EDUCAÇÃO PARA A PAZ                                                    Adeildo Vila NovaAssistente Social e Coordenador da...
“De anônimas gentes, sofridas gentes, exploradas gentes aprendisobretudo que a Paz é fundamental, mas que a Paz implica lu...
PERSPECTIVA FREIREANAPrioridade para os seres humanos em vez daética do mercado;Crítico-conscientizadora;Desvelar e não es...
CONTEXTO HISTÓRICOComissão Internacional de Educação para oSéculo XXI (1993)Relatório Delors (Jaques Delors)Parâmetros ...
DO CONFLITO Á PAZO conflito faz parte da natureza humana;Podem se transformar em violência;Ferramentas, estratégias e habi...
PRÁTICAS RESTAURATIVAS  “São práticas pelas quais, através   da comunicação não violenta, os      atores escolares reflete...
Regras escolares;  Cultura punitiva (quem errou)                 Xcultura restaurativa (necessidade)    Visão punitiva tra...
“Educação não transforma o mundo.Educação muda pessoas. Pessoastransformam o mundo.”                         Paulo Freire
"Ninguém nasceodiando outrapessoa pela cor desua pele, por suaorigem ou aindapor sua religião.Para odiar, aspessoas precis...
Referências bibliográficas e bibliografiaFREIRE, Ana Maria Araújo. Educação para a paz segundoPaulo Freire. Revista Educaç...
(13) 8128-7881adeildovilanova@yahoo.com.br  www.adeildovilanova.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula de educação para a cidadania 01 09-2012-educação para a paz

1.025 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.025
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de educação para a cidadania 01 09-2012-educação para a paz

  1. 1. EDUCAÇÃO PARA A PAZ Adeildo Vila NovaAssistente Social e Coordenador das aulas de Educação para a Cidadania Pós-Graduando MBA/Especialização em Gestão de Pessoas
  2. 2. “De anônimas gentes, sofridas gentes, exploradas gentes aprendisobretudo que a Paz é fundamental, mas que a Paz implica lutar porela. A Paz se cria, se constrói na e pela superação de realidades sociaisperversas. A Paz se cria, se constrói na construção incessante da justiçasocial. Por isso, não creio em nenhum esforço chamado de educaçãopara a Paz que, em lugar de desvelar o mundo das injustiças o tornaopaco e tenta miopizar as suas vítimas.”Paulo Freire, set. 1986, em Paris.(trecho do discurso quando do recebimento do Prêmio UNESCOda Educação para a Paz).
  3. 3. PERSPECTIVA FREIREANAPrioridade para os seres humanos em vez daética do mercado;Crítico-conscientizadora;Desvelar e não esconder as práticas sociais injustas;Incentivar a tolerância com o diferente,o espírito de justiça e da solidariedade;A paz se cria, se aprende, se constrói.
  4. 4. CONTEXTO HISTÓRICOComissão Internacional de Educação para oSéculo XXI (1993)Relatório Delors (Jaques Delors)Parâmetros Curriculares Nacionais (1999)Convocação Nacional pela Educação para aPaz
  5. 5. DO CONFLITO Á PAZO conflito faz parte da natureza humana;Podem se transformar em violência;Ferramentas, estratégias e habilidades para gerenciá-los;Oportunidade de mudança e de crescimento;Aprender sobre conflitos é aprender sobre nós mesmos;Cultura de Paz;Educação para a Paz.
  6. 6. PRÁTICAS RESTAURATIVAS “São práticas pelas quais, através da comunicação não violenta, os atores escolares refletem e discutem sobre o que motivou o conflito e quais foram as consequências na vida deles.” (NUNES, 2011)
  7. 7. Regras escolares; Cultura punitiva (quem errou) Xcultura restaurativa (necessidade) Visão punitiva tradicional (violação) Xvisão restaurativa (dano ao outro)
  8. 8. “Educação não transforma o mundo.Educação muda pessoas. Pessoastransformam o mundo.” Paulo Freire
  9. 9. "Ninguém nasceodiando outrapessoa pela cor desua pele, por suaorigem ou aindapor sua religião.Para odiar, aspessoas precisamaprender, e sepodem aprender aodiar, podem serensinadas a amar.“ Nelson Mandela
  10. 10. Referências bibliográficas e bibliografiaFREIRE, Ana Maria Araújo. Educação para a paz segundoPaulo Freire. Revista Educação, Porto Alegre – RS, anoXXIX, n. 2 (59), p. 387-393, mai./ago. 2006.FREIRE, Paulo. Pedagogia Oprimido. Paz e Terra, 2011.NUNES, Antônio Ozório. Como restaurar a paz nas escolas;um guia para educadores. Ed. Contexto. 2011.SÃO FRANCISCO, Portal. Educação para a paz: umasolução para o grande problema da violência. Disponívelem:http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/artigos/educacao-para-a-paz-umasolucao-para-o-grande-problema-da-violencia.php. Acesso em: 29 jun. 2011.
  11. 11. (13) 8128-7881adeildovilanova@yahoo.com.br www.adeildovilanova.com

×