UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
Formação Continuada dos(as) Professores(as)
PACTO ENSINO MÉDIO
...O Percurso....
Pro...
Relembrando argumentos do
Projeto de Formação/PACTO:
Diretrizes Nacionais para o Ensino
Médio/DCNEM
Parecer CNE/CEB 05/201...
Os Cinco Pressupostos e Fundamentos p/ o E.M
no Parecer 05 CNE/CEB/2011
1- Trabalho, ciência, tecnologia e
cultura = ( dim...
Dimensões/Eixo Integrador q irão
atribuir:
Sentido aos Componentes
Curriculares
Significado aos:
a) Conceitos
b) Teorias
c...
DE ONDE ELES
PARTEM/DEVEM
PARTIR?
Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino
Losso/UFFS
5 11/06/2014
PARTEM/DEVEM :
Da Contextualização dos
Fenômenos Naturais e Sociais
=
Significá-los a partir da
Experiência dos Sujeitos
I...
É sob esse aspecto que o PACTO/E.M.
Ganha Força Política de instrumentalização dos sujeitos
para:
A vivência no mundo cont...
Exige a Substituição do Modelo Científico Cartesiano
parte de um pensamento que isola e separa, reduz o todo às suas
parte...
A compreensão dos internexos
intrínsecos aos Fenômenos
Naturais e Humanos vem
provocando, desde a metade do
século XX, a c...
Surge, então, a Interdisciplinaridade como uma luz no
fim do túnel, sobretudo, na Educação Escolar, que tem
seu modelo con...
Ensaiamos:
Uma ruptura com o currículo formal, em sua estrutura, regime
escolar, metodologia e duração, derivada de uma op...
A seleção dos conteúdos,
conceitos ou
conhecimentos significativos
têm o objetivo de
abranger e problematizar a
macroestru...
Para Tanto o Professor:
Precisa utilizar de instrumentos conceituais das
diferentes áreas do conhecimento para pensar as s...
A Noção de Aprendizagem por Meio de Projetos:
Baseada na problematização acerca de problemas
do cotidiano dos alunos
Decor...
Característica Dos sujeitos E.M.
Reveste-se o E.M. da necessidade de
construção/apropriação/socializaçã
o de conhecimento...
“(...)como um adestramento em
uma determinada habilidade sem o
conhecimento dos fundamentos
dessa habilidade e, menos aind...
O modelo pedagógico próprio
O E.M. necessita ser pensado como um modelo
pedagógico próprio a fim de criar situações
pedag...
1. Interdisciplinaridade
Confluência de olhares sobre objetos de estudo
específicos, sendo concebida como processo a ser
c...
“Podemos dizer que nos reconhecemos
diante dum empreendimento
interdisciplinar todas as vezes em que ele
conseguir incorpo...
2) Unidade Temática
O tratamento dos Conteúdos Curriculares não pode se
ausentar dessa premissa fundamental, prévia e conc...
O Tema TRABALHO :
Constitui um dos mais importantes elementos de articulação dos
conhecimentos científicos, tecnológicos e...
Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino
Losso/UFFS
22 11/06/2014
EIXOS INTEGRALIZADORES DA PROPOSTA PACTO
E.M.:
1.TRABALHO = AÇÃO TRANSFORMADORA SOBRE
O MUNDO
1.2 A CULTURA= conjunto de r...
1.3 A CIÊNCIA: produto processo
hominização/conhecimento dos fenômenos p/
produzir sua existência, é parte da cultura hum....
1.4 A TECNOLOGIA: utiliza
conhecimento da ciência e tb o
modifica, pq é “extensão das
capacidades humanas mediante
apropri...
AO TRANSFORMAR A REALIDADE E A SI
MESMO PELO TRABALHO O SER HUMANO
PRODUZ TB CONHEC., TECNOLOGIA
CULTURA.
Profª Drª Educaç...
QUE RELAÇÕES EXISTEM
ENTRE O QUE ENSINAMOS E O
MUNDO DO TRABALHO, DA
CIÊNCIA E DA CULTURA?
Profª Drª Educação Adriana R.Sa...
Temos, portanto:
A Categoria Trabalho como:
Mola Mestra, como
Unidade Temática a ser perseguida
na Configuração Curricular...
