Orientacoes video

9.544 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
878
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
337
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orientacoes video

  1. 1. Vídeo Curto Digital: Algumas orientações... Prof.ª Adriana Sousa adrianassousa@yahoo.com.br Vitória da Conquista – BA
  2. 2. Em um trabalho audiovisual é imprescindível: ● Uma história interessante; ● Adequação ideia / tempo / público-alvo; ● Saber como funciona o equipamento que irá usar nas gravações; ● Conhecer as locações / montar os cenários com antecedência; ● Montagem de imagens / sons que prenda a atenção do espectador.
  3. 3. Fases de um vídeo Pré-Produção ● Produção ● Pós-Produção
  4. 4. Pré-Produção
  5. 5. Criação ● Fase intelectual ● Ideia ● Argumento “É a idéia trabalhada sobre a qual se desenvolverá uma sequência de atos e acontecimentos, que constituirão, futuramente, o roteiro”. ● Roteiro É o texto do vídeo com falas e cenas, para ser filmado. É o vídeo escrito. A história deverá prender a atenção do espectador que deve ter apresentação, problema e desfecho.
  6. 6. Roteiro: Algumas dicas (1/3) 1. Resuma a ideia geral da sua história em um único parágrafo; 2. Use a criatividade e originalidade e crie uma história interessante, com suspense, experiências com que os espectadores se identifiquem ou ações de impacto; 3. Defina os personagens e as características de cada um: quem e como são (aparência, gestos, fala), quais são as principais ações deles e o que elas desencadeiam na história.
  7. 7. Roteiro: Algumas dicas (2/3) 4. Ao escrever os diálogos, leve em consideração o perfil dos personagens (modo de falar, vícios de linguagem, etc.); 5. Se a história for longa (novela, por exemplo), lembre-se de que o fim de cada um deve ser um ponto determinante para manter o espectador interessado no capítulo seguinte; 6. Organize os trechos por sequências de filmagem: externas de dia, internas de dia, externas à noite, internas à noite, condições climáticas específicas etc.
  8. 8. Roteiro: Algumas dicas (3/3) 7. Não tente imitar ninguém. As influências são importantes como parâmetro e inspiração, mas você deve confiar na sua capacidade de criação. Dicas retiradas e adaptadas do site http://wiki.bemsimples.com/display/tempolivre/Dicas+para+es Vale a pena conferir: http://www.webtvcn.com/video/roteiro
  9. 9. Estrutura do Roteiro Cabeçalho: indica a inserção de uma nova cena. Descreve o lugar, o período (dia ou noite) e o ambiente (interno ou externo) que a cena se passa. Rubrica: descreve o lugar, o clima, os personagens e suas ações. Diálogos: são as falas dos personagens.
  10. 10. Exemplo de Roteiro Trecho do roteiro do programa Brava Gente Brasileira - Rede Globo – episódio “O circo” (08/02/2001) escrito por Iara Sydenstricker: Cena 1 - Estúdio/ INT/ Dia Stênio brinca com objetos circenses (malabares, chapéu de mágico, nariz de palhaço etc). Câmera nele, abrindo aos poucos para o estúdio. STENIO Tradição quase milenar, manifestação cultural que vai e vem. Caravana de profissionais da emoção, do humor, da alegria de crianças e adultos. É o circo que está chegando no "Brava Gente Brasileira" hoje! (...)
  11. 11. Na Pré-Produção deve-se: ● Providenciar o que determina o roteiro do vídeo; ● conhecer o espaço para gravar as imagens do vídeo; ● Definir as funções da equipe; ● Listar as atividades de cada componente da equipe; ● Listar o que será usado na produção; ● Montar cenários e/ou conhecer locações; ● Fazer o orçamento do vídeo (todos os custos devem entrar no orçamento).
  12. 12. Qual o equipamento disponível?
  13. 13. Movimentos de Câmera ● Panorâmico ● Tilt ● Steady cam ● Travelling ● Grua ● Câmera na mão ● Chicote
  14. 14. Movimentos de Lentes ● Zoom in ● Zoom out ● Foco ● Desfoco O zoom deve ser usado de forma moderada e calmamente (não usar de maneira brusca).
  15. 15. Planos e Regras de Enquadramento ● Plano Geral ● Contra Plongee ● Plano de Conjunto ● Plongee ● Plano Médio ● Simétrico ● Plano Americano ● Grande Plano ● Fechado Nunca “cortar” as imagens nas articulações.
  16. 16. Iluminação ● Dê preferência à luz natural; ● Mais claridade possível; ● Evitar sombras. Sonorização ● Imprimir ritmo à narrativa; ● Utilizar músicas livres; ● http://www.jamendo.com/br ● Adequar a emoção com a música.
  17. 17. Produção Crédito da Imagem: Kiyoshi Takahase Segundo
  18. 18. ● Adequação entre criatividade e investimento; ● Não pode alterar o roteiro; ● Coleta de cenas do vídeo (no mínimo 2 takes de cada cena); ● Uma pessoa da equipe anota quais cenas / takes ficaram melhores. ● Nas gravações, evitar ruídos (vento, conversas paralelas,...) ● A gravação das cenas não precisa seguir a seqüência cronológica do roteiro.
  19. 19. Pós-Produção
  20. 20. Programas para Edição de Vídeo ● Movie Maker (Windows) ● Kdenlive ● Kino ● Adobe Premiere ● Adobe After Effects – Efeitos especiais ● Camtasia Studio – Filmar ou fotografar a área de trabalho do seu sistema operacional (ótimo para fazer tutoriais)
  21. 21. Publicação http://www.youtube.com.br
  22. 22. ● Apresentação elaborada baseada no Curso de Produção de Vídeos Digitais Curtos para Educação oferecido pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT) para os multiplicadores dos NTE da Bahia; ● Imagens retiradas da Internet
  23. 23. Contatos Professora Adriana Sousa adrianassousa@yahoo.com.br ● http://nte16.blogspot.com ● (77) 3421-4500 Vitória da Conquista - BA

×