Avaliação de Desempenho Logístico e Balanced Scorecard

8.571 visualizações

Publicada em

Apresentação do Pré-Projeto de André Camarão Ramos e Vilciane de Oliveira França na Universidade do Estado do Pará no 1o semestre de 2007.
Apresentação de um estudo de caso para uma empresa distribuidora na cidade de Belém-PA.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.571
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
59
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
166
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação de Desempenho Logístico e Balanced Scorecard

  1. 1. Pré-Projeto Avaliação de Desempenho Logístico sob as Perspectivas do Balanced Scorecard – BSC: Um Estudo de Caso em uma Empresa Distribuidora da Grande Belém Alunos: André Camarão Ramos Vilciane de Oliveira França
  2. 2. <ul><li>Alunos: </li></ul><ul><li>André Camarão Ramos </li></ul><ul><li>Vilciane de Oliveira França </li></ul>Universidade do Estado do Pará Centro de Ciências Naturais e Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Projeto de trabalho de conclusão de graduação apresentado como requisito de avaliação para a disciplina PEP I pelo curso de Engenharia de Produção da Universidade do Estado do Pará
  3. 3. Sumário <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Relevância do Projeto </li></ul><ul><li>Objetivos do Projeto </li></ul><ul><li>Metodologia e Cronograma </li></ul><ul><li>Hipóteses (Resultados Esperados) </li></ul><ul><li>Referências Bibliográficas </li></ul>
  4. 4. 1) Introdução <ul><li>Medir e Avaliar </li></ul><ul><li>Indicadores </li></ul><ul><li>Balanced Scorecard </li></ul><ul><li>Logística Empresarial </li></ul>
  5. 5. Introdução – Medir e Avaliar <ul><li>Por que medir e avaliar? </li></ul><ul><li>Medições nas diversas engenharias ( civil, mecânica, elétrica, etc) </li></ul><ul><li>Engenheiro de Produção, profissional mergulhado em sis-temas dinâmicos e instáveis </li></ul>Possíveis Entrantes Fornecedores Indústria Compradores Substitutos (Porter, 1987)
  6. 6. Introdução – Indicadores <ul><li>Quantificam processos, possibilitando resolução de problemas. </li></ul><ul><li>Key Performance Indicators – Indicadores-Chave de Desempe- nho; </li></ul><ul><li>Extraídos dos processos-chave da organização; </li></ul><ul><li>Padronizados possibilitando benchmarking; </li></ul>&quot;Não se pode gerênciar aquilo que não é medido&quot; (Kaplan e Norton, 1997)
  7. 7. Introdução – Balanced Scorecard <ul><li>Necessidade de Kaplan e Norton </li></ul><ul><li>As quatro perspectivas </li></ul>Processos Internos Clientes Aprendizado e Crescimento Financeiro (Kaplan e Norton, 1992) Qualidade Produtividade Logística Comunicação Interna Inovação Competências Motivação Satisfação Fidelização Participação Lucratividade Fluxo de Caixa ROI
  8. 8. Introdução – A Logística Empresarial <ul><li>Fonte: (Novaes, 2004) </li></ul>
  9. 9. 2) Relevância <ul><li>Por que avaliar? </li></ul><ul><li>Sobre o CD em estudo </li></ul>
  10. 10. Relevância – Por que avaliar? <ul><li>Segmento atacadista e de distribuição é um dos elos mais im- portantes na Cadeia de Suprimentos </li></ul><ul><li>Faturamento de 86,5 bilhões (2005); </li></ul><ul><li>Atende a quase 1 milhão de estabelecimentos comerciais em todo do Brasil (crescimento anual de 7% a 8%) </li></ul>Fornecedor Distribuidor Varejo (ABRAS, 2005)
  11. 11. Relevância – Por que avaliar? <ul><li>Percentuais dos custos de distribuição sobre a receita bruta: </li></ul>Fabricante Distribuidor/ Atacadista Varejista Consumidor 15% 20% 35% 50% Fonte: ABRAS
  12. 12. <ul><li>Ramo alimentício, no entanto trabalha com outros seg-mentos; </li></ul><ul><li>Empresa de médio porte, que atende a quase todo o esta-do do Pará; </li></ul><ul><li>Possui problemas significativos referentes à armazena- gem, avaria, demanda reprimida e grau de integração com os demais elos da Cadeia ( Supply Chain ); </li></ul><ul><li>Possui apenas mecanismos de medição sob a perspectiva financeira. </li></ul>Relevância - Sobre o CD em estudo
  13. 13. 3) Objetivos <ul><li>Principais </li></ul><ul><li>Secundários </li></ul>
  14. 14. Objetivos Principais <ul><li>Avaliação do desempenho logístico a partir da criação/sele-ção de indicadores-chave ( KPI ’s) característicos de seus processos, baseada na ferramenta Balanced Scorecard. </li></ul>