O TRABALHO
Do ponto de vista ontológico, o trabalho é, ao mesmo tempo:
a)A forma tipicamente humana de apropriação/interve...
A Categoria Trabalho como Fundamento Geral:
Necessária a construção de um novo parâmetro de
escola para o Ensino Médio, cu...
3) Unidade Metodológica
Proposta do Material do Pacto E.M.
06 Cadernos de formação de professores E.M.
Cad.I Ensino Médio...
3) Unidade Metodológica
A Organização Curricular E.M. Por
ÁREAS do CONHECIMENTO englobam:
os Conhecimentos que:
a) compart...
AS 04 ÁREAS CONHEC. E.M. Que:
Imbricam Conhecimento do:
a) Campo Técnico-científico
b) e do Cotidiano da Vida Social:
1.Ci...
3) Unidade Metodológica
Indicadores DCNEM das Diversidades de Arranjos
Curriculares Metodologias, independente da forma:
1...
Buscam Romper: c/ centralidade das
disciplinas/currículo e substituí-las
por aspectos mais globais q abranjam
a complexida...
3) Unidade Metodológica:
Propostas de Organização Curricular:
Em Dois Espaços e Tempos Alternados (pg.41
C.III):
1.Um volt...
Resultados Esperados:
Identificar componentes e conteúdos
curriculares q permitam se fazer
relações cada vez mais amplas e...
Inicialmente por Disciplinas e Áreas do Conhecimento
(recorte do real p/ aprofundar conceitos)
Alternadas com:
Atividades ...
3) Unidade Metodológica
Atividade Integradora
= Projetos (Pesq.=Neces./=Situação Probl./
= Eixos Transversais = partem da:...
3) Unidade Metodológica:
Eixos Temáticos Transversais
1-Acompanhamento Pedagógico;
2- Meio Ambiente;
3- Esporte e Lazer;
4...
A Formação Plena
vai além do domínio do conhecimento específico ou
do contexto profissionalizante em que este se
aplica.
=...
PRINCÍPIOS GERAIS:
• Unidade Temática: (eixo(s) integrador(es):
Trabalho, Ciência, Tecnologia, Cultura
• O Trabalho como P...
PRINCÍPIOS GERAIS
A Interdisciplinaridade : interação entre
campos de estudos, subvertendo sua ordem
hierárquica
Flexibili...
FORMAÇÃO HUMANA INTEGRAL
(inteireza, plenitude = dimensões: intelectual, afetiva,
social, corpórea)
=
OBJETIVO: FORMAÇÃO V...
SER CAPAZ DE INTERPRETAR AS CONDIÇÕES
HISTÓRICO-CULTURAIS DA SOCIEDADE EM QUE
VIVE E IMPOR AUTONOMIA ÁS SUAS AÇÕES E
PENSA...
Eixos Integradores do Currículo E.M
Dentre as muitas razões para centrar o
Currículo do E.M. na Categoria Trabalho, vamos
...
MARX E O TRABALHOR COMO MERCADORIA
“(...) o trabalhador tem o infortúnio de ser um
capital vivo, um capital com necessidad...
DEDUZ-SE DAS AFIRMAÇÕES:
1. No capitalismo o trabalho tem sua condição
transitória de mercadoria (coisa – fetiche)
2. O tr...
MÉSZÁROS:
COMO SE PODE SUPERAR AS
CONTRADIÇÕES DO
DESENVOLVIMENTO INSUSTENTÁVEL
DO CAPITALISMO ATUAL?
“Com o ‘coração anim...
Concebendo-se as Áreas Curriculares, ou
Disciplinas, como:
a) Formas e Olhares,
•de compreensão e interpretação do mundo,
...
Cada Área Curricular contribuirá,
a sua maneira, com suas ferramentas conceituais
específicas para elucidação das problemá...
A proposta dos cadernos exige:
Um repensar acerca dos conteúdos e metodologias utilizadas no
trabalho pedagógico p/ E.M.
P...
Em relação aos Conteúdos e a Produção do
Conhecimento
03 questões centrais e necessariamente, interligadas.
A 1ª, refere-s...
