03/08/20111FISIOPATOLOGIA ENDÓCRINASemiologiaGiovanna BalariniProfessora Adjunta de Endocrinologia – UFF2011gibalarini@gma...
03/08/20112CONCEITOS GERAIS SOBRE OS HORMÔNIOSCONCEITOS GERAIS SOBRE OS HORMÔNIOS
03/08/20113HIPÓFISE TIREÓIDETESTÍCULOSPARATIREÓIDEPÂNCREASOVÁRIOSHIPOTÁLAMOADRENAISAS PRINCIPAIS GLÂNDULAS ENDÓCRINASFUNÇÕ...
03/08/20114TIPOS DE HORMÔNIOSClassificação química ExemplosDerivados de aminas(tirosina)- Adrenalina, noradrenalina- Hormô...
03/08/20115Diferenças entre ações de substâncias endócrinas,parácrinas e neurócrinasAÇÃO ENDÓCRINA(distribuição através da...
03/08/20116Hormônios peptídeose aminasHormônios esteróidesHormôniostireoidianosReceptor de membranaReceptor intracelularRe...
03/08/20117FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronism...
03/08/20118FISIOPATOLOGIAPâncreas - Diabetes MellitusDiabetes Mellitus: Tipo 1 Tipo 2 Secundário a drogas e outras doen...
03/08/20119PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA + FATORES AMBIENTAISFALHA NATOLERÂNCIA IMUNOLÓGICAATIVAÇÃO CÉLS. T CD4ESPECÍFICASATIVAÇÃ...
03/08/201110PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA + FATORES AMBIENTAISFALHA NATOLERÂNCIA IMUNOLÓGICAATIVAÇÃO CÉLS. T CD4ESPECÍFICASATIVAÇ...
03/08/201111Resistência à insulinaGlicose (G)Insulina (I)IISecreção deficientede insulinaLiberação excessivade ácidos grax...
03/08/201112Acantose nigricansEspessamento aveludado da pele e hiperpigmentação simétrica de flexurascutâneas, como regiõe...
03/08/201113DM1 versus DM2Característica DM1 DM2Início Agudo, sintomático(poliúria, polidipsia, polifagia)Lento, geralment...
03/08/201114Tiroxina (t4)Os Hormônios tireoidianosTriiodotironina (t3)População Ingestão diária de IodoAdultos 150 mcg/dia...
03/08/201115FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronis...
03/08/201116HipotireoidismoTireoidite de Hashimoto Descrita por Hakaru Hashimoto em 1912 Origem: autoimune Causa mais c...
03/08/201117TIREOIDITE DE HASHIMOTOInfiltrado linfocítico noparênquima tireoidiano (HE)Cretinismo no Congo (idade de 15-20...
03/08/201118HipotireoidismoManifestações clínicas – pele e fâneros Acúmulo de glicosaminoglicanas na derme e outros tecid...
03/08/201119 motilidade intestinal  queixa frequente de constipação, podeocorrer impactação fecal com megacólon mixedem...
03/08/201120 HT: essencial para crescimento normal e maturação do esqueleto Retardo do crescimento  redução da síntese ...
03/08/201121 Na infância  imaturidade sexual, se não tratado Na adolescência  retardo puberal Na mulher:- ciclos anov...
03/08/201122Resposta ao tratamento 47 anos, com com tireoidite de HashimotoHipotireoidismoFISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓ...
03/08/201123HipertireoidismoDoença de Graves Causa mais comum de hipertireoidismo:  80% dos casos Se não tratada  comp...
03/08/201124Patogênese da Doença de GravesHipertireoidismoManifestações clínicas – pele e fâneros Pele quente e úmida  ...
03/08/201125  FC e  contratilidade   DC, HA sistólica  Resistência vascular sistêmica   pressão de pulso Insufic...
03/08/201126HipertireoidismoManifestações neuropsiquiátricas  sensibilidade às catecolaminas circulantes:- agitação- ans...
03/08/201127FISIOPATOLOGIAAdrenal Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiê...