  15. 15. Objetivos Secundários <ul><li>Difundir a importância da logística; </li></ul><ul><li>Propor / identificar indicadores-chave de desempenho logísti-co para a empresa em estudo; </li></ul><ul><li>Validar os indicadores de desempenho; </li></ul><ul><li>Sugerir um caminho adequado para tomada de decisão geren-cial; </li></ul><ul><li>Esclarecer à empresa a importância de se buscar eficiência multifacetada (perspectivas do BSC ); </li></ul>
  16. 16. 4) Metodologia e Cronograma
  17. 17. Defesa Pública dos resultados Revisão da Redação Construção da Monografia Validação dos KPI ’s Análise dos resultados Proposição/ seleção dos KPI ’s e tratamento dos dados Investigação na empresa, Coleta de informações/dados necessários Discussão teórica acerca do tema Revisão da Literatura Atividades Dez Nov Out Set Ago Jul Jun Mai
  18. 18. 5) Hipóteses (Resultados Esperados) <ul><li>Principal </li></ul><ul><li>Secundária </li></ul>
  19. 19. Hipótese Principal <ul><li>É possível avaliar o desempenho logístico de uma empresa distribuidora da Grande Belém, a partir de indicadores en-capsulados no Balanced Scorecard. </li></ul>
  20. 20. Hipóteses Secundárias <ul><li>Conhecer diversos quadros situacionais da organização; </li></ul><ul><li>Possibilitar ação interna; </li></ul><ul><li>Afloração de bons níveis de serviços; </li></ul>
  21. 21. 7) Referências
  22. 22. Referências <ul><li>BALLOU, Ronald. H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos/Logística Empresarial . 5ª edição. Porto Alegre: Bookman Editora, 2000. </li></ul><ul><li>BOWERSOX, Donald J; CLOSS, David J. Logística Empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimentos. São Paulo: Atlas, 2001. </li></ul><ul><li>CAMPOS, Vicente Falconi. Gerência da qualidade total : estratégia para aumentar a competitividade da empresa brasileira. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1990. </li></ul><ul><li>CHIAVENATO, Idalberto, SAPIRO, Arão. Planejamento Estratégico: Fundamentos e Aplicações, Rio de Janeiro: Elsiever Editora, 2004, 458 p. </li></ul><ul><li>DURSKI, Gislene Regina. Indicadores de Desempenho Global da Organização: uma Proposta de Avaliação. 2004. 102 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004. </li></ul><ul><li>EYMERY, Pascal. Enjeux de la Logistique . Téchniques de l’Ingénieur: Paris. AG 9 020, 1998. </li></ul><ul><li>FISCHMANN, Adalberto A., ZILBER, Moisés Ari. Utilização de indicadores de desempenho como instrumento de suporte à gestão estratégica . Disponível em: <www.informal.com.br/artigos/AE11.html>. Acesso em: 10 ago. 2006. </li></ul><ul><li>HERARD, Jacques. Structures et Organisation de l’Enterprise . Téchniques de l’Ingénieur: Paris, AG 1 400, 2001. </li></ul>
  23. 23. Referências <ul><li>KAPLAN, R. S., NORTON, D. P. A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard . Rio de Janeiro, Campus, 1997. </li></ul><ul><li>KAPLAN, R. S., NORTON, D. P. The Balanced Scorecard: Measures that Drive Performance . Harvard Business Review. Janeiro/Fevereiro – 1992. </li></ul><ul><li>LIMA, O. F. J. Análise e avaliação do desempenho dos serviços de transporte de carga . In: Caixeta-Filho, J. V. e R. S. Martins (eds.) Gestão logística do transporte de cargas.São Paulo: Ed. Atlas, 2001. </li></ul><ul><li>MENDES, Dilermando Pinto. O Balanced Scorecard como Instrumento de Avaliação do nível de Desempenho Logístico em uma Empresa de Prestação de Serviços . 2002. 156 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002. </li></ul><ul><li>MOURA, Reinaldo A (et al). Atualidades na Logística. São Paulo: Instituto IMAM, 2003. </li></ul><ul><li>NOVAES, Antônio, G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição: estratégia, operação e avaliação . Rio de Janeiro: Campus, 2001. </li></ul><ul><li>NUNES, Mekler Nichele. Quem vai distribuir? : Projeções e Estratégias sobre o 3º P do Marketing para Empresas Intermediárias no Brasil. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001. </li></ul><ul><li>OGATA, Katsuhiko. Engenharia de Controle Moderno . Rio de Janeiro: LTC, 1997. </li></ul><ul><li>PORTER, Michael E. Estratégia Competitiva : Técnicas para Análise de Indústrias e da Concorrência. Rio de Janeiro: Campus. 1986. 362 p. </li></ul><ul><li>PRADO, Darci. Usando o MS Project 2002, em gerenciamento de projetos . 3ª edição. Belo Horizonte: Ed. DG, 1998. </li></ul><ul><li>PRAHALAD, C. K, HAMEL, Gary. The Core Competence of the Corporation . Harvard Business Review, Maio-Junho, 1979-1991. </li></ul><ul><li>SLACK, Nigel (et. AL). Administração da Produção . São Paulo: Atlas, 1997. </li></ul>
  24. 24. OBRIGADO!

×