A 2ª Relaciona-se à questão da Abordagem dos Conteúdos,
Se a proposta é romper com conteúdos prescritos e superar a
passiv...
Mas, é preciso considerar que:
a proposta de organização de conteúdos:
a)não abandona o processo histórico como fundamento...
A 3ª questão diz respeito à própria Construção do
Conhecimento e Apropriação de Conceitos.
Podem ser apreendidos através d...
Em relação à organização e a escolha dos conteúdos a serem
ensinados,
02 aspectos fundamentais para a formação de qualquer...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BRASIL, 2011. Câmara de Educação Básica e do Conselho
Nacional de Educação do Ministério da Edu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pacto ensino medio rs uffs erechimadrianalosso

3.166 visualizações

Publicada em

FORMAÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO SOBRE O PACTO PELO ENSINO MÉDIO NO BRASIL

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
558
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
151
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pacto ensino medio rs uffs erechimadrianalosso

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Formação Continuada dos(as) Professores(as) PACTO ENSINO MÉDIO ...O Percurso.... Profª Drª em Educação Adriana R. Sanceverino Losso/UFFS/Campus Erechim/RS 1 11/06/2014
  2. 2. Relembrando argumentos do Projeto de Formação/PACTO: Diretrizes Nacionais para o Ensino Médio/DCNEM Parecer CNE/CEB 05/2011 e Resolução CNE/CEB 02/2012: Elegem as Dimensões: TRABALHO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA como base da proposta/ desenvolvimento curricular QUE CONSTITUI Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 2 11/06/2014
  3. 3. Os Cinco Pressupostos e Fundamentos p/ o E.M no Parecer 05 CNE/CEB/2011 1- Trabalho, ciência, tecnologia e cultura = ( dimensões da formação humana); 2-Trabalho como princípio educativo; 3- Pesquisa como princípio pedagógico; 4- Direitos Humanos como princípio norteador; 5- Sustentabilidade como meta universal. : Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 3 11/06/2014
  4. 4. Dimensões/Eixo Integrador q irão atribuir: Sentido aos Componentes Curriculares Significado aos: a) Conceitos b) Teorias c) Ideias TRABALHO/CIÊNCIA/TECNOLOGIA/CULTURA Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 4 11/06/2014
  5. 5. DE ONDE ELES PARTEM/DEVEM PARTIR? Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 5 11/06/2014
  6. 6. PARTEM/DEVEM : Da Contextualização dos Fenômenos Naturais e Sociais = Significá-los a partir da Experiência dos Sujeitos ISTO PRQUE: As Dimensões: Trabalho, Ciência, Tecnol. e Cultura não se produzem independente da sociedade e dos indivíduos. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 6 11/06/2014
  7. 7. É sob esse aspecto que o PACTO/E.M. Ganha Força Política de instrumentalização dos sujeitos para: A vivência no mundo contemporâneo, compreendendo as Complexas Relações entre os Fenômenos Naturais e Sociais, p/ posterior Intervenção Transformadora Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 7 11/06/2014
  8. 8. Exige a Substituição do Modelo Científico Cartesiano parte de um pensamento que isola e separa, reduz o todo às suas partes, aos seus aspectos mensuráveis, quantificáveis, e que Fragmenta o Conhecimento. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 8 11/06/2014
  9. 9. A compreensão dos internexos intrínsecos aos Fenômenos Naturais e Humanos vem provocando, desde a metade do século XX, a convergência para Modelos Explicativos Sistêmicos. Campo Interdisciplinar que enfoca a Complexidade e a interdependência entre as partes p/ formar um sistema dinâmico, buscando Integrar as várias Ciências Naturais e Sociais Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 9 11/06/2014
  10. 10. Surge, então, a Interdisciplinaridade como uma luz no fim do túnel, sobretudo, na Educação Escolar, que tem seu modelo construído sob forte estrutura fabril e enciclopédica. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 10 11/06/2014
  11. 11. Ensaiamos: Uma ruptura com o currículo formal, em sua estrutura, regime escolar, metodologia e duração, derivada de uma opção metodológica da qual emana um re-conceptualização do currículo. , Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 11 11/06/2014