03/08/201128FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronis...
03/08/201129Produção excessiva de aldosterona pela zona glomerulosa do córtexadrenal  independente de estímulo pelo SRA...
03/08/201130FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronis...
03/08/201131FeocromocitomaManifestações clínicasSINTOMA FREQUÊNCIAHipertensão arterial 90%Cefaleia 80%Sudorese 71%Palpitaç...
03/08/201132 Estimulam catabolismo proteico na pele, músculo e tecidoconjuntivo:- menor síntese de colágeno- atrofia musc...
03/08/201133 Inibem resposta imunológica:-  linfócitos-  eosinófilos-  neutrófilos Inibem atividade inflamatória:- in...
03/08/201134 Inibem crescimento linear do esqueleto Inibem o eixo:- hipotálamo-hipófise-tireóide   secreção do TSH- hi...
03/08/201135• Estado clínico decorrente da secreção aumentada, persistente einapropriada de cortisol• Mortalidade em 5 ano...
03/08/201136Facies CushingóideSíndrome de CushingManifestações clínicasGibaAcantose NigricansEstrias violáceas Obesidade c...
03/08/201137Síndrome de CushingManifestações clínicas(Pinheiro MM, Arq Neuro-Psiquiatr 1999)Retardo de crescimentoFISIOPAT...
03/08/201138Insuficiência adrenal primária• Doença de Addison• lesão adrenocortical:  da produção de glico e mineralocort...
03/08/201139Insuficiência adrenal primáriaManifestações clínicas gerais MUITO COMUNSMal estar Fadiga Fraqueza generali...
03/08/201140Insuficiência adrenal primáriaHiperpigmentação MSH estimula os melanócitos:  conteúdo de melanina Linhas/do...
03/08/201141Insuficiência adrenal primáriaAnormalidades eletrolíticas e ácido-base Deficiência de aldosterona:- hiponatre...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fisiologia endocrina

630 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fisiologia endocrina

  1. 1. 03/08/20111FISIOPATOLOGIA ENDÓCRINASemiologiaGiovanna BalariniProfessora Adjunta de Endocrinologia – UFF2011gibalarini@gmail.comCONCEITOS GERAIS SOBRE OS HORMÔNIOSHORMÔNIOS - Grego Hórmon - significa excitar, estimular -provocar algum tipo de reação em outra região do organismoSão moléculas sinalizadoras ou substâncias químicas queregulam e coordenam várias funções biológicas no organismo
  2. 2. 03/08/20112CONCEITOS GERAIS SOBRE OS HORMÔNIOSCONCEITOS GERAIS SOBRE OS HORMÔNIOS
  3. 3. 03/08/20113HIPÓFISE TIREÓIDETESTÍCULOSPARATIREÓIDEPÂNCREASOVÁRIOSHIPOTÁLAMOADRENAISAS PRINCIPAIS GLÂNDULAS ENDÓCRINASFUNÇÕES GERAIS DO SISTEMA ENDÓCRINOFUNÇÃO HORMÔNIOS ENVOLVIDOSRespostas adaptativas a situaçõesde alarmeCortisol, ACTH, catecolaminas,ADH, glucagonManutenção do meio interno ADH, aldosterona, PTH, calcitoninaUtilização e armazenamento deenergiaInsulina, hormônios tireoidianos,glucagon, leptina, cortisolCrescimento e desenvolvimento Insulina, GH, hormônios sexuaisReprodução LH, FSH, hormônios sexuais
  4. 4. 03/08/20114TIPOS DE HORMÔNIOSClassificação química ExemplosDerivados de aminas(tirosina)- Adrenalina, noradrenalina- Hormônios tireoidianosEsteróides- Mineralocorticóide: aldosterona- Glicocorticóide: cortisol- Esteróides sexuais: estrogênio,testosterona, progesteronaProteicos- Oligopeptídeos: TRH, ADH, GnRH- Polipeptídeos simples: insulina, glucagon- Polipeptídeos complexos: TSH, LH, FSH,ACTH, PTH, GHAÇÕES HORMONAIS Endócrina Parácrina Autócrina Neurócrina Intrácrina
