( Espiritismo) e a e - aula 86 - o plano divino (1)

670 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
670
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

( Espiritismo) e a e - aula 86 - o plano divino (1)

  1. 1. Página 1 de 4 O PLANO DIVINO A LEI DA EVOLUÇÃO INDICE OBJETIVO DA AULA ....................................................................................................................................................2 BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL...........................................................................................................................................2 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR................................................................................................................................2 ESE – CAPITULO iii ITEM 19........................................................................................................................................3 PROGRESSÃO DOS MUNDOS.................................................................................................................................3 ESE - CAPÍTULO XXIV – ITENS 1 E 2.............................................................................................................................3 NÃO PONHAIS A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE..............................................................................................3 BUSCAI E ACHAREIS...............................................................................................................................................3 A LEI DE EVOLUÇÃO – (REDAÇÃO O ESTADO DO PARANÁ) ......................................................................................4 A LEI DE EVOLUÇÃO – (SOCIEDADE BRASILEIRA DE EUBIOSE)...................................................................................4
  2. 2. Página 2 de 4 OBJETIVO DA AULA  Refletir que evoluir é caminhar para Deus, e que nesta caminhada estaremos sujeitos às leis naturais;  Refletir sobre que é o bem e o mal e sobre a fatalidade da evolução; BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL  A Genese (Allan Kardec) 11  Iniciação Espírita (Ed. Aliança)  O Livro dos Espíritos (Allan Kardec) Parte 3 Capitulo 8 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR  Lendo e Aprendendo (Edgard Armond) 104  Falando ao Coração (Edgard Armond) 14  Verdades e Conceitos 2 (Edgard Armond) 18  Responendo e Esclarecendo (Edgard Armond) 71, 85  Palingenese, a Grande Lei (Jorge A Santos)  Dinamica Espiritual da Evolução (Jorge A Santos)  Na Semeadura I 6,63  Na Semeadura II 13, 37, 38, 89, 90, 122, 129, 146. 185
  3. 3. Página 3 de 4 ESE – CAPITULO III ITEM 19 PROGRESSÃO DOS MUNDOS 19. O progresso é lei da Natureza. A essa lei todos os seres da Criação, animados e inanimados, foram submetidos pela bondade de Deus, que quer que tudo se engrandeça e prospere. A própria destruição, que aos homens parece o termo final de todas as coisas, é apenas uni meio de se chegar, pela transformação, a um estado mais perfeito, visto que tudo morre para renascer e nada sofre o aniquilamento. Ao mesmo tempo que todos os seres vivos progridem moralmente, progridem materialmente os mundos em que eles habitam. Quem pudesse acompanhar um mundo em suas diferentes fases, desde o instante em que se aglomeraram os primeiros átomos destinados e constituí-lo, vê-lo-ia a percorrer uma escala incessantemente progressiva, mas de degraus imperceptíveis para cada geração, e a oferecer aos seus habitantes uma morada cada vez mais agradável, à medida que eles próprios avançam na senda do progresso. Marcham assim, paralelamente, o progresso do homem, o dos animais, seus auxiliares, o dos vegetais e o da habitação, porquanto nada em a Natureza permanece estacionário. Quão grandiosa é essa idéia e digna da majestade do Criador! Quanto, ao contrário, é mesquinha e indigna do seu poder a que concentra a sua solicitude e a sua providência no imperceptível grão de areia, que é a Terra, e restringe a Humanidade aos poucos homens que a habitam! Segundo aquela lei, este mundo esteve material e moralmente num estado inferior ao em que hoje se acha e se alçará sob esse duplo aspecto a um grau mais elevado. Ele há chegado a um dos seus períodos de transformação, em que, de orbe expiatório, mudar-se-á em planeta de regeneração, onde os homens serão ditosos, porque nele imperará a lei de Deus. Santo Agostinho. (Paris, 1862.) ESE - CAPÍTULO XXIV – ITENS 1 E 2 NÃO PONHAIS A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE 1. Ninguém acende uma candeia para pô-la debaixo do alqueire; põe-na, ao contrário, sobre o candeeiro, a fim de que ilumine a todos os que estão na casa. (S. MATEUS, cap. V, v.15.) 2. Ninguém há que, depois de ter acendido uma candeia, a cubra com um vaso, ou a ponha debaixo da cama; põe-na sobre o candeeiro, a fim de que os que entrem vejam a luz; pois nada há secreto que não haja de ser descoberto, nem nada oculto que não haja de ser conhecido e de aparecer publicamente. (S. LUCAS, cap. VIII, vv. 16 e 17.) BUSCAI E ACHAREIS "Buscai e achareis". "Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará". É o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei de progresso, porquanto o progresso é filho do trabalho, visto que este põe em ação as forças da inteligência. Na infância da Humanidade, o homem só aplica a inteligência à cata de alimento, dos meios de se preservar das intempéries e de se defender dos seus inimigos. Deus, porém, lhe deu, a mais do que outorgou ao animal, o
  4. 4. Página 4 de 4 desejo incessante do melhor, e é esse desejo que o impele à pesquisa dos meios de melhorar a sua posição, que o leva às descobertas, às invenções, ao aperfeiçoamento da Ciência, porquanto é a Ciência que lhe proporciona o que lhe falta. Pelas suas pesquisas a inteligência se lhe engrandece, o moral se lhe depura. Às necessidades do corpo sucedem às do espírito: depois do alimento material, precisa ele do alimento espiritual. É assim que o homem passa da selvageria à civilização. (...) A LEI DE EVOLUÇÃO – (REDAÇÃO O ESTADO DO PARANÁ) Tudo evolui e o homem não faz exceção. O espírito necessita do aprimoramento do corpo e da alma para evoluir, adquirir experiências. Quem imaginaria um troglodita interessado nas chaves filosóficas do Universo, em compor uma sinfonia, em discutir o melhor sistema para o aprimoramento da civilização? Por esta lei, podemos esperar maravilhas do homem no futuro. A LEI DE EVOLUÇÃO – (SOCIEDADE BRASILEIRA DE EUBIOSE) Tudo evolui, em todos os planos. O Homem não faz exceção. O espírito necessita do aprimoramento do corpo e da alma para se realizar, cada vez em maior pureza. E assim, ele próprio evolui, adquire experiências. Quem imaginaria um troglodita do passado interessado nas chaves filosóficas do Universo, em compor uma sinfonia, em discutir o melhor sistema para o aprimoramento da civilização? Graças à Lei de Evolução, podemos esperar maravilhas do futuro

×