2013: Ano Internacional da cooperação pela água
 Belo Horizonte é uma cidade que está totalmente integrada à bacia
hidrográfica do Rio das Velhas, contudo, deve-se desta...
Uma breve história
• Importante compreender:
a) a influência do ideário modernista na
construção da cidade
b) o crescimento urbano, com ênfas...
• Belo Horizonte foi construída entre 1894 e 1897 para ser a nova
capital de Minas Gerais e o símbolo da civilização e do ...
Anos 1930-40: verticalização na área central e crescimento de
vilas nas direções leste (Gameleira) e noroeste (Pampulha)
Á...
1930-1940: verticalização da área central
1930-1940: verticalização da área central
1930-1940: verticalização da área central
1930-40: Região Pampulha
1930-40: Região Pampulha
Décadas 1950-1970
Praça Raul Soares , 1950
Décadas 1950-1970
Praça Raul Soares, 1950
1950 - 1970
Região Pampulha
Projeto BH66: melhorar infraestrutura em toda a cidade.
(asfaltamento e alargamento de vias públicas
e continuidade da can...
 As grandes canalizações e coberturas dos cursos
d´água são feitas em nome da mobilidade urbana,
quando há uma política d...
Eis a questão...
 Atualmente a Prefeitura de Belo Horizonte encontra-se
dividida quanto à forma de tratar os cursos d’água.
Essas duas for...
Entre as principais consequências da retificação e canalização
dos cursos d'água e impermeabilização excessiva de uma
cida...
Retificação e canalização são solução
para as enchentes?
 Entre os sérios problemas decorrentes das enchentes, estão:
 a transmissão de doenças como a leptospirose, o cólera, a
...
Uma experiência bem sucedida
 A revitalização dos rios urbanos passa atualmente por
alguns pontos fundamentais, entre os quais podemos
destacar:
 a s...
R
i
o
C
h
e
o
n
g
y
e
Referências
•http://bairrosdebelohorizonte.
webnode.com.br
•http://curraldelrei.blogspot.com.br/
•http://portalpbh.pbh.gov...
áGuas de bh
áGuas de bh
áGuas de bh
áGuas de bh
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

áGuas de bh

679 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
679
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
260
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

áGuas de bh

  1. 1. 2013: Ano Internacional da cooperação pela água
  2. 2.  Belo Horizonte é uma cidade que está totalmente integrada à bacia hidrográfica do Rio das Velhas, contudo, deve-se destacar que, na área compreendida pela cidade, existem duas sub-bacias importantes, a do Onça e do Arrudas, que se juntam à bacia principal do Velhas.  Atualmente a responsabilidade pela qualidade dessas águas pertence à Companhia de Saneamento de Minas Gerais - (COPASA) e o monitoramento e fiscalização das águas e sub-bacias cabe ao Instituto Mineiro De Gestão Das Águas (IGAM).  A preservação das águas e bacias não é tarefa simples, pois muitas ações das prefeituras podem contribuir ou mesmo dificultar os objetivos e serviços da COPASA e IGAM. Veja um pouco dessa história a seguir.
  3. 3. Uma breve história
  4. 4. • Importante compreender: a) a influência do ideário modernista na construção da cidade b) o crescimento urbano, com ênfase na verticalização da região central e na construção da Pampulha c) a falha das políticas públicas em relação aos recursos hídricos
  5. 5. • Belo Horizonte foi construída entre 1894 e 1897 para ser a nova capital de Minas Gerais e o símbolo da civilização e do progresso que a República desejava implantar no país. A cidade deveria contrastar com a antiga capital, Ouro Preto, expressão do passado colonial, imperial, rural e arcaico.
  6. 6. Anos 1930-40: verticalização na área central e crescimento de vilas nas direções leste (Gameleira) e noroeste (Pampulha) Área central Região Pampulha
  7. 7. 1930-1940: verticalização da área central
  8. 8. 1930-1940: verticalização da área central
  9. 9. 1930-1940: verticalização da área central
  10. 10. 1930-40: Região Pampulha
  11. 11. 1930-40: Região Pampulha
  12. 12. Décadas 1950-1970 Praça Raul Soares , 1950
  13. 13. Décadas 1950-1970 Praça Raul Soares, 1950
  14. 14. 1950 - 1970
  15. 15. Região Pampulha
  16. 16. Projeto BH66: melhorar infraestrutura em toda a cidade. (asfaltamento e alargamento de vias públicas e continuidade da canalização de rios)
  17. 17.  As grandes canalizações e coberturas dos cursos d´água são feitas em nome da mobilidade urbana, quando há uma política de priorização dos automóveis.  O saneamento básico não acompanha o crescimento urbano.
  18. 18. Eis a questão...
  19. 19.  Atualmente a Prefeitura de Belo Horizonte encontra-se dividida quanto à forma de tratar os cursos d’água. Essas duas formas são :  o DRENURBS, projeto voltado ao saneamento ambiental, à conservação e revitalização dos cursos d’água existentes na cidade;  e os projetos de melhoria do trânsito, que são voltados à canalização e utilização dos cursos d'água cobertos como vias de trânsito.
  20. 20. Entre as principais consequências da retificação e canalização dos cursos d'água e impermeabilização excessiva de uma cidade estão: a diminuição dos cursos d’água, que antes apresentavam longas curvas, e a redução do volume d'agua suportado pelos rios; a redução da infiltração de água no solo; o aumento do volume de água a ser escoado pelos rios;  e ,por fim, as enchentes aumentam ano após ano e os problemas que elas causam também.
  21. 21. Retificação e canalização são solução para as enchentes?
  22. 22.  Entre os sérios problemas decorrentes das enchentes, estão:  a transmissão de doenças como a leptospirose, o cólera, a hepatite, verminoses e outras.  o alto custo da manutenção das vias danificadas pela água as mortes por afogamento;  a degradação do espaço urbano, que poderia ser mais agradável.  Além de tudo isso, o próprio fluxo de carros, objetivo principal de muitas prefeituras, torna-se caótico durante o período de chuvas.
  23. 23. Uma experiência bem sucedida
  24. 24.  A revitalização dos rios urbanos passa atualmente por alguns pontos fundamentais, entre os quais podemos destacar:  a separação completa entre os sistemas de esgoto, que deve ser tratado, e de drenagem;  a recuperação do leito original do rio;  a recuperação das margens, assim como a manutenção de parques ao longo das mesmas;  a manutenção do curso natural dos rios ou, nos casos em que isso não é mais possível, a elaboração de obstáculos ao longo de seu percurso para reduzir a velocidade da água.
  25. 25. R i o C h e o n g y e
  26. 26. Referências •http://bairrosdebelohorizonte. webnode.com.br •http://curraldelrei.blogspot.com.br/ •http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ •http://www.manuelzao.ufmg.br/

×