  5. 5. 03/08/20115Diferenças entre ações de substâncias endócrinas,parácrinas e neurócrinasAÇÃO ENDÓCRINA(distribuição através da correntesangüínea)AÇÃO PARÁCRINA(distribuição por difusão nointerstício)
  6. 6. 03/08/20116Hormônios peptídeose aminasHormônios esteróidesHormôniostireoidianosReceptor de membranaReceptor intracelularReceptores nuclearesmRNASíntese proteicaSegundo mensageiro:cAMP, Ca++, outrosRESPOSTABIOLÓGICAMECANISMOS DE AÇÃO HORMONAL++HIPOTÁLAMOHIPÓFISE-+HORMÔNIOMecanismos de retroalimentação negativaREGULAÇÃO DA SECREÇÃO HORMONALGLÂNDULA-ALVO
  7. 7. 03/08/20117FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de AddisonFISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de Addison
  8. 8. 03/08/20118FISIOPATOLOGIAPâncreas - Diabetes MellitusDiabetes Mellitus: Tipo 1 Tipo 2 Secundário a drogas e outras doençasAÇÕES DA INSULINA NOS TECIDOS ALVOSAções daInsulinaFÍGADOTECIDOADIPOSOTECIDOMUSCULARAnabólicas síntese deglicogênio e deácidos graxos lipogênese síntese deácidos graxos captação deaminoácidos síntese deproteínasAnti-catabólicas GlicogenóliseGliconeogênese lipólise  catabolismoprotéico
  9. 9. 03/08/20119PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA + FATORES AMBIENTAISFALHA NATOLERÂNCIA IMUNOLÓGICAATIVAÇÃO CÉLS. T CD4ESPECÍFICASATIVAÇÃO:• CÉLS. B (B)• CÉLS. NK (NK)• CÉLS. CD8+ (T-CD8+)• MACRÓFAGOS (M)Ataque Imune Contra Células BetaAdaptado de RACFDiabetes Mellitus tipo 1(Adaptado deWeetman 2003)GERAÇÃO DE UM REPERTÓRIO IMUNE NO TIMO OU MEDULA ÓSSEATOLERÂNCIA CENTRAL:Linfócitos anti-self sofrem apoptoseAlguns linfócitos anti-self escapamda tolerância centralTOLERÂNCIA PERIFÉRICA:• Ignorância• Anergia• Homeostase – CTLA-4• RegulaçãoFALHA NA TOLERÂNCIARESULTANDO EM AUTOIMUNIDADEGENESerradosAMBIENTEerrado
  10. 10. 03/08/201110PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA + FATORES AMBIENTAISFALHA NATOLERÂNCIA IMUNOLÓGICAATIVAÇÃO CÉLS. T CD4ESPECÍFICASATIVAÇÃO:• CÉLS. B (B)• CÉLS. NK (NK)• CÉLS. CD8+ (T-CD8+)• MACRÓFAGOS (M)AUTO-IMUNIDADECELULAR E HUMORALT-CD4+T-CD8+MNKBIL-1ßTNF-IFN-ILHOTASLANGHERHANSINSULITECÉLULA BETAMENOR PRODUÇÃO INSULINAdiabetesAtaque Imune Contra Células BetaAdaptado de RACFDiabetes Mellitus tipo 1Diabetes mellitus tipo 2DOIS DEFEITOSDeFronzo RA. Diabetes 37:667,1988 – Idem Diabetes Reviews 5(3):1,1997Genes GenesSecreção de insulinadiminuída Resistência à insulinaTolerância diminuída àglicoseDM2Tolerância diminuída àglicoseMeio ambienteMeio ambiente
  11. 11. 03/08/201111Resistência à insulinaGlicose (G)Insulina (I)IISecreção deficientede insulinaLiberação excessivade ácidos graxosCaptação reduzida deglicose (defeito receptorou pós-receptor)Produção excessivade glicoseResistência à ação da insulinaCarboidratoSíndrome de Resistência InsulínicaInsulinaMúsculoFígadoAdiposoPâncreasHiperinsulinemiaCompensatória+ AdipogêneseAlteração daSinalizaçãoIL6IL1TNFResistinaVisfatina< AdiponectinaInflamação
