INTRODUÇÃO AO  ESTUDO DA   ECOLOGIA
DEFINIÇÃO DE ECOLOGIA  É O RAMO DA BIOLOGIA QUEESTUDA OS SERES VIVOS E SUAS         RELAÇÕESSER VIVO              SER VIVO...
NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CÉLULA              TECIDO     ÓRGÃO/SIST.                                                   INDIVÍD...
OUTROS CONCEITOS           FUNDAMENTAIS           HABITAT             NICHO                ECOLÓGICOLOCAL COMUM = SAVANA  ...
CADEIA ALIMENTAR E NÍVEL TRÓFICO                CONSUMIDOR                TERCEÁRIO   CONSUMIDOR   SECUNDÁRIO         CONS...
TEIA ALIMENTARConsumidorterceário                                   Consumidor                                   secundári...
PIRÂMIDES ECOLÓGICAS    PIRÂMIDES DE NÚMEROS  COBRA  PARDAL          PARASITASGAFANHOTO          CUPINS CAPIM             ...
PIRÂMIDES ECOLÓGICAS      PIRÂMIDES DE BIOMASSAHOMEM=7OKg                 ZOOPLÂNCTON= 20g/m²  BOI=1t                     ...
PIRÂMIDES ECOLÓGICAS          PIRÂMIDES DE ENERGIA                                 ENERGIA                                ...
TIPOS DE RELAÇÕES                    INTRA-ESPECÍFICAS                  IND. DA MESMA ESPÉCIE HARMÔNICAS  +/+ OU +/ 0     ...
COMPONENTES ABIÓTICOS DEUM ECOSSISTEMA
DEFINIÇÃO BÁSICA: São os        fatores do meio ambiente       que atuam nos seres vivos.                      LUZIMPORTÂN...
TEMPERATURA                 TEMPERATURA VARIÁVEL = PECILOTÉRMICOSCLASSIFICAÇÃ     TEMPERATURA CONSTANTE =      O:       ...
PRESSÃO                 EURÍBAROS = SUPORTAM GRANDESCLASSIFICAÇÃ    VARIAÇÕES     O:          ESTENÓBAROS = NÃO SUPORTAM...
SALINIDADE                EURÍALINOS = SUPORTAM GRANDESCLASSIFICAÇÃ   VARIAÇÕES     O:         ESTENÓALINOS = NÃO SUPORT...
SALINIDADE        EURIALINOS         CATÁDROMO      LAMPRÉIAS E ENGUIAS             ANÁDROMORIO         SALMÃO E TAINHA   ...
TIPOS DE RELAÇÕES                    INTRA-ESPECÍFICAS                  IND. DA MESMA ESPÉCIE HARMÔNICAS  +/+ OU +/ 0     ...
RELAÇÕES HARMÔNICAS INTRA-        ESPECÍFICASCOLÔNIAS         SOCIEDADE                    RAINHA                  OPERÁRI...
RELAÇÕES HARMÔNICAS         INTERESPECÍFICAS                  MUTUALISMO                          PROTOCOOPERAÇ  SIMBIOSE ...
RELAÇÕES HARMÔNICAS       INTERESPECÍFICASCOMENSALISM                  INQUILINISMO    O                   PEPINO DO MAR  ...
RELAÇÕES HARMÔNICAS      INTERESPECÍFICASEPIFITISMO         FORESIA       ORQUÍDEAS     CRACAS           E           E    ...
RELAÇÃO DESARARMÔNICA            INTRA-ESPECÍFICA                  CANIBALISMOFATORES QUE INFLUENCIAM: STRESS, ESPAÇO, COM...
RELAÇÕES DESARMÔNICAS      INTERESPECÍFICASPREDATISMO       PARASITISMO             ENDOPARASITA = LOMBRIGA             EC...
RELAÇÕES DESARMÔNICAS      INTERESPECÍFICASAMENSALISM               ESCLAVAGISMO    O                  FORMIGA            ...
CAMUFLAGEMQUANDO O ANIMAL SE CONFUNDE COM O            AMBIENTECAMALEÃO             URSO POLAR           POLVO           C...
MIMETISMO   QUANDO INDIVÍDUOS DE UMA ESPÉCIE          PARECEM DE OUTRA              BATESIAN                 O            ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conceitosdeecologiareviso 110513182309-phpapp01

380 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
380
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitosdeecologiareviso 110513182309-phpapp01

