1 introdução ao agronegócio 04 03

5.278 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
305
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 introdução ao agronegócio 04 03

  1. 1. IA- Introdução ao Agronegócio Eng. Agrônoma Msc. Marcela Liege Email: marcelaliege@yahoo.com.br 04/03/2013
  2. 2. • 1ª Avaliação: 15/04• 2ª Avaliação: 10/06
  3. 3. • Agronegócio;• Bases tecnológicas agropecuárias;• O profissional do agronegócio.
  4. 4. Referências:• MASSILON, Justino de Araújo. Fundamentos de Agronegócios. São Paulo: Atlas, 2003.• FURTADO, R. Agribusiness Brasileiro: a história. São Paulo: Evoluir Cultural, 2002.• ZUIN,, F. S.; QUEIROZ, T.R. Agronegócio: gestão e inovação. São Paulo: Saraiva, 2006.• BATALHA, M. O. et al. Recursos humanos e agronegócios: evolução do perfil profissional. Jabotical: Editora Novos talentos, 2005.• SANTOS, Gilberto José dos; MARIUON, José Carlos; SEGATTI, Sonia. Administração de Custos na Agropecuária. São Paulo: Atlas,2002.
  5. 5. Agronegócios.Conceito, abrangência e histórico.
  6. 6. ConceitoAgribusiness ?É um sistema integrado; umacadeia de negócios, pesquisas,estudos, ciência, tecnologia, etc.,desde a origem vegetal/animal atéprodutos finais com valoragregado, no setor de alimentos,fibras, energia, têxtil, bebidas,couro e outros.
  7. 7. Características do Agronegócio Agricultura Indústria• Relações biológicas •Relações•Importância da terra com suas mecânicas/tecnológicas;qualidades; •Simples local físico de•Importância do clima; instalação;• oferta sazonal de produção,oferta sazonal por fatores •Clima = pouco afeta, ofertaprodutivos, sazonalidade no constante, demandauso e serviços dos fatores de constante (rotinizaçãoprodução; do cotidiano);• Indústria a céu aberto – risco • Garantia e proteção (viamaior e dificuldades de seguro);securitização;• Importância da fitossanidade •Importância reduzida(pragas e moléstias).
  8. 8. Características do Agronegócio Agricultura Indústria• Mão-de-obra menos • Mão-de-obra qualificada equalificada, sujeita a especializada (rotina desazonalidade e diversidade de operações);operações; •Menor sujeição;•Maior sujeição as barreirasnão-tarifárias (técnicas, •Riscos menores = maiorsanitárias e fitossanitárias); controle;•Riscos maiores (chuvas, secas •Aproximação de oligopsônioe outros fatores acidentais – (lado comprador) e oligopóliopragas e moléstias); (lado vendedor);•Aproximação de mecanismosde competição pura (oferta- •Produtos diferenciadosdemanda); (diferenciação, diversificação•Produtos homogêneos. e segmentação de mercado).
  9. 9. assistência pesquisa organização técnica insumo produçãodistribuidores AGRONEGÓCIO processamento serviços portuários exportação transporte crédito comercialização
  10. 10. Divisão do Agronegócio“Antes da Porteira” “Dentro da Porteira” “Pós-porteira”
  11. 11. • “Antes da porteira” - representados pelas indústrias e comércios que fornecem insumos para a produção rural. Por exemplo, os fabricantes de fertilizantes, defensivos químicos, equipamentos, etc.
  12. 12. • Bunge• Fertipar• Mosaic• Heringer• Ultrafertil• Yara• Fosfertil• Fertibras
  13. 13. • Syngenta• Bayer• CropScience• BASF• Dow• AgroSciences• Monsanto
  14. 14. • Agroforn• Fischer• JhonDeere
  15. 15. • “Dentro da porteira” – trata dos negócios agropecuários propriamente ditos que representam os produtores rurais, sejam eles pequenos, médios ou grandes produtores, constituídos na forma de pessoas físicas ou de pessoas jurídicas.
  16. 16. Fonte: Google.
  17. 17. • “Pós-porteira” - estão a compra, o transporte, o beneficiamento e a venda dos produtos agropecuários até chegar ao consumidor final.
  18. 18. Fonte: Google
  19. 19. Fonte: Google
  20. 20. Esquema Básico do AgronegócioFornece Indústrias de -dores Produtor Processamen- Atacado Consumidor de Rural to / / Varejo FinalInsumos Manufatura
  21. 21. Histórico da Balança Comercial Brasileira