  12. 12. 03/08/201112Acantose nigricansEspessamento aveludado da pele e hiperpigmentação simétrica de flexurascutâneas, como regiões cervical, axilar e inguinal.Macroangiopatia MicroangiopatiaEstágio IIIDiabetes mellitus tipo 2Estágio IITolerânciadiminuída àglicoseEstágio ITolerâncianormal àglicoseGlicose plasmáticapós-prandialProdução de glicoseTransporte de glicoseDeficiência secretória de insulinaAterogêneseHiperinsulinemiaResistência à insulinaGenes do DiabetesLipogêneseObesidadeRelaçãocintura/quadrilHipertensão arterialTGHDLDM2: a ponta do icebergDM2Matthaei S. et al. Endocrine Reviews 21:585-618, 2000, adaptado de Beck-Nielsen and Groop
  13. 13. 03/08/201113DM1 versus DM2Característica DM1 DM2Início Agudo, sintomático(poliúria, polidipsia, polifagia)Lento, geralmenteassintomáticoApresentação clínica Perda de peso ObesidadeIdade Criança, adolescente > Adulto * Adulto > Criança eadolescente *Outras condiçõesassociadasDoenças autoimunes (ex:vitiligo, hipotireoidismo, doençacelíaca, doença de Addison,anemia perniciosa …)Acantose nigricans, HAS,obesidade, dislipidemia,doença cardiovascular,síndrome dos ováriospolicísticos …Tratamento Insulina desde o início Medicamentos oraisAnticorpos Positivos Negativos* A idade do diagnóstico do DM2 tem diminuído: obesidade nas crianças e adolescentes!FISIOPATOLOGIATireóide Hipotireoidismo Hipertireoidismo
  14. 14. 03/08/201114Tiroxina (t4)Os Hormônios tireoidianosTriiodotironina (t3)População Ingestão diária de IodoAdultos 150 mcg/diaGestantes 200 mcg/diaCrianças 90-120 mcg/diaEfeitos metabólicos dos hormônios tireoidianosT4 → T3T3TRDNA mRNAMitocôndrias Enzimas da cadeia respiratória outras enzimas e proteínas NaK-ATPasePtns paracrescimento ematuração Consumo de O2  Taxa metabólicaDébito cardíaco Ventilação Ingestão alimentar Mobilização de CH,ptn e gorduraendógenos CO2 Ventilação UréiaMassa muscular Tecido adiposo Termogênese Sudorese Perda insensívelde águaO2 substratos
  15. 15. 03/08/201115FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de AddisonADULTOS1. Tireoidite autoimune (Hashimoto)2. TTO do hipertireoidismo (radioiodo ou tireoidectomia)3. Radioterapia externa cervical4. Deficiência grave de iodo5. Doenças infiltrativas (amiloidose, sarcoidose, hemocromatose)CONGÊNITO/NEONATAL1. Ectopia/agenesia2. Defeito no receptor do TSH ou ptn G3. Dishormonogênese:- defeito no transporte de iodo (NIS)- deficiência de iodotirosina dehalogenases- defeito de organificação da Tg- defeito de síntese da TgHipotireoidismoEtiologia
  16. 16. 03/08/201116HipotireoidismoTireoidite de Hashimoto Descrita por Hakaru Hashimoto em 1912 Origem: autoimune Causa mais comum de hipotireoidismo em nosso meio 5% da população adulta 3x mais comum em mulheres Dx: quarta- quinta décadas de vida(Adaptado deWeetman 2003)GERAÇÃO DE UM REPERTÓRIO IMUNE NO TIMO OU MEDULA ÓSSEATOLERÂNCIA CENTRAL:Linfócitos anti-self sofrem apoptoseAlguns linfócitos anti-self escapamda tolerância centralTOLERÂNCIA PERIFÉRICA:• Ignorância• Anergia• Homeostase – CTLA-4• RegulaçãoFALHA NA TOLERÂNCIARESULTANDO EM AUTOIMUNIDADEGENESerradosAMBIENTEerrado
  17. 17. 03/08/201117TIREOIDITE DE HASHIMOTOInfiltrado linfocítico noparênquima tireoidiano (HE)Cretinismo no Congo (idade de 15-20 anos)extraído, enquanto disponível, de: http://www.thyroidmanager.org/Chapter20/20-frame.htmHipotireoidismoBócio endêmicoDeficiência de iodo na dieta: bócio + hipotireoidismoTrês mulheres no Himalaia
