></ul>
  8. 8. ALGUMAS DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO <ul><li>Depressão: afeta cerca de 15% da população mundial, isto é, aproximadamente 900 milhões de pessoas. É a principal causa da queda na produtividade profissional acarretando, como conseqüência, ansiedade, angústia e medo; </li></ul><ul><li>Estresse: pode ser causado pelo aumento da competição no trabalho, dificuldades do dia-a-dia, medo da perda do emprego e também devido ao avanço tecnológico; </li></ul><ul><li>• Fadiga: provocado pela inadequação do processo de trabalho provoca uma diminuição da capacidade do organismo produzir e conseqüentemente, a queda na qualidade de trabalho do indivíduo. É causada por um trabalho contínuo sem motivação para executá-lo. “É um desgaste de energia física e mental” </li></ul><ul><li>RODRIGO LUÍS </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Lesões por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/ DORT): São doenças dos ossos, músculos e tendões que afetam, principalmente, o pescoço e os braços e que são causados pelo exercício do trabalho. Os trabalhadores com LER/DORT têm direito a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho), o que garante o reconhecimento do adoecimento pelo trabalho. </li></ul><ul><li>As causas mais comuns são: Movimentos repetitivos; postos de trabalho inadequados,que levam o trabalhador a permanecer em posturas incorretas; atividades de trabalho que exigem força; vibração; ferramentas de trabalho inadequadas;ritmo de trabalho intenso; horas-extras; pressão das chefias; e exigência de produtividade (metas de produção) e qualidade. </li></ul>
  10. 10. PREVENÇÃO DO ADOECIMENTO NO TRABALHO <ul><li>Ambiente de trabalho compreendido no sentido mais amplo: não apenas riscos isolados, mas a organização do trabalho, relações de trabalho, diversos fatores somando-se e contribuindo de forma multicausal para o adoecimento. </li></ul><ul><li>Riscos isolados, não dá mais conta da explicação de por que adoecem os trabalhadores. Os riscos, na realidade, não se somam, mas se potencializam. </li></ul><ul><li>Prevenção significa abordar as causas na sua fonte, analisando os ambientes de trabalho, para a eliminação/minimização dessas causas ou a redução de sua influência, bem como conscientizando os empregados em todos os níveis, inclusive empregadores, para a sua efetiva participação no programa. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Uma abordagem sistêmica, integral, faz-se necessária para esse entendimento, apontando saídas para a possível prevenção. Ao avaliar cada risco isoladamente, não deixando escapar coisas fundamentais como: ritmo de trabalho, repetitividade, pressão psicológica, assédio moral, etc. </li></ul><ul><li>Com a prevenção do adoecimento no trabalho, automaticamente se obtêm uma qualidade de vida para os colaboradores da empresa, gastos reduzidos com auxílio-doença entre outros. </li></ul><ul><li>IVANILDA </li></ul>
  12. 12. PREVENÇÕES <ul><li>Empregadores e empregados devem unir esforços no sentido de aprimorar o ambiente de trabalho, pela análise dos equipamentos, tarefas, sistemas e organização do trabalho. Manter um ambiente de trabalho seguro e saudável é responsabilidade do empregador e deve contar com a colaboração dos empregados. </li></ul><ul><li>Uma medida que pode ser adotada para a prevenção de doenças são as pausas durante a jornada de trabalho. </li></ul>
  13. 13. OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA PARA A SAÚDE DO COLABORADOR <ul><li>Algumas empresas investem na saúde de seus funcionários possibilitando a prática de atividades físicas (Ginástica laboral). Os benefícios incluem”: </li></ul><ul><li>Redução do estresse e depressão; </li></ul><ul><li>Redução das doenças cardiovasculares; </li></ul><ul><li>Aumento da auto-estima e bem estar (Pessoas mais ativas e motivadas); </li></ul><ul><li>Aumento da produtividade; </li></ul><ul><li>Redução do isolamento social </li></ul>
  14. 14. BENEFÍCIOS PARA O COLABORADOR (QVT) <ul><li>Qualidade de vida no trabalho é o conjunto das ações de uma empresa no sentido de implantar melhorias e inovações gerenciais, tecnológicas e estruturais no ambiente de trabalho(Limonge-França, 1996). </li></ul><ul><li>Estilo de vida que as pessoas almejam: É procurar integrar suas necessidades individuais, familiares e de carreira . </li></ul><ul><li>LUIZ ALBERTO </li></ul>
  15. 15. BENEFÍCIOS PARA A EMPRESA <ul><li>Aumento da produtividade; </li></ul><ul><li>Redução do índice de absenteísmo; </li></ul><ul><li>Diminuição dos custos médicos; </li></ul><ul><li>Diminuição da rotatividade na mão-de-obra; </li></ul><ul><li>Melhora da imagem dos funcionários . </li></ul><ul><li>O trabalhador, de acordo com a sua respectiva área profissional, podendo despertar as habilidades latentes do trabalhador, melhorando a sua qualificação, o que certamente proporcionará um melhor desempenho no trabalho. Trazendo benefícios para a sua saúde, tornando o ambiente de trabalho mais agradável. </li></ul>
  16. 16. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ( QVT) <ul><li>Laboratório Sabin : Sexta melhor empresa para se trabalhar no Brasil. </li></ul><ul><li>“ Construímos nossas relações de trabalho, a partir de valores da família e da vida social, baseados em igualdade, respeito e aceitação incondicional do outro. Adotamos uma política de gestão de pessoas, que se baseia em cinco princípios: desenvolver, desafiar, reconhecer, recompensar, celebrar”, contam, em coro, as sócias Janete Vaz e Sandra Costa. </li></ul><ul><li>Diminuição da rotatividade, dispensa médica, maior produtividade, motivação, bem estar, entre outros. </li></ul>
  17. 17. “ O que mais desejamos na vida é felicidade, busca antiga do homem. Porém, para ser feliz, é necessário ter saúde, satisfação consigo próprio e com seu trabalho, e tudo isso compreende a qualidade de vida”( Antônio Lázaro). <ul><li>O grupo a “Grande Família” agradece a atenção. </li></ul><ul><li>Obrigado (a)! </li></ul>

×