Eugênio de castro

602 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eugênio de castro

  1. 1. Coimbra, 4 de março de 1869 — 17 de agosto de 1944
  2. 2. IntroduçãoEugênio de Castro e Almeida é considerado o introdutor doSimbolismo em Portugal. Licenciou-se em Letras naUniversidade de Coimbra e após o término do cursoocupou alguns cargos diplomáticos, como professor namesma universidade. Em Coimbra foi co-fundador darevista internacional A Arte, onde foi diretor entre 1895 e1896, e foi também colaborador do jornal O Dia.Ele publicou os seus primeiros trabalhos de poesia, em1884, aos 15 anos de idade, atingindo o momento mais altoda sua obra em 1900 com o livro Constança.
  3. 3. Murmúrio de água na clepsidra gotejante,Lentas gotas de som no relógio da torre,Fio de areia na ampulheta vigilante,Leve sombra azulando a pedra do quadrante,Assim se escoa a hora, assim se vive e morre...Homem, que fazes tu? Para quê tanta lida,Tão doidas ambições, tanto ódio e tanta ameaça?Procuremos somente a Beleza, que a vidaÉ um punhado infantil de areia ressequida,Um som de água ou de bronze e uma sombra que passa...
  4. 4. Sua obra pode ser dividida em duas fases: na primeira faseou fase Simbolista, que corresponde a sua produção poéticaaté o final do século XIX, Eugênio de Castro definiualgumas características da Escola Simbolista, como porexemplo o uso de rimas novas e raras, novas métricas,sinestesias, aliterações e vocabulário mais rico e musical.Na segunda fase ou neoclássica, que corresponde aospoemas escritos já no século XX, vemos um poeta voltado àAntiguidade Clássica e ao passado português, revelandoum certo saudosismo, característico das primeiras décadasdo século XX em Portugal.
  5. 5. Coimbra, 7 de Setembro de 1867 — Macau, 1 de Março de 1926
  6. 6. Camilo de Almeida Pessanha nasceu no dia 7 desetembro de 1867 na cidade de Coimbra em Portugal.Após formar-se em Direito foi para Macau, na China,onde exerceu a função de Professor.Acometido de Tuberculose e viciado em ópio, retornouvárias vezes para a Portugal para tratar da sua saúde.Essas viagens de pouco valeram, uma vez que o poetafaleceu em 1º de março de 1926 em Macau.
  7. 7. Ele utiliza uma linguagem moderna, que passa ao largo dos simbolistasconvencionais, para discutir questões existenciais. A obra de Pessanhaapresenta um simbolismo arrebatado, considerado o verdadeiro sentimentosimbolista para muitos críticos.Camilo Pessanha que é, sem sombra de dúvidas, o maior e mais autênticopoeta Simbolista português foi fortemente influenciado pela poesia de dopoeta francês Verlaine.Sua poesia, que influenciou vários poetas modernistas, como por exemploFernando Pessoa, mostra o mundo sob a ótica da ilusão, da dor e dopessimismo.O exílio do mundo e a desilusão em relação à Pátria também estão presentesem sua obra e passam a impressão de desintegração do seu ser.
  8. 8. Em 1920, é publicado ‘Clepsidra’, único livro de poesia dePessanha, que estava ainda na China. Foi lá onde o poetapassou seus últimos dias de vida,Os versos com que Camilo Pessanha abre ‘Clepsidra’ sãouma ilustração perfeita para a realidade que ele vivia: “Eu via luz de um país perdido. /A minha alma é lânguida e inerme. / / Oh! Quem pudesse deslizar sem ruído! / / No chão sumir-se, como faz um verme…/ ”.Nesse poema, “Inscrição”, vêem-se perdidos, umpaís(Portugal) e o poeta (Camilo Pessanha) que canta adecaída pátria’.
  9. 9. Clepsidra, 1920.Fonte: www.atelie.com.br/shop/img/loja/492_01.jpg
  10. 10. http://www.infopedia.pt/$eugenio-de-castrohttp://tertuliabibliofila.blogspot.com.br/2010/04/eugeno-de-castro-oaristos-e-o.htmlhttp://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?odigo=483http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/camilopessanha/camilo-pessanha.php

×