  18. 18. 03/08/201118HipotireoidismoManifestações clínicas – pele e fâneros Acúmulo de glicosaminoglicanas na derme e outros tecidos:- MIXEDEMA  pele espessada e aparência inchada- Macroglossia  edema na língua- Voz rouca  espessamento das membranas mucosas dafaringe e laringe Pele amarela  acúmulo de caroteno Pele seca   fluxo sanguíneo,  atividade das gls sudoríparas Madarose  perda do terço distal da sobrancelha Queda de cabelos   fluxo sanguíneo Cabelos ressecados   fluxo sanguíneo FC e  contratilidade   DC em repouso,  tolerância ao exercício  Resistência vascular sistêmica  HA diastólica, intolerância ao frio,pele fria e pálida Derrame pericárdico rico em glicosaminoglicanas (casos graves) Derrame pleural  frequente, raramente causa dispnéia Envolvimento mixedematoso dos mm respiratórios  hipóxia (casosgraves) Macroglossia  apnéia do sonoHipotireoidismoManifestações cardiovasculares e respiratórias
  19. 19. 03/08/201119 motilidade intestinal  queixa frequente de constipação, podeocorrer impactação fecal com megacólon mixedematoso Distensão gasosa  taxa metabólica   apetite  ganho de peso modesto porretenção hídrica (mixedema) – raramente > 10% do peso corporaltotal  fluxo sanguíneo renal e TFG  débito urinário com acúmulo de água livre corporalHipotireoidismoManifestações gastrointestinais e renaisCRETINISMO  deficiência de HT na vida fetal ou ao nascimento:hipoplasia dos neurônios corticais, atraso na mielinização, redução davascularização  retardo mental, desenvolvimento motor prejudicado Nos adultos :- raciocínio lento- déficit de concentração- fala lenta e arrastada- perda de memória recente- letargia, apatia- demência- reflexos tendinosos lentificados: atraso na condução nervosa- síndrome do túnel do carpo: mixedema do nervo medianoHipotireoidismoManifestações do sistema nervoso central e periférico
  20. 20. 03/08/201120 HT: essencial para crescimento normal e maturação do esqueleto Retardo do crescimento  redução da síntese proteica e do IGF-I Prejuízo no crescimento linear  baixa estatura com membrosdesproporcionalmente curtos em relação ao troncoHipotireoidismoManifestações do sistema esquelético17 anos, fontanelas abertas, idade óssea de 9 meses (Cortesia Dr. Ronald B. Stein) Retardo mental Baixa estatura Sinais e sintomas gerias de hipotireoidismoHipotireoidismo congênito/neonatalCRETINISMOVeja mais em: http://arbl.cvmbs.colostate.edu/hbooks/pathphys/endocrine/thyroid/thyroid_preg.html
  21. 21. 03/08/201121 Na infância  imaturidade sexual, se não tratado Na adolescência  retardo puberal Na mulher:- ciclos anovulatórios  sangramentos menstruais volumosose irregulares-  libido e fertilidade-  aborto espontâneo No homem:-  libido, impotência- oligospermia Anemia   produção de eritropoetinaHipotireoidismoManifestações reprodutoras e hematopoiéticas Diminui metabolismo energético e a produção de calor:-  taxa metabólica basal-  apetite- intolerância ao frio-  discreta da temperatura corporal  metabolismo das gorduras  dislipidemiaHipotireoidismoManifestações do metabolismo energético
  22. 22. 03/08/201122Resposta ao tratamento 47 anos, com com tireoidite de HashimotoHipotireoidismoFISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de Addison
