UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Instituto de Ciências Exatas e Naturais
Faculdade de Computação
Curso de Bacharelado em Ciênc...
Introdução
   O que é marcação?
    ◦ Originalmente as marcações referiam-se às anotações
      feitas a mão pelos autore...
Introdução
   Marcação de Procedimentos X Marcação
    Descritiva:
    ◦ Marcação de Procedimentos:
      Programas de e...
Introdução
   Marcação de Procedimentos X Marcação Descritiva:
    ◦ Marcação Descritiva:
      Não há preocupação com a...
Introdução
   Marcação de Procedimentos X Marcação
    Descritiva:
    ◦ Um sistema de marcações por procedimentos tem a
...
Introdução
   O SGML é um padrão internacional (ISO 8879).

   Publicado em 1986.

   Descreve um padrão para o uso de ...
Introdução
   Há diferentes estruturas de documentos para cada
    diferente tipo de informação criada:
    ◦ boletins in...
Introdução
   O SGML permite a criação de documentos
    independentes do tipo de máquina e dos
    programas usados já q...
Standard Generalized Markup Language
                      Suas Origens...
O SGML e suas Origens
•GML  foi criada no final da década de 60 pelos
pesquisadores da IBM C. Goldfarb, E. Mosher e R. Lor...
O SGML e suas Origens
•Elesoptaram por um sistema de quot;Marcação
Generalizadaquot; (Generalized Markup), com dois objeti...
O SGML e suas Origens
•Em  outras palavras, quot;marcação generalizada não
restringe documentos a uma única aplicação, est...
O SGML e suas Origens
•Goldfarb provou em 1974 que um analisador sintático
(parser) é capaz de validar um documento GML se...
O SGML e suas Origens
•Como  SGML não possui um conjunto pre-definido de
tags e de elementos, ela é na verdade uma meta-
l...
Standard Generalized Markup Language
                     Características...
   Estrutura (DTD)
   Conteúdo
   Estilo
DTD – Document Type Definition

    O DTD descreve a estrutura de um documento;
    Especifica regras para a relação ent...
DTD – Document Type Definition
   Todo documento gerado a partir de uma
    linguagem de marcação baseada em SGML,
    ne...
DTD – Document Type Definition

    Especifica a sintaxe de uma determinada
     linguagem baseada no padrão SGML;
    S...
Exemplo de aplicação de um
 DTD
   Utilizaremos para exemplificar um DTD, o utilizado
    na linguagem HTML, definido pel...
Exemplo de aplicação de um
 DTD
   Iremos apresentar a seguir, um trecho da
    especificação do DTD padrão utilizado em
...
Estrutura de um documento
HTML, segundo o DTD
strict.dtd
   <!DOCTYPE HTML PUBLIC quot;-//W3C//DTD HTML
    4.01//ENquot;...
Estrutura da tag <img>,
segundo o DTD strict.dtd
   <!ELEMENT IMG - O EMPTY               -- Embedded image -->
   <!ATT...
   Conteúdo
    ◦ própria informação contida pelo documento
    ◦ O método de identificação da posição do conteúdo em
   ...
   Estilo
    ◦ O padrão SGML não se preocupa com a criação de
      estilos. Essa preocupação deu origem a diversos outr...
   Cada uma das linguagem de etiquetagem
    definidas na especificação SGML é denominada
    de aplicação SGML e caracte...
◦Esta especificação impõe ainda algumas
 restrições feitas à sintaxe, as quais não poderão
 portanto ser expressadas no in...
   Elementos
   Referências dos Caracteres
   Comentários
Linguagens baseadas em SGML
   Linguagem DocBook:
   Criada originalmente como uma aplicação da
    SGML;
   Usada para...
Linguagem DocBook
   A DTD da DocBook define um número limitado de
    tags;

   Fornecendo regras exatas em como usá-la...
Linguagem DocBook
   As tags do DocBook trabalham com estrutura e semântica
    (significado), nunca de forma cosmética.
...
Linguagem DocBook
   mas não se tem nada como:
   <font>, <bold>, <center>, <indent>,
    <backgroundcolor>
   Ou seja,...
Linguagens baseadas em SGML
   HTML e XML são derivados do SGML, os quais
    serão explicados pelas próximas equipes.
Conclusão
   Podemos perceber nesta apresentação a grande
    importância do padrão SGML, o qual pode ser
    considerado...
Referências
   http://www.dcc.unicamp.br/~celio/inf533/docs/markup.html
   http://lie-br.conectiva.com.br/godoy/sgml.htm...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sgml

2.168 visualizações

Publicada em

Seminário de alunos da disciplina Elementos da Web Semantica, ministrada na Universidade Federal do Pará pelo Prof. Adagenor Ribeiro.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.168
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sgml

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Instituto de Ciências Exatas e Naturais Faculdade de Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Disciplina: ELEMENTOS DA WEB SEMÂNTICA Professor: ADAGENOR LOBATO RIBEIRO SGML Equipe: José Ailton Valadares Igor Samuel Vagner Nogueira Victor Espíndola Paulo Cleiton
  2. 2. Introdução  O que é marcação? ◦ Originalmente as marcações referiam-se às anotações feitas a mão pelos autores e desenhistas e que seriam adicionadas ao texto escrito.
  3. 3. Introdução  Marcação de Procedimentos X Marcação Descritiva: ◦ Marcação de Procedimentos:  Programas de edição de texto e de editoração eletrônica.  Geralmente usa formatos proprietários de arquivos de dados.  Define como o documento será apresentado em uma mídia específica.  Dificilmente, ficam bons em uma mídia diferente da que o autor originalmente pensou em usar.
  4. 4. Introdução  Marcação de Procedimentos X Marcação Descritiva: ◦ Marcação Descritiva:  Não há preocupação com a aparência do texto, mas sim com as entidades representadas.  Determina que uma certa porção do texto representa o título do documento, outra porção de texto representa o nome de um capítulo e assim por diante.  A mídia onde o texto será divulgado, não afeta o resultado final, pois não há uma preocupação com constantes e sim com o conteúdo.
  5. 5. Introdução  Marcação de Procedimentos X Marcação Descritiva: ◦ Um sistema de marcações por procedimentos tem a desvantagem de tornar a documentação obsoleta, pois ela depende da plataforma e do sistema usado.
  6. 6. Introdução  O SGML é um padrão internacional (ISO 8879).  Publicado em 1986.  Descreve um padrão para o uso de marcações descritivas mescladas ao documento.  Fornece um método padrão para nomear as estruturas de um texto, definindo modelos hierárquicos para cada tipo de documento produzido.
  7. 7. Introdução  Há diferentes estruturas de documentos para cada diferente tipo de informação criada: ◦ boletins informativos; ◦ manuais técnicos; ◦ catálogos; ◦ especificações de projeto; ◦ relatórios; ◦ cartas; ◦ memorandos.
  8. 8. Introdução  O SGML permite a criação de documentos independentes do tipo de máquina e dos programas usados já que, como o SGML é um padrão internacional, ele é portável.  Pode-se trocar informações entre usuários em diferentes sistemas e plataformas sem nenhuma alteração necessária.
  9. 9. Standard Generalized Markup Language Suas Origens...
  10. 10. O SGML e suas Origens •GML foi criada no final da década de 60 pelos pesquisadores da IBM C. Goldfarb, E. Mosher e R. Lorie. •Com o objetivo de construir um sistema portável (independente de sistema operacional, formatos de arquivos, etc) para o intercâmbio e manipulação de documentos.
  11. 11. O SGML e suas Origens •Elesoptaram por um sistema de quot;Marcação Generalizadaquot; (Generalized Markup), com dois objetivos básicos: A marcação de um documento deve descrever a estrutura do documento e outros atributos do mesmo, em vez de especificar o processamento a ser feito no mesmo. •A marcação deve ser definida rigorosamente, de forma que sistemas formais como programas possam ser usados para processar o documento.
  12. 12. O SGML e suas Origens •Em outras palavras, quot;marcação generalizada não restringe documentos a uma única aplicação, estilo de formatação ou sistema de processamentoquot;.
  13. 13. O SGML e suas Origens •Goldfarb provou em 1974 que um analisador sintático (parser) é capaz de validar um documento GML sem realmente processá-lo. •Em 1986 SGML tornou-se um padrão internacional e foi adotada por várias empresas de porte como padrão para intercâmbio e armazenamento de documentos.
  14. 14. O SGML e suas Origens •Como SGML não possui um conjunto pre-definido de tags e de elementos, ela é na verdade uma meta- linguagem para descrever (mais precisamente especificar) linguagens de marcação. •Ela não possui uma semântica pré-definida.
  15. 15. Standard Generalized Markup Language Características...
  16. 16.  Estrutura (DTD)  Conteúdo  Estilo
  17. 17. DTD – Document Type Definition  O DTD descreve a estrutura de um documento;  Especifica regras para a relação entre os diversos elementos;  Ex.: um título de capítulo deve ser o primeiro elemento ao se iniciar um novo capítulo
  18. 18. DTD – Document Type Definition  Todo documento gerado a partir de uma linguagem de marcação baseada em SGML, necessita de um DTD anexado ao documento;  Podem estar incluídas diretamente no documento SGML;  ou podem ser importadas como arquivos com a extensão .dtd
  19. 19. DTD – Document Type Definition  Especifica a sintaxe de uma determinada linguagem baseada no padrão SGML;  Semelhante à uma gramática de linguagens convencionais (C, Pascal, Java...);  Pode ser utilizado por um analisador sintático (parser)‫;‏‬
  20. 20. Exemplo de aplicação de um DTD  Utilizaremos para exemplificar um DTD, o utilizado na linguagem HTML, definido pela W3C;  Sua importação é feita da seguinte maneira:  <!DOCTYPE HTML PUBLIC quot;-//W3C//DTD HTML 4.01//ENquot; quot;http://www.w3.org/TR/html4/strict.dtdquot;>  Podemos perceber que o DTD padrão da linguagem HTML é o arquivo strict.dtd
  21. 21. Exemplo de aplicação de um DTD  Iremos apresentar a seguir, um trecho da especificação do DTD padrão utilizado em documentos HTML;  Será apresentado, a estrutura de um documento html e da tag <img>
  22. 22. Estrutura de um documento HTML, segundo o DTD strict.dtd  <!DOCTYPE HTML PUBLIC quot;-//W3C//DTD HTML 4.01//ENquot;  quot;http://www.w3.org/TR/html4/strict.dtdquot;>  <html>  <head>  ...  </head>  <body>  ...  </body>  </html>
  23. 23. Estrutura da tag <img>, segundo o DTD strict.dtd  <!ELEMENT IMG - O EMPTY -- Embedded image -->  <!ATTLIST IMG  %attrs; -- %coreattrs, %i18n, %events --  src %URI; #REQUIRED -- URI of image to embed --  alt %Text; #REQUIRED -- short description --  longdesc %URI; #IMPLIED -- link to long description  (complements alt) --  name CDATA #IMPLIED -- name of image for scripting --  height %Length; #IMPLIED -- override height --  width %Length; #IMPLIED -- override width --  usemap %URI; #IMPLIED -- use client-side image map --  ismap (ismap) #IMPLIED -- use server-side image map --  >
  24. 24.  Conteúdo ◦ própria informação contida pelo documento ◦ O método de identificação da posição do conteúdo em um documento SGML é chamado de tagging. <par>Conteúdo é a informação por si mesma. </par>
  25. 25.  Estilo ◦ O padrão SGML não se preocupa com a criação de estilos. Essa preocupação deu origem a diversos outros sistemas como o CALS, DSSSL ou o FOSI. Apenas como nota, a ISO aprovou em 1996 o DSSSL como padrão a ser usado junto com o SGML. ◦ Na HTML temos o CSS, padrão da W3C.
  26. 26.  Cada uma das linguagem de etiquetagem definidas na especificação SGML é denominada de aplicação SGML e caracteriza-se por: ◦Uma declaração SGML. A declaração SGML especifica quais os caracteres e delimitadores que podem aparecer na aplicação. ◦A definição do tipo de documento (DTD).
  27. 27. ◦Esta especificação impõe ainda algumas restrições feitas à sintaxe, as quais não poderão portanto ser expressadas no interior de uma DTD. ◦Instâncias do documento contendo dados (conteúdos) e etiquetas (tags). Cada instância contém uma referência feita à DTD, de modo a que ela possa ser interpretada.
  28. 28.  Elementos  Referências dos Caracteres  Comentários
  29. 29. Linguagens baseadas em SGML  Linguagem DocBook:  Criada originalmente como uma aplicação da SGML;  Usada para edição de documentação técnica.
  30. 30. Linguagem DocBook  A DTD da DocBook define um número limitado de tags;  Fornecendo regras exatas em como usá-las: quais atributos são válidos para a tag A, que elemento B pode ser aninhado dentro do elemento C, etc.
  31. 31. Linguagem DocBook  As tags do DocBook trabalham com estrutura e semântica (significado), nunca de forma cosmética.  No DocBook, você achará tags estruturais como: <book>, <part>, <chapter>, <section>, <para>, <table>;  e tags semânticas como <filename>, <warning>, <emphasis>, <postcode>;
  32. 32. Linguagem DocBook  mas não se tem nada como:  <font>, <bold>, <center>, <indent>, <backgroundcolor>  Ou seja, nada que tenha a ver com layout ou cosmética.
  33. 33. Linguagens baseadas em SGML  HTML e XML são derivados do SGML, os quais serão explicados pelas próximas equipes.
  34. 34. Conclusão  Podemos perceber nesta apresentação a grande importância do padrão SGML, o qual pode ser considerado o propulsor da Web atual, onde as linguagens de marcação são bastante utilizadas.
  35. 35. Referências  http://www.dcc.unicamp.br/~celio/inf533/docs/markup.html  http://lie-br.conectiva.com.br/godoy/sgml.html#toc2  http://desenaviegas.com/sgmltut.html  http://www.isgmlug.org/sgmlhelp/g-index.htm  http://www.lysator.liu.se/projects/about_psgml.html  http://www.sgmlsource.com/history/AnnexA.htm

×