  22. 22. Balança Comercial, 2000 a 2011 (US$ Bilhão FOB) Corrente Ano Exportações Importações Saldo Comercial2000 55,086 55,839 -753 110,9252001 58,223 55,572 2,651 113,7952002 60,362 47,240 13,122 107,6022003 73,084 48,291 24,793 121,3752004 96,475 62,835 33,640 159,3102005 118,308 73,551 44,757 191,8592006 137,807 91,351 46,456 229,1582007 160,649 120,610 40,039 281,2592008 197,942 172,985 24,957 370,9272009 152,994 127,647 25,347 280,6412010 201,915 181,649 20,226 385,5642011 256,040 226,243 29,797 482,283Fonte: Balança Comercial Brasileira, Secex/MDIC, Jan. 2012
  23. 23. Exportações Brasileira e do Agronegócio, 2007/ 2011 (US$ bilhão)Item 2007 2008 2009 2010 2011A. Exportações Totais 160,649 197,942 152,994 201,915 256,040B. Exportações do 58,414 69,317 63,116 75,542 92,483AgronegócioC. Diferença 102,235 128,625 89,878 126,673 163,557D. Participação B/A 36,40% 35,02% 41,25% 36,92% 36,12% Fonte: CONAB/MAPA, Jan. 2012
  24. 24. Saldo da balança comercial brasileira e do agronegócio, 2006 a 2011 (US$ bilhão)Item 2006 2007 2008 2009 2010 2011A. Saldo Balança 46,07 40,039 24,745 25,347 20,226 29,797ComercialB. Saldo Balança do 42,72 49,696 57,714 53,467 60,894 76,300AgronegócioC. B/A 0,93 1,24 2,33 2,11 3,01 2,56Fonte: CONAB/MAPA, Jan. 2012
  25. 25. Exportações do Agronegócio para os principais produtos (US$ bilhão) 2010 2011 Var. % Complexo Soja 17,707 24,139 36,3 Açúcar e Álcool 13,776 16,180 17,5 Carnes 13,630 15,639 14,7 Produtos Florestais 9,282 9,638 3,8 Café 5,765 8,733 51,5 Cereais e Farinhas 2,715 4,164 53,4 Fumo e Seus 2,762 2,935 6,3 Produtos Couros Peles e 2,639 2,761 4,6 Calçados Sucos de Frutas 1,926 2,666 38,4Fonte: SECEX / MDIC, Jan. 2012
  26. 26. Principais países de Destino das Exportações do Agronegócio Destino 2010 (%) 2011(%) União Européia 26,7 25,1 China 14,4 17,5 EUA 7,1 7,1 Rússia 5,3 4,3 Japão 3,1 3,7 Arábia Saudita 2,6 2,6 Venezuela 2,8 2,5 Irã 2,7 2,2 Outros 35,3 35,0Fonte: Agroanalysis, FGV, Fevereiro 2012;
  27. 27. Importações do Agronegócio: Principais Produtos – 2010 e 2011 Valor (US$ milhão) Produto 2010 2011 Madeiras e Seus 1929 2173 Produtos Trigo 1746 2133 Algodão 1139 1815 Borracha Natural 790 1101 Sucos e Conservas 732 793 Alim. Outros Óleos e Oleagin. 731 1034 Peixes e Crustáceos 618 679 Frutas (exc. Laranja) 555 698 Demais 4769 6117 Total 13009 16543 Fonte: Balança Comercial Brasileira, Secex/MDIC, Janeiro 2012
  28. 28. Objetivos Básicos do Agronegócio• Segurança Alimentar - Quantidade - Qualidade Desenvolvimento econômico e social sustentável Aumento da renda e do emprego Abertura de novos mercados para a agricultura
  29. 29. Fatores do crescimento do Agronegócio 1. Disponibilidade de terras 2. Tecnologia para agricultura tropical 3. Recursos humanos qualificados 4. Preços internacionais 5. Políticas públicas
  30. 30. Potencial
  31. 31. Produção com sustentabilidade Distribuição territorial – Estimativa (milhões de ha)Floresta Amazônica 345Pastagens 220Áreas protegidas 55Culturas anuais 47Culturas permanentes 15Cidades, lagos e estradas 20Florestas cultivadas 5Subtotal 707Outros usos 38Áreas não exploradas ainda disponíveis para aagricultura 106TOTAL Elaboração: Revista VEJA, edição 03/03/2004 Fontes: IBGE e CONAB Adaptação: MAPA 851
  32. 32. Grandes Tendências Tendências Demográficas: - aumento da população mundial - população urbana maior que a rural - mudança nos hábitos alimentares - envelhecimento da população Tendências Econômicas - crescimento da economia mundial - liberalização do comércio internacional
  33. 33.  Tendências Ambientais - utilização de práticas conservacionistas - agricultura agroflorestal e reflorestamento - escassez de água Tendências Tecnológicas - avanços da biotecnologia
  34. 34. Previsões A OCDE estima que a produção de alimentos para fins desta década deverá crescer 20% e, neste crescimento, caberá ao Brasil responder por 40% (maior participação mundial). Pesquisas de projeções de Institutos Internacionais e da Assessoria de Gestão Estratégica do MAPA indicam que o agronegócio brasileiro tem grande potencial de crescimento, para suprir e abastecer o mercado interno quanto externo.

×