  23. 23. 03/08/201123HipertireoidismoDoença de Graves Causa mais comum de hipertireoidismo:  80% dos casos Se não tratada  complicações cardiovasculares  potencialmentefatal Origem: autoimune Prevalência: 0,4-1,0% da população 5 a 10 vezes mais comum em mulheres Pico de incidência: 20-40 anosFatores ambientais:• estresse• tabagismo• ingestão de iodo• infecções• medicamentos• estrogêniosGenes:• HLA-DR• CTLA-4• PTPN22• CD 40• FRCL 3• TSH-RSistema imune• Cel T regulatória• Inativação do cromossomo XDOENÇA DE GRAVES
  24. 24. 03/08/201124Patogênese da Doença de GravesHipertireoidismoManifestações clínicas – pele e fâneros Pele quente e úmida   fluxo sanguíneo da pele Pele sedosa e fina   camada de queratina  sudorese   calorigênese Intolerância ao calor   calorigênese Mixedema pré-tibial:- exclusivo da DG, 5-10% dos pacientes- acúmulo de glicosaminoglicanas- espessamento da pele, principalmente da área pré-tibial- aspecto de casca de laranja, cor violácea
  25. 25. 03/08/201125  FC e  contratilidade   DC, HA sistólica  Resistência vascular sistêmica   pressão de pulso Insuficiência cardíaca hipercinética pode ocorrer  risco de arritmias, pp fibrilação atrial  consumo de oxigênio  dispnéia Fraqueza dos mm respiratórios  dispnéia Bócio volumoso  dispnéiaHipertireoidismoManifestações cardiovasculares e respiratórias  taxa metabólica basal  perda de peso com  apetite  motilidade intestinal  diarréia Bócio volumoso  disfagia  reabsorção óssea  osteoporoseHipertireoidismoManifestações gastrointestinais e ósseas
  26. 26. 03/08/201126HipertireoidismoManifestações neuropsiquiátricas  sensibilidade às catecolaminas circulantes:- agitação- ansiedade- irritabilidade- insônia- tremor fino de extremidadesDOENÇA DE GRAVES
  27. 27. 03/08/201127FISIOPATOLOGIAAdrenal Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência adrenal – Doença de AddisonMineralocorticóidesGlicocorticóidesAndrogêniosCatecolaminasAdrenal – Anatomia e histologia
  28. 28. 03/08/201128FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de AddisonFisiologia da AldosteronaFUNÇÕES DOS MINERALOCORTICÓIDES:- regulação da volemia- regulação do metabolismo do K+CONTROLE DA SECREÇÃO DE ALDOSTERONA:- SRAA- K+- ACTH Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona
  29. 29. 03/08/201129Produção excessiva de aldosterona pela zona glomerulosa do córtexadrenal  independente de estímulo pelo SRAConsequências:-  reabsorção de Na+  hipervolemia  HAS-  excreção renal de K+ e H+  Hipocalemia e alcalose metabólicaPrevalência na população hipertensa: 5-15%Causa + comum de HAS secundáriaHiperaldosteronismoHiperaldosteronismoManifestações clínicas Hipertensão arterial Cefaléia frontal ( VOLUME EXTRACELULAR) Fadiga, astenia Fraqueza muscular, paralisia periódica Polidipsia e poliúria (resistência a vasopressina) Intolerância à glicose ou diabetes mellitus ( sec. insulina) Retinopatia, proteinúria (50%), insuficiência renal (15%) Ausência de edema (“ESCAPE” DE SÓDIO) K+↑ AldosteronaRetenção H2O↑ Peptídeonatriurético atrialExpansãovolumeextracelular↑ Na+Inibição da bombaNa-K-ATPaseNatriurese:Escape de Na+