  1. 1. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA
  2. 2. DEFINIÇÃO DE ECOLOGIA É O RAMO DA BIOLOGIA QUEESTUDA OS SERES VIVOS E SUAS RELAÇÕESSER VIVO SER VIVOSER VIVO MEIO AMBIENTE
  3. 3. NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CÉLULA TECIDO ÓRGÃO/SIST. INDIVÍDUOCITOLOGIA HISTOLOGIA ANATOMIA COMUNIDADECONJUNTO DE POPULAÇÕES POPULAÇÃO QUE HABITAM UM MESMA CONJUNTO DE INDIVÍDUOS ÁREA/VOLUME DE UMA MESMA ESPÉCIE ÁREA/VOLUME ECOSSISTEMA BIOSFERA CONJUNTO DE BIOCENOSE ECOSSISTEMAS (COMUNIDADE) DO PLANETA TERRA + BIÓTOPO
  4. 4. OUTROS CONCEITOS FUNDAMENTAIS HABITAT NICHO ECOLÓGICOLOCAL COMUM = SAVANA PROFISSÃO = SEUPAPELZEBRA, ELEFANTE, HIENA... MUITOESPECÍFICO ENDEREÇO QUANDO MUITOPRÓXIMO GERACOMPETIÇÃO
  5. 5. CADEIA ALIMENTAR E NÍVEL TRÓFICO CONSUMIDOR TERCEÁRIO CONSUMIDOR SECUNDÁRIO CONSUMIDOR QUATERNÁRIO CONSUMIDOR PRIMÁRIO PRODUTORES
  6. 6. TEIA ALIMENTARConsumidorterceário Consumidor secundárioConsumidor primárioe secundário Consumidor Consumidor primário primário Produtor Produtor Decompositores
  7. 7. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE NÚMEROS COBRA PARDAL PARASITASGAFANHOTO CUPINS CAPIM ÁRVOREPIRÂMIDE PIRÂMIDE DIREITA INVERTIDA
  8. 8. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE BIOMASSAHOMEM=7OKg ZOOPLÂNCTON= 20g/m² BOI=1t FITOP.=4g/m²ALFAFA=8tPIRÂMIDE PIRÂMIDE DIREITA INVERTIDA
  9. 9. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE ENERGIA ENERGIA DISSIPADA EM FORMA CONS.SEC. DE CALOR CONS. PRIM. PRODUTOROBSERVAÇÃO:NÃO EXISTE PIRÂMIDE INVERTIDA NESTE CASO.
  10. 10. TIPOS DE RELAÇÕES INTRA-ESPECÍFICAS IND. DA MESMA ESPÉCIE HARMÔNICAS +/+ OU +/ 0 INTERESPECÍFICAS IND. DE ESPÉCIES DIFERENTES INTRA-ESPECÍFICASDESARMÔNICAS +/− INTERESPECÍFICAS
  11. 11. COMPONENTES ABIÓTICOS DEUM ECOSSISTEMA
  12. 12. DEFINIÇÃO BÁSICA: São os fatores do meio ambiente que atuam nos seres vivos. LUZIMPORTÂNCIA : FOTOSSÍNTESE FOTOPERIODICIDADE FOTÓFILO S CLASSIFICAÇÃ O FOTÓFOB OS
  13. 13. TEMPERATURA  TEMPERATURA VARIÁVEL = PECILOTÉRMICOSCLASSIFICAÇÃ  TEMPERATURA CONSTANTE = O: HOMEOTÉRMICOS “LEMBRAR”- Cada ser possui uma temperatura ótima de sobrevivência para o seu metabolismo. ÁGUA ARMAZENAMENTO DE ÁGUAADAPTAÇÕES URINA POUCO : FEZES SECAS AUSÊNCIA OU BAIXA QUANTIDADE DE GLÂNDULAS SUDORÍPARAS XERÓFITAS - RAÍZES LONGAS, FOLHAS COM A FORMA DE ESPINHOS.
  14. 14. PRESSÃO  EURÍBAROS = SUPORTAM GRANDESCLASSIFICAÇÃ VARIAÇÕES O:  ESTENÓBAROS = NÃO SUPORTAM VARIAÇÕES “NÃO ESQUEÇA”- Ao nível do mar a pressão normal é de 1 atm. Se subimos ela diminui, se afundamos ela aumenta. EURÍBAROS ESTENÓBARO S
  15. 15. SALINIDADE  EURÍALINOS = SUPORTAM GRANDESCLASSIFICAÇÃ VARIAÇÕES O:  ESTENÓALINOS = NÃO SUPORTAM VARIAÇÕES ESTENÓALINO S PIRANHAS
  16. 16. SALINIDADE EURIALINOS CATÁDROMO LAMPRÉIAS E ENGUIAS ANÁDROMORIO SALMÃO E TAINHA MAR
  17. 17. TIPOS DE RELAÇÕES INTRA-ESPECÍFICAS IND. DA MESMA ESPÉCIE HARMÔNICAS +/+ OU +/ 0 INTERESPECÍFICAS IND. DE ESPÉCIES DIFERENTES INTRA-ESPECÍFICASDESARMÔNICAS +/− INTERESPECÍFICAS
  18. 18. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTRA- ESPECÍFICASCOLÔNIAS SOCIEDADE RAINHA OPERÁRIASPhysalia sp. ZANGÕES
  19. 19. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS MUTUALISMO PROTOCOOPERAÇ SIMBIOSE ÃO LÍQUENS BEM-TE-VI (SE ALIMENTA)ALGA (ALIMENTO) + + RINOCERONTE FUNGO (CARRAPATO) (PROTEÇÃO)
  20. 20. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICASCOMENSALISM INQUILINISMO O PEPINO DO MAR TUBARÃO (CASA) + + RÊMORA FIERASTER (INQUILINO)
  21. 21. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICASEPIFITISMO FORESIA ORQUÍDEAS CRACAS E E ÁRVORES SIRI
  22. 22. RELAÇÃO DESARARMÔNICA INTRA-ESPECÍFICA CANIBALISMOFATORES QUE INFLUENCIAM: STRESS, ESPAÇO, COMPETIÇÃO E ALIMENTO TUBARÃO PORCO COELHO
  23. 23. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTERESPECÍFICASPREDATISMO PARASITISMO ENDOPARASITA = LOMBRIGA ECTOPARASITA = CARRAPATO GUEPARDO E ANTÍLOPE
  24. 24. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTERESPECÍFICASAMENSALISM ESCLAVAGISMO O FORMIGA + ANTIBIOSE PULGÃO
  25. 25. CAMUFLAGEMQUANDO O ANIMAL SE CONFUNDE COM O AMBIENTECAMALEÃO URSO POLAR POLVO Cuidado: o grilo realiza camuflagem e mimetismo.
  26. 26. MIMETISMO QUANDO INDIVÍDUOS DE UMA ESPÉCIE PARECEM DE OUTRA BATESIAN O imita um maior ou + perigosoDEFENSIV O MÜLERIAN O utiliza maus odores

×