  12. 12. A seleção dos conteúdos, conceitos ou conhecimentos significativos têm o objetivo de abranger e problematizar a macroestrutura, buscando uma análise explicativa do fenômeno do conhecimento. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 12 11/06/2014
  13. 13. Para Tanto o Professor: Precisa utilizar de instrumentos conceituais das diferentes áreas do conhecimento para pensar as suas práticas sociais e a intervenção no mundo numa perspectiva de transformação. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 13 11/06/2014
  14. 14. A Noção de Aprendizagem por Meio de Projetos: Baseada na problematização acerca de problemas do cotidiano dos alunos Decorre da rede temática tecida com base nas necessidades da vida cotidiana dos educandos que, nada mais são q necessidades sociais que marcam a sociedade contemporânea. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 14 11/06/2014
  15. 15. Característica Dos sujeitos E.M. Reveste-se o E.M. da necessidade de construção/apropriação/socializaçã o de conhecimentos vivos, ligados à cidadania, e plenos de vitalidade social. Daí a necessária negação do currículo centrado em fórmulas classicamente destinadas a profissionalizaçãoProfª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 15 11/06/2014
  16. 16. “(...)como um adestramento em uma determinada habilidade sem o conhecimento dos fundamentos dessa habilidade e, menos ainda, da articulação dessa habilidade com o conjunto do processo produtivo”. (Saviani,2003) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 16 11/06/2014
  17. 17. O modelo pedagógico próprio O E.M. necessita ser pensado como um modelo pedagógico próprio a fim de criar situações pedagógicas e satisfazer necessidades de aprendizagem dos sujeitos A Proposta Curricular O tripé teórico-metodológico: 1. Interdisciplinaridade e Contextualização 2. Unidade Temática 3. Unidade Metodológica • Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 17 11/06/2014
  18. 18. 1. Interdisciplinaridade Confluência de olhares sobre objetos de estudo específicos, sendo concebida como processo a ser construído e não como modismo pedagógico pré- estabelecido. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 18 11/06/2014
  19. 19. “Podemos dizer que nos reconhecemos diante dum empreendimento interdisciplinar todas as vezes em que ele conseguir incorporar os resultados de várias especialidades, que tomar de empréstimo das outras disciplinas certos instrumentos e técnicas metodológicas, fazendo uso dos esquemas conceituais e das análises que se encontram nos diversos ramos do saber, a fim de fazê-los integrarem e convergirem, depois de terem sido comparados e julgados.” (H. Japiassú - Interdisciplinaridade e Patologia do Saber, 1976, p.75) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 19 11/06/2014
  20. 20. 2) Unidade Temática O tratamento dos Conteúdos Curriculares não pode se ausentar dessa premissa fundamental, prévia e concomitante à presença em bancos escolares: a vivência do Trabalho e a expectativa de melhoria de vida.(...) Essa premissa é o contexto no qual se deve pensar e repensar o liame entre qualificação para o trabalho, educação escolar e os diferentes componentes curriculares.” (Cury, 2000) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 20 11/06/2014
  21. 21. O Tema TRABALHO : Constitui um dos mais importantes elementos de articulação dos conhecimentos científicos, tecnológicos e culturais reunidos e sistematizados nos conteúdos escolares com os conhecimentos do cotidiano, resultantes da experiência de vida dos trabalhadores e trabalhadoras na sua luta constante pela subsistência, por melhores condições de vida e pela emancipação de todas as formas de opressão. TRABALHO COMO PRINCIPIO EDUCATIVO = Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 21 11/06/2014
  22. 22. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 22 11/06/2014
  23. 23. EIXOS INTEGRALIZADORES DA PROPOSTA PACTO E.M.: 1.TRABALHO = AÇÃO TRANSFORMADORA SOBRE O MUNDO 1.2 A CULTURA= conjunto de resultados dessa ação sobre o mundo. Cultura ( ambiente do ser humano socialmente formada c/ valores, crenças, objeto, conhecimentos etc) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 23 11/06/2014
  24. 24. 1.3 A CIÊNCIA: produto processo hominização/conhecimento dos fenômenos p/ produzir sua existência, é parte da cultura hum. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 24 11/06/2014
  25. 25. 1.4 A TECNOLOGIA: utiliza conhecimento da ciência e tb o modifica, pq é “extensão das capacidades humanas mediante apropriação do conhec. como força produtiva.” (CNE/2011),é parte da cultura humana, participa de sua construção (instrumentos materiais, organização de sistemas (de saúde, educação...) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 25 11/06/2014
  26. 26. AO TRANSFORMAR A REALIDADE E A SI MESMO PELO TRABALHO O SER HUMANO PRODUZ TB CONHEC., TECNOLOGIA CULTURA. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 26 11/06/2014
  27. 27. QUE RELAÇÕES EXISTEM ENTRE O QUE ENSINAMOS E O MUNDO DO TRABALHO, DA CIÊNCIA E DA CULTURA? Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 27 11/06/2014
  28. 28. Temos, portanto: A Categoria Trabalho como: Mola Mestra, como Unidade Temática a ser perseguida na Configuração Curricular do E.M. Por ser uma Categoria Fundante, uma Ideia- Força de constituição da própria condição de humanidade a partir da Modernidade. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 28 11/06/2014
  29. 29. O TRABALHO Do ponto de vista ontológico, o trabalho é, ao mesmo tempo: a)A forma tipicamente humana de apropriação/intervenção da natureza, b)e ferramenta de constituição das próprias funções psicológicas superiores. Como lembra Engels: “O trabalho criou o homem”Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 29 11/06/2014
  30. 30. A Categoria Trabalho como Fundamento Geral: Necessária a construção de um novo parâmetro de escola para o Ensino Médio, cuja estrutura, formas de organização, conteúdos produzidos e veiculados tenham por referência principal o Mundo do Trabalho. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 30 11/06/2014
  31. 31. 3) Unidade Metodológica Proposta do Material do Pacto E.M. 06 Cadernos de formação de professores E.M. Cad.I Ensino Médio de Formação Humana Integral; Cad. II O Jovem como sujeito do ensino médio Cad. III O Currículo do E.M. seus sujeitos e o desafio da formaçao humana integral Cad. IV Áreas de Conhecimento e Formação Integral Curricular  Organização e Gestão Democrática na Escola Cad. VI Avaliação do Ensino Médio Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 31 11/06/2014
  32. 32. 3) Unidade Metodológica A Organização Curricular E.M. Por ÁREAS do CONHECIMENTO englobam: os Conhecimentos que: a) compartilham objetos de estudo, b) facilita a comunicação de uns com os outros, c) cria condições p/ q/ a prática escolar d) se desenvolva em uma perspectiva interdisciplinar. QUAIS ÁREAS? Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 32 11/06/2014
  33. 33. AS 04 ÁREAS CONHEC. E.M. Que: Imbricam Conhecimento do: a) Campo Técnico-científico b) e do Cotidiano da Vida Social: 1.Ciências Humanas (Sociologia, Filosofia, História e Geografia); 2. Ciências da Natureza (Química, Física, Biologia); 3. Linguagens (Língua Portuguesa; Artes; Educação Física; Língua Estrangeira Moderna); 4. Matemática Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 33 11/06/2014
  34. 34. 3) Unidade Metodológica Indicadores DCNEM das Diversidades de Arranjos Curriculares Metodologias, independente da forma: 1.Por Projetos; 2.Complexo Temático; 3.Disciplinas; 4.Áreas do Conhecimento 5.Problemas; 6.Centros de Interesses; 7.Investigação do meio; 8. Ou um Híbrido dessas possibilidadesProfª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 34 11/06/2014
  35. 35. Buscam Romper: c/ centralidade das disciplinas/currículo e substituí-las por aspectos mais globais q abranjam a complexidade das relações existentes entre os ramos da ciência e o mundo real. Riscos: não abranger conceitos e especificidades de todas as disciplinas e áreas Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 35 11/06/2014
  36. 36. 3) Unidade Metodológica: Propostas de Organização Curricular: Em Dois Espaços e Tempos Alternados (pg.41 C.III): 1.Um voltado p.: Atividades Integradoras: 2. Outro: Ao aprofundamento conceitual das disciplinas Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 36 11/06/2014
  37. 37. Resultados Esperados: Identificar componentes e conteúdos curriculares q permitam se fazer relações cada vez mais amplas e profundas entre os fenômenos que se quer “apreender” e a realidade na qual se inserem. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 37 11/06/2014
  38. 38. Inicialmente por Disciplinas e Áreas do Conhecimento (recorte do real p/ aprofundar conceitos) Alternadas com: Atividades Integradoras/Seminário Integradores (imersão no real ou simulação para p/ compreender a relação parte- totalidade por meio de atividades interdisciplinares) = Projetos produzidos neste espaço/tempo traduzidas: Práticas, visitas, vivencias, estágios – poderão: fora (turno e espaço esc.)Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 38 11/06/2014
  39. 39. 3) Unidade Metodológica Atividade Integradora = Projetos (Pesq.=Neces./=Situação Probl./ = Eixos Transversais = partem da: Realidade Concreta ( características econômicas, sociais, políticas, culturais e laborais) Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 39 11/06/2014
  40. 40. 3) Unidade Metodológica: Eixos Temáticos Transversais 1-Acompanhamento Pedagógico; 2- Meio Ambiente; 3- Esporte e Lazer; 4- Direitos Humanos; 5- Cultura e Artes; 6- Cultura Digital; 7- Prevenção e Promoção da Saúde; 8- Comunicação e Uso de Mídias; 9- Investigação no Campo das Ciências da Natureza; 10- Educação Econômica e Áreas da Produção. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 40 11/06/2014
  41. 41. A Formação Plena vai além do domínio do conhecimento específico ou do contexto profissionalizante em que este se aplica. = O Currículo Plural Inclusivo 1.Apresenta perspectiva multi/intercultural; 2.Abre espaço p/ diferentes: etnias, gêneros, faixas etárias, necessidades de aprendizagens entre outras categorias da diversidade ...Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 41 11/06/2014
  42. 42. PRINCÍPIOS GERAIS: • Unidade Temática: (eixo(s) integrador(es): Trabalho, Ciência, Tecnologia, Cultura • O Trabalho como Princípio Educativo: ponto •de partida/base estrutura o trabalho educativo. • A Pesquisa como Princípio Pedagógico : •produzir relação dinâmica com conhecimento escolar; atitude de curiosidade, crítica, instigar busca respostas Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 42 11/06/2014
  43. 43. PRINCÍPIOS GERAIS A Interdisciplinaridade : interação entre campos de estudos, subvertendo sua ordem hierárquica Flexibilidade: Dialogo com PP e Práticas Curric. da Escola e os Fund. Teórico-Metod. das Diretrizes E.M – Prop. Cad. não engessam ou substituem experiências exitosas... Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 43 11/06/2014
  44. 44. FORMAÇÃO HUMANA INTEGRAL (inteireza, plenitude = dimensões: intelectual, afetiva, social, corpórea) = OBJETIVO: FORMAÇÃO VOLTADA PARA REFLEXÃO E CRÍTICA INDIVÍDUAL AUTÔNOMO INTELECTUAL E MORALMENTE = Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 44 11/06/2014
  45. 45. SER CAPAZ DE INTERPRETAR AS CONDIÇÕES HISTÓRICO-CULTURAIS DA SOCIEDADE EM QUE VIVE E IMPOR AUTONOMIA ÁS SUAS AÇÕES E PENSAMENTOS # Praticas Sociais Excludentes e Educação escolar na dominação e controle sobre os indivíduos. = EMANCIPAÇÃO HUMANA Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 45 11/06/2014
  46. 46. Eixos Integradores do Currículo E.M Dentre as muitas razões para centrar o Currículo do E.M. na Categoria Trabalho, vamos refletir com 2 pensadores:  MARX ISTIVAN MÉSZÁROS Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 46 11/06/2014
  47. 47. MARX E O TRABALHOR COMO MERCADORIA “(...) o trabalhador tem o infortúnio de ser um capital vivo, um capital com necessidades, que se deixa privar de seus interesses, e, conseqüentemente de seu ganha-pão, a todo momento em que não se acha trabalhando(...). O trabalhador produz o capital e o capital produz o trabalhador. Assim, ele se produz a si mesmo, e o homem como trabalhador, como mercadoria, é o produto de todo esse processo.” (Manuscritos Econômicos e Filosóficos)Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 47 11/06/2014
  48. 48. DEDUZ-SE DAS AFIRMAÇÕES: 1. No capitalismo o trabalho tem sua condição transitória de mercadoria (coisa – fetiche) 2. O trabalho no capitalismo é ao mesmo tempo fonte de alienação e possibilidade de libertação do trabalhador – daí a necessidade de compreensão do funcionamento do mundo sob a hegemonia burguesa. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 48 11/06/2014
  49. 49. MÉSZÁROS: COMO SE PODE SUPERAR AS CONTRADIÇÕES DO DESENVOLVIMENTO INSUSTENTÁVEL DO CAPITALISMO ATUAL? “Com o ‘coração animado’ e uma firme determinação. (...) o autêntico pensamento crítico nunca se extingue, por mais que os interesses ocultos tentem impor conformidade universal.” (2006 – Entrevista Folha)Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 49 11/06/2014
  50. 50. Concebendo-se as Áreas Curriculares, ou Disciplinas, como: a) Formas e Olhares, •de compreensão e interpretação do mundo, temos, então: Múltiplos Olhares sob os mesmos Fenômenos Naturais e Sociais. VAMOS CONSIDERAR NESTE SENTIDO QUE: Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 50 11/06/2014
  51. 51. Cada Área Curricular contribuirá, a sua maneira, com suas ferramentas conceituais específicas para elucidação das problemáticas levantas, por (exs), a partir de: 1.Textos estudados pelos alunos; 2. Projetos de Trabalho ... Neste exemplos, a Metodologia aplicada deverá trazer consigo uma provocação intertextual, levando os(as) alunos(as) a reflexões cada vez mais complexas. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 51 11/06/2014
  52. 52. A proposta dos cadernos exige: Um repensar acerca dos conteúdos e metodologias utilizadas no trabalho pedagógico p/ E.M. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 52 11/06/2014
  53. 53. Em relação aos Conteúdos e a Produção do Conhecimento 03 questões centrais e necessariamente, interligadas. A 1ª, refere-se a problematização de questões do presente, podendo e devendo esta ser suscitada através dos próprios textos Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 53 11/06/2014
  54. 54. A 2ª Relaciona-se à questão da Abordagem dos Conteúdos, Se a proposta é romper com conteúdos prescritos e superar a passividade do aluno diante do conhecimento e do próprio mundo social em que está inserido, o trabalho deverá acontecer por meio de eixos temáticos a partir das dimensões integralizadoras (T>T>C>C). As escolhas de temas relacionados aos problemas existentes na sociedade (discriminações étnicas e culturais, miséria social etc.) incentivam a busca de respostas para os mesmos..Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 54 11/06/2014
  55. 55. Mas, é preciso considerar que: a proposta de organização de conteúdos: a)não abandona o processo histórico como fundamento explicativo; b) nem negligencia os chamados conteúdos tradicionais, mas os organiza por intermédio de problemáticas. A seleção dos conteúdos é feita de acordo com um eixo temático que estabeleça os conteúdos significativos a serem abordados Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 55 11/06/2014
  56. 56. A 3ª questão diz respeito à própria Construção do Conhecimento e Apropriação de Conceitos. Podem ser apreendidos através do método de investigação próprio de cada área do conhecimento/disc. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 56 11/06/2014
  57. 57. Em relação à organização e a escolha dos conteúdos a serem ensinados, 02 aspectos fundamentais para a formação de qualquer aluno: 1. A problematização por parte do professor do contexto em que ele e os alunos estão imersos; 2. O estabelecimento de relações entre as problemáticas elaboradas acerca das questões sociais, políticas, econômicas e culturais de outros tempos e de outros espaços. Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 57 11/06/2014
  58. 58. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRASIL, 2011. Câmara de Educação Básica e do Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação. Parecer n° 5 de 4/05/2011 sobre “Diretrizes Curriculares Nacional Gerais para o Ensino Médio”. AZEVEDO, José C. de e REIS, Jonas T. Restruturação do Ensino Médio: pressupostos teóricos e desafios da prática. 1ª ed. – São Paulo: Fundação Santilana, 2013. http://www.observatoriodopne.org.br, acessado em 09/06/2014 Profª Drª Educação Adriana R.Sanceverino Losso/UFFS 58 11/06/2014

×