  30. 30. 03/08/201130FISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de AddisonTumor derivado de células cromafins que produzem, armazenam,secretam e metabolizam catecolaminas Raro: 0,2% dos hipertensos Pico: 4a e 5a décadas de vida Paraganglioma: feocromocitoma extra-adrenalFeocromocitoma
  31. 31. 03/08/201131FeocromocitomaManifestações clínicasSINTOMA FREQUÊNCIAHipertensão arterial 90%Cefaleia 80%Sudorese 71%Palpitação 64%Palidez 42%Tremor 31%Fraqueza / Fadiga 28%Nervosismo / ansiedade 22%Dor torácica 19%Dispneia 19% Cortisol: hormônio contra-regulador da insulina Estimulam depósito de glicogênio no fígado  gliconeogênese hepática Inibem a captação de glicose pelos músculos e tecido adiposo Ativam lipólise no tecido adiposo Ativam proteólise Estimulam a diferenciação dos adipócitos em adipócitos viscerais maior resistência à insulinaGlicocorticóidesEfeitos no metabolismo dos CH, ptn e gordura
  32. 32. 03/08/201132 Estimulam catabolismo proteico na pele, músculo e tecidoconjuntivo:- menor síntese de colágeno- atrofia muscular Inibem função dos osteoblastos e aumentam reabsorção óssea osteoporose Inibem a absorção de cálcio pelo intestino Aumentam a excreção renal de cálcioGlicocorticóidesEfeitos na pele, músculo, tecido conjuntivo, osso Aumento da pressão arterial:-  sensibilidade da musculatura lisa vascular ao efeitopressor das catecolaminas e angiotensina-  sensibilidade da musculatura lisa vascular aos efeitosvasodilatadores do óxido nítrico- atuam nos receptores de aldosterona dos rins: retençãode sódioGlicocorticóidesEfeitos na pressão arterial
  33. 33. 03/08/201133 Inibem resposta imunológica:-  linfócitos-  eosinófilos-  neutrófilos Inibem atividade inflamatória:- inibem diferenciação de monócitos em macrófagos- inibem ação da histamina- inibem síntese de prostaglandinasGlicocorticóidesEfeitos no sistema imune e inflamação Receptores de glicocorticóides são expressos no hipocampo,hipotálamo, cerebelo e córtex cerebral:- excesso causa psicose, depressão- falta causa apatia, letargiaGlicocorticóidesEfeitos no sistema nervoso e humor
  34. 34. 03/08/201134 Inibem crescimento linear do esqueleto Inibem o eixo:- hipotálamo-hipófise-tireóide   secreção do TSH- hipotálamo-hipófise-gônadas   secreção do LH, FSHGlicocorticóidesEfeitos no sistema endócrinoFISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de Addison
  35. 35. 03/08/201135• Estado clínico decorrente da secreção aumentada, persistente einapropriada de cortisol• Mortalidade em 5 anos: 50%  DM, HAS, doença CV, fenômenostromboembólicos, suscetibilidade a infecções graves• Etiologia + comum: exógenaSíndrome de CushingCAUSAS ENDÓGENAS % do totalACTH dependenteDoença de Cushing (90%)Síndrome do ACTH ectópico (10%)70%ACTH independenteAdenoma adrenal (60%)Carcinoma adrenal (38%)Hiperplasia macronodular adrenal (1%)Doença adrenal nodular primária pigmentada (<1%)30%Síndrome de CushingManifestações clínicasAlterações psicológicas  depressão, psicoseHirsutismo, acne, alopécia temporal  hiperandrogenismoFacies Cushingóide  face em “lua cheia”, pletoraOsteoporose   reabsorção ósseaHAS  efeito mineralocorticóideGibacircunferência abdominal (obesidade centrípeta)Acantose nigricans  resistência insulínicaEstrias violáceas  proteólise do colágenoDisfunção gonadal  inibição do eixo gonadotróficoFraqueza muscular proximal  catabolismo protéico e  K+Equimoses fáceis  catabolismo proteicoCicatrização dificil  catabolismo proteicoIntolerância glicídica ou diabetes mellitus (30-60%) –efeito anti-insulínico do cortisol
