UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS
CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
(BACHA...
2013
RODRIGO VARELA DO AMARAL
CONCEITO
DE
INFORMAÇÃO
Trabalho apresentado ao Professor José Adelir Wolf da
disciplina de T...
LAGES (SC)
2013
Introdução
Informação é o resultado do processamento, manipulação e organização de dados, de tal
forma que...
Dado
É qualquer elemento identificado em sua forma bruta que, por si só, não conduz a uma
compreensão de determinado fato ...
Conclusão
A Informação tem natureza interdisciplinar uma vez que deriva e se relaciona com várias
disciplinas associadas, ...
Bibliografia
NECOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento: transdisciplinaridade. In Educação e
transdisciplinaridade. Tradu...
Bibliografia
NECOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento: transdisciplinaridade. In Educação e
transdisciplinaridade. Tradu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conceito informação

201 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
201
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceito informação

  1. 1. UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (BACHARELADO) RODRIGO VARELA DO AMARAL CONCEITO DE INFORMAÇÃO LAGES (SC)
  2. 2. 2013 RODRIGO VARELA DO AMARAL CONCEITO DE INFORMAÇÃO Trabalho apresentado ao Professor José Adelir Wolf da disciplina de Teoria Geral de Sistemas do 3º Semestre do Curso de Sistema de Informação da Universidade do Planalto Catarinense.
  3. 3. LAGES (SC) 2013 Introdução Informação é o resultado do processamento, manipulação e organização de dados, de tal forma que represente uma modificação (quantitativa ou qualitativa) no conhecimento do sistema (pessoa, animal ou máquina) que a recebe. Necessidade de informação é o encaixe perfeito entre quem a anseia, por que a informação é procurada e o que com ela se deseja fazer. Informação tem sido considerada como tangível e conhecimento como intangível.Todavia, ao ser determinado como informação aquilo que é informativo e relevante para o usuário, torna-se difícil estabelecer um ponto fixo que determine se informação é tangível ou intangível, pois, para o usuário, isso pode ser distinto.
  4. 4. Dado É qualquer elemento identificado em sua forma bruta que, por si só, não conduz a uma compreensão de determinado fato ou situação. Sintaxe É o estudo das regras que regem a construção de frases nas línguas naturais. A sintaxe é a parte da gramática que estuda a disposição das palavras na frase e das frases no discurso, incluindo a sua relação lógica, entre as múltiplas combinações possíveis para transmitir um significado completo e compreensível. À inobservância das regras de sintaxe chama-se solecismo. Emissor Em teoria da informação o emissor é um dos protagonistas do ato da comunicação. Este, em dado momento, emite uma mensagem para umreceptor ou destinatário. O emissor normalmente antes de enviar ou até mesmo produzir a mensagem , procura descobrir qual o nível de conhecimento do receptor, o seu nível cultural, a sua instrução, em outras palavras, descobrir o repertório dos receptores da mensagem. Receptor É um dos protagonistas do ato da comunicação: aquele a quem se dirige a mensagem, quem recebe a informação e a decodifica, isto é; transforma os impulsos físicos (sinais) em mensagem recuperada. Utilidade Consiste no valor que é conferido a um produto em virtude do fato que ele pode prover o usuário com informações úteis. Fontes São os meios utilizados para equacionar problemas informacionais estabelecidos pelo esforço de converter as necessidades em resultados práticos através das diversas formas de conhecimento. Ruído Em teoria da informação, designa por ruído qualquer perturbação que ocorra na transmissão do sinal, tal como uma voz muito baixa, falta de atenção do receptor , muita informação, linguagem inadaptada ao público ou código mal adaptado.
  5. 5. Conclusão A Informação tem natureza interdisciplinar uma vez que deriva e se relaciona com várias disciplinas associadas, tais como matemática, lógica, linguística, psicologia, informática, comunicações e administração. Criar e gerir conteúdo depende muito de conhecer quem está do outro lado. Trabalhar por intuição é gasto de tempo e dinheiro.
  6. 6. Bibliografia NECOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento: transdisciplinaridade. In Educação e transdisciplinaridade. Tradução de VERO, Judite; Mello, Maria F. de; e SOMMERMAN, Américo.Brasília: UNESCO, 2000. Edições UNESCO. PEREIRA, Frederico Cesar Mafra. Necessidades e usos da informação: a influência dos fatores cognitivos, emocionais e situacionais no comportamento informacional de gerentes. Perspectivas em Ciência da Informação, [online], vol.15, n.3, p. 176-194, 2010. Acesso em 25/02/2012
  7. 7. Bibliografia NECOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento: transdisciplinaridade. In Educação e transdisciplinaridade. Tradução de VERO, Judite; Mello, Maria F. de; e SOMMERMAN, Américo.Brasília: UNESCO, 2000. Edições UNESCO. PEREIRA, Frederico Cesar Mafra. Necessidades e usos da informação: a influência dos fatores cognitivos, emocionais e situacionais no comportamento informacional de gerentes. Perspectivas em Ciência da Informação, [online], vol.15, n.3, p. 176-194, 2010. Acesso em 25/02/2012

×