  36. 36. 03/08/201136Facies CushingóideSíndrome de CushingManifestações clínicasGibaAcantose NigricansEstrias violáceas Obesidade centrípetaSíndrome de CushingManifestações clínicasEquimoses fáceisHirsutismo, acne
  37. 37. 03/08/201137Síndrome de CushingManifestações clínicas(Pinheiro MM, Arq Neuro-Psiquiatr 1999)Retardo de crescimentoFISIOPATOLOGIA DAS DOENÇAS ENDÓCRINAS Diabetes mellitus Hipotireoidismo Hipertireoidismo Hiperaldosteronismo Feocromocitoma Hipercortisolismo - Síndrome de Cushing Insuficiência Adrenal - Doença de Addison
  38. 38. 03/08/201138Insuficiência adrenal primária• Doença de Addison• lesão adrenocortical:  da produção de glico e mineralocorticóideDESTRUIÇÃO ANATÔMICA DAGLÂNDULA(destruição > 90% dasglândulas)•Adrenalite autoimune• Infecções: tuberculose, hanseníase, micoses sistêmicas(histoplasmose, paracoco, criptococose), SIDA, CMV• Doenças infiltrativas: amiloidose, sarcoidose, hemocrom• Metástases: pulmão, mama, rim, melanoma, linfoma• Hemorragia adrenal: trauma, anticoagulantes, síndromeantifosfolipídio, sepse• Adrenalectomia bilateralFALÊNCIA METABÓLICA DAPRODUÇÃO HORMONAL• Hiperplasia adrenal congênita• Inibidores da esteroidogênese adrenal: cetoconazol,mitotano, metirapona, aminoglutetimidaAnticorpos anti-ACTHMutação no receptor do ACTHHipoplasia adrenal congênita • Mutações no DAX-1, mutações no SF-1Insuficiência adrenal primáriaManifestações clínicasSinal, sintoma FrequênciaFadiga, fraqueza 100%Anorexia 100%Perda de peso 100%Hiperpigmentação 94%Sintomas GI (N, V, dorabdominal, diarreia)92%Avidez por sal 16%Hipotensão postural 12%Hipoglicemia 10%AchadolaboratorialFrequênciaHiponatremia 88%Hipercalemia 64%Eosinofilia 17%
  39. 39. 03/08/201139Insuficiência adrenal primáriaManifestações clínicas gerais MUITO COMUNSMal estar Fadiga Fraqueza generalizada Anorexia Perda de peso: 2 a 15 kgInsuficiência adrenal primáriaManifestações clínicas gastrointestinais Náuseas, vômitos, dor abdominal, diarréia, constipação Comuns Correlacionam-se com a gravidade da insuficiência adrenal Mecanismo: ????? Ocorre retardo no esvaziamento gástrico
  40. 40. 03/08/201140Insuficiência adrenal primáriaHiperpigmentação MSH estimula os melanócitos:  conteúdo de melanina Linhas/dobras das palmas das mãos, aréola, mamilo, axila, mucosa oral,cicatrizes novasHIPOTENSÃO: Deficiência de aldosterona  hipovolemia  glicocorticóides   síntese de adrenalina pelas adrenaisHIPOGLICEMIA: Mais comum em recém-nascidos e crianças Mais comum durante infecção, febre  cortisol  perda do efeito hiperglicemiante  adrenalina  perda do efeito hiperglicemianteInsuficiência adrenal primáriaHipotensão e hipoglicemia
  41. 41. 03/08/201141Insuficiência adrenal primáriaAnormalidades eletrolíticas e ácido-base Deficiência de aldosterona:- hiponatremia- hipercalemia- acidose metabólica Avidez por salInsuficiência adrenal primáriaAnormalidades na função sexual  androgênios   pilificação axilar e pubiana na mulher Doença crônica, perda de peso